Hover Zoom CSS3


              

                    



Depois do sucesso da primeira edição do Courage Club, o festival viaja de Paredes de Coura até Guimarães!

Depois do sucesso da primeira edição do Courage Club, com lotação esgotada em apenas 24 horas após o anúncio do cartaz, o festival viaja de Paredes de Coura até ao berço da nação – Guimarães.

A estreia em Guimarães acontecerá a 17 e 18 de Fevereiro de 2023 e irá receber alguns dos nomes mais marcantes da música nacional e internacional da actualidade.
Interpol, Dino D’Santiago, Wu-Lu, Mallu Magalhães e Anna Prior são alguns dos artistas confirmados que irão fazer história nesta segunda edição do Courage Club.

A música visitará algumas das mais icónicas salas vimaranenses: CAE São Mamede, Centro Cultural de Vila Flor (CCVF), Teatro Jordão, Café Concerto (CCVF) e Tribuna.

Bilhetes disponíveis a partir de sexta-feira, 2 de Dezembro, em bol.pt e locais habituais, pelo valor de 50€ o passe geral para os dois dias do festival e 30€ o bilhete diário. Os bilhetes garantem a entrada nos concertos programados na sala principal (CAE São Mamede), ficando o acesso às restantes salas limitado à sua lotação, mediante ordem de chegada.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Arcade Fire, Florence + The Machine, The Blaze, Foals, Metronomy, Amyl & The Sniffers, Capitão Fausto, Dino D’Santiago e Rita Vian hoje anunciados no MEO KALORAMA 2023, que decorre no Parque da Bela Vista nos dias 31 de agosto, 1 e 2 de setembro

Primeiros 1000 passes de 3 dias do MEO Kalorama 2023 à venda amanhã, dia 24 de novembro, a partir das 10H00, com o Pack MEO Kalorama e apenas nas lojas MEO. Pré-venda nacional e internacional tem início no dia seguinte em Seetickets.pt. Ambas as fases são exclusivas para a comunidade MEO Kalorama que participou na primeira edição do festival em 2022. Venda geral do passe de 3 dias começa no dia 29 de novembro.

Em 2023, o festival MEO Kalorama regressa ao Parque da Bela Vista nos dias 31 de agosto, 1 e 2 de setembro e anuncia hoje as suas primeiras grandes confirmações: Arcade Fire, Florence + The Machine, The Blaze, Foals, Metronomy, Amyl & The Sniffers e os portugueses Capitão Fausto, Dino D’Santiago e Rita Vian.

Os Arcade Fire chegam ao MEO Kalorama após uma passagem apoteótica por Lisboa com a sua “WE” tour no passado mês de setembro, em duas noites que esgotaram no espaço de dias e vieram reforçar o amor incondicional mútuo que o país e a banda continuam a sentir, quase 20 anos depois da sua mítica estreia ao vivo. Já Florence + The Machine junta um novo capítulo ao romance que há mais de uma década vem mantendo com o nosso país, desta vez no cenário idílico do Parque da Bela Vista, que parece ter sido desenhado para a receber.

Com atuações em Portugal desde 2018, em que vêm somando fãs, set após set, os cinematográficos The Blaze vão atuar para a maior plateia de sempre no nosso país, confirmando a entrada na restrita corte da música eletrónica, em que se distinguem ao vivo pela criação sincronizada de música e conteúdos visuais. Intensa e fiel é também a relação dos Foals e dos Metronomy com Portugal, que visitam amiúde e cuja recepção eufórica por parte do público parece sempre a de uma celebração em família: os primeiros trazem guitarras e os segundos sintetizadores mas no fim ambos desfiam um repertório de canções pop perfeitas, que no MEO Kalorama deverão encontrar um coro afinado e pronto a entregar-se à grande festa que se espera sempre dos concertos de ambas as bandas .

Os australianos Amyl & The Sniffers aterram no MEO Kalorama para descarregar rajadas de energia punk, destiladas por uma vocalista que levanta plateias com a força de um tornado. O festival revela ainda os seus primeiros artistas nacionais: depois de este ano terem celebrado os 10 anos do seu disco de estreia “Gazela”, os Capitão Fausto vão atravessar 2023 focados na gravação do seu quinto álbum de originais, aceitando o convite do MEO Kalorama para uma das suas poucas atuações ao vivo no próximo ano; já Dino D’Santiago estreia-se ao vivo no MEO Kalorama num ano que se prevê de consagração, com plateias cada vez mais vastas para cantarem, dançarem e comungarem ao som único do seu Batuku mesclado com hip hop e eletrónica, de que o último álbum “Badiu” é emblemático; por último, Rita Vian integra a corrente de artistas que apresentam uma nova expressão da tradição a partir da música urbana, em particular eletrónica, e traz a promessa de música nova na sua primeira atuação no festival.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Ezra Furman ao vivo no Porto e Lisboa

Ezra Furman é uma artista singular que começou por se revelar como líder dos Harpoons e que depois se lançou numa frutífera carreira a solo com o álbum de 2012 The Year of No returning, coleccionando desde então efusivos aplausos da crítica especializada e os favores de um público crescente. Um dos pontos altos da sua carreira foi, certamente, a assinatura da banda sonora da aclamada série da Netflix Sex Education, experiência que lhe valeu ainda mais reconhecimento pela sua especial visão da pop.

Explorando temas de identidade, religião – Ezra tem estudado numa universidade hebraica, nos Estados Unidos – angústia política, amor ou ansiedade, Furman construiu uma reputação de ir ao encontro dos assuntos que afligem e entusiasmam o presente. Ela tornou-se um símbolo para quem sente os efeitos da incompreensão e opressão. Por ter construído essa profunda empatia com o seu público, o Guardian descreveu Ezra como sendo responsável “pelo mais tocante concerto ao vivo que podem ver hoje em dia”.

Para a prestigiada série 33 1/3 da Bloombury Music, que se dedica a publicar livros sobre álbuns clássicos, Ezra assinou o volume dedicado ao clássico Transformer de Lou Reed. Agora, com um novo álbum prestes a ser lançado, Furman demonstrou, em singles como Point Me Toward The Real e Book Of Our Names, produzidos ambos por John Congleton (Angel Olsen, Future Islands, Sharon Van Etten), que continua a ser uma das mais relevantes vozes da cena musical do presente. Imperdível ao vivo, como já se deixou claro.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Interpol em Lisboa em Fevereiro de 2023

A banda está de regresso a Portugal para um concerto no dia 16 de Fevereiro de 2023 no LAV, Lisboa ao Vivo, em Lisboa.

Os Interpol estão de volta para apresentar The Other Side of Make-Believe, lançado em julho deste ano. O mais recente álbum do trio norte-americano, devolve o carimbo de banda de culto aos revolucionários do post-punk que, há 20 anos, marcaram a história do rock com Turn On the Bright Lines. Os mais recentes singles “Toni”, “Something Changed” e “Fables” já contam com mais de 8 milhões de reproduções no Spotify.

Bilhetes à venda a partir de sexta-feira, 18 de Novembro, por 35€ em bol.pt e locais habituais.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Imagem @ Sara Sofia de Melo

Solar Corona lançam terceiro single de antecipação para novo disco

O terceiro single para o novo disco dos Solar Corona já está disponível online. Heavy Metal Salts é a primeira faixa de Pace e assume um carácter de transição entre Lightning One, o primeiro LP do coletivo, e o novo disco.

Os Solar Corona são José Roberto Gomes (baixo), Nuno Loureiro (dub/fx/synths), Peter Carvalho (bateria) e Rodrigo Carvalho (guitarra/synths). Pace foi gravado e masterizado nos Quiksilver Studio por Mako e José Arantes, e misturado e masterizado por este último, O disco estará disponível, em formato digital e vinil. O pre-order do disco pode já ser feito no bandcamp da editora.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Quelle Dead Gazelle lançam o segundo disco "Dança Suja Chão Sujo"

Nem todas as danças têm de ser translúcidas nem a conjugação de realidades cristalina. A música, como uma dança e uma realidade que se interligam, precisa de submergir para que possa, em uníssono, emergir com sentir, sentido e emoção.

Dança Suja Chão Sujo é o novo longa-duração de Quelle Dead Gazelle e surgiu da necessidade dos dois músicos (Pedro Ferreira e Miguel Abelaira) se reencontrarem e re-inventarem após uma longa pausa que se prendeu com a dificuldade intrínseca que acompanha um projecto cuja essência se foca, apenas, na guitarra e na bateria, tentando manter a formação (2 elementos) sem nunca cair na mesma sonoridade nem defraudar as músicas ao vivo.

Este disco traz um novo registo, com guitarras mais apoiadas nos alicerces da música portuguesa e baterias fundadas nos ritmos africanos/tradicionais. Sem nunca perder o sentido do rock, os Quelle Dead Gazelle tentam misturar todas as influências que os fazem sentir em casa, desde o fado à bossa-nova, ou do kuduro a influências mais pesadas. Surge, também, a introdução de texturas mais electrónicas neste novo longa duração, coisa que nunca antes tinham tentado.

Dança Suja Chão Sujo é uma viagem dentro de Portugal com tonalidades de múltiplas nacionalidades. É um arriscar em cocktails sonoros que nos podem fazer embrenhar em realidades distintas onde vamos saborear dicotomias sensoriais entre o desconforto e a satisfação.

Quelle Dead Gazelle - Lisboa Morte Entre o Serengeti, Chicago e Lisboa há uma planície enorme. Ampla, com um horizonte a perder de vista. Nessa planície corre uma gazela.

Espírito que incorpora este duo, a gazela, fixa-se em Lisboa. Lisboa, dona de mitos, histórias e estórias sabe misturar e ensinar! Colocou na cabeça do guitarrista Pedro Ferreira e do baterista Miguel Abelaira as cadências sincopadas dos ritmos africanos a encontrarem-se com os sons da desconstrução que a aventura pós-rock ofereceu às gerações futuras. Sobre a frecha onde se encontram estas duas placas tectônicas, passado e futuro, peles e electricidade, os dois músicos começaram em 2012 a tocar e trocar ideias. No mesmo ano lançaram o single “Afrobrita”.

Começam, assim, os Quelle Dead Gazelle a correr e sem mostrar sinais de falta de fôlego.

Em 2013 o primeiro EP, Afrobita, gravado e produzido com os produtores Makoto Yagyu e Fábio Jevelim, leva-os aos palcos do Optimus Alive, Milhões de Festa, Paredes de Coura e Serralves em Festa e, ainda, a ganhar o Festival Termómetro, sendo a primeira banda instrumental a consegui-lo. Com mais de 50 concertos dados, chegaram ao final de 2015 com sede. Sede de subir a barra num novo disco e de o mostrar ao vivo! Maus Lençóis é o primeiro longa duração da banda e regista o reencontro do duo de músicos Ferreira-Abelaira com o duo de produtores Yagyu-Jevelim desta vez no estúdio HAUS. O novo disco saiu em Abril de 2016 e adensou o vocabulário que Afrobrita iniciou e mostrou uma “gazela” em controlo, força e graça.

Entre 2016 a 2021, Miguel gravou um disco com Riding Pânico e Pedro participou no disco do André Henriques e no disco dos YAKUZA, para além de fazer várias produções no Haus (Atalaia Airlines, Yakuza, Galgo, Metamito, entre outros).

Depois de em 2021 regressarem aos ensaios, os Quelle Dead Gazelle lançam agora o seu segundo longa duração, Dança Suja Chão Sujo, com gravação e produção pelo duo no Haus e mistura por Pedro Ferreira. Tendo lançado já dois singles: "Asas de Mosca" e "Lisboa Morte", o disco é dado a conhecer hoje e será apresentado ao vivo no dia 11, sexta-feira, no MusicBox, em Lisboa.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Imagem @ Renato Cruz Santos

Glockenwise lançam Vida Vã, tema de avanço de novo disco a editar no início de 2023

Vida Vã não é bem um single. É mais uma declaração de intenções sobre o futuro disco da banda, que não só inaugura um novo capítulo como assinala a estreia do seu selo editorial, celebrando o regresso do conjunto de Barcelos ao registo independente. Disponível a partir de hoje no YouTube do novo selo – o homónimo Vida Vã – e de amanhã nas plataformas de streaming, Vida Vã vem acompanhado de um lyric video concebido por Irina Pereira, a partir de fotografias de Renato Cruz Santos realizada no Museu de Lamas.

Vida Vã foi gravado pelos Glockenwise no Porto, no verão de 2022, tendo a banda contado neste tema com o contributo de Sérgio Bastos (EVOLS) no piano.

Os Glockenwise irão fazer uma pré-apresentação do seu próximo disco ao vivo em Barcelos, no dia 4 de Novembro, às 22h30, no âmbito do Triciclo. Os bilhetes já se encontram à venda na BOL e nos lugares habituais.

Com um garage rock despretensioso e enérgico, os Glockenwise estreiam-se com o disco Building Waves (2011), explorando as ideias nesta linguagem musical em Leeches (2013) e Heat (2015), todos com o selo independente da Lovers & Lollypops.

O anseio por novos horizontes levou ao abrandamento da urgência punk e, em 2018, os Glockenwise passam por um processo de metamorfose que os leva a assumir a língua portuguesa e na escrita de canções. Investidos em criar canções capazes de descrever o espaço que vai entre os gestos prosaicos do quotidiano e o devir da vida contemporânea, a banda escreve o PLÁSTICO, editado pela Valentim de Carvalho e considerado melhor disco nacional do ano para publicações diversas.

Uma outra colaboração histórica acontece em 2020: os Glockenwise convidaram Rui Reininho a dar nova vida ao seu já clássico Heat, que agora é cantado em português e ganha o título de Calor.

Vida Vã assinala o primeiro passo da nova direção da banda de Barcelos, que agora se assume como quarteto, com Nuno Rodrigues, Rafael Ferreira, Rui Fiusa e Cláudio Tavares.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Ziggy Alberts em Portugal em Abril de 2023

Depois do cancelamento de toda a tour na Europa devido ao surto da COVID-19, Ziggy Alberts actua pela primeira vez em Portugal e apresenta o seu mais recente álbum DANCING IN THE DARK com lançamento previsto para 4 de Novembro de 2022.

Ziggy Alberts é um cantor e compositor que atribuí um novo e completo significado à música independente. As suas raízes no folk foram comparadas aos temas de Ben Howard e Jack Johnson e, tal como estes artistas, as canções de Ziggy Alberts estão repletas de letras honestas e íntimas que exploram a sua relação com os outros e com o planeta.

Neste tão esperado regresso aos palcos com a REWIND TOUR, o músico australiano promete um concerto cativante e recheado de energia.

A estreia em Portugal acontece no dia 20 de Abril, com actuação no Cineteatro Capitólio, em Lisboa. Bilhetes disponíveis a partir de quinta-feira, 27 de Outubro, por 22€ em blueticket.pt, bol.pt e locais habituais.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

BALEIA BALEIA BALEIA // Ao Vivo na Porta 253

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

7ª edição do Black Bass Évora Fest

Em 2022 o Alentejo volta a acordar com a 7ª edição do sónico festival eborense.

Dias 11 a 12 de Novembro, a Sociedade Harmonia Eborense e a SOIR-Joaquim António D’Aguiar recebem alguns dos melhores projectos nacionais da cena garage/punk/rock.

