Mouse on Mars, The Bug feat Miss Red, Lena d’Água e Primeira Dama com a Banda Xita, Scúru Fitchádu, Vaiapraia e as Rainhas do Baile, Grabba Grabba Tape, The Evil Usses e Paisiel vão tocar em Barcelos em Setembro.

E porque o festival se faz também na pista de dança, pelos espaços mais dançantes do Milhões passam DJ K-Sets, DJ PayPal, Cumbadélica, Eduardo Morais, Independent Music Podcast e os DJs da Casa. O festival minhoto, que este ano se move para o primeiro fim-de-semana de Setembro já tem alinhamento diário. Os bilhetes diários já estão à venda por vinte euros.

Reconhecidos como um dos mais definidores e versáteis projectos de electrónica alemã, a dupla Mouse on Mars forjou uma linguagem musical única que oscila entre o caos incontrolável e as estruturas meticulosamente montadas. Livres de escolas, convenções de género e os constrangimentos do mercado estabelecido, Jan e Andy trabalham há mais de 24 anos no mapeamento do seu próprio percurso, entre pop, arte, música de dança e criação avant-garde.

Será, por ventura, um dos nomes fetichedo Milhões de Festa. Sob nomes como The Bug, Techno Animal, King Midas Sound ou Ice, Kevin Martin tem vindo a explorar as franjas do dub, da música experimental e do noise, assumindo-se como uma das mais transversais figuras na reinvenção e recontextualização da cultura sound system. Regressa a Barcelos na companhia da provocadora Miss Red, MC israelita que, um dia, lhe saltou para o palco e roubou o microfone e com a qual tem vindo a incendiar os palcos mundiais.

Começou a cantar na década de 70, ao lado dos Beatnicks, mas foi nos anos 80 que Lena d’Água começou a assumir-se como uma das mais marcantes vozes da pop-rock nacional. No boom do rock português, com os Salada de Fruta e a Banda Atlântica, antes de se aventurar a solo, pavimentou o caminho que a elevaria ao estatuto de ícone na música nacional. Neste concerto, sobe ao palco com Manel Lourenço, o cantor e compositor que se apresenta como Primeira Dama, e com os membros do coletivo Xita Records.

Scúru Fitchádu, do criolo Escuro Cerrado ou Denso, é uma encruzilhada entre as linhas de baixo distorcidas, as baterias aceleradas, o noise e a concertina/ferro. Projecto mais recente do produtor Sette Sujidade, desbrava novas linguagens entre a tradic¸a~o do funaná caboverdiano e a fúria do punk. O resultado é, por isto tudo, complicado, distinto, invulgar e sujo e tem tomado em assaltos de pancada o universo da música nacional.

Os novos nomes juntam-se aos já anunciados Electric Wizard, Squarepusher, Os Tubarões, Nubya Garcia, Gazelle Twin, Circle, The Heliocentrics, 700 Bliss, Bala, Natalie Sharp apresenta BodyVice, The Mauskovic Dance Band, UKAEA, Warmduscher, Pharaoh Overlord, Mirrored Lips, Indignu, WWWater, Krake Ensemble, Cacilhas, Afrodeutsche, Ensemble Insano, Suave Geração, Kink Gong, Gonçalo e Tajak.

Entre 6 e 9 de Setembro o Milhões regressa a Barcelos, com passes gerais a €60 euros e bilhetes diários a €20, à venda na bilheteira online e locais habituais. O primeiro dia é de acesso livre. O festival anunciará nas próximas semanas os últimos nomes e detalhes de programação para este ano.


www.milhoesdefesta.com



Fenther.net © 14/08/2018