A.A.A.
Access All Areas




Estivemos à conversa com os Corvos no arranque de mais uma tour.

Fenther – Como estão os Corvos neste inicio de 2017?
Nuno Correia – Estamos muito unidos e com muita vontade de fazer coisas.

Fenther – Foi complicado superar a vossa perda recente?
Nuno Correia – Obviamente é sempre muito complicado e doloroso gerir a situação da perda de um colega e especialmente de grande um amigo…

"Este será um concerto com características especiais e extremamente emotivas para todos, acima de tudo queremos que seja um momento de homenagem ao Cláudio."

Fenther – O regresso aos palcos está a ser planeado com algo especial? Muito apetite?
Nuno Correia– A data de regresso aos palcos para o ano de 2017 já tinha sido planeada pela banda anteriormente. O arranque da tour de 2017 será em Sintra no dia 4 de fevereiro no Olga Cadaval.

Fenther – Para o espectáculo de Sintra haverá convidados?
Pedro Teixeira Silva– Este será um concerto com características especiais e extremamente emotivas para todos, acima de tudo queremos que seja um momento de homenagem ao Cláudio, esta ideia desta tour nasceu dele e vamos nos manter o mais fidedignos ao que o próprio tinha em mente.
A presença do Pai do Claudio em palco a tocar connosco será sem duvida o momento mais difícil e emotivo.
Um convidado também muito especial sera o Tim, que mais uma vez nos da o prazer de partilhar palco, depois da ultima presença no nosso concerto no Meo Arena é sem duvida um reencontro a muito desejado.

"A nossa musica nacional tem interpretes e compositores do melhor que se faz no mundo, a lacuna principal está na divulgação e no conseguir fazer chegar a obra ao publico em geral."

Fenther – E depois por onde vão voar?
Nuno Correia– Vamos voar por onde nos deixarem…

Fenther – 18 anos de existência... Conseguem reflectir estes anos em 18 palavras?
Pedro Teixeira Silva– 18 palavras é demasiado pouco para puder descrever esta intensa aventura que tem sido fazer parte dos Corvos desde o primeiro dia. Uma banda é como um casamento, atravessa varias fases, a que saber dar e receber, a que saber cuidar e tratar, e no fim resta uma imensa amizade e um acreditar constante que senão fortificados como uma fortaleza inviolável não resiste 18 anos.

Fenther – Porquê a escolha dos temas dos Xutos & Pontapés? Identificam-se com a banda?
Pedro Teixeira Silva – Os Xutos são uma banda referência Nacional, tanto pela qualidade das letras como musical, o seu repertorio é vasto e terão sempre um lugar destaque na historia da musica Portuguesa.
O nosso 1º álbum é lhes dedicado na integra e ao ter a oportunidade transportar o universo Rock para a versão quarteto de cordas tive a oportunidade de aprofundar ao detalhe a forma de composição e a riqueza dos temas e com essa mesma experiencia crescer musicalmente. Foi sem dúvida uma aprendizagem fantástica.
Para alem da excelente musica que fazem tenho a destacar a qualidade humana dos mesmos, é um prazer conviver com músicos com a experiencia dos Xutos e a sua simpatia intrínseca.

Fenther – Estado da música nacional? está de boa saúde na vossa opinião?
Pedro Teixeira Silva – Sou um defensor asserimo das cores Nacionais. Nós portugueses somos tão bons ou melhores nas diversas profissões, desporto e nas artes como qualquer outro país. O que acontece na maior parte das vezes é não darmos o devido valor e crédito a nós proprios pensando a maior parte das vezes que o que vem do estrangeiro é superior.
A nossa musica nacional tem interpretes e compositores do melhor que se faz no mundo, a lacuna principal está na divulgação e no conseguir fazer chegar a obra ao publico em geral. As apostas são feitas na generalidade ou do que vem de fora ou do que está na moda, e nós temos uma diversidade musical tão grande e fabulosa mas que infelizmente não é divulgada.
Quase todos os dias vasculhando as plataformas ciberneticas descubro bandas ou artistas nacionais que não fazia ideia existirem, que me deixam simplesmente de boca aberta,tipo como é possivel isto não ser conhecido.
Como tal a meu ver o problema de saúde não está na musica portuguesa, essa está muito boa e recomenda-se.

Fenther – Que bandas podem recomendar?
Nuno Correia – É impossível enumerar ou recomendar aqui todas as bandas de qualidade do no nosso país. Mas elas existem em grande número é apenas uma questão de procurarem. ;)

Fenther – Mensagem final...
Nuno Correia – Apareçam nos nossos concertos pois nós estaremos sempre à vossa espera com muita música e boa disposição.

Vitor Pinto



      geral@fenther.net       Ficha Técnica     Fenther © 2006