23° Super Bock Super Rock

A pouco mais de um mês do 23° Super Bock Super Rock, a Super Bock e a Música no Coração emitiram uma convocação. Após o cancelamento de Tyler the Creator, o cartaz está recomposto e com novas confirmações. Informações com fartura estavam prontas a ser distribuídas.

A grande atração deste ano são, sem sombra de dúvida, os Red Hot Chili Peppers, confirmação que esgotou quase que instantaneamente os bilhetes diários para 13 de Julho. No entanto um festival não se constrói à volta de um único nome, e por isso houve um esforço para trazer ao país novos nomes de fama, além de artistas que já fizeram furor anteriormente com o público nacional. Após o incrível sucesso da actuação de Kendrick Lamar, dá a ideia que se quer repetir o feito, desta vez com o rapper Future. Também os London Gramar e, com naturalidades portuguesas, Alexander Search (que inclui o vencedor da Eurovisão, Salvador Sobral) e Língua Franca têm estreia marcada nos palcos junto ao Tejo. Foster The People já não são estranhos ao público português, agora com um álbum novo, somando ainda nos regressos Deftones e Fatboy Slim.

Ora isto são maioritariamente nomes que irão ocupar o palco principal, mas há mais três outros palcos. No Palco EDP destaca-se The Legendary Tigerman, pois fará com esta actuação a estreia do seu novo álbum. Vale a pena também referir Seu Jorge, ou Slow J que já foi sucesso na edição passada, agora volta com novo material. O Palco Carlsberg costuma ter um realce menor devido às suas horas, é pois um palco para terminar cada dia do festival de forma festiva à mercê de música electrónica. Tal facto não é desculpa para descuido, e por isso este ano conta com nomes como Xinobi + Moullinex, Magazino, Meu Kamba Sound e, num outro álbum a ser estreado neste festival, Beatbombers. Sobra um palco que costumava ser reconhecido pela sua ligação com a Antena 3, e doravante será reconhecido como Palco LG by SBSR.FM, uma prova da maturidade que a vigésima terceira edição traz. A SBSR.FM é a rádio oficial do festival, uma extensão radiofónica do ambiente já outrora vivido, a LG destaca-se como único parceiro tecnológico, e juntos propõem-se a acarinhar a nova música portuguesa.

Um festival não se limita à música, é pois recordado e avaliado conforme o ambiente e experiências vividas. Além de já ter sido providenciado um espaço Chill Out junto ao rio, há também um esforço que se tem vindo a repetir, refiro-me à iniciativa do Super Bock Super Rock na qualidade de Amplificador da Arte Urbana. Haverá uma peça criada com o único propósito de se demarcar no centro do recinto, um workshop de iniciação ao grafitti, e a parceria com a FAHR 021.3 que levará a cabo acções de arte urbana.

No aspecto da mobilidade, a grande novidade é a parceria com a Uber, que terá inclusive um ponto de entrega e recolha de passageiros. De resto não há grandes alterações, mantêm-se os habituais reforços e preços especiais da CP, bem como a parceria com a Carris e Metro, que oferece autocarro gratuito Carris desde 01:00 até às 05:00.

Já só resta aguardar pelo começo de mais uma edição. Vários são os bilhetes já esgotados, e os últimos passes de 3 dias estão à venda. Numa edição em que a própria Super Bock celebra 90 anos, o espírito festivo não estará em falta.☆

Texto: Tobias de Almeida


      


+ Aftershows      

      geral@fenther.net       Ficha Técnica     Fenther © 2006