Concertos de WINE LIPS, FUGLY, SUMMER OF HATE, MÁQUINA, BBB HAIRDRYER, THE MIAMI FLU, O TRIUNFO DOS ACÉFALOS, PÓS-SAUDADE AND THE MERRY YOUTH, HAUSE PLANTS, e ainda, participações especiais e únicas de O GATO MARIANO, CRISTINA VIANA, TURBO TUDOR e DEJAY PÉSSIMO.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Já são conhecidos os sete primeiros nomes da décima edição do Tremor

Angel Bat Dawid, Bia Maria, Ella Minus, Fado Bicha, Flipping Candy, Vaiapraia e III Considered

No ano em que assinala dez anos de presença em São Miguel, nos Açores, o Tremor prepara uma edição que volta a medir o pulso a alguns dos movimentos musicais mais interessantes dentro e fora de portas. Para este primeiro anúncio de programa alinham-se viagens pela música negra de Angel Bat Dawid, o fado ativista de Fado Bicha, a eletrónica imersiva de Ela Minus, o jazz sinestésico de III Considered, o garage-punk de Vaiapraia, a pop intimista de Bia Maria e as viagens sonoras dos açorianos Flipping Candy. A ter lugar entre os dias 29 de março e 1 de abril de 2023, a décima edição do Tremor contará com a sua estrutura e espaços programáticos habituais, a par de algumas novidades a serem anunciadas em breve.

Inspirada por múltiplas fontes, desde a poesia de Margaret Burroughs até a música de Yusef Lateef ou Mozart, Angel Bat Dawid fez sua estreia em edições com The Oracle (2019, International Anthem). Evitando os rótulos convencionais, mesmo aqueles tão abertos como “jazz”, Bat Dawid descreve o seu trabalho em termos inequívocos: “Isto é Black Music”. O seu disco de estreia ecoa agonias ancestrais traduzidas para blues e spiritual music, deixando claro que, embora a alegria da sobrevivência nunca supere a desigualdade e a injustiça profunda imposta à vida negra na América, a sua música assume o compromisso de contar as histórias que poderão, eventualmente, mudar a maré.

Projeto musical e ativista criado e desenvolvido por Lila Fadista e João Caçador (aos quais se juntou recentemente Labaq), @s Fado Bicha propõem uma exploração inédita dentro do universo do fado, ultrapassando as suas barreiras rígidas de género e criando narrativas para temas que ali não tinham ainda expressão. Assumido projeto de intervenção, quer dar voz à representatividade da comunidade LGBTIQA+ e agitar o status quo com novos olhares sobre o colonialismo, o racismo, o feminismo e os direitos dos animais.

Composto pelo baixista Liran Donin, o saxofonista Idris Rahman e o produtor e baterista Emre Ramazanoglu, os III Considered não andam a perder tempo. Ferozmente enérgica e incansavelmente produtiva, a banda gravou e lançou nove álbuns em dois anos (entre 2017 e 2019), percorrendo todo o seu repertório improvisado em sessões de gravação única. Fundindo o dinamismo da cena jazz britânica com a sua própria energia punk, a sua música apresenta-se ilimitada, não se deixando enclausurar em qualquer tipo de barreira sonora. Uma banda de culto em formação.

Rodrigo Vaiapraia é um artista transdisciplinar e autodidata nascido em Setúbal. Ao longo da sua carreira, que alterna entre o formato solo ou banda, editou três discos onde se foi revelando como herdeiro direto e assumido dos movimentos punk riot grrrl e queercore e construindo, em seu torno, uma verdadeira comunidade. O seu último disco, 100% Carisma, firmou-lhe lugar de destaque na lista das mais singulares e obrigatórias vozes da música nacional de hoje.

A multi-instrumentista colombiana (baseada no Brooklyn) Ela Minus encarna uma humilde rebelião face à cena da música eletrónica excessivamente produzida em computador. Tentando manter a improvisação como identidade central tanto da sua música gravada como das suas performances ao vivo, Ela não usa computadores, faz tudo sozinha, recorrendo apenas à sua voz e a máquinas. O seu mais recente disco, acts of rebellion (que a própria escreveu, executou e produziu) é um manifesto complexo à simplicidade, um chamamento para a luta, para a vida, para o estar presente, carregado de pequenos detalhes e grandes gestos.

O primeiro anúncio de nomes completa-se com a cantautora Beatriz Pereira, aka Bia Maria, e o projeto de eletrónica Flipping Candy. Os bilhetes para o Tremor 2023 custam 60 euros e podem ser adquiridos em bol.pt ou diretamente na La Bamba Bazar Store, em Ponta Delgada.

Inaugura esta semana, dia 21 de outubro, e fica patente até 9 de novembro, a exposição TREMOR, São Miguel, Açores, da autoria de Vera Marmelo. Patente no Parque Atlântico, em Ponta Delgada, a exposição integra uma seleção de fotografias da fotógrafa onde a mesma selecciona alguns dos momentos do Tremor, entre 2019 e 2022.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Imagem @ Gonçalo Delgado

Indignu... Entre o "adeus", o Amplifest e o depois.

Fenther - Indignu na reta final deste ano de recuperação… Como se sentem?
Afonso Dorido - Estamos a virar uma página, por isso estamos focados no futuro, em frente é que é o caminho. É uma nova fase, um novo começo e nunca como agora estivemos tão entusiasmos com o que aí pode vir. 2022 foi o culminar de todo o trabalho de escrita e composição do disco, a partir de agora e sobretudo em 2023 queremos fazer estrada.

Fenther - E o que querem fazer sentir neste “adeus”, o vosso novo registo?
Afonso Dorido - Acima de tudo queremos partilhar o que nós próprios sentimos antes e durante a composição do disco. É como um cais, um porto... chegadas e partidas. Mas sempre que se parte e diz-se adeus a um lugar haverá sempre um novo porto para atracar. É esse sentimento de partida e chegada, de ir... talvez voltar, mas sobretudo de ir. Para ir é preciso partir, dizer adeus.

Fenther - Um “adeus” em vez de um “Olá”, ou uma metáfora sentimental que se encontra nestes cinco temas do disco?
Afonso Dorido - É uma metáfora sentimental de certa forma. Além disso todos os títulos dos cinco temas justificam também o título do disco. É olhar e ler de uma forma atenta de forma seguida para os nomes dos temas e tem-se a percepção de várias coisas. Uma delas desagua no título do disco.

Fenther - Ampllifest 2022. A vossa presença está bem vincada no cartaz. O que poderemos esperar em palco?
Afonso Dorido - Sim, nós faremos a estreia ao vivo do novo disco e vamos tocar também dois temas de discos anteriores. Bem... podemos esperar certamente algo intenso e emocional. Nós estaremos emocionados... tocar no Amplifest é um sonho para nós e ainda por cima a tocar pela primeira vez ao vivo temas novos. Vamos ver a sinergia com o público. Será bom perceber como resultam os temas no palco.

Fenther - “Sempre que a partida vier” não será um “adeus”. Será um até já… Depois do Amplifest o que se segue?
Afonso Dorido - Sim, ainda estamos a arrancar. A 4 de Novembro sai oficialmente o 'adeus', estará em todas as plataformas digitais. Terá edição em vinil pela dunk!records (BE) em parceria com A1KA (USA). Depois disso vamos abraçar a estrada. Há já um concerto muito especial que irá acontecer e que já nos está a deixar entusiasmados e claro... fazer ciclo de apresentação do disco em Portugal primeiro e depois pela Primavera na Europa.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Amplifest 2022

Tentar rotular o Amplifest com um estilo de música ou um estilo de vida, é pouco. Muito pouco. Diria, é quase nada.

A ideologia deste evento ultrapassa todos os rótulos, ultrapassa qualquer comparação possível. É algo imenso que vai para além da musica, mesmo com um cartaz poderoso que sem grande esforço, faz estragos no catalogo de festivais em Portugal. Bastaria o poder de sedução de Anna Von Hausswolff, a excentricidade dos Cult of Luna, a entrega dos Amenra, mesma na sua versão mais acustica, a curiosidade de Dälek e da grandeza de Caspian, a força celestial dos Deafheaven ou a surpresa encantada de A.A.Williams ou dos Putan Club (em aparição no M.Ou.Co). A descoberta de Lingua Ignota, o “Adeus” dos místicos Indignu, a rebeldia de Scúru Fitchadú ou as profundezas dos Goodspeed You! Black Emperor.
Tudo isto no icónico Hard Club imenso e vestido de Amplipeople ao longo de seis gloriosos dias. Pessoas de visão sonora ampliada. Com uma visão alargada da vida, de saber estar e sentir.

É sem duvida uma experiência que nos penetra na alma e não se limita a apenas aos dias do evento. É uma experiência que deixa marca. Que tatua a nossa existência. É algo enorme que nos pinta o futuro de negro brilhante e nos cativa. O Amplifest fica indiferente para quem nunca viveu estes intensos momentos, mas marca com profundeza os sentimentos vitais de quem vive e sabe viver estes dias.

Mas a grandeza do Amplifest não se fica por aqui. É teimoso suficiente para não ficar por aqui. E com isso, cria um ambiente sedutor, cria um bem estar infinito de permanecer eternamente no Hard Club que se veste uma vez mais de negro. Mas é um negro diferente este. É uma cor descontraída. Destemida. Uma cor que apesar de negra, ilumina. E como explorar esta luz? Só mesmo nos vários espaços do Mercado Ferreira Borges. Só mesmo em frente ao palco na absorção dos sentimentos sonoros debitados. Só mesmo nos corredores em momentos descontraídos e aprazíveis. Só mesmo por entre as palavras que se cruzam nos Ampli-talks ou mesmo entre um café e uma cerveja inspiradora. Só mesmo entre manobras de culturas variadas que se unem nestes dois dias. Só mesmo em momentos relaxantes sobre o imenso verde que a zona frontal do Hard Club oferece. Não há limites descontrolados. Não há estilos. Não existem barreiras. Apenas um só como um todo. Como se o festival fosse feito à medida de cada alma que o visita.

Falar em ser alternativo é sinónimo de Amplifest. Mas não basta. Uma palavra apenas não é suficiente para abraçar tamanho sentimento e entrega. Talvez duas ou três palavras consiga estar mais perto desta experiência. Talvez dizer que o Amplifest é a Alternativa ao Alternativo seja o mais correcto. Poderá não o ser mas está lá muito perto.

Acreditamos nesta experiência única e tentaremos vive-la para além destes dois dias. Para lá da nossa existência, que para além de nossa, pode ser bem mais do que a alternativa.

Para o ano... uma nova tatuagem a ser vincada em todos os Amplipeople.

Um obrigado ampliado à Amplificasom. ★

Vitor Pinto


Imagem @ Geert Braekers


Imagem @ Geert Braekers


Imagem @ indignu


Imagem @ Vera Marmelo

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Indignu dizem "Olá" com um "Adeus". São assim as emoções delicadas e vibrantes deste novo registo.
"Adeus" é uma sombra de sentimentos de encanto. Único! ★★★★★ 5/5

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Imagem @ Fabrice Bourgelle

The Comet is Coming regressam a Portugal em 2023 para data única em Lisboa

Depois da passagem pelo festival Paredes de Coura, os The Comet is Coming regressam a Portugal a 24 de março de 2023. Em concerto único, no Lisboa ao Vivo, o coletivo apresentará o seu mais recente disco. Apontado como o seu mais completo registo até à data, Hyper-Dimensional Expansion Beam é a expressão da alquimia que amplifica os poderes combinados de Danalogue, Betamax e Shabaka. New-Wave jazz em viagem por espaços intergalácticos e mistérios da ficção científica.
Os bilhetes custam 22 euros (em pré-venda) e podem ser adquiridos através da bilheteira online.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Fred em digressão nacional

Depois de passar por alguns dos mais importantes festivais nacionais ao longo deste verão, como o Super Bock Super Rock, ou o Kalorama, com concertos considerados por quem os viu exímios, Fred dá continuação à digressão de apresentação do seu novo trabalho de estúdio, “Series Vol. 1 – Madlib”. O arranque da tour de inverno, que vê hoje as primeiras datas reveladas, tem passagem marcada por Braga, Tavira, Torres Vedras, Leiria, Porto e Viseu.

------

Digressão "Series Vol. 1 — Madlib

22 outubro 22 — Braga — Lustro
29 outubro 22 — Tavira — Rock da Baixa-Mar Associação
18 novembro 22 — Torres Vedras — Bang Venue
19 novembro 22 — Leiria — (Texas Bar)
17 fevereiro 22 — Porto (Maus Hábitos)
18 fevereiro — Viseu (Carmo 81)

------

O novo trabalho a solo do baterista e produtor é uma verdadeira viagem estratosférica, onde vêm acoplados o groove, o requinte e a sofisticação. Um espetáculo liderado por FRED acompanhado por quatro experimentados músicos que têm como missão levar o baterista e produtor à loucura na procura da perfeição em palco.

“Madlib, sucessor do primeiro trabalho em nome próprio “O amor encontra-te no fim”, é por si só um enorme tributo a Otis Jackson Jr. Neste disco, é arrebatadora a capacidade de dar nova vida e reescrever com tanta elegância aquilo que muitas vezes parecem esquissos - ainda que a roçarem a perfeição - desse grande mestre da produção. Neste novo trabalho testemunha-se Fred a tocar bateria como até hoje não tinha tocado — apesar de não haver dúvidas de que é um baterista exímio, com uma plástica impressionante que vai do punk-rock ao boom-bap.

Uma viagem sónica de alta execução orquestrada por um músico de excelência que, ao fim de tantos anos a fazer música em múltiplas dimensões, ainda tem a capacidade de encontrar novos desígnios e fazer cumpri-los. Com mais de 20 anos de carreira, o baterista e produtor tem com a música uma relação quase umbilical. Dos longínquos Yellow W Van aos Orelha Negra, passando pelos Buraka Som Sistema e a Banda do Mar, cada disco que passa pelas mãos de Fred Pinto Ferreira torna-se um caso cada vez mais sério.

Novas datas e cidades em breve anunciadas.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Amplifest regressa ao Porto no início de outubro. Horários já disponíveis.

A menos de duas semanas do arranque da edição 2022 do Amplifest são lançados os horários para os mais de cinquenta concertos que, ao longo dos seis dias do evento, ocuparão as salas do Hard Club no Porto. Aquela que é a maior e mais ambiciosa edição da experiência musical integra ainda um ciclo de conversas e uma programação de filmes, que este ano exibe: A Wandering Path (The Story of Gilded Media), de Michael Dimmitt; Amenra: A Flood of Light, de Bobby Cochran; It Came from Aquarius Records, de Kenneth Thomas; Migration, de Thisquietarmy e Hellenica; Redemptus: Nothing's Gonna Wake You Up Like Suffering, de Guilherme Henriques e The Man Who Loves to Hurt Himself, de Anthony Short.

O Amplifest acontece nos dias 7, 8, 9, 13, 14 e 15 de outubro. Ainda estão disponíveis para compra 17 passes para o FDS 2. Os interessados poderão fazê-lo através do website da promotora.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Imagem @ Vera Marmelo

Chegou o primeiro disco de ALGUMACENA (Alex D'Alva Teixeira e Ricardo Martins)

Ricardo Martins: baterista lisboeta que não só é conhecido pelo seu trabalho a solo, mas também por tocar com inúmeras bandas, entre as quais Pop Dell’Arte, Bruxas/Cobras, Fumo Ninja, Jibóia e Papaya. Alex D’Alva Teixeira: oriundo da margem sul do Tejo, é conhecido por fazer parte dos D’Alva, trio pop-alternativo.

Sempre que os dois se cruzavam em concertos, falavam na possibilidade de fazer “alguma cena” juntos. Demorou, mas finalmente aconteceu. Alex e Ricardo marcaram encontro num espaço de total liberdade criativa, onde exploram territórios sónicos diversos, guiados pelas infindáveis coordenadas do universo do rock e de todas as suas permutações — sempre com a mente aberta a influências de outros géneros musicais.

