NOITE BRANCA VOLTA A ENCHER RUAS DE BRAGA

Braga iluminou-se de branco para 48 horas de música, arte e cultura. É a noite branca de Braga, uma experiência absolutamente pessoal e intransmissível daquela que é reconhecida como o melhor evento do género a nível nacional.

No primeiro fim de semana de Setembro, a cidade de Braga celebrou a rentrée com duas noites e dois dias em que toda a cidade recebeu milhares de pessoas, centenas de artistas e dezenas de eventos que celebraram da melhor forma o fim da silly season.

Desde o final da tarde de sexta até ao início da noite de domingo foram três dias, mais concretamente 48 horas, de propostas e experiências únicas que fazem da noite branca de Braga um evento ímpar. Concertos, instalações e performances inovadoras, museus abertos de dia e de noite e muitas outras actividades. À noite, as festas em branco em vários espaços da cidade, emprestaram branco ás ruas e complementaram os espetáculos musicais onde os concertos foram a face visível do evento que surpreendeu a cada canto.

E por muito difícil que era andar nas ruas de Braga durante os três dias da noite branca, tal era a afluência de pessoas, o caminho sinuoso valeu a pena pelas surpresas que estava reservado para quem o percorrece. A musica foi o ex-libris da noite branca com concertos de Orelha Negra, Aurea, Mariza, Mayra Andrade, Seu Jorge e dj Ride entre outros. Apesar dos concertos serem a parte mais visível e mediática do evento, a cidade de Braga reúniu dezenas de pequenas atividades culturais montadas em todos os cantos da cidade.

De 1 a 3 de Setembro todos os caminhos foram dar a Braga, onde da noite se fez dia e se viveram duas noites e dois dias ininterruptos de cultura e um ambiente de grande festa. Esta foi a sexta edição da noite branca, que voltou a encher as ruas e praças do centro histórico de gente vestida de branco, no fim de semana que passou a marcar o encerramento do verão, atraindo muitos milhares de amantes da música, cultura e arte á cidade de Braga.

A noite branca foi um estrondoso sucesso e terá chamado ás ruas de Braga meio milhão de pessoas. Onde se sentia a extensão da multidão que entrou no centro da cidade, desde o Theatro Circo até ao Campo das Hortas, ao largo da Senhora-a-Branca, ao campo da Vinha onde estava também a zona da restauração. As pessoas diluíram-se por todos os espaços de animação, que garantiu alegria e muita diversão.☆


Fotos e Texto: Paulo J. Pinto


      

    

    

    

    

+ Aftershows      

      geral@fenther.net       Ficha Técnica     Fenther © 2006