A.A.A.
Access All Areas




Estivemos à conversa com os Cosmic Mass para ficarmos a conhecer o novo "Vice Blooms".

Fenther – Quem são e de onde vêm? As devidas apresentações...
Cosmic Mass – Cosmic Mass são o António, o Guimarães, o Menano e o Teixeira. Somos quatro colegas de banda que por acaso também são amigos.

Fenther – São assumidamente uma banda rock? Ou vagueiam por outras paragens?
Cosmic Mass– Tentamos sempre demonstrar um elevado nível de energia tanto nos concertos como no nosso álbum portanto sem dúvida que a nossa música tem uma componente de rock pronunciada. No entanto tendo em conta as nossas várias influências musicais (algumas mais notórias que outras obviamente), a nossa falta de noção de estilo e um estilo de vida relativamente normal e calmo não se pode dizer que sejamos muito rock.

"Cosmic Mass existe com o propósito de fazer uma pessoa esquecer-se por momentos dos seus problemas na vida ao mesmo tempo que recupera a motivação para os enfrentar."

Fenther – Onde se inspiram e quem ou o que vos influência?
Cosmic Mass– Em termos conceptuais, exploramos principalmente o que se vai passando nas nossas vidas através de uma perspectiva carregada de fantasia, ficção científica e mitologias antigas. Em termos do som que procuramos criar, as nossas principais influências são os King Gizzard & the Lizard Wizard, Queens of the Stone Age, Beatles entre outros.

Fenther – Podem falar um pouco sobre este "Vice Blooms"? Palavras poucas...
Cosmic Mass– Vice Blooms é uma banda sonora para uma noite na companhia de vícios, explorando os seus prós e contras.

Fenther – Têm convosco convidados neste disco?
Cosmic Mass– Neste álbum tudo que se ouve vem dos quatro membros da banda.

"...as nossas principais influências são os King Gizzard & the Lizard Wizard, Queens of the Stone Age, Beatles entre outros."

Fenther – Beira Litoral… o que podemos encontrar pela zona de Aveiro a nível cultural?
Cosmic Mass– Aveiro parece estar a começar a evoluir culturalmente, oferecendo cada vez mais alternativas principalmente na área de música e teatro.

Fenther – Tem uma agenda recheada para apresentação do álbum. Algum trunfo na manga? Surpresas em palco?
Cosmic Mass– A nossa fórmula não mudou desde o início deste projecto, do início ao fim do concerto não se tira o pé do acelerador, a banda não pode parar e o público também não. Poderemos trazer no entanto algumas surpresas na forma de músicas novas pertencentes a trabalhos futuros, isto se todos se portarem bem.

Fenther – Estado da musica nacional? Que bandas recomendam?
Cosmic Mass– Nós não seguimos necessariamente a música nacional sem ser dentro de alguns géneros específicos como o rock psicadélico ou de garagem. Nesse âmbito recomendamos bandas como Solar Corona e Fugly.

Fenther – Mensagem final...
Cosmic Mass– Cosmic Mass existe com o propósito de fazer uma pessoa esquecer-se por momentos dos seus problemas na vida ao mesmo tempo que recupera a motivação para os enfrentar. Somos acima de tudo apenas fãs de música.

Vitor Pinto



      geral@fenther.net       Ficha Técnica     Fenther © 2006