O primeiro disco de ALGUMACENA, "Que Te Tira o Sono à Noite", traz-nos sete temas com uma simbiose perfeita entre a urgência do rock, a energia do punk da Dischord Records dos anos 80 / início dos anos 90 e uma dimensão pop, com voz de Alex a transitar entre a agressividade e a abordagem melódica que o caracteriza nos D'Alva.

Após um excelente concerto de lançamento no B.Leza em Lisboa, os ALGUMACENA vão continuar a apresentação do disco no dia 26 de Novembro no SUPERBOCK EM STOCK

"Que Te Tira o Sono à Noite" foi gravado, misturado e masterizado por Bruno Xisto nos Black Sheep Studios. A edição limitada em cassete encontra-se disponível para pre-order na Regulator Records e estará disponível para venda em Outubro. Até lá, "Que Te Tira O Sono à Noite" pode ser ouvido na íntegra nas várias plataformas digitais e no bandcamp da editora.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Parker S.P. dá início à nova viagem dos Solar Corona

Três anos volvidos da edição de Saint​-​Jean​-​de​-​Luz, o segundo disco de originais dos Solar Corona gravado em cima de uma jam session nos Quiksilver Studio, chegamos a uma nova estação na vida do coletivo. Ainda em formato quarteto, mas substituindo o saxofone de Julius Gabriel pelas máquinas de Nuno Loureiro, os Solar Corona apresentam hoje Parker S.P., tema que dá sinal de marcha no caminho até Pace. O novo LP, com data de edição para novembro deste ano, aprimora um processo de criação que é já ADN do coletivo: a improvisação como ponto de partida para a descoberta de um espaço extraterreno onde as vontades dos seus quatro elementos se encontram unas. Explorando as ideias de movimento, repetição e acaso, a música destes Solar Corona é impetuosa e hipnotizante, tem desejos de estrada e mapas psicadélicos para descobrir.

Os Solar Corona são José Roberto Gomes (baixo), Nuno Loureiro (dub/fx/synths), Peter Carvalho (bateria) e Rodrigo Carvalho (guitarra/synths). Pace foi gravado e masterizado nos Quiksilver Studio por Mako e José Arantes, e misturado e masterizado por este último, O disco estará disponível, em formato digital e vinil. O pre-order do disco pode já ser feito no bandcamp da editora.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Uma Horinha à Pitchy #6

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

BARDINO // Ao Vivo na Porta 253

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Áudio Novela "Sangue & Mármore" disponível

Novo disco, que teve como primeiro single "Tema de Sequeira", com Rui Reininho, será apresentado dia 4 de Outubro no Hard Club, no Porto.

O ano é 2001 e o lugar é Avintes. Um corpo sem vida surge alumiado pelos primeiros raios de sol da madrugada e coloca o povo em sobressalto: quem seria aquele homem que jazia numa poça de sangue à porta do Zoo de Santo Inácio com uma unha de gel vermelha num bolso e uma foto de uma mulher noutro?

Assim começa esta novela, uma obra que segundo o seu autor - David Bruno - o salvou durante a pandemia. Inspirada num misto de observações feitas pelo mesmo durante as longas horas passadas à janela em casa durante o período de confinamento e memórias de infância, "Sangue & Mármore" é uma história que nunca aconteceu - mas podia perfeitamente ter acontecido.

Mais tarde o autor decidiu narrá-la para a passar para o formato de áudio novela e de seguida criou uma banda sonora original - cada personagem teve direito a um tema - para a qual contou com as participações de Gisela João, Marlon Brandão (Os Azeitonas) e Rui Reininho.

Sangue & Mármore não é um disco. Sangue & Mármore não é uma novela. Sangue & Mármore é a história mais humilde que ouvirão nas vossas vidas, uma ode aos dramas do lado B de Portugal e aos lugares comuns das nossas vidas. O disco já está disponível em todas as plataformas digitais

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Imagem @ Rui Aguiar

MIRROR PEOPLE: "No Other Truth", o novo single da banda, antecede o novo álbum dia 29

"No Other Truth", o novo single de Mirror People, foi composto em parceria por Rui Maia e Rö (nome artístico de Maria do Rosário). É uma canção de amor com uma sonoridade bem peculiar: mistura o lado acústico de um contrabaixo com sintetizadores ruidosos e uma batida bastante quebrada, não perdendo o sentido pop já habitual nos temas da banda.

Produzido por Rui Maia, em Lisboa, e misturado por Zé Nando Pimenta e masterizado por Miguel Marques nos Arda Recorders, no Porto, "No Other Truth" chega também através de um videoclipe realizado por Seffy Hirsch, tendo como cenário uma lavandaria, o palco de afirmação daquilo que nos une universalmente, o amor.

"Heartbeats etc.", o novo álbum de Mirror People, (disponível a partir de dia 29 em formato CD e digital) vai ser apresentado ao vivo nas seguintes salas:

- 20/10 Musicbox, Lisboa
- 11/11 Ferro, Porto
- 12/11 Casa das Artes, VN Famalicão
- 18/11 Stereogun, Leiria

Sobre MIRROR PEOPLE
Mirror People é o alter ego do músico, produtor e DJ Rui Maia (X-Wife, GNR). Idealizado para ser um projecto de colaboração com outros artistas de diferentes expressões culturais, o foco de Mirror People está na música de dança com um cunho que vagueia pelo disco, electrónica e house.

Após temas em editoras como Permanent Vacation, Discotexas ou Future Disco, o álbum de estreia 'Voyager' surge em 2015 com colaborações de Hard Ton, James Curd, Rowetta ou Iwona Skv, entre outras. Singles como 'Kaleidoscope', 'I Need Your Love', 'Come Over' ou 'Dance The Night Away' figuraram nas mais diversas playlists de rádios nacionais, mas também da Triple J Radio (Austrália) ou WFMU (EUA). 'I Need Your Love' foi inclusive um dos temas escolhidos para fazer parte da banda sonora do filme independente 'Razzia' (Nabil Ayouch). Mas as "internacionalizações" de Mirror People não se ficam por aqui: 'Look Out', também do álbum 'Voyager', podia ouvir-se no anúncio na Lotaria da Catalunha e o instrumental 'Open Hand' foi criado para uma publicidade da gigante de moda Prada.

Mirror People já teve apresentações em inúmeros palcos nacionais, como NOS Alive, Lux, Lisboa Dance Festival, Rock in Rio Lisboa, SBSR, Jardim Sonoro..., assim como em Londres, Paris, Viena, Cannes e Istambul, entre outros palcos internacionais. No palco, Mirror People apresenta-se com Rui Maia a assumir toda a electrónica dos sintetizadores e caixas de ritmo e Rö na voz e efeitos.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Big Thief em Lisboa em Abril 2023

A banda está de regresso para um concerto único no dia 29 de Abril no LAV, Lisboa ao Vivo, em Lisboa.

Depois da última passagem por Portugal, com os dois concertos esgotados, o quarteto natural de Brooklyn está de volta para apresentar o novo disco Dragon New Warm Mountain I Believe In You. Gravado durante cinco meses e em cinco diferentes locais dos Estados Unidos da América, o quinto álbum de originais, foi amplamente aclamado pela crítica e tornou-se tendência musical em inúmeros países, como a Austrália, Bélgica, Nova Zelândia e o Reino Unido. “Simulation Swarm” e “Change” são alguns dos temas para ouvir no concerto de regresso.

Bilhetes à venda a partir de sexta-feira, 16 de Setembro, por 28€ em bol.pt e locais habituais.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

The Black Angels visitam Portugal em Janeiro

Novo disco, "Wilderness of Mirrors" chega já esta sexta-feira, dia 16 de Setembro e os bilhetes estarão à venda, no mesmo dia.

Lisboa - 27 de Janeiro - Lisboa ao Vivo
Porto - 28 de Janeiro - Hard Club

Já se passaram 5 anos desde que os fãs dos The Black Angels foram brindados com um álbum da banda e "Wilderness of Mirrors" marca um regresso triunfante aos discos. Para celebrar, a banda anuncia agora uma tour europeia que começará no nosso país, dia 27 de Janeiro, no Lisboa ao Vivo e dia 28 de Janeiro, no Hard Club, no Porto.

O novo trabalho refina habilmente o rock psicadélico dos Black Angels, ao lado de uma série de intrigantes sons e texturas, enquanto o tumulto político, a pandemia e a devastação contínua do ambiente forneceram uma ampla inspiração para a sua lírica feroz. O Mellotron, cordas e outros teclados são em "Wilderness of Mirrors", mais proeminentes do que nunca.

Os Black Angels – Alex Maas (vocalista/baixista), Christian Bland (guitarrista), Stephanie Bailey (baterista), Jake Garcia (guitarrista), Ramiro Verdooren (multi-instrumentista) - coproduziram o disco, em estreita colaboração com Brett Orrison (coprodutor) e John Agnello, para alcançar algo novo e fresco mas mantendo sempre a base da sua sonoridade.

Agora, a banda trará seu empolgante espetáculo para os palcos de toda a Europa e Reino Unido numa tour que começa, em Lisboa, dia 27 de janeiro e continuará no Porto, no dia seguinte. Os bilhetes para estes espetáculos estarão à venda a partir de sexta-feira, dia 16 de setembro, em BOL.pt e locais habituais.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Widowspeak em Portugal em Novembro 2022

A dupla norte-americana regressa a Portugal, para dois concertos, dia 8 de Novembro no LAV, Lisboa ao Vivo e, no dia 9 do mesmo mês, no Auditório CCOP, no Porto.

A cantautora Molly Hamilton e o guitarrista Robert Earl Thomas, apresentam The Jacket, uma colecção de 10 temas que fluem perfeitamente entre si, contanto a história de uma banda fictícia numa viagem pelo absurdo do ego, da co-dependência e das visões compartilhadas.

O sexto álbum de Widowspeak, resulta de uma meditação enrugada sobre a performance e vidas passadas de uma banda que atingiu um novo estágio de maturidade, após mais de uma década em palco.

“Everything Is Simple”, “The Drive” e “While You Wait” são alguns dos novos temas a não perder.

Bilhetes já disponíveis por 18,00€ em bol.pt e locais habituais (FNAC, CTT, El Corte Inglés).

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Barlos vai colocar o artesanato barcelense a dialogar com outras linguagens contemporâneas

A arte e ofício da olaria é um dos mais distintivos traços da identidade cultural de Barcelos. Representativamente resumido na figura do galo que é a sua espécie de imagem de marca, o figurado de Barcelos assume-se, dentro e fora de portas, como um dos mais sui generis produtos artesanais do país. Numa altura em que a sua preservação e continuidade enfrentam o desafio do envelhecimento dos seus mestres, o BARLOS pretende criar novos espaços de diálogo entre esta prática e outras linguagens e expressões artísticas contemporâneas. A ter lugar durante do dia 24 de setembro, ao longo de todo o dia, o evento vai ocupar o Centro Comercial Barlos com oficinas, música, conversas, exposições e espectáculos de criação.

O dia arranca com uma oficina de olaria orientada pelos irmãos Baraça, uma das mais conceituadas e tradicionais famílias do universo do artesanato de Barcelos. A oficina durará três horas e é destinada a pessoas interessadas em olaria e figurado, com idades compreendidas entre os 18 e os 70 anos de idade.

No plano das conversas, a sala 4 do Centro Comercial Barlos, receberá duas mesas redondas: O feminino no figurado Barcelense, com participações de Ana Mariz, Angélica Lima Cruz e Inês Calisto Machado e moderação de Cláudia Milhazes; e Artesanato e linguagens contemporâneas com intervenções de António Ramalho, Júlio Dolbeth e Rita Frutuoso e moderação de Guilherme Braga Cruz. No campo das artes plásticas, será possível visitar uma exposição dedicada ao projeto Partir, dos ilustradores Júlio Dolbeth e Mariana, a Miserável, assim como a exposição WOC, com os resulatdos dos workshops de olaria e cerâmica. Numa vertente mais performativa, será ainda apresentado o trabalho audiovisual de Ana Mariz em torno da obra de Rosa Ramalho, Vaca de seis patas - Um passeio pela história do figurado e outras histórias de transfiguração, assim como Phobos - Orquestra Robótica Disfuncional, um projeto desenvolvido pela Sonoscopia.

Ao longo de todo o dia, será ainda possível assistir às atuações de África Negra, Ana Lua Caiano e Dj Fitz, assim como a uma arruada que apresentará as peças desenvolvidas numa oficina de criação entre a Banda Plástica de Barcelos e Henrique Apolinário. A arruada servirá ainda para mostrar os trabalhos realizados numa oficina de construção de peças de romaria orientada pelo serviço educativo do Museu de Olaria a ter lugar na semana anterior ao evento.

O programa do Barlos completa-se com a organização de um conjunto de almoços e jantares temáticos desenvolvidos pelo Coletivo Cabidela e uma banca de artesanato de barro com participação da Associação de Artesãos do Galo e da Tasco. A lotação dos mesmos será limitada. Os menus e pré reservas serão anunciados esta semana.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Black Flag em Portugal em data única no Porto

"A pressa nem sempre é amiga da perfeição. Depois de dois dias intensos com os MONO e movidos pelo entusiasmo de anunciar, o mais depressa possível, este concerto, dissemos um disparate. A verdade é só uma: BLACK FLAG EM PORTUGAL EM DATA ÚNICA NO PORTO"

Uma das bandas mais inovadoras de todos os tempos e um incontornável expoente do hardcore punk, os Black Flag têm finalmente marcada a sua estreia em Portugal, quase 50 anos depois de terem feito soar os seus primeiros acordes. O concerto (data única no país) acontece no Hard Club, no Porto, a 5 de fevereiro de 2023, e os bilhetes já se encontram à venda no site da Amplificasom pelo valor de 25 euros.

Fundados em 1976 em Hermosa Beach, Califórnia, pelo guitarrista, principal compositor, e único membro permanente Greg Ginn, os Black Flag lançaram o seu primeiro álbum – o icónico Damaged – em 1981, e desde então nunca mais deixaram de fazer parte da história do punk, ao mesmo tempo que influenciaram quase todos as vertentes da música pesada, bem como várias gerações de músicos. No concerto em Portugal, sobem a palco Greg Ginn na guitarra, Mike Vallely nos vocais, Joseph Noval no baixo e Isaias Gil na bateria. A primeira parte estará a cargo dos também já lendários Total Chaos.

BLACK FLAG + TOTAL CHAOS
Domingo, 5 de fevereiro 2023
Hard Club - Sala 1
Portas: 20h00
Início: 21h00
Bilhetes: €25 (+booking fee)

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Rammstein no Estádio da Luz em 2023

Os Rammstein revelaram as datas da digressão europeia de 2023. Entre elas, conta-se o aguardado concerto em Portugal, que terá lugar no Estádio da Luz, em Lisboa, a 26 de junho.

Os bilhetes serão postos à venda às 10h de 8 de setembro.

Fuerzone/Golden Circle: €95,00
Relvado: €75,00
Bancada Piso 0: €85,00
Bancada Piso 1: €80,00
Mobilidade Condicionada: €70,00

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Já há alinhamento diário para o Amplifest 2022

Foi lançado hoje o alinhamento diário para a edição deste ano do Amplifest que, pela primeira vez na sua história, ocupará dois fins-de-semana. A acompanhar o anúncio o festival portuense colocou também à venda os bilhetes diários. Os mesmos já podem ser adquiridos online.

