MISTY FEST 2018 traz AVISHAI COHEN TRIO para três concertos em Portugal

AVISHAI COHEN TRIO É A SEGUNDA CONFIRMAÇÃO DA 9ª EDIÇÃO DO MISTY FEST

20 Nov - Porto - Casa da Música
21 Nov - Coimbra - Convento São Francisco
22 Nov - Lisboa - CCB

A melhor música regressa às melhores salas do país, de 30 de Outubro a 25 de Novembro, com a edição de 2018 do Misty Fest

A segunda grande confirmação da 9ª edição do Misty Fest é Avishai Cohen, um dos mais influentes contrabaixistas do jazz contemporâneo. O músico israelita apresenta-se em Portugal ao lado de Noam David na bateria e Elchin Shirinov no piano.
O festival, que decorre entre os dias 30 de Outubro e 25 de Novembro, tem trazido a Portugal o melhor que se faz na música contemporânea a nivel nacional e internacional e, em 2018, garante três concertos do Avishai Cohen Trio durante o mês de Novembro: dia 20 na Casa da Música, no Porto, dia 21 no Convento São Francisco, em Coimbra e dia 22 no CCB, em Lisboa.
O Misty Fest que, desde 2010, tem apostado em dimensões menos exploradas por outros festivais, levando artistas conceituados de vários campos musicais a salas de norte a sul do país, anunciou a 9ª edição com o nome de Scott Matthew, músico que tem já uma relação próxima e frutuosa com Portugal, depois de uma longa parceria com Rodrigo Leão. Em edições anteriores, salas como o Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, o Coliseu dos Recreios, a Casa da Música, o Grande Auditório do CCB ou o Convento de São Francisco, receberam nomes grandes da música que hoje se faz, comoCowboy Junkies, Joan as Police Woman, John Grant ou Lloyd Cole, e nacionais como Rodrigo Leão, Mísia, Dead Combo ou Samuel Úria.

Sobre Avishai Cohen
O músico, compositor e vocalista israelita, que se mudou aos 22 anos para Nova Iorque para estudar na prestigiada New School for Jazz and Contemporary Music, viu a sua grande oportunidade em 1996, quando recebeu uma chama do mítico pianista Chick Corea, a quem se juntou para fundar o colectivo Origin. Foi também na etiqueta Stretch, de Corea, que Avishai Cohen lançou os seus primeiros quatro álbuns, já cheios de influências mediterrânicas e latinas. Seis anos depois, em 2003, Avishai decidiu aventurar-se a solo, começando o seu próprio trio e montando uma editora, a Razdaz Records que iniciou actividade com o lançamento de Lyla, anunciando a ingressão em novos territórios e projectos. Hoje, a editora soma já praticamente duas dezenas de lançamentos, incluindo vários trabalhos do próprio Avishai.
2015 viu o lançamento do álbum From Darkness, trabalho apontado como mais um extraordinário capítulo na sua busca pela pureza, onde os vários músicos tocam em posição de igualdade, onde “três se tornam um” nas palavras do próprio Avishai. Em 2017, o contrabaixista lançou em nome próprio o projecto 1970, onde se continua a reinventar e a reformular o jazz como o conhecemos.
Todos os trabalhos de Avishai fazem transparecer a sua curiosidade infinita pelos mais variados estilos de música, desde ritmos latinos, a rasgos de electrónica e jazz que o faz quebrar as barreiras convencionadas, sempre em equilíbrio entre o respeito pela tradição e a urgência de novas aventuras que abram caminho para novas sonoridades, consagrando-o com vários prémios internacionais e um reconhecimento mundial, onde se contam opiniões da revista DownBeat que define o trabalho de Avishai como “visionário jazz com proporções globais” e da revista Bass Playler, que colocou Avishai na lista dos 100 contrabaixistas mais influentes do século XX.



ticketline.sapo.pt



Fenther.net © 09/05/2018