NEWS


Lovers&Lollypops celebra 19 anos com festa a 7 de julho

Junho 11, 2024

______________________________________________________________



A Lovers & Lollypops cumpre, este ano, 19 anos de existência e vai assinalar a data com uma festa onde se juntam alguns dos nomes da casa e convidados especiais. A ter lugar a dia 7 de julho, no Radioclube Agramonte, o evento vai decorrer entre as 15:00 e as 22:00. Os bilhetes para a festa de aniversário custam 20 euros e já podem ser comprados em bol.pt.

No alinhamento proposto para a data espaço especial para os artistas da casa. Um regresso ao palcos, em ano de celebrações especiais, para o power-trio barcelense Killimanjaro. Dez anos depois do lançamento de Hook, LP que afirmou a linguagem única do coletivo, voltamos a recebê-los no palco para um concerto que revisita o disco, agora com a nova formação composta por José Roberto Gomes, Joni Dores e Rui Freitas. Por paisagens mais calmas, mas não menos comoventes, a dupla Arianna Casellas e Kauê propõe-nos viagem por histórias de família, o tempo e as emoções, num concerto de identidade inconfundível e forte pendor autoral, ao som dos ritmos e instrumentos típico da América do Sul. Na lista de confirmações de artistas da editora está ainda o prolífico percussionista João Pais Filipe, num concerto a solo que nos põe a par do que tem andado a fazer nos últimos meses.

Destaque ainda no cartaz para os El Khat, coletivo liderado por Eyal El Wahab - um filho da diáspora iemenita numa missão para recuperar suas raízes. Tão estimulante quanto a planta homónima, o coletivo tem sido motivo para uma refrescante viagem pela tradição das músicas tradicionais da região onde habitam, numa oportuna recuperação urbana de uma cultura marginalizada, com fortes inspirações na folk e no pop iemenitas dos anos 60. Exemplo vivo da diversidade da cena artística e cultural de Kampala, a DJ Somali e produtora HIBOTEP cria narrativas sonoras intensas que têm tanto de assombroso como de libertador, combinando trap, hip-hop e house com taraab, gnawaa e outras influências árabes, e, a partir daí, devolvendo uma vibrante colagem sonora apontada às pistas de dança contemporâneas.

Nas contas de dia 7 de julho entram ainda a DJ e ativista Saya, com propostas a explorarem os ritmos ancestrais, o kuduro, a eletrónica experimental árabe ou o gqom, e as deambulações de Turbo Jóia pelo corpo poético e a palavra bailada.





Fenther @ Todos os direitos reservados