A ter lugar nos dias 7, 8, 9, 13, 14 e 15 de outubro, a experiência musical anuncia ainda duas adições ao programa. O FDS1 contará com a atuação da dupla americana Prison Religion e o FDS2 com a de Tashi Dorji, instrumentista nascido no Butão e radicado nos EUA. Por razões alheias à organização as vindas de Petbrick e Test Dept foram canceladas.

Confiram o alinhamento diário para o Amplifest 2022!

AMPLIFEST FDS1
7 outubro
Amenra . Dälek . Jo Quail . Midwife . Prison Religion . Process of Guilt . Vile Creature . ?

8 outubro
Brutus . Elder . Fotocrime . Irist . O Gajo . Oranssi Pazuzu . Pallbearer . Putan Club . Telepathy

9 outubro
Birds in Row . Caspian . Clothilde . Cult of Luna . Karin Park . Patrick Walker (40 Watt Sun) . Tenue . Wolves in The Throne Room

AMPLIFEST FDS2
13 outubro
Buñuel . Caspar Brötzmann Bass Totem . Cave In . Deafheaven . Jessica Moss . Luís Fernandes . Shy,Low . Sumac

14 outubro
Anna Von Hausswolff . Bongripper . BRUIT≤ . Hellripper . indignu . Spectral Wound . Tashi Dorji . William Fowler Collins . ?

15 outubro
Aaron Turner . Bossk . Envy . Fennesz . Godsepped You! Black Emperor . Lingua Ignota . Peter Broderick . Scúru Fitchádu . The Bug feat. Flowdan

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

O Festival para Gente Sentada regressa nos dias 30 de Setembro e 1 de Outubro de 2022

O Festival para Gente Sentada regressa ao Theatro Circo durante os dias 30 de Setembro e 1 de Outubro. Na 19.ª edição, a música divide-se pelos dois auditórios da emblemática sala Bracarense. A abertura da primeira noite acontecerá no Pequeno Auditório ao som da doce voz de CAIO e continua no Grande Auditório com o pop sonhador de Ghostly Kisses e Helado Negro. Já a segunda noite será entregue à melancolia introspectiva de Valter Lobo, no Pequeno Auditório, e ao arrebatador indie rock de Sean Riley com The Legendary Tigerman e Villagers, no Grande Auditório.

Bilhetes diários disponíveis brevemente. O bilhete para o Festival para Gente Sentada garante a entrada nos concertos programados na sala principal, ficando o acesso ao Pequeno Auditório limitado à sua lotação, mediante ordem de chegada.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Imagem @ Gonçalo Delgado

Urge decifrar no céu, o primeiro single do novo disco dos indignu está aí

Quatro anos depois da sua última edição, os indignu estão de regresso com novo longa-duração. O disco marca a primeira edição do coletivo pela incontornável dunk!records (em parceria com a norte-americana A Thousand Arms) e chegará às lojas e plataformas digitais em Novembro de 2022. A antecipar o LP, a banda disponibiliza hoje o primeiro single, Urge decifrar no céu; um tema onde se experimentam pelos limites do rock progressivo, inspirando e expirando ao ritmo de crescendos catárticos, melodias e distorções contrastantes numa viagem que foge aos lugares comuns do pós-rock.

O single é acompanhado de um vídeo de Afonso Barros, realizador, que explora a universalidade da música de indignu, num desafio inusitado, sensorial no qual uma série de pessoas é convidada a ouvir o tema no momento, sem qualquer ideia prévia do mesmo. O resultado é bem especial.

O novo disco, adeus, foi misturado por Ruca Lacerda (Mão Morta, Pluto) e masterizado pelo Birgir Jón Birgisson (Bjork, Sigur Rós, Spiritualized, Album Leaf, Alcest).

Nascido em Barcelos em 2004, o coletivo indignu sempre experimentou diversas mutações estéticas e musicais, mas é em 2013 com a composição do álbum Odyssea que se definem as diretrizes sonoras pelas quais ainda se orientam. Apesar de mais circunscritos ao núcleo central no processo criativo, ao longo dos anos não se escusaram a desenvolver colaborações dentro e fora do universo musical, como são exemplo os trabalhos com Valter Hugo Mãe, Manel Cruz, Ana Deus, com o cinematógrafo egípcio Omar Abou Doma ou com artista plástico Mário Vitória. Depois de fetus in fetu, Odyssea, Ophelia e Umbra chega, agora, adeus.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


artwork @ A Cristina Faz

7ª edição do festival BLACK BASS - ÉVORA FEST

Dias 11 e 12 de Novembro de 2022, o festival mais punk/rock da cidade de Évora, com selo POINTLIST, irá acolher alguns dos projectos que mais se têm destacado ao longo deste último par de anos, bem como outro punhado de bandas emergentes da cena nacional.
Os concertos terão lugar na Sociedade Harmonia Eborense e no mítico salão da SOIR-Joaquim António d'Aguiar.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Vodafone Paredes de Coura 2022 visto por Sara Sofia de Melo

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

MONO chegam a Portugal em setembro com novo disco

Aguardado regresso dos MONO ao território nacional. Agendados para os dias 6 e 7 de setembro no Porto (Hard Club) e Lisboa (RCA Club), a data dupla serve para apresentar Pilgrimage of the Soul, disco editado em 2021, onde o coletivo nipónico volta a assumir-se como um dos nomes de frente na redefinição das fronteiras entre o post-rock e a música neoclássica. Datas que se assinalam também pela estreia nacional de A. A. Williams, para provar o porquê da assombrosa música da artista londrina ser uma das mais relevantes e viciantes novidades dos últimos tempos. Os bilhetes custam 25 euros e já podem ser adquiridos através do site da Amplificasom.

Os MONO propõem-se, nas suas próprias palavras, a ‘comunicar o incomunicável’. Movendo-se graciosamente entre delicadas melodias, evocativas orquestrações e violentas paredes de som, a sua música captura e reflete as nuances de cada emoção humana – da tristeza à exultação, da serenidade à cólera –, com cada uma das suas composições a desencadear uma intensa viagem introspectiva. Depois de uma série de concertos memoráveis no passado recente, os MONO regressam a Portugal para uma visita dupla de apresentação do mais recente álbum.

Antes dos Mono, subirá ao palco A.A. Williams. Com influências desde o pós-rock até à dark folk, e fazendo também referências a nomes como PJ Harvey e Emma Ruth Rundle, a artista londrina tem vindo a provar que o "pesado" não é, necessariamente, sinónimo de "barulhento". Com dois longas-durações já editados (e um terceiro a caminho), a sua música introduz-nos a um universo onde as ondas de ambiência delicada são cortadas por decisivas batidas de guitarra e percussão que abrem espaço à navegação e performances vocais únicas de Alex.

MONO TOUR 2022
MONO + A.A. WILLIAMS
06-09-2022, TERÇA, HARD CLUB, PORTO
PORTAS/ DOORS: 20h00
A.A. WILLIAMS: 21h00 às 21h45
MONO: 22h15 às 23h45

MONO + A.A. WILLIAMS
07-09-2022, QUARTA, RCA CLUB, LISBOA
PORTAS/ DOORS: 20h00
A.A. WILLIAMS: 21h00 às 21h45
MONO: 22h15 às 23h45

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Uma Horinha à Pitchy #5

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Peter Suede revela um disco promissor. “Snake Skin” soa a novo, romântico e quente. Um brinde a um grande disco! ★★★★ 4/5

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Vodafone Paredes de Coura regressa de 16 a 19 de Agosto de 2023

Mais de 115 mil pessoas passaram pelo recinto instalado na Praia Fluvial do Taboão durante os cinco dias de duração do Vodafone Paredes de Coura 2022. Um momento em que se reencontraram e viveram junos a melhor música no cenário único das margens do Rio Coura.

Beach House, BadBadNotGood, Idles, Turnstile, The Blaze, Parquet Courts, L’Impératrice, Ty Segall & Freedom Band, Mão Morta, Linda Martini, Gator, The Alligator, foram alguns dos cabeças de cartaz que deram vida ao anfiteatro natural da música nos cinco dias de duração do festival, que marcou também os 10 anos de associação da Vodafone ao Festival Paredes de Coura. Este sábado, o último dia em cartaz, Manel Cruz, Yves Tumor & its Band, Slowthai e Pixies fazem as honras da casa, para fechar a edição mais concorrida de sempre da história do festival.

Mas nem só de noites viveu esta edição. Das mãos e das vozes de Caio, Homem em Catarse, Chão Maior, Fumo Ninja, Jasmim, Dela Marmy, Omie Wise ou João Mortágua Math Trio saiu a banda sonora de quatro tardes memoráveis para o público do Vodafone Paredes de Coura que assistiu à iniciativa Jazz na Relva.

Com o festival voltaram também as Vodafone Music Sessions, concertos intimistas e exclusivos que juntaram, no total, cerca de uma centena de pessoas distribuídas por quatro sessões realizadas em locais inusitados. Este ano, o salão de uma associação que formou musicalmente muitas das crianças do concelho de Paredes de Coura, uma estrada em construção que vai ligar a vila à A3 e a Capela Nª Senhora da Purificação foram alguns dos lugares escolhidos para estes concertos. Entre os intérpretes e bandas que protagonizaram estes momentos especiais estiveram MEMA., o DJ Nuno Lopes, Chinaskee e Manel Cruz.

A edição do próximo ano, que celebra os 30 anos do festival, já tem data marcada: 16 a 19 de Agosto de 2023. Juntos, a Vodafone e o Festival Paredes de Coura continuam a crescer, resultado de uma parceria de sucesso que continua a proporcionar momentos inesquecíveis a quem vive de forma única a música e o ambiente do Vodafone Paredes de Coura.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

MEO KALORAMA confirma 2ManyDjs B2B Tiga e revela horários dos palcos MEO, Colina e Futura

A 14 dias da abertura de portas no Parque da Bela Vista para a realização da sua primeira edição, nos dias 1, 2 e 3 de setembro, e com os bilhetes diários para o dia 2 de setembro perto de esgotar, o MEO Kalorama confirma a participação de 2ManyDjs B2B Tiga no primeiro dia, além de vários artistas da comunidade local com Curadoria Chelas É o Sítio. Hoje são ainda revelados os horários das atuações e a distribuição dos artistas e bandas pelos seus três palcos: MEO, Colina e Futura.

Recorde-se que os bilhetes gerais para o último grande festival de verão europeu, que tem como cabeças de cartaz The Chemical Brothers, Arctic Monkeys e Nick Cave & The Bad Seeds, podem ser adquiridos em seetickets.pt, no site oficial do festival www.meokalorama.pt e nas lojas MEO. O passe, que dá acesso aos 3 dias do festival, custa 145€ e o bilhete diário 61€. A ambos acrescem as taxas de serviço aplicadas pelos pontos de venda.

O MEO Kalorama está em linha com a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela Assembleia Geral das Nações Unidas. Pretende dessa forma incentivar as suas equipas, os artistas, o público e os parceiros a começarem desde já, na primeira edição do festival, a construir o seu legado futuro, comprometendo-se com as práticas de sustentabilidade, inovação e inclusão que determinam novos comportamentos.

1 de setembro
The Chemical Brothers | Kraftwerk | James Blake | Moderat | Years & Years | Bomba Estéreo | 2ManyDJs B2B Tiga | Jake Shears | Marina Sena | Rodrigo Leão Cinema Project | D’Alva | Fred | Xinobi Live

2 de setembro
Arctic Monkeys | Bonobo | Jessie Ware | Róisín Murphy | Blossoms | Bruno Pernadas | The Lathums | The Legendary Tigerman | Alice Phoebe Lou | Crawlers | Golden Slumbers | You Can’t Win Charlie Brown

3 de setembro
Nick Cave & The Bad Seeds | Disclosure | Ornatos Violeta | Chet Faker | Meute | Moullinex | Peaches | Tiago Bettencourt | ZAZ | Club Makumba | Grand Pulsar

E muito mais.

Sobre o MEO KALORAMA
Localizado no Parque da Bela Vista, um dos maiores parques urbanos da capital - e um dos locais mais privilegiados da cidade graças à sua extensa área verde, proximidade aos transportes públicos, aeroporto e centro da cidade -, é precisamente a este Parque que o festival deve o seu nome, já que “kalorama” significa “bela vista” em grego – e os gregos, como se sabe, inspiraram a cultura e as manifestações culturais ao longo da história. Promovido pela House of Fun e pela Last Tour, o festival abrirá as suas portas pela primeira vez nos dias 1, 2 e 3 de setembro de 2022.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Uma Horinha à Pitchy #4

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Suavemente escutamos o homónimo de Eigreen. E ali nos deixamos ficar. Puro e relaxante este disco de estreia dos irmãos Frutuoso. ★★★★ 4/5

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Uma Horinha à Pitchy #3

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Uma Horinha à Pitchy #2

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Ray, projecto de Luís Raimundo e que apresenta simplesmente como “Ray”.
Um disco solitário mas carregado de talentosos amigos, culminado com Paulo Furtado na produção.
Um disco que nos envolve de uma tal forma, que a dança é só uma mera emoção no meio de tantas outras!
Recomendado para este desoprimido ano de 2022. ★★★★★ 5/5

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Uma Horinha à Pitchy #1

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Fenther TV - O canal da nova música portuguesa

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Novo álbum de Da Chick em boa companhia

“Good Company”, o novo disco da rainha do groove, Da Chick, chega a 7 de Outubro e tem assinatura Discotexas. Do álbum, já são conhecidos três singles: "Funk You Want", "New Day" e "Imaginação", o primeiro tema cantado em português.

“Funk You Want” foi o primeiro passo de dança que despertou a curiosidade para o álbum “Good Company”, o novo trabalho de Da Chick prometido para Outubro. “New Day” é o segundo single desta jornada e que caminha por terrenos mais jazzy, servido por trompete e Rhodes carregados de alma. “É uma peça para escutar logo de manhã, quando nos preparamos para sair para trabalhar, quando começamos a corrida com que asseguramos o exercício do dia, a caminho do exame ou simplesmente quando precisamos de um empurrão para enfrentar o que cada novo dia nos apresenta” conta Da Chick. E ainda, “Imaginação”, o primeiro tema da artista cantado em português, que conta com a companhia de Beware Jack e ainda as participações de Fred Ferreira e João Gomes (Orelha Negra). Sobre o último tema, a artista conta: "O Beware Jack para além de ser dos rappers que mais curto, com um flow e uma imaginação de outro mundo, é uma Soul muito especial. Desde que nos conhecemos, quando o Beware me convidou para um feat no álbum dele - “Crime disse Ela” - e nos ficamos a conhecer melhor, percebi que estava perante alguém com uma postura muito segura da sua singularidade. Isso atrai-me muito num parceiro para criar. E criamos... algo único e espero que inspirador".

