Eventos
Discos
A.A.A.
Banda X
Porta 253
Borlas
Fenther TV
Passatempos
Arquivo
Enciclopédia
Ficha Técnica
#fenther











1 / 26
2 / 26
3 / 26
4 / 26
5 / 26
6 / 26
7 / 26
8 / 26
9 / 26
10 / 26
11 / 26
12 / 26
13 / 26
14 / 26
15 / 26
16 / 26
17 / 26
18 / 26
19 / 26
20 / 26
21 / 26
22 / 26
23 / 26
24 / 26
25 / 26
26 / 26

Amplifest no Hard Club, Porto

Uma Ampli experiência.

Emma Ruth Rundle cortou majestosamente a fita de mais um Amplifest num Hard Club imenso e vestido de Amplipeople. Pessoas de visão sonora ampliada. E com uma visão alargada da vida, de saber estar e sentir.
É sem duvida uma experiência que nos penetra na alma e não se limita a apenas dois dias de evento no também icónico Hard Club. É uma experiência que deixa marca. Que tatua a nossa existência. É algo enorme que nos pinta o futuro de negro brilhante e nos cativa.
O Amplifest fica indiferente para quem nunca viveu estes intensos momentos, mas marca com profundeza os sentimentos vitais de quem vive e sabe viver estes dias.

A música é sem duvida o grande motor de busca da existência destas almas que dão magia ao Amplifest, mas o aconchego, as conversas, a descoberta e a entrega são também substâncias que bem digeridas, passam a condimento essencial e especial para o complemento perfeito desta experiência que se vive no Porto anualmente, mas que nos marca para sempre. Para o ano... uma nova tatuagem a ser vincada em todos os Amplipeople.
Um até já Amplifest e um intenso Obrigado.

As memórias fotográficas de Emanuel Ferreira dão luz às memórias interiorizadas nestes dois dias de outono. ☆