David Fonseca - 20 anos de carreira

David Fonseca está este ano a celebrar 20 anos de carreira, e sendo o "party animal" que é, decidiu dar uma festa de quase 3 horas no Coliseu de Lisboa e convidar-nos a todos. David Fonseca é um cantor que chega a todas as idades e isso era visível no seu concerto de dia 14, havia adultos de todas as idades, havia crianças a acompanhar os pais e havia adolescentes histéricos a gritar "DAVID ÉS LINDO!". Sendo o artista quem é e tentando desde sempre reinventar-se, assim que o público entrava na sala de espectáculos, este dava de caras com 2 cães gigantes a dançar em cima do palco, ao som de música de fundo banal. Uma destas mascotes seria reconhecível pelos fãs por fazer parte do vídeo do single "Resist". Entretanto o momento chega, as mascotes vão embora, e David entra acompanhado pela sua banda deixando o Coliseu, que se encontrava cheio, completamente entusiasmado. Iniciam com "Superstars" e a emoção na sala aumentou tão repentinamente que logo na primeira música tivemos direito a confetis. David dançava daquela forma eléctrica, fluída e dramática que só ele sabe, perseguindo as luzes dos holofotes, mostrando o porquê de ser um dos cantores mais carismáticos em Portugal. Para acalmar os ânimos decide passar pela música que diz mais vezes ter tocado, "Someone that cannot love", que deixou a audiência a cantar em alto e bom som. Chega então a primeira convidada da noite, a espanhola Alice Wonder, que participa em "Resist" de Radio Gemini. E a partir daí, a festa não parou mais de receber convidados. Aparece em palco Rita Redshoes, antiga companheira de banda de David, que interpretou "Hold still" com uma delicadeza que só ela tem. Surge também Manuela Azevedo para inesperadamente cantar "Futuro Eu" numa performance bastante animada, e continua ainda a sua participação com a famosa "Muda de vida" dos Humanos. E porque os Humanos eram constituídos por 3 pessoas, juntou-se então Camané e todos juntam cantaram "O corpo é que paga", mas não sem antes o fadista cantar, também inesperadamente, "Hoje eu não sou". Após tudo isto, David e a sua banda voltam a ficar sozinhos em palco e este pede ajuda ao público para cantar um par de versos, dando a imagem mental de um gatinho prestes a ser atropelado, e dizendo que a força com que o público cantasse iria desviar o carro do gatinho. Escusado será dizer que os desafiados cantaram o mais alto possível e deixaram o gatinho são e salvo. E assim como quem não quer a coisa, o momento já estava a ser tão bizarro, que foi ideal para chamar ao palco Bruno Nogueira, que participa no videoclip da canção "Ela gosta de mim assim" e foi por isso escolhido para a cantar. Este foi sem dúvida um dos momentos mais altos da noite, até porque o convidado fez uma ótima prestação ao microfone. O cenário atrás da banda mudou enumeras vezes, e uma delas foi em "Tell me something I don't know" em que apareceram duas 'belly dancers' a dançar atrás de placas que só deixavam passar as suas sombras. E quase a chegar ao encore chegam-nos "You know what life is for" e "The 80's" que colocaram não só o público a saltar, como a brincar com umas bolas gigantes que foram para eles atiradas, não esquecendo uma segunda dose de confetis. E o encore que se seguiu consistiu num momento mais calmo com "Slow karma" e "Adeus, não afastes os teus olhos dos meus". Mas de repente David desaparece, o público que apesar de satisfeito queria mais, pede um segundo encore, e artista surge de guitarra numa mão e lanterna noutra, no meio da plateia em pé do Coliseu. E entre 3 das músicas que canta, uma delas é "Eu não sei dizer", dos Silence 4, e diz ser cantada em gesto de agradecimento a todos os seus fãs e a todos estes 20 anos que diz terem sido inacreditavelmente fantásticos. Volta então para o palco, os acordes de "Borrow" começam a ser tocados e, quando ninguém estava à espera, é chamada Sofia Lisboa para cantar com David. O público não se conteve, houve uma enorme salva de palmas e as vozes de toda a gente ouviam-se bem alto. Apenas assim foi possível acabar a noite, despedindo-se com "Oh my heart", David Fonseca mostrou uma última vez a sua energia única em palco e agradeceu uma última vez antes de se retirar. ☆


Fotos: Ana Pereira
Texto: Luísa Pereira


      

    

    

    

    

    

    

    

    

    

    

    

    

    

    

    

    

    

+ Aftershows      

      geral@fenther.net       Ficha Técnica     Fenther © 2006