NEWS


Ti Milha 2024: Branko, Tânia Graça, Fogo Fogo, Scúru Fitchádu, Jhon Douglas e muitos outros

Maio 6, 2024

______________________________________________________________



Ti Milha 2024: O Festival que celebra a música, a cultura e a animação anuncia programação completa desta edição e inicia venda de bilhetes .

O festival de música Ti Milha 2024 está marcado para os dias 19, 20 e 21 de julho e anuncia a programação completa para a nova edição. O evento, criado em 2016, tornou-se num dos principais festivais da região centro e regressa este ano ao Parque de Lazer da Ilha para três dias repletos de muita música, cultura e animação.
Alguns dos artistas presentes nos três palcos do Ti Milha 2024 serão: Branko, Tânia Graça, Fogo Fogo, Scúru Fitchádu, Jhon Douglas e muitos outros.

Tal como nas edições anteriores, o festival caracteriza-se por não ter um género, mas sim uma linha orientadora na sua curadoria que pauta-se por criar momentos de diversão, dança e animação ao público e ainda mostrar a arte e cultura local.
Para além dos concertos, o Festival reúne várias atividades, como workshops, conversas e exposições de arte. Tudo isto, num espaço natural como o Parque de Lazer da Ilha, com várias áreas de relaxamento para aproveitar ao máximo a experiência do Ti Milha.

O festival é a oportunidade do povo da Ilha mostrar como recebe “as gentes de fora”: Com animação e muito amor, surgindo assim o lema “O Ti Milha é Amor”.

Os bilhetes para a edição de 2024 já estão à venda na plataforma 3cket e a 1ª fase de vendas, com preço promocional, termina no dia 17 de maio*.
Bilhete Geral: 12€
Bilhete Geral com Campismo: 12€
* Lote limitado - este prazo pode ser antecipado devido a rotura de stock

Sobre o Ti Milha:
O Ti Milha nasceu em julho de 2016 e realiza-se na Ilha, concelho de Pombal. Destaca-se pela diversidade musical e cultural, estendendo-se a vários géneros e estilos que entreguem a diversão e a festa que fazem o mote do festival. Com três palcos distintos, o evento promove artistas consagrados e talentos emergentes. O evento proporciona ainda o tão importante contacto entre diferentes gerações e formas de expressão cultural. Oferece também atividades paralelas que refletem várias artes, como pintura, escultura, teatro, fotografia, entre outras. O Festival é desenvolvido pela ARCUPS, uma associação sem fins lucrativos, que pretende dinamizar a região e fazer mais pelas suas pessoas.



Fenther @ Todos os direitos reservados