NEWS


Mimicat junta-se à Giotto em campanha de sensibilização contra o bullying

Maio 2, 2024

______________________________________________________________



A Giotto, marca dedicada à cor e à expressão criativa, muito conhecida pelos lápis de cores para crianças, criou uma campanha em conjunto com o IAC (Instituto de Apoio à Criança) de sensibilização contra o bullying nas escolas. Sendo esta campanha direcionada para a Península Ibérica, a marca pretendeu agregar-se a duas artistas nativas de cada país, convidando Mimicat para dar voz à causa em Portugal.

A artista compôs Aqui Pintamos Todos, canção onde explica de forma simples o que é o bullying, o que evitar e como reagir perante a situação. O tema consegue captar a atenção dos mais novos pela maneira gentil com que acolhe as emoções tanto dos agressores como das vítimas.

O IAC estima que 1 em cada 4 alunos já foi vítima de bullying e mais de 90% dos casos não são reportados. Por isso, e em parceria com o IAC, a Giotto criou um Plano de Sensibilização e Prevenção Contra o Bullying, dirigido a todos os alunos das escolas de Portugal.

Com esta iniciativa, todas as crianças podem participar gratuitamente nas sessões online, que podem ser projetadas na sala de aula, onde são dadas ferramentas necessárias para que possam prevenir, detetar e atuar em qualquer caso de bullying escolar, e podem inscrever-se no site www.todospintamoscontraobullying.com. Para além disso, a Giotto destina todos os benefícios desta canção a favor do IAC, com a finalidade de dar continuidade ao Plano de Prevenção e Sensibilização Contra o Bullying e conseguir assim ajudar muito mais crianças.

Aqui Pintamos Todos já se encontra disponível no YouTube e tem como intuito sensibilizar o maior número de crianças possível, bem como os adultos que as rodeiam. Dando mais vida à canção, a Giotto produziu um videoclipe passado numa escola, de forma a desmistificar um tema grave e comum e por que motivo é tão importante ser travado.

O bullying é um tipo de comportamento intencionalmente agressivo, violento e humilhante, maioritariamente entre crianças, caracterizado por actos voluntários, repetidos ao longo do tempo e sem motivação evidente, que envolve um desequilíbrio de poder. O local onde se pratica mais é evidentemente nas escolas, onde é cada vez mais frequente, impactando de forma negativa o processo de crescimento dos jovens.



Fenther @ Todos os direitos reservados