Percursos Sonoros 2018

A celebração do património oliveirense com data marcada e algumas confirmações.

Com a imagem renovada, o festival volta à cidade e com traz com ele histórias, memórias e boa música portuguesa.
A Incentivo Positivo, em parceria com a Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis e com o Conselho Municipal da Juventude, já se encontra a preparar a terceira edição do Percursos Sonoros. Será no dia 6 de outubro, a partir das 21:30, que as ruas oliveirenses irão voltar a encher-se de música para dar vida a espaços emblemáticos, cuja história se encontra esquecida. “Nesta edição não haverá repetição de locais da edição anterior, e como tem vindo a acontecer, a escolha dos espaços dos concertos passou por uma criteriosa seleção para que o percurso seja confortável e interessante para o público presente.” - refere Ana Sofia Oliveira, coordenadora do festival. Alguns locais já se encontram “reservados” para acolher os concertos, podendo adiantar que o Antigo Quartel dos Bombeiros de Oliveira de Azeméis será um dos espaços onde iremos levar a boa música portuguesa. Outras das confirmações, neste caso a nível musical, é a dupla de Viseu, Galo Cant’Às Duas que vão marcar presença nos Jardins da Alegria, os NU actuarão na Igreja e Captain Boy estará na Linha do Vouga. As restantes confirmações serão lançadas nos próximos dias, mantendo as linhas de uma nova imagem, mais fresca e profissional, exigida pelo exponencial crescimento do festival.

O Percursos Sonoros acontece desde 2016. É um dos projetos de dinamização cultural e patrimonial da Incentivo Positivo, uma associação juvenil de empreendedorismo e inovação. O festival consiste na realização de concertos intimistas em locais emblemáticos de Oliveira de Azeméis, alguns deles ainda populares, enquanto a maioria terá os holofotes direcionados para si apenas durante este dia. O motivo da escolha de cada local será visível durante os espetáculos para que o público sinta o peso histórico do local onde se encontra. Os espaços escolhidos têm comum o facto de serem locais improváveis para a realização de concertos. Por espaços como o Hotel Dighton, a Casa Museu Regional, o antigo Cinema Gemini, o antigo colégio e o Millenium BCP, arquitetado por Siza Vieira, já passaram nomes como Gobi Bear, Sequin, Homem em Catarse, The Miami Flu, Surma e First Breath After Coma, entre outros. O evento apresenta um constante crescimento de edição para edição, tanto em termos quantitativos como qualitativos, tendo um dos concertos da edição anterior contado com uma assistência de 200 pessoas.
A iniciativa visa a ampliação da programação cultural do município destinada ao público jovem, a divulgação de bandas emergentes, assim como a descoberta do património cultural da cidade. Destaca-se de outros eventos por não se centrar apenas na música, mas por fomentar a promoção de jovens talentos e a democratização cultural, promovendo o património local e sensibilizando a população para a sua salvaguarda, o que garante a consolidação da identidade oliveirense e contribui para o desenvolvimento da consciência de cidadania.
Objetiva-se que o evento se realize anualmente, diversificando-se o percurso e promovendo outros locais emblemáticos e novas bandas emergentes.



www.facebook.com/PercursosSonoros



Fenther.net © 19/09/2018