Dream Theater

2017.04.30- Coliseu, Porto

Foi um Coliseu praticamente esgotado, que recebeu os Dream Theater, a propósito do aniversário do lançamento de “Images And Words”, mas a primeira parte destinava-se a celebrar o passado mais recente do quinteto norte-americano, com temas como “The Dark Eternal Night”, a arrancar, “The Bigger Picture”, “Hell's Kitchen”, “The Gift of Music” e “Our New World”, após o qual o baixista John Myung fez uma bass cover para “Portrait of Tracy”, de Jaco Pastorius. Veio “As I Am”, o tema mais pesado da noite que, pelo meio, deu direito a uma pequena versão de “Enter The Sandman” dos Metallica. Num palco sóbrio, com um sistema de luz eficaz e contido, os músicos foram evoluindo ao longo dos temas, encerrando a primeira parte com “Breaking All Illusions”.

Após um intervalo, um jingle radiofónico, levava todos até um distante 1992, com passagem de temas da época, que culminou em “Pull Me Under”, o mais bem sucedido single do grupo até à data. Como James LaBrie viria a recordar, os temas contidos neste pedaço de rádio, mostravam os nomes contra quem os desconhecidos Dream Theatre tiveram de batalhar em 92. Seguiram-se os temas de “Images And Words”, por ordem de apresentação, com um solo de bateria, em “Metropolis Pt. 1: The Miracle and the Sleeper”, a cargo de Mike Mangini, substituto de Mike Portnoy, que a par de Rudess fazia o par de músicos, presewntes no Coliseu, que não integrava a banda em 92. Pelo meio, Labrie foi contando histórias, secundado por um Jonh Petrucci muito bem-disposto.

Finda a execução na íntegra de “Images And Words”, veio o intervalo e em jeito de encore, o colectivo apresentou o Ep “A Change Of Seasons” também na totalidade resultando tudo num concerto de quase três horas, e numa daquelas noites de que daqui a anos ainda se estará a falar. ☆


      

















Emanuel Ferreira

☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆

Anteriores



      geral@fenther.net       Ficha Técnica     Fenther © 2006