Relativamente ano novo álbum, Da Chick explica que "Good Company" é um marco diferente na sua preenchida carreira: “É um disco cheio. Cheio de luz, cheio de palavras, cheio de sons, cheio de emoções e cheio de mim. As influências são muitas, desde Guru a ATCQ, de Roy Ayers a Donald Byrd, de Cool Hipnoise a Blackout... mas o som é sem dúvida Da Chick”, afirma a artista, abrindo o jogo numa demonstração de franqueza e honestidade que, de resto, se escuta de forma clara nos singles já revelados. “Este disco tornou sonhos realidade, como poder ter o master Melo D numa música produzida por mim. E todos os outros participantes, por quem tenho muito carinho e respeito tornaram este disco um verdadeiro sonho. É o meu disco mais completo, recheado e coberto, com tudo a que tenho direito. É bom ter chegado aqui”. E que tenha chegado até aqui em tão boa companhia é sinal claro da sua empática vibração: além de Melo D, que foi voz em vários dos clássicos dos Cool Hipnoise, há ainda que referir Selma Uamusse e o Gospel Collective representado por Mirza Lauchand, Bárbara Whanon, Beware Jack, e ainda os músicos Gui Salgueiro, Fred Ferreira, João Gomes (outro nome dos Cool Hipnoise), Eduardo Cardinho, Gabriel Salles Silva, Sandro Félix, DJ Glue, Natasha Diggs, Iúri Oliveira ou Moullinex e Xinobi que, de diferentes maneiras e em diferentes instrumentos, ajudam a fazer deste GOOD COMPANY um portento de groove, classe e boa onda. A capa, por sua vez, foi a cargo da ilustradora Kruella D’Enfer, que traduziu de forma perfeita a tal luz que da Chick acredita que agora a ilumina.

“Good Company” já tem data marcada para a desforra, a 7 de Outubro e, mais uma vez, com o selo de qualidade Discotexas. Que lhe possamos todos fazer boa companhia nessa aventura de vida a partir do primeiro play.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Uma Horinha à Pitchy #0

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Isa Leen apresenta primeiro single — 'What Do You See?'

Não podemos apagar quem já fomos. Resta-nos ganhar a consciência de que, dentro da nossa bagagem, podemos encontrar as ferramentas necessárias para criar a espada que nos pode ajudar a romper com aquilo que já não nos serve, tornando-nos seres mais complexos e completos. Tudo com tempo, calma e intenção.

Esta é a ideia por trás de “What Do You See?”, single de estreia Isa Leen, o mais recente projeto de Rita Sampaio. Depois de ter apresentado o projeto num concerto de caráter inédito no gnration open day, no passado dia 30 de abril, prepara-se agora para deixar a sua primeira pegada no mundo.

A pergunta que intitula a faixa vem de um exercício de auto confronto, que dá espaço à auto reflexão. Da insegurança e vulnerabilidade, nasce a força — a espada metafórica que a artista utiliza para enfrentar os desafios do presente e os fantasmas do passado.

Rita Sampaio resgatou a letra para “What Do You See?” de um texto escrito em 2018. No período da pandemia, quando começou a forjar Isa Leen, mergulhou num período de auto-análise, o que lhe permitiu recuar e tocar em pontos mais profundos e fundamentais. O projeto em si mostrou-se, desde o início, um ato de resistência à cultura da velocidade e da produtividade tóxica. Nada aqui é efémero, mas sim pensado e construído através da mesma matéria de que Rita é feita.

Roma não foi construída num dia. A espada de Isa Leen também não. 🗡

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Parabéns Lovers & lollypops

17 anos a celebrar o inconvencional

E eis-nos de repente à porta da maioridade. Dezessete anos volvidos desde a primeira edição, continuamos a habitar os nossos dias de histórias e desafios, ao lado de bandas e artistas que nos ajudam a celebrar o inconvencional, a encontrar conforto no desafio e a apaixonarmos pelo que ainda está para vir. Não podíamos celebrar esta data de outra forma que não fosse com o lançamento de mais um disco, uma espécie de revisita (sem saudosismo) ao caminho que nos trouxe até aqui, selecionando um conjunto de temas que, de alguma forma, resumem cada ano de vida. Integrados nesta compilação estão temas de: Sikhara, Lobster, Dansse Damaje, The Astroboy, Black Bombaim, Long Way to Alaska, The Glockenwise, Equations, Jibóia, Killimanjaro, Medeiros/Lucas, Filho da Mãe, Stone Dead, João Pais Filipe, Angélica Salvi, Ece Canlı, Conferência Inferno e Sereias.

Juntamente com esta compilação aniversariante abraçamos mais um projecto, numa colaboração com coletivos e projectos que habitam o dia-a-dia cultural do Porto, aquela que é (sempre) a cidade de onde partimos. Uma série limitada de macacões, personalizados com as ideias bordadas da Tilo, e “trazida à vida” por um vídeo dos Ovo Estrelado. Seis cores, 3 tamanhos, trinta e três modelos diferentes entre si.

Os pacotes macacão + compilação podem ser adquiridos no bandcamp da editora por 50 euros. A compilação está ainda disponível para escuta em streaming na mesma plataforma.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

The Soft Moon em Portugal em Outubro de 2022

O hipnótico post-punk de The Soft Moon está de regresso a Portugal para um concerto único no dia 12 de Outubro no LAV, Lisboa ao Vivo, em Lisboa.

The Soft Moon é o projecto de Luis Vasquez, produtor com raízes afro-cubanas que cresceu na vastidão e no calor infernal do Deserto do Mojave. A sua música é o reflexo dessas influências, vincadas numa sonoridade hipnótica, rasgada e delirante. A admiração por Suicide, Joy Division e Bauhaus é parte chave para perceber a complexidade dos seus temas e a transparência do íntimo de Vasquez.

Após o sucesso do álbum Criminal (2018), surge “Him” o mais recente single do músico norte-americano.

Bilhetes já disponíveis por 20€ em bol.pt e locais habituais.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Nick Cave & The Bad Seeds encerram tour europeia no MEO Kalorama dia 3 de setembro de 2022

Após quatro anos afastados dos palcos, Nick Cave & The Bad Seeds percorrem, este verão, os maiores festivais da Europa, culminando no MEO Kalorama com uma atuação que encerra a digressão no dia 3 de setembro. Os bilhetes para o MEO Kalorama, que decorre entre 1 e 3 de setembro no Parque da Bela Vista em Lisboa, estão à venda online em www.meokalorama.pt, seetickets.pt e nos locais habituais. Os passes de 3 dias custam 130€ até ao dia 14 de julho de 2022 e os bilhetes diários 61€, ambos acrescidos das taxas de serviço aplicadas pelos pontos de venda.

Formados após o fim dos The Birthday Party, em 1982, Nick Cave & The Bad Seeds lançaram 17 álbuns de estúdio, desde a estreia com “From Her To Eternity”, em 1984, até ao mais recente “Ghosteen”, amplamente recebido como o seu melhor trabalho. Unanimemente aclamados pelo público e pela crítica como uma das melhores bandas de sempre em disco e ao vivo, Nick Cave & The Bad Seeds já venderam mais de 5 milhões de álbuns em todo o mundo. A sua influência, profunda e perene, estende-se a muitos artistas e bandas que se inspiram na sua obra singular.

Nick Cave & The Bad Seeds juntam-se ao último grande festival de verão europeu, ao lado de Arctic Monkeys, The Chemical Brothers, Disclosure, Jessie Ware, Róisín Murphy, Kraftwerk, James Blake, Chet Faker, Bonobo, Ornatos Violeta, Rodrigo Leão Cinema Project e Peaches, entre muitos outros artistas e bandas, nacionais e internacionais, que tem o MEO como seu Patrocinador Principal. O cartaz revela uma curadoria meticulosa, em que nada é deixado ao acaso e tudo é pensado ao pormenor para proporcionar ao público a melhor experiência musical, que atravesse os meses de outono e inverno como uma cápsula de memórias a que poderemos voltar sempre que sentirmos os dias demasiado curtos e sombrios.

A pensar em quem vem de fora de Lisboa, o MEO Kalorama estabeleceu uma parceria com o Lisboa Camping & Bungalows que dispõe de 38 hectares preparados para receber o público em bungalows, espaçosos alvéolos para caravanas ou autocaravanas e uma grande área para tendas. Situado no “pulmão verde de Lisboa”, esta unidade de alojamento turístico proporciona toda a tranquilidade e conforto a 20 minutos do centro da cidade, com acesso direto através de transportes públicos.

Em breve será conhecido o cartaz completo e todas as novidades que o festival tem ainda por desvendar.

1 de setembro
The Chemical Brothers | Kraftwerk | James Blake | Moderat | Bomba Estéreo | Jake Shears | Marina Sena | Rodrigo Leão Cinema Project | Years & Years | Fred | D’Alva | Xinobi Live

2 de setembro
Arctic Monkeys | Bonobo | Jessie Ware | Róisín Murphy | Blossoms | Bruno Pernadas | The Legendary Tigerman | Alice Phoebe Lou | Crawlers | Golden Slumbers | The Latums

3 de setembro
Nick Cave & The Bad Seeds | Disclosure | Chet Faker | Ornatos Violeta | Meute | Peaches | Club Makumba

E muito mais.

Sobre o MEO KALORAMA
Localizado no Parque da Bela Vista, um dos maiores parques urbanos da capital - e um dos locais mais privilegiados da cidade graças à sua extensa área verde, proximidade aos transportes públicos, aeroporto e centro da cidade -, é precisamente a este Parque que o festival deve o seu nome, já que “kalorama” significa “bela vista” em grego – e os gregos, como se sabe, inspiraram a cultura e as manifestações culturais ao longo da história. Promovido pela House of Fun e pela Last Tour, o festival abrirá as suas portas pela primeira vez nos dias 1, 2 e 3 de setembro de 2022, celebrando uma nova era e novos comportamentos, alinhado com a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Um grande disco de rock como não se ouvia há muito tempo.
Muito bom! ★★★★★ 5/5

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Bullet For My Valentine ao vivo na Sala Tejo a 18 de Fevereiro de 2023

Os muito aplaudidos BULLET FOR MY VALENTINE voltam à estrada no início do próximo ano para uma colossal tour europeia de promoção ao seu mais recente álbum, «Bullet For My Valentine», que foi reeditado em Abril numa versão expandida, com temas inéditos e um novo grafismo. A Sala Tejo da Meo Arena, em Lisboa, foi a sala escolhida para acolher esta estreia em solo nacional, agendada para 18 de Fevereiro de 2023. Os bilhetes para o concerto custam 35€ e estão à venda a partir de hoje em regime de pré-venda no fanclub da banda. A venda geral terá início na próxima quarta-feira, dia 8 de Junho.

«Bullet For My Valentine», o sétimo LP da banda liderada pelo carismático Matt Tuck, foi editado em plena pandemia e vai servir de mote a uma rota pelo velho continente, que traz pela primeira vez a Portugal os músicos galeses. Na bagagem, o quarteto – cuja formação fica completa com Tuck na guitarra e na voz, Michael “Padge” Paget na guitarra solo, Jamie Mathias no baixo e Jason Bowld na bateria – traz não só uma demolidora coleção de novas canções, mas também as bandas de suporte de luxo, JINJER e ATREYU.

Desde que os BULLET FOR MY VALENTINE se juntaram em 1998, transformaram-se numa das maiores bandas do metal contemporâneo. Até ao momento, já venderam mais de três milhões de álbuns em todo o mundo e conquistaram três discos de ouro, além de terem ajudado a definir o metalcore britânico com a explosiva estreia «The Poison», que é hoje vista como clássica pelos apaixonados do género. Quinze anos, quatro muito bem sucedidos álbuns e incontáveis digressões e concertos depois, a banda de Bridgend achou que estava na altura de uma declaração de intenções – o mais recente «Bullet For My Valentine» é o álbum mais pesado e feroz que fizeram. “Este é o começo dos Bullet 2.0”, diz Matt Tuck, o timoneiro do grupo. “O novo álbum é uma representação de onde estamos neste momento. A música é fresca, é agressiva, é mais visceral e mais apaixonada do que nunca.”

Tendo em conta todas as bandas que, mensalmente, são formadas em países ocidentais em que se leva um dia-a-dia relativamente fácil, não há outra forma de descrever os JINJER senão como uma imensa força da natureza. Criados numa Ucrânia devastada pela guerra e sem tradição no que à música pesada diz respeito, os músicos liderados pela carismática Tatiana Shmailyuk passaram a última década a refutar probabilidades. «Inhale, Don't Breathe», a estreia do quarteto, de 2012, deixou desde logo uma marca no metal contemporâneo com uma mistura promissora de peso tão técnico como orelhudo. Depois, viram-se catapultados para os holofotes internacionais com «Cloud Factory» e «King Of Everything», de 2014 e 2016, atirando-se de cabeça a um rigoroso esquema de digressões e transformando-se num caso raro de sucesso à escala global; coroado, em 2019, pelo lançamento do muito aplaudido «Macro».

Surgidos na Califórnia na viragem do século, os ATREYU afirmaram-se como um dos mais importantes nomes do movimento metalcore com a estreia «Suicide Notes And Butterfly Kisses» de 2002. Nos anos seguintes, apesar do ocasional ajuste de formação, os músicos mantiveram-se constantemente em digressão e continuaram a refinar o seu som demolidor mas melódico através de uma sequência de discos a que nenhum fã do género pode apontar defeitos. Pelo caminho foram consolidando a sua base de fãs, com «The Curse» a vender mais de 300.000 cópias, «A Death Grip On Yesterday» a atingir o #9 da Billboard, «Lead Sails Paper Anchor» a ser lançado por uma editora multinacional e «Congregation Of The Damned» a receber aplausos da crítica. Em 2011, sem que nada o fizesse prever, votaram-se a um hiato, mas voltaram a reunir-se quatro anos depois para lançar um sexto álbum de estúdio, «Long Live», que foi sucedido rapidamente por «In Our Wake» em 2018. Após uma tour de celebração de duas décadas de carreira anunciaram a saída do vocalista Alex Varkatzas, mas – sem perderem tempo – fizeram o impensável e trataram de reinventar-se, com o resultado, intitulado «Baptize», a ser editado em 2021.

Horários
Abertura Portas: 18h30
Inicio do espetáculo: 19h30

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Imagem @ Ana Pereira

DAPUNKSPORTIF lançam Old, New, Fast'n'Slow

O eterno retorno que nos assola os dias faz-nos rodopiar numa espiral de contradições onde o coração se opõe à mente e o ritmo à nossa volta não consegue acompanhar o que nos guia interiormente. Ou porque é rápido demais ou porque é lento em demasia e tudo nos conduz a questões, contradições e incógnitas que, em certo ponto, nos fazem duvidar da própria existência em si e, até, da humanidade.

Old, New, Fast’n’Slow é o confronto que temos diariamente com o mundo à nossa volta e com todas essas dicotomias. É a banda sonora que nos abana e personifica instrumentalmente as questões que vamos criando. São 10 canções que transpiram rock’n’roll. Onde os riffs das guitarras abraçam o calor do baixo, as teclas criam a ambiência aconchegante e dançante e a bateria nos vai guiando pelo caminho. São 10 canções fortes que abordam temas actuais, constantes e preocupantes e que ficam a soar no ouvido em loop, tal como esta espiral diária para onde somos sugados.

Este disco conta com Paulo Franco (voz e guitarra rítmica e baixo), João Guincho (voz, guitarra e baixo), Fred Ferreira (bateria, teclas), Vicente Santos (teclas) e Filipe Brito (baixo) e com a participação especial de Cabrita (saxofone) na música “Raw & Vulnerable”.

Old, New, Fast'n'Slow é o quinto álbum de originais e foi gravado e mixado por Ricardo Riquier nos Mary Pie Studios e masterizado por Guilherme Vales, sai hoje com o selo da Rastilho Records.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Moullinex transforma Coliseu de Lisboa em pista de dança no dia 15 de outubro de 2022

Com vários convidados especiais ao longo de mais de 5 horas, distribuídos por 3 atos.

Moullinex apresenta Discodrama no Coliseu de Lisboa, no dia 15 de outubro de 2022, transformando a sala mais icónica da capital numa pista de dança, ao longo de mais de cinco horas. Os Early Birds para esta grande festa têm o valor de 20€ e estão em pré-venda na FNAC a partir de hoje, 31 de Maio, em exclusivo nas lojas físicas, durante 48 horas e apenas para os 300 primeiros bilhetes.

