NEWS


Aníbal Zola apresenta Pop Dell'Fado e concerto apresentação

Abril 30, 2024

______________________________________________________________



Aníbal Zola está de regresso com o novo álbum Pop Dell’Fado: tem como ponto de partida a poesia para fado tradicional. É um álbum onde o fado se funde com linguagens musicais, que vão da América do Sul a Cabo Verde, e onde Aníbal Zola assume um lugar de multi-instrumentista gravando contrabaixo, baixo elétrico, cavaquinho, guitarras, piano e teclado. Teve a participação de André Mariano na bateria, percussões e guitarra portuguesa, Rafael Carvalho na viola de fado, Patrícia Ferreira na concertina, Rosa Meireles nos dizeres portuenses e contou ainda com uma insólita sessão de gravação em Arequipa, no Perú. “Pop dell’Fado” é a nova história que Aníbal Zola traz para nos contar e que, com a sua voz doce e a sua música que viaja por vários cantos do mundo, nos convida a descobrir novos caminhos.

O novo álbum vai ser editado, para já, em formato físico no dia 4 de Maio e ao longo dos próximos meses Aníbal Zola vai presentear o público com novos singles nas primeiras sextas-feiras de cada mês, dando a conhecer o seu novo disco desta forma até ao final do ano. Em Dezembro “Pop dell’Fado” estará disponível para escuta em todas as plataformas digitais, até lá o novo disco apenas poderá ser adquirido em formato físico nos concertos do artista, no bandcamp ou através do site www.anibalzola.com

No dia 4 de Maio será também o dia do concerto de apresentação que acontece no Passos Manuel, no Porto. Neste concerto estarão em palco: Aníbal Zola, contrabaixo, baixo eléctrico e voz, Miguel Sampaio na bateria e teclados, André Mariano nas percussões e guitarra portuguesa, Romain Valentino no cavaquinho e guitarras e José Ferra nas guitarras.

A primeira amostra do novo disco é o single “Liberdade Mentirosa”. O tema é o resultado de um desafio que foi lançado ao músico portuense: “Em 2023 pediram-me para incluir a palavra “Liberdade” num dos meus espetáculos. Quando este pedido surgiu, estava a folhear um jornal e vi uma notícia que falava sobre dois trabalhadores da TVDE que partilhavam o carro e dormiam na bagageira da viatura, iam trocando entre turnos, enquanto um conduzia o outro dormia. Esta história foi algo que me sensibilizou profundamente. Estava feita a minha escolha. Peguei num papel e num rasgo escrevi um poema para fado tradicional, neste caso sextilhas. Este poema reflete sobre a liberdade num mundo largamente sustentado pela mão de obra barata. Depois, compus uma cumbia para vestir esta história e tive o prazer de contar com a participação de Fausto Andreé nas percussões, numa gravação insólita que aconteceu em Arequipa, no Perú.”

De destacar a atuação de Aníbal Zola no Festival Soam as Guitarras no dia 24 de Maio, em Setúbal, em que o músico convida a cantautora Madalena Palmeirim para partilhar palco.

AGENDA:
4 Maio | Passos Manuel | Porto - Apresentação do disco
24 Maio | Festival Soam as Guitarras | Setúbal - Aníbal Zola Convida Madalena Palmeirim
25 Maio | Festival Junta-te ao Jazz | Benfica, Lisboa (Trio)

O novo disco tem o apoio Fundação GDA
Ilustrações, vídeo e fotos: Catarina Santos



BIOGRAFIA: Aníbal Zola é um cantautor e contrabaixista do Porto com formação académica em Jazz que, desde 2008, utiliza a língua portuguesa como cúmplice no processo de composição. Em Maio de 2024 lança o seu novo disco “Pop dell’Fado”, o seu quarto longa duração.
O novo disco sucede a “Quem sai aos seus” (2022/2023), “amortempo” (2020) e “Baiumbadaiumbé” (2018), todos eles edições de autor e que já levaram o artista a percorrer dezenas de palcos como o Festival EDP Cool Jazz, Festival Vodafone Paredes de Coura, Festival Rádio Faneca, Festival Tom de Festa, FAUP Fest, Festival Ignição Gerador, Festival Jazz Matazz, Centro de Artes de Águeda, Teatro Municipal da Guarda, Centro de Artes de Águeda, entre muitos outros.
Aníbal Zola foi também um dos artistas selecionados para o festival internacional SIM São Paulo, em 2020, onde foi escolhido pelo júri entre mais de mil candidaturas espontâneas oriundas de dezenas de países. O artista assinou também a banda sonora do filme documental “A Cor da Liberdade” que estreou em 2024.



Fenther @ Todos os direitos reservados