A.A.A.
Access All Areas



Estivemos à conversa com Mirror People sobre o novo "Bring the Light".

Fenther – Como está Mirror People neste final de 2016?
Mirror People – Andamos bastante ocupados a terminar o novo álbum. Está na fase de misturas. Estamos também a ensaiar bastante, visto estas canções serem novas para nós, queremos executá-las o melhor possível.

Fenther – O que mudou desde "Voyager" até este novo disco?
Mirror People – O "Voyager" foi a primeira aventura em longa duração. Tracei um caminho solitário com várias colaborações à mistura. Depois dos concertos de verão, e já com a ideia do próximo disco, convidei a banda que me acompanha ao vivo e também uma voz masculina - o músico Jonny Abbey para a composição e gravação do "Bring the Light".
Portanto, este novo disco sabe mais a 'banda' ao contrário do primeiro "Voyager".

"Como em todos os projectos que estou envolvido, uma das coisas que mais prezo é a evolução."

Fenther – Podes levantar um pouco do véu sobre o novo "Bring the Light"?
Mirror People– Como em todos os projectos que estou envolvido, uma das coisas que mais prezo é a evolução. Não gosto de estar quieto, nem de estar preso a uma sonoridade. O "Bring The Light" é diferente do primeiro álbum "Voyager" - não soa a 'disco sound' mas é mais eletrónico com imensas guitarras à mistura. É também um disco mais orgânico.
Foi influenciado pela cultura alternativa e pelo modo de vida dos anos 80. Filmes de série b (olá Peter Jackson), até às séries "Halt & Catch Fire" e "Stranger Things" que acabaram por definir um pouco o ambiente do álbum.

Fenther – Quem são os convidados desta vez no teu disco?
Mirror People– Para este disco decidi convidar a banda que toca comigo ao vivo - a Maria do Rosário, o João Pascoal e o Hugo Azevedo. Juntei também o Jonny Abbey, que compôs a maior parte do disco comigo. Mirror People passou a ser um projecto com mais sabor a 'banda', eu continuo o mentor mas desta vez estamos todos a dar a cara.

"Este novo disco sabe mais a 'banda' ao contrário do primeiro "Voyager"."

Fenther – Como surgiu a ideia de filmar o clip para o single "In Your Eyes"? Um vídeo simples mas muito bem conseguido...
Mirror People – A ideia veio do realizador Alexandre Azinheira. Ele achou boa ideia 'congelar' um determinado momento. O video é focado no refrão do tema: "Fake it's alright, oh it's so bright' - fica-se na dúvida do que vai acontecer durante o desenrolar da história mas acaba por ter um final feliz.

Fenther – Para além da edição do disco, planos para 2017?
Mirror People– Além da edição, queremos tocar muito ao vivo.

Fenther – Musica electrónica em Portugal... Está de boa saúde?
Mirror People – Há bons artistas claro mas sinceramente a meu ver há muitos projectos, muita música nova, mas pouca tem longa duração ou acaba por ser relevante. A mesma coisa acontece com os DJ's.

Fenther – E na musica em geral? Novas bandas nacionais? O que recomendas?
Mirror People – Gosto do novo disco dos Cave Story. São também uma excelente banda ao vivo.

Fenther – Mensagem final...
Mirror People – Pode ser um cliché tipo "sejam felizes!" :)

Vitor Pinto