Discodrama será uma celebração dividida em três atos. Flora, o álbum de estreia, terá passagem obrigatória no primeiro ato: a celebrar 10 anos, junta ecos do Disco dos anos 70, da pop dos anos 80 e salpicos de R&B em temas como Deja Vú, Sunflare ou Take My Pain Away. O primeiro ato juntará em palco convidados surpresa, que irão tornar este projeto num acontecimento especial, colocando em diálogo vários universos da pop com a pista de dança.

O segundo acto de Discodrama é caracterizado como uma viagem de introspeção que liga a ciência à pista de dança, marcado pelo trabalho discográfico mais recente Requiem for Empathy e que vem confirmar a sua enorme versatilidade e subtileza como produtor multifacetado. Este ato assinala uma fase de recomeço, que segue linhas mais eletrónicas e evidencia um estado emocional de maior vulnerabilidade. Vamos olhar para o coração da pista de dança, onde temos espaços de refúgio para a contemplação mais digital e sintética mas não por isso menos física e emocional. O disco conta com as colaborações especiais de Sara Tavares, Selma Uamusse e Afonso Cabral. Aqui conectam-se múltiplas expressões culturais, sendo o Coliseu dos Recreios o seu ponto de encontro. “A Empatia é o estado mais puro daquilo que existe numa pista de dança” remata Moullinex.

No último ato é revelada a camada mais profunda da personalidade de Moullinex, que as colaborações ao longo dos anos foram aos poucos desvendando, escolhendo o formato Dj Sets com convidados especiais para encerrar Discodrama, num verdadeiro tributo à amizade, às intersecções musicais e à partilha do mesmo amor pela pista de dança.

Moullinex, alter-ego de Luís Clara Gomes, desenvolve o seu trabalho como produtor, DJ e é também multi-instrumentista. Foi a olhar para as estrelas que chegou à música electrónica. A sua paixão pela astronomia levou-o à investigação nessa área mas também em neurologia. A ciência abriu-lhe caminho até à música electrónica e é nesta interseção que cria a música que tanto ganha vida nas pistas de dança, como leva à introspeção que a intimidade dos headphones permite.

Desde contemplações melancólicas na electrónica, à house e disco mais exuberantes, o seu trabalho tem colhido rasgados elogios entre o público e a crítica, assumindo-se como uma referência essencial na música portuguesa contemporânea.

Próximos espectáculos

24/25 Set MOULLINEX Cheerz Festival in Life Park Istanbul, Turquia

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Karin Park substitui Holy Fawn no alinhamento do Amplifest

É através da exploração das orlas mais vanguardistas da pop que Karin Park tem construído uma obra ímpar; dona de uma inconfundível voz - tão espectral quanto imponente - e de uma impressionante capacidade de escrita de canções, a artista sueca intersecta linguagens como a synthpop, o electroclash e a música industrial, com a estética gótica como fio condutor. A apresentação de Church of Imagination, o sexto álbum da sua discografia a solo - à qual se juntam colaborações com Lustmord e Arabrot, entre outras - será o mote para a muito aguardada estreia de Karin Park em Portugal, marcada para o palco do Amplifest 2022. O novo nome chega em substituição do cancelamento do concerto de Holy Fawn, que por razões alheias à organização não poderão estar presentes no festival em outubro.
Os bilhetes para o segundo FDS podem ser adquiridos online , sendo que já só se encontram disponíveis 200 exemplares.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

CHICA // Ao Vivo na Porta 253

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Disco de estreia a solo de RA FA EL já disponível

Já está disponível online e em formato k7 o disco de estreia de RA FA EL, projecto a solo de Rafael Ferreira (Glockenwise, Evols, Septeto Interregional, Duquesa).

O EP homónimo tem como ponto de partida a colaboração constante com outros artistas e por isso, o que tinha tudo para ser um trabalho a solo, acabou por ser uma espécie de “big band", onde as várias terminologias da pop são o porto de abrigo dos seis temas editados. Explorando e aprofundando o trabalho de Rafael Ferreira enquanto compositor, o disco conta assim com as colaborações de Éme, Primeira Dama, Vítor Nuno Santos, Zé Pedro Vinagre, Tiago Ferreira e April Marmara.

O concerto de apresentação, único, terá lugar este sábado, dia 28 de maio, em Barcelos no âmbito do Triciclo. Mais informações e bilhetes.

1. Lazy Leis - c/ Éme
2. Minho - C/ Primeira Dama
3. Nothing´s Left to Say - Vítor Nuno Santos
4. Tá no Mundo - Zé Pedro Vinagre
5. No need - Tiago Ferreira
6. At home (Alone) - April Marmara

Gravado por Rolando Ferreira e Rafael Ferreira.
Misturado por Rolando Ferreira nos Estúdios Alfaiate, com a exceção de Lazy Leis que foi misturada, gravada e masterizada por João Brandão e Miguel Marques nos ARDA RECORDING STUDIOS

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Imagens @ Sara Sofia de Melo

Sacrimonti e Kaleidobolt Sunny no Woodstock 69

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Earthless, Maida Vale e The Black Wizards no Hard Club

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Julia Jacklin em Portugal em Dezembro de 2022

Após o sucesso do concerto de estreia em Portugal, Julia Jacklin está de regresso para um concerto único no dia 1 de Dezembro no LAV, Lisboa ao Vivo, em Lisboa.

Se o primeiro álbum, Don’t Let the Kids Win, estabeleceu a compositora australiana como um fenómeno do futuro da música, Crushing provou que Julia Jacklin é uma das melhores compositoras da sua geração. Já passaram três anos desde o lançamento dos hits “Pressure to Party” e “Don’t Know How To Keep Loving You”, mas o mundo continua a apaixonar-se como no primeiro dia em que foi abraçado pela emoção e narrativa vulnerável que transparece a cada acorde.

Julia Jacklin está de volta para apresentar PRE PLEASURE, o mais recente disco da compositora que se manifesta no auge dos seus poderes enquanto navega por novos terrenos musicais, como já é possível ouvir no single “Lydia Wears A Cross”. O lançamento deste álbum está previsto para 26 de Agosto.

O concerto de abertura ficará a cargo da cantora de folk pop Erin Rae.

Bilhetes à venda a partir de quinta-feira, 19 de Maio, por 22€ em bol.pt e locais habituais.

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Está fechado o cartaz para o Amplifest 2022


Imagem (c) The Bug

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Clothilde, Scúru Fitchádu, indignu e O Gajo entre as seis bandas portuguesas anunciadas para o Amplifest


Imagem (c) Scúru Fitchádu

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Imagem (c) David Breda

Eigreen é o primeiro LP da banda de Coimbra e tem o selo da Lux Records

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

ANARCHICKS // Ao Vivo na Porta 253

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Intenso e Flutuante ★★★★★ 5/5

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Imagem (c) Vera Marmelo

Sensible Soccers. Esfera / Fornelo Tapes II

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022


Imagem (c) Bunuel

Bossk, Buñuel, Fotocrime e Tenue adicionados ao cartaz do Amplifest

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Evanescence reagendam concerto único em Portugal para 12 de Dezembro de 2022 no Campo Pequeno

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022

Eventos

www.fenther.net ® Todos os direitos reservados @ 2022



Imagem @ Catarina Maria/FPP

Renato Garrido: «Fala-se da nossa capacidade defensiva, mas fomos das equipas com mais golos»

Perto de revalidar o título de campeão do mundo de hóquei em patins no passado mês de novembro, Portugal viu tal objetivo fugir na grande final frente à anfitriã Argentina. Um momento que Renato Garrido, selecionador nacional, abordou de forma descontraída e aberta, na entrevista concedida ao podcast do zerozero, Está tudo hóquei.

«Os jogadores estiveram numa forma tão extraordinariamente focada no jogo que, se calhar, algumas coisas lhes passaram, ou nunca ligaram a qualquer tipo de provocação. Agora quando falamos em critérios alargados e depois se passa para agressões e cartões vermelhos diretos é complicado, mas é aquilo que eu tenho vindo a dizer: é curto falarmos sobre arbitragens, depois das grandes exibições que fizemos», introduziu Garrido, sobre o comportamento da equipa das Quinas ao longo do torneio e da desafortunada arbitragem da final.

«Fomos uma equipa que sabia o que fazer em qualquer momento de reação a um resultado adverso... Tudo isso foi controlado. Depois, no fim, arrisquei no cinco para quatro e aconteceu daí um golo, mas até ao minuto 50 estivemos sempre dentro do jogo e a qualquer momento podíamos ter chegado ao empate. Acho que nunca fomos inferiores à Argentina», cimentou, antes de passar a abordar a natureza tática portuguesa.

«Fala-se muito da nossa capacidade defensiva, mas nós marcamos muitos golos nos outros jogos. Fomos das equipas com mais golos marcados, numa fase de grupos onde tivemos uma Itália e uma França, equipas que não são para se golear, normalmente», desenvolveu.

«Acho que aproveitamos todos os momentos de jogo», realçou, salientando o papel dos jogadores na assimilação das ideias de jogo: «Eles [jogadores] acreditam e são participantes ativos no modelo de jogo e muitas vezes nas correções. Não é só de fora para dentro, mas é muitas vezes por nós conversarmos em paragens de jogo, em treinos e tudo... e irmos aperfeiçoando algumas coisas que falham.»

A preparação para esta edição do campeonato do mundo realizou-se numa fase diferente da normal para este tipo de competição, mas segundo Renato Garrido, a preocupação principal acabou por ser a identificação das características de jogo das seleções, que a equipa portuguesa iria ter pela frente.

«Durante os treinos fizemos com que houvesse ali algo que nos fizesse adaptar aos jogos do Mundial. Trabalhamos situações com caraterísticas das equipas que iríamos encontrar, dentro do tempo que tínhamos fomos tentando preparar-nos», revelou.

Desafiado a comentar se o nível exibicional de Portugal foi superior ao evidenciado em 2019 (que culminou com a conquista do título), Renato Garrido não teve dúvidas quanto à subida de rendimento do grupo de trabalho: «Tenho um bocadinho esse sentimento. Abordamos todos os jogos com muita responsabilidade, sabendo bem a capacidade dos adversários ... Voltamos a ter Itália, jogamos duas vezes contra a França, jogos altamente desgastantes. O próprio Chile é uma equipa que, se não estivéssemos atentos, podia surpreender.»

Na reta final da conversa com Humberto Ferreira, o líder da equipa das Quinas fez mira ao Europeu de sub-23, competição onde vai orientar a seleção portuguesa do escalão, alertando para a importância de uma prova suplementar como esta.

«Se correr bem, teremos o campeonato da europa de sub-23, que era importantíssimo, também, para outros jovens mostrarem a sua capacidade e qualidade em competição e para nós fazermos um trabalho formativo, desde os sub-17, sub-19 e notarmos que há aqui uma continuidade até aos sub-23. Vermos esses jovens valores a crescer e a impor-se no hóquei nacional», sentenciou.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ HC Turquel

Leoas surpreendidas no “João Rocha”

A equipa feminina do Sporting Clube de Portugal perdeu, este domingo, por 1-4 diante do HC Turquel em partida a contar para a jornada oito da zona Sul do Campeonato Nacional.

O jogo não começou da melhor maneira para as Leoas que aos dois minutos se viram a perder após golo de Rute Lopes e, pouco depois, Leonor Coelho fez 0-2 que perdurou até ao descanso.

Na segunda parte, a equipa de Turquel ainda dilatou o marcador por Rita Lopes, porém, apenas um minuto depois, Rita Batista marcou para o Sporting CP e reduziu a desvantagem (1-3). Ainda assim, a reacção verde e branca revelar-se-ia insuficiente, já que Leonor Coelho sentenciaria, depois, o jogo com o 1-4.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ SL Benfica

Benfica aplica goleada ao GC Odivelas

A equipa feminina do SL Benfica venceu o GC Odivelas (10-2), em desafio da 8.ª jornada da 1.ª fase da Zona Sul do Campeonato Nacional, mantendo a invencibilidade e liderança na prova.

Sem Marlene Sousa (lesão), Maca Ramos (doente) e Raquel Santos, que neste domingo participou no jogo da equipa de Sub-19 diante da AD Oeiras (fez duas assistências), o Benfica entrou a perder com um golo de Beatriz Vasconcelos no minuto inicial.

As eneacampeãs nacionais responderam por Maria Sofia Silva, que igualou aos 5'. A reviravolta foi consumada por Cata Flores, aos 13'. Diante do último classificado, Cata Flores ampliou dois minutos depois, através de um remate de meia distância.

Aos 18', Beatriz Figueiredo não conseguiu bater a guarda-redes adversária. Na recarga marcou, mas a equipa de arbitragem considerou ação faltosa.

Com um remate fortíssimo e colocado, Cata Flores fez o hat-trick (20') e deu ainda mais tranquilidade às comandadas por Paulo Almeida.

A vencer por 4-1 ao intervalo, o Benfica consentiu um golo aos 3' da etapa complementar. Beatriz Vasconcelos bisou.

Numa noite de grande inspiração, Cata Flores fez o póquer, aos 32', e Maria Sofia Silva desviou para o fundo da baliza das visitantes aos 39' (6-2).

O encontro ficou marcado pela lesão de Inês Severino, que teve de sair de maca aos 39', sob forte aplauso dos adeptos presentes no Pavilhão Fidelidade. Acabaria por regressar ao recinto ainda no decorrer do desafio a fazer gelo no ombro direito.

Mica Balmaceda tornou o resultado ainda mais volumoso aos 42'. Foram necessários apenas 39 segundos para se festejar novo remate certeiro, agora de Carolina Monteiro, autora do 8-2.

A 6 minutos do fim, de livre direto, num grande pormenor, Cata Flores fez o quinto da conta pessoal, nono do Benfica. Com o adversário sem capacidade para grande réplica, Beatriz Figueiredo ampliou e fechou a contagem (10-2).

Cumpridas oito rondas, o Benfica lidera, invicto, com sete triunfos e um empate.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ FPP

Campeonato PLACARD termina 8ª jornada com novo líder

O clássico entre o Sporting CP e OC Barcelos SAD abriu a 8ª jornada do Campeonato PLACARD, com os leões a somarem mais três pontos, depois de vencerem os minhotos por 3-2. Com este resultado, o OCB ocupa agora o terceiro lugar na tabela, com o SCP a conquistar o segundo e o SL Benfica a alcançar o topo da classificação, depois da vitória sobre a AJ Viana/NeivaSports.



Os barcelenses entraram bem na partida, com um golo madrugador, a pouco mais de 30 segundos do início, com Luís Querido a criar espaço no corredor lateral e a surpreender Girão (0-1). O jogou continuou intenso e partido nos primeiros minutos, com os leões a tentarem construir jogo interior e criar ocasiões de golo, enquanto o OCB saía rapidamente nas transições, levando o perigo à baliza adversária.

A partir do minuto 14, o Sporting CP cresceu mais no jogo exercendo pressão sobre o OC Barcelos, que foi obrigado a recuar. No entanto, duas bolas ao poste, e um Conti inspirado na baliza, foram negando as pretensões da equipa da casa. Ao minuto 13, os minhotos dilataram a vantagem: num contra-ataque de 2 para 1, Zé Pedro assistiu Danilo Rampulla, que finalizou no ângulo superior da baliza de Girão e marcou o segundo, fixando o resultado ao intervalo em 0-2.

