2012




2014

Yesterday - The Waiting

Depois de "Destruction", um dos temas perfeitos deste disco, chega-nos o restante trabalho de Pedro Augusto sobre a roupagem de Yesterday.

Temas gloriosos fazem de "The Waiting" um disco sentimentalista, sonhador e de esperança. São vários os desejos para que o futuro continue a transmitir a Yesterday toda a luz que este sexto registo trás consigo!
Um disco primaveril!

(*****)


Entrevistas

Fenther Access All Areas



Ler

Yesterday é o projecto de música a solo de Pedro Augusto. Em 2006, foi vencedor do festival Termómetro Unplugged; participou na compilação Novos Talentos FNAC 2012 e, nesse mesmo ano, venceu também o prémio Jovens Criadores.

Embora a música tenha sempre existido, só a partir de 2001 é que começou a gravar de uma forma mais séria, em casa. Até à data contam-se quatro álbuns nunca editados (WARning, Once Upon a Forest, Colder Hands, Eu Já Cá Estive Antes) e um álbum (You Are The Harvest) editado e disponibilizado gratuitamente pela netlabel MIMI Records, em 2012, e licenciado pela Creative Commons.
7 de Abril de 2014 foi a data de lançamento online do sexto álbum, The Waiting.

THE WAITING, marca um período entre o Verão de 2012 e o início de 2014. Fala da esperança, constantemente renovada, da espera e, às vezes, da sua negação. Está de tal forma intricado na própria vida que se torna numa espécie de feitiço: como se, ao dizer uma palavra, o anseio por algo que nunca virá, pudesse, de alguma maneira, ser quebrado. De alguma forma, com o álbum terminado, chega também a esperança de que a espera também termine.
Este álbum, como os anteriores, é o resultado de um longo processo, no qual as músicas nascem, crescem e são depois registadas na altura em que se destacam como unidades. Este registo não está dependente, por isso, de orçamentos ou disponibilidade de estúdios. Respeita as pausas e acelerações inerentes ao nascer de algo e é, assim, a gravação intensa de sons de acordo com a tecnologia que tem disponível e do seu sempre-limitado domínio da mesma.
Porém, considera-se um músico de estúdio, mas não um músico indie: o seu “regresso” aos espaços intimistas não nasce na contra-cultura do mercado discográfico –, o registar de temas musicais é uma paixão só comparável à sua colecção de coisas antigas e abandonadas. É por isso que, no seu projecto, as apresentações “ao vivo” não fazem grande sentido – não há nada daquela paixão de gravar que persista nas apresentações fora de casa. É também por isso que deixa de fazer sentido a distinção entre autor e produtor; indie ou profissional; fraca e boa qualidade.

Mas isto não é um manifesto, porque não pretende ser nenhuma lição. É apenas a forma como ele sente a Música. E, nesta medida, o lançamento deste álbum teria que ser online com a possibilidade de ser gratuito. As próprias capas foram concebidas de forma a poderem ser impressas e feitas em casa. É como partilhar algo de que se gosta muito, sem qualquer jogo de interesse, sabendo que, mesmo que não haja um público que ouça, a música continuará sempre a manifestar-se em Yesterday… a música não precisa de um público para existir. A situação de alguém sozinho em casa que, de repente, canta como excesso de felicidade ou para espantar os seus demónios, é disso a imagem mais fiel.


Ouvir

project-yesterday.bandcamp.com - soundcloud.com/project_yesterday


Ver
vimeo.com/projectyesterday/thewaiting-teaser - www.youtube.com/watch?v=p3TIfwEEd0E


Contactar

www.twitter.com/proj_yesterday - pedroaugustoaugusto@hotmail.com


www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2014

Para corrigir ou acrescentar algo: fenther@gmail.com


Mais Discos Fenther