Eventos
Discos
A.A.A.
Banda X
Porta 253
Borlas
Fenther TV
Passatempos
Arquivo
Enciclopédia
Ficha Técnica
#fenther











1 / 17
2 / 17

3 / 17

4 / 17

5 / 17
6 / 17

7 / 17

8 / 17

9 / 17
10 / 17

11 / 17

12 / 17

13 / 17

14 / 17

15 / 17

16 / 17

17 / 17

Onze anos e alguns meses, voltei a encontrar uma das bandas que me acompanhou sonoramente ao longo dos anos. A vontade era imensa e num Hard Club curioso e também ele desejoso de sentir os Primal Scream, o palco foi demasiado pequeno para tamanha aparição em palco. Depois do aquecimento feito pelos portuenses Fugly, Bobby Gillespie mergulhou, com o seu traje cor de rosa vincado, nos variados hinos que fizeram destes 35 anos uma banda respeitada e venerada. O motivo para este regresso a Portugal foi a compilação "Maximum Rock'n'Roll - The Singles". Por entre tantos clássicos havia uma novidade na formação. Mani regressou aos "seus" The Stone Roses o ano passado, dando lugar a Simone Butler no baixo. O resto foi servido em belas 18 doses de hits criados ao longo dos anos pelo antigo baterista do The Jesus and Mary Chain. Na bandeja surgiu o electrónico "Don't Fight it, Feel it", o clássico "Swastika Eyes", o energético "Miss Lucifer", o desejado "Can't Go Back", o espacial "Kowalski", o dançante "Kill all Hippies", o melancólico "I'm Losing More Than I'll Never Have", o psicadélico "Higher than the Sun", o simples "Velocity Girl", o convidativo "Dolls", o inigmático "Burning Wheel", o recente "100% or Nothing", o hino "Loaded", o grandioso "Movin' on Up", o rebelde "Country Girl", o emotivo "Come Together", o ritmado "Jailbird" e o festivo "Rocks" a encerrar. Brilhante. ☆