Na segunda metade, Toni Perez iniciou a reviravolta do SCP: depois de uma primeira defesa de Conti, a bola sobrou para Platero que assistiu Toni Perez para o primeiro dos leões, ao minuto 22 (1-2). Com o jogo a continuar partido, o golo do empate surgiu apenas 18 minutos depois, com Ferran Font a passar a bola entre os patins de Zé Pedro e a surpreender Conti Acevedo (2-2).

Com tudo em aberto nos minutos finais, o jogo ganhou maior fricção e ambas as equipas desperdiçaram lances de bola parada: Font não marcou na 10ª falta assinalada ao OCB, Luís Querido rematou ao poste na 15ª falta marcada aos leões e Alvarinho desperdiçou a conversão de um livre direto, por azul mostrado a Romero.

A cinco minutos do fim, uma jogada combinada entre Romero e Platero resultou no terceiro e último golo da partida, que deu a vitória e o 2º lugar na classificação ao Sporting CP.

Na Luz, a vitória das águias sobre a AJ VianaSports, por 8-1 (5-1 ao intervalo), garantiu o primeiro lugar na prova ao SL Benfica, depois da derrota do OCB no João Rocha. Apesar de um bloco defensivo bem organizado nos primeiros minutos do jogo, a cinco minutos do fim da primeira parte, o SLB conseguiu «furar» a defesa dos minhotos, perfazendo o primeiro com que construiu o resultado final de oito golos.

A norte, o FC Porto/Fidelidade venceu o Riba d’Ave HC/Sifamir por 4-2 (1-1 ao intervalo). Foi uma vitória sofrida dos nortenhos que, apesar de entrarem a dominar, não conseguiam concretizar as oportunidades de perigo na área adversária, mérito do guarda-redes Álvaro Shedha. Apenas a três minutos do fim da 1ª parte, os dragões conseguiram inaugurar o marcador, por Reinaldo García. O Riba d’Ave ainda empatou a 20 segundos do intervalo por Anderson Nery. No segundo tempo, o FCP marcou com apenas 18 segundos decorridos e acabou por conquistar a vitória de quatro golos, apesar das dificuldades impostas pelos forasteiros.

Nos restantes jogos da jornada, o CD Paço de Arcos foi a Murches vencer a equipa da casa por 4-6, depois de ir para o intervalo a perder por 3-1 e o HC Braga SAD venceu o Famalicense AC por 9-5 (1-1 ao intervalo). O SC Tomar/IPT e a UD Oliveirense/Simoldes perderam, na Parede e em Valongo, por 3-5 e 1-3, respetivamente.

O SL Benfica é agora o líder do Campeonato PLACARD, com 21 pontos, seguido do Sporting CP, com os mesmos pontos e do OC Barcelos SAD, com 19. O FC Porto/Fidelidade mantém o quarto lugar, com 19 pontos.

Resultados | 8ª Jornada
Sporting CP 3-2 OC Barcelos SAD
GRF Murches 4-6 CD Paço Arcos
SL Benfica 8-1 AJ Viana/NeivaSports
HC Braga SAD 9-5 Famalicense AC
FC Porto/Fidelidade 4-2 Riba d’Ave HC/Sifamir
Parede FC 5-3 SC Tomar/IPT
AD Valongo/Colquímica 3-1 UD Oliveirense/Simoldes

Fonte: fpp.pt


Imagem @ FC Porto

Rafa embalou Dragão na vitória em Viana do Castelo

O FC Porto bateu nesta quinta-feira a Juventude de Viana (6-1), em Viana do Castelo, na 7.ª jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins. Com este resultado, os azuis e brancos passam a somar 16 pontos.

Não foi nada fácil quebrar a resistência da Juventude de Viana comandada por Reinaldo Ventura e o facto de o FC Porto só ter desfeito o nulo a dois minutos do intervalo, por intermédio de Rafa, é a maior prova disso mesmo. Na etapa complementar, o triunfo portista ganhou contornos de goleada e teve em Rafa a figura maior, pois o avançado assinou um hat-trick. Carlo Di Benedetto, Gonçalo Alves e Ezequiel Mena foram os outros marcadores de serviço.

O FC Porto volta a entrar em campo no próximo domingo, às 18h00 (FC Porto TV/Porto Canal), no Dragão Arena, frente ao Riba D'Ave, em jogo a contar para a 8.ª jornada do campeonato, enquanto a Juventude de Viana desloca-se a Lisboa onde defrontará o SL Benfica.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ Óquei de Barcelos

OC Barcelos SAD vence SL Benfica e lidera o Campeonato PLACARD

O OC Barcelos SAD venceu, esta tarde, o SL Benfica por 3-2, e recuperou o primeiro lugar do Campeonato Placard, com 19 pontos, numa partida em que as bolas paradas e o guardião barcelense marcaram a diferença.

Nos primeiros minutos, o jogo revelou-se equilibrado com as duas equipas a mostrarem cautela, não arriscando na área adversária. O OC Barcelos SAD tentava controlar o jogo, enquanto as águias tentavam o remate de meia-distância. O golo surgiu através de contra-ataque, numa jogada de transição rápida, em que Nil Roca assistiu Gonçalo Pinto para o primeiro do SLB, ao minuto 17 (0-1).

O encontro continuou morno, sem grandes oportunidades para ambas as equipas, com o OCB à procura do empate, que acabou por surgir, a 30 segundos do fim: numa jogada lateral, Zé Pedro assistiu Miguel Rocha que desviou para o 1-1.

O tempo complementar começou mais intenso, com as equipas a subirem as linhas e, com quatro minutos decorridos, foi assinalado penálti a favor do OCB. Chamado a converter, Luís Querido colocou os barcelenses em vantagem no marcador (2-1). Na resposta, Lucas Ordoñez, com um remate potente do «meio da rua», devolveu o empate ao marcador (2-2).

Com 12 minutos para jogar, Nicolía viu o cartão azul e, mais uma vez, Luís Querido, na conversão do livre direto, colocou o OCB em vantagem com o 3-2.

Em três minutos, o SL Benfica desperdiçou três oportunidades para voltar a empatar: primeiro, na 10ª falta assinalada à equipa da casa, em que Lucas Ordoñez rematou ao poste da baliza de Acevedo e depois, com o guardião barcelense a negar o golo a Nicolía, primeiro na tentativa da marcação de um livre direto e depois de penálti, com o jogo a terminar com a vitória do OC Barcelos SAD.

Nos restantes jogos desta 7ª jornada, o Sporting CP venceu o Famalicense AC, por 2-5. Os leões entraram a ganhar, mas a primeira parte terminou empatada a duas bolas. No segundo tempo o Sporting controlou o jogo e assegurou a vitória no Minho.

Também a Norte, depois do empate da semana passada, o FC Porto/Fidelidade foi a Viana do Castelo para o clássico frente à equipa minhota. Na primeira parte os dragões tiveram alguma dificuldade em criar desequilíbrios, com a AJ Viana a fechar-se muito bem na defesa. O primeiro golo surgiu apenas a dois minutos do intervalo, com o FCP a marcar por intermédio de Rafa. No segundo tempo, os dragões desbloquearam o bloco dos minhotos e dilataram a vantagem, vencendo por 1-6.

O SC Tomar/IPT e a UD Oliveirense receberam e venceram o GRF Murches e o HC Braga SAD por 7-3 e 1-0, respetivamente. A AD Valongo/Colquímica foi ao CD Paço Arcos vencer por 1-4 e, a fechar a jornada, o Riba d’Ave HC/Sifamir venceu o Parede FC por 1-0.

O OC Barcelos SAD ocupa a primeira posição com 19 pontos, seguido do SL Benfica e Sporting, ambos com 18 pontos, na 2ª e 3ª posição, respetivamente. O FC Porto/Fidelidade está em 4º, com 16 pontos.

Resultados | 7ª Jornada
SC Tomar/IPT 7-3 GRF Murches
Riba d’Ave HC/Sifamir 1-0 Parede FC
AJ Viana/NeivaSports 1-6 FC Porto/Fidelidade
OC Barcelos SAD 3-2 SL Benfica
Famalicense AC 2-5 Sporting CP
UD Oliveirense/Simoldes 1-0 HC Braga SAD
CD Paço Arcos 1-4 AD Valongo/Colquímica

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Rádio Barcelos

O Óquei Clube de Barcelos recebe esta quinta-feira o Benfica, jogo a contar para a 7ª jornada do campeonato.


Imagem @ CA Feira

Académico da Feira triunfa em dose dupla

Com a internacional portuguesa Joana Teixeira em destaque.

A equipa feminina do Académico da Feira venceu a dupla-jornada disputada no transato fim de semana.

Primeiro, bateu o Carvalhos por 2-1, na 5.ª ronda do Campeonato Nacional – Zona Norte, um triunfo difícil para o qual valeram os golos de Cátia Gomes e Joana Teixeira. No segundo, goleou o Vila Boa do Bispo por 7-3, valendo um hat-trick de Joana Teixeira, um bis de Cátia Gomes e ainda golos da autoria de Sofia Sacadura e Andreia Moreira.

O Académico da Feira lidera com 15 pontos, seguido do Gulpilhares com 12. A Zona Centro é liderada pela Sanjoanense e a Sul pelo Benfica.

Derrota em Vale de Cambra para os masculinos
A equipa masculina, que disputa o Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, perdeu, 7-3, frente ao Hóquei de Cambra, em partida da 8.ª jornada.

O Académico da Feira, orientado por Luís Canelas, alinhou com Domingos Pinho, Rui Pedro (1), Tiago Pinheiro, Rúben Duarte (1) e Rui Gomes e ainda Alexandre Santos, Hugo Paiva, Daniel Bastos (1), Bruno Andrade e Carlos Gomes.

A Juventude Pacense lidera com 22 pontos, seguido da Sanjoanense com 21. Em 3.º lugar segue o Hóquei de Cambra com 18. O Académico da Feira ocupa o 12.º lugar com seis.

Na próxima jornada, joga-se o Académico da Feira-Termas, no sábado, dia 3 de dezembro, às 18h30, no Pavilhão Municipal Fernando Quintino, em Santa Maria da Feira.

Fonte: correiodafeira.pt


Imagem @ SL Benfica

“É importante manter o foco e ver que todos os jogos são igualmente importantes”

A equipa feminina de hóquei em patins do Benfica tem encontro com o CACO agendado para as 11h00 de quinta-feira, 1 de dezembro, relativo à 7.ª jornada da Zona Sul da 1.ª fase do Campeonato Nacional. Maca Ramos projetou um embate "difícil" e apontou a chave para o triunfo em Campo de Ourique.
Com a vitória (5-0) na receção ao Turquel, as eneacampeãs nacionais consolidaram a liderança na Zona Sul do Campeonato Nacional. Resultado importante para a equipa, que se encontra "no bom caminho".

"Também é importante manter os pés assentes na terra e ver que nenhum jogo foi perfeito. Cometem-se sempre erros que têm de ser corrigidos", notou Maca Ramos, em declarações ao Site Oficial.

Quanto à deslocação ao Pavilhão do CACO, a defesa referiu esperar "um jogo difícil", frente a um adversário "com uma boa equipa" e que "não desiste até ao fim".

Para internacional chilena, a receita para regressar à Luz com o triunfo passa pela mentalidade, pensar num desafio de cada vez, isto numa semana que terminará no Pavilhão Fidelidade com a receção ao GC Odivelas, as 21h15 de domingo, 4 de dezembro, a contar para a 8.ª jornada. Mas, antes desse duelo, há que canalizar as energias para o embate com o CACO, lembrou a defesa Maca Ramos.

"É importante manter o foco e ver que todos os jogos são igualmente importantes. Seja um adversário mais ou menos difícil, todos os jogos são possíveis três pontos", afirmou, taxativamente, a hoquista.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ FC Porto

"Vamos com a ideia de ganhar e faremos tudo para vencer"

Reinaldo García perspetiva o Juventude de Viana-FC Porto, do Nacional de hóquei (quinta-feira, 15h00).

O Dia de Todos os Santos também seria dia de hóquei em patins. Às 15 horas de quinta-feira, no Pavilhão Municipal José Natário, Juventude de Viana e FC Porto medem forças em partida relativa à ronda 7 do Campeonato Nacional (FC Porto TV/Porto Canal). Pronto para subir à pista vianense, Reinaldo García desvaloriza os “jogos anteriores”, reforça a “certeza” de que “será difícil” mas define como objetivos “marcar golos, não sofrer e ter um jogo bem conseguido”.

Favoritos só no papel
“Normalmente não gosto de pensar nos jogos anteriores, porque as equipas mudam todos os anos e os jogos são sempre diferentes. Não quer dizer que voltaremos a ganhar por termos ganho ao Viana nos últimos anos. Vai ser um novo jogo e de certeza que será difícil. Logicamente que vamos com a ideia de ganhar o jogo, faremos todos os possíveis para vencer e voltar às vitórias.”

Reinaldo Ventura no banco adversário
“Foi um grandíssimo jogador do nosso clube, tem muita experiência no hóquei e por isso saberá preparar o jogo. Mas estamos a contar com um jogo disputado, porque eles precisam de pontos e nós também vimos de um empate e queremos a vitória. Vamos tentar fazer o nosso melhor jogo, marcar golos, não sofrer e ter um jogo bem conseguido.”

Enérgicos e esperançados
“Pensamos sempre em entrar fortes, muito intensos, a propor o nosso jogo, confiantes no nosso modelo e os pormenores são o que faz a diferença. Sabemos muito bem disso e que não podemos cometer alguns pequenos erros.”

Jogadores e adeptos unidos após o Mundial
“Já estávamos com saudades de jogar e de voltar a sentir a competição. É bom estarmos todos juntos outra vez, já estávamos unidos e agora há que continuar. Os adeptos também tinham saudades de vir aos jogos, infelizmente não lhes conseguimos dar uma vitória mas notou-se que estavam com vontade de nos apoiar.”

Fonte: portocanal.sapo.pt

André Centeno distinguido na Gala “O Minhoto – Troféus Desportivos”

André Centeno, jogador do Óquei Clube de Barcelos, foi um dos distinguidos na Gala ” O Minhoto – Troféus Desportivos”, que decorreu, na noite desta terça-feira, na Casa das Artes, em Famalicão.

Recorde-se que, Barcelos tinha 4 nomeados, nesta 25.ª edição, para além de André Centeno, que venceu na categoria de Hóquei em Patins, Alvarinho também estava nomeado, assim como, Miguel Santos, da Casa do Povo de Martim, na categoria Revelação, e a Escola Básica e Secundária Vale do Tamel, na categoria Clube Desporto Escolar.

O Minhoto – Troféus Desportivos tem como principal propósito, reconhecer publicamente o mérito de todos os envolvidos no fenómeno desportivo da região Minho, através da atribuição de 28 troféus, que representam 28 categorias.

Fonte: radiobarcelos.pt


Imagem @ leonino.pt

João Almeida: "Temos de ser a nossa melhor versão para vencer."

A equipa masculina de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal joga, esta quarta-feira às 20h00, a jornada sete da fase regular do Campeonato Nacional em Vila Nova de Famalicão, onde vai defrontar o Famalicense AC.

João Almeida foi o eleito para dar voz à antevisão dos Leões e, em conversa com a Sporting TV, o jogador começou por abordar a dificuldade do jogo numa fase em que ainda se está a regressar às lides das competições internas depois do Mundial.

"Estivemos muito tempo sem jogar. Viemos de uma paragem longa e sabíamos que o jogo com a UD Oliveirense podia ser mais complicado por causa disso mesmo, até porque a equipa adversária só tinha um jogador no Mundial e teve mais tempo para preparar, nós tínhamos oito atletas na competição. Condicionou um pouco pois não conseguimos preparar da maneira que gostávamos, mas apesar de não ter sido o nosso melhor jogo vencemos e isso era o mais importante. Agora é pensar no próximo jogo que também vai ser muito difícil. O Famalicense AC precisa muito de pontos e contra o Sporting CP vai querer, de certeza, para alcançar esses pontos", começou por abordar o atleta.

Sobre o adversário, João Almeida deixou boas referências sobre o Famalicense AC e sobre uma partida onde não são esperadas facilidades.

"Todos os jogos neste Campeonato são difíceis, não é por acaso que este é o melhor Campeonato do mundo. O Famalicense AC é uma boa equipa, tem bons jogadores, recentemente defrontaram o SL Benfica e fizeram um bom jogo, discutiram pontos até ao fim. Será uma equipa contra quem, caso não sejamos a nossa melhor versão, vamos ter dificuldades porque todos os jogos são difíceis e este será mais um. Temos de ser a nossa melhor versão para vencer", mencionou.

Já a turma verde e branca segue na preparação para mais um embate: "A equipa está sempre preparada. Claro que uma competição como o Mundial desgasta sempre, pois são muito jogos seguidos, mas vamos jogo a jogo. Claro que a condição física é importante e temos de gerir isso, mas a equipa técnica sabe, melhor do que ninguém, como o fazer. Nós só nos temos de preocupar em jogar e fazer o nosso trabalho da melhor maneira possível e fazer aquilo que treinámos".

Ainda sobre a paragem para o Mundial e a título mais pessoal, João Almeida revela que tirou o maior proveito possível destes quase dois meses de paragem: "Este tempo de paragem deu para treinar certos aspectos que durante a competição não podemos fazer. Falo mais em treino individual, mais ginásio. A nível pessoal foi muito bom, tive o treinador mais focado em mim, e melhorei aspectos técnicos e individuais. Treinámos muito".

Fonte: sporting.pt


Imagem @ AD Sanjoanense

Sanjoanense goleia e mantem-se líder

A Sanjoanense mantem a invencibilidade na prova depois de ter somado mais um triunfo ao vencer em Cacia o CENAP por 2-8, em jogo que contou para a 5.ª jornada do nacional feminino.

Ao intervalo já vencia por 0-4 (bis de Renata Balonas e Inês Ferreira), e logo ao terceiro minuto da etapa completa aumentou para 0-5, esta da autoria de Ana Silva.
A equipa da casa reagiu e nos dois minutos seguintes reduziu para 2-5, com golos de Francisca Martins e Sofia Portugal.

A mais maturidade hoquista e experiência da equipa da Sanjoanense acabaria por vir ao de cima e até final foi o conjunto alvinegro a facturar. Inês Ferreira por duas vezes e Ana Couto fizeram os restantes golos deste encontro.

Na próxima jornada (a 7.ª) o CENAP joga novamente no seu reduto onde receberá o Escola Livre Azeméis com a Sanjoanense a receber no seu recinto a equipa da AF Arazede.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ AD Valongo

Associação Desportiva de Valongo vence Torneio Eixo Atlântico de hóquei em patins na Corunha

A equipa de Sub 15 da Associação Desportiva de Valongo venceu, pela sexta vez consecutiva, o Torneio Eixo Atlântico de hóquei em Patins, na Corunha. A vitória foi conquistada nos penáltis contra o Club Compañía de María A Coruña.

Esta é a sexta vez consecutiva em que a equipa valonguense vence o torneio, que juntou mais de 120 jogadores na Corunha, oriundos de 6 equipas portuguesas e 6 galegas. A Câmara Municipal de Valongo já deu os parabéns à equipa pelo título de “hexacampeões” na página de Facebook do Município.

Entre as novidades desta edição do torneio, esteve a realização, pela primeira vez, de um jogo da categoria feminina que pos frente a frente a equipa de hóquei da Associação de Cultura e Recreio de Gulpilhares e a seleção da Galiza.

Fonte: jornalnovoregional.pt


Imagem @ Victoria Ribeiro / SL Benfica

SL Benfica vence de mão cheia o HC Turquel

O SL Benfica bateu o HC Turquel, por 5-0, em jogo da 6.ª jornada da Zona Sul da 1.ª fase do Campeonato Nacional. Marlene Sousa (3) e Cata Flores (2) marcaram os golos das águias.

Ambas no patamar cimeiro da classificação, com 13 pontos nas cinco partidas disputadas, as equipas do Benfica e do Turquel defrontaram-se neste domingo, 27 de novembro. Como era expectável, jogo muito equilibrado, que terminou sem golos na primeira parte.

No Pavilhão Fidelidade, o Turquel apresentou-se descomplexado, mas o Benfica entrou mais rápido, mais pressionante e com mais remates à baliza, onde Cláudia Vicente mostrou as suas valias ao travar os intentos das encarnadas.

Aos 7', Raquel Santos protagonizou uma das grandes oportunidades do primeiro tempo, com direito a aplausos na Luz! Volvidos dois minutos (9'), Maria Vieira negou o golo a Carolina Gonçalves. Maca Ramos, aos 13', atirou de meia distância para defesa de Cláudia Vicente. Até ao intervalo, mais um par de boas ocasiões, jogo corrido e intenso, mas prevaleceu o 0-0.

A segunda parte foi completamente dominada pelo Benfica! Ainda que tenham iniciado este período com alguma falta de agressividade junto da baliza adversária, as águias chegaram ao golo aos 31' e avançaram para mais uma goleada. Num lance que começou dividido entre Cata Flores e Raquel Santos, Marlene Sousa fez o 1-0.

Aberto o marcador, as encarnadas não abrandaram e, aos 37', Cata Flores, numa jogada individual, levantou a bola e encostou para o 2-0, pondo de pé os adeptos presentes no Pavilhão Fidelidade, para os aplausos! Aos 41', Maria Vieira travou o intento de Carolina Gonçalves e, no contra-ataque (42'), Marlene Sousa dilatou o resultado para 3-0.

A vencerem com algum conforto, as comandadas por Paulo Almeida ainda marcaram dois golos de rajada. Aos 45', Cata Flores completou um bis na conversão de um livro direto; aos 46', Marlene Sousa assinou o seu terceiro golo na partida. Num jogo que levou tempo a desbloquear, vitória do Benfica por 5-0!

Com este resultado, as águias lideram isoladas a Zona Sul da 1.ª fase do Campeonato Nacional, com 16 pontos, mais três do que o Turquel.

No dia 1 de dezembro, quinta-feira, às 11h00, as encarnadas defrontam o CACO em jogo da 7.ª jornada, com o HC Turquel a receber o GC Odivelas.

Fonte: plurisports.com

Benfica goleia Sporting na Luz

Águia bate a turma de Alvalade por 11-1.

O Benfica bateu esta noite o Sporting por expressivos 11-1, em jogo da quinta jornada do campeonato feminino, zona Sul.

Catalina Flores e Raquel Santos marcaram quatro golos casa, com Marlene Sousa, Beatriz Figueiredo e Maria Silva a somarem um cada. Do lado do Sporting, o tento de honra surgiu aos 9-1, por Catarina Barbosa.

As águias lideram com 13 pontos, já as leoas são quartas com sete.

Fonte: record.pt


Imagem @ FCP

FC Porto recebe o Óquei de Barcelos na 6.ª jornada do Nacional de hóquei em patins (sábado, 15h00)

O FC Porto está de regresso à competição sensivelmente um mês e meio depois e a 6.ª jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins reserva um desafio de exigência máxima: no próximo sábado (15h00, FC Porto TV/Porto Canal), o FC Porto recebe o Óquei de Barcelos no Dragão Arena. Na projeção do duelo, Carlo Di Benedetto reconheceu que os campeões nacionais vão ter “uma grande equipa” pela frente, mas a força do Dragão Arena pode fazer a diferença: “É um jogo no qual vamos precisar do apoio de todos os portistas. Se tivermos casa cheia, melhor”, acrescentou o avançado internacional francês. O FC Porto é quarto classificado, com 12 pontos, menos três do que Óquei de Barcelos e Benfica.

O Óquei de Barcelos
“Sabemos que o Óquei de Barcelos está a fazer um grande campeonato, igual aos últimos anos, nos quais deu muita luta, por isso vamos enfrentar uma grande equipa. Jogamos em casa e estamos contentes por voltar ao Dragão Arena. Vamos dar tudo para regressar com uma vitória.”

Todos juntos outra vez
“A paragem foi, sem dúvida, muito longa, e estivemos muito tempo sem estarmos todos juntos, mas agora estamos todos juntos outra vez. Foi muito bom para readquirirmos a dinâmica da equipa e acho que foram duas semanas muito boas para enfrentarmos os jogos que temos até ao Natal.”

O Dragão Arena e o Mar Azul
“Estamos com saudades dos nossos adeptos e de jogar em casa. O jogo com o Óquei de Barcelos é um jogo no qual vamos precisar do apoio de todos os portistas. Se tivermos casa cheia, melhor.”

Fonte: fcporto.pt


Imagem @ Tânia Paulo / SL Benfica

Preparadas para fazer dois grandes jogos

A equipa feminina de hóquei em patins do Benfica joga sexta-feira e domingo com o Sporting e com o Turquel, respetivamente. As partidas contam para as 5.ª e 6.ª jornadas da zona sul da 1.ª fase do Campeonato Nacional e têm lugar no Pavilhão Fidelidade.
O treinador das águias, Paulo Almeida, começou por abordar o dérbi que se realiza às 21h00 de sexta-feira (25 de novembro) sem deixar de deitar um olho sobre a partida de domingo (27 de novembro), às 15h00.

"É um dérbi e os dérbis não são para se jogar, mas sim para ganhar. O Benfica está a preparar esta semana, a recuperar as jogadoras que estiveram no Mundial para o jogo de sexta-feira [com o Sporting] e de domingo, com o Turquel. A equipa está sempre preparada para jogar todos os jogos de todas as competições e para ganhar. Agora, um dérbi é sempre especial, todas querem jogar um dérbi. Certamente, vamos fazer um grande jogo e obter uma grande vitória", disse, em declarações à BTV.

Nas últimas temporadas, Benfica e Sporting já disputaram vários dérbis, logo não se espera grandes surpresas de parte a parte.

"Nem o Benfica surpreende o Sporting, nem vice-versa. O Sporting vem à Luz jogar em contra-ataque, vai tentar defender o que puder atrás e sair em transições. Temos de estar atentos quando estivermos no ataque para não perdermos a bola e não deixarmos o Sporting sair em contra-ataque", alertou Paulo Almeida.

Raquel Santos, avançada do Benfica, sublinhou que as águias devem entrar "concentradas e determinadas" para vencer Sporting e Turquel.

"Esperamos dois jogos difíceis. Se entrarmos concentradas e determinadas, vamos conseguir vencer. Tivemos uma paragem um pouco grande tendo em conta que vamos ter dois jogos difíceis, mas já jogamos juntas há algum tempo e isso ajuda. Vamos conseguir fazer o nosso trabalho", garantiu a hoquista.

Fonte: slbenfica.pt


Imagem @ Tânia Paulo / SL Benfica


Imagem @ Sporting CP- Modalidades

Sporting CP soma segunda vitória

O Sporting CP recebeu esta terça-feira no Pavilhão do Sacavenense o GC Odivelas e goleou por 9-2, numa partida onde as “manas” Florêncio estiveram em plano de evidência ao apontarem sete dos golos leoninos, em partida referente à 3.ª jornada da fase regular do nacional feminino, com as leoas a somarem o segundo triunfo na competição.

Uma primeira parte de grande intensidade ofensiva, e mais que isso, de grande assertividade colocou o Sporting CP a vencer ao intervalo por 8-2.

As leoas chegaram a estar a vencer por 8-0 com o Odivelas a reduzir para 8-2 já nos minutos finais do primeiro tempo.

Uma segunda parte que começou praticamente com o 9-2 (logo no minuto inicial) tranquilizou a equipa leonina que geriu a vantagem e as incidências do jogo até final.

Os golos do Sporting CP foram apontados por Inês Florêncio (4), Margarida Florêncio (3), Inês Arrais e Matilde Granadas. Os tentos do Odivelas tiveram a chancela de Ana Gregório e Rita Barros. Na próxima ronda o Sporting CP desloca-se ao “Fidelidade” onde defrontará o SL Benfica com o GC Odivelas a receber no seu recinto o CA Campo Ourique.

Fonte: plurisports.com

OC Barcelos e Benfica no topo do campeonato

Benfica e OC Barcelos venceram, esta terça-feira, os respetivos compromissos em atraso do Campeonato Placard de hóquei em patins, encontrando-se igualados no topo da classificação.

Treinado pelo ex-sportinguista Paulo Freitas, o OC Barcelos recebeu e venceu o Parede FC, por 3-0, em partida atrasada da quinta jornada, golos de Alvarinho (4’), Luís Querido (32’ g.p.) e José Pedro (46’).

Seguiu-se o Benfica, vitorioso em Braga, por 3-1, mas em partida em atraso da terceira ronda. Nil Roca (8’) colocou os encarnados na frente, mas o HC Braga empatou através de Tomas Korosec (16 m), antes de Gonçalo Pinto (20 m) e Daniel ‘Poka’ Oliveira (24 m) fixarem o resultado.

Agora com o calendário em dia, Óquei Barcelos e Benfica, ambos com 15 pontos, estão na frente, com vantagem para os galos na diferença de golos. Seguem-se FC Porto e Sporting, ambos com 12 pontos.

Fonte: abola.pt


Imagem @ José Carmo / Global Imagens

Taça de Portugal: FC Porto em Oliveira do Hospital, Sporting no Entroncamento e Benfica nas Taipas

Sorteio dos 32 avos de final colocou primodivisionários frente a equipas dos escalões inferiores

Os 32 avos de final da Taça de Portugal de hóquei em patins foram ontem sorteados, com todas as equipas do Campeonato Placard a terem de jogar fora e com adversários de escalões inferiores. Os jogos estão agendados para os dias 10 ou 11 de dezembro.

Dos três grandes, o Sporting vai ao Entroncamento, equipa da II Divisão, enquanto o FC Porto começa a defesa do troféu visitando Oliveira do Hospital, para defrontar o OH Sports, e o Benfica vai ao pavilhão do CART, nas Taipas, tendo ambos rivais da III Divisão. O OH Sporting eliminou o HC Maia (7-2), enquanto CAR Taipense bateu o Vila Praia (8-2). O Entroncamento estreia-se nesta eliminatória.

O Barcelos vai a Valença, equipa da III, havendo já vários jogos promissores, com o Viana nos Carvalhos, o Famalicense na Escola Livre de Azeméis, o Valongo na Académica de Espinho e o Parede a visitar a Juventude Pacense.

Fonte: ojogo.pt


Imagem @ www.hoqueipatins.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Mário Rodrigues e Inês Severino brilharam no Mundial de Hóquei

Os atletas alenquerenses estão na tabela de melhores marcadores na representação de Moçambique e Portugal, respetivamente.

Mário Rodrigues, jogador do Sport Alenquer e Benfica mais conhecido como Marinho, foi o melhor marcador de Moçambique com 12 golos marcados no conjunto de duas competições: Campeonato do Mundo e Taça Intercontinental. A alenquerense Inês Severino também representou Portugal e foi eleita a quinta melhor marcadora da competição.

Marinho soma mais um título a nível pessoal, depois de ter conquistado o título de melhor marcador em campeonatos nacionais na Europa na época de 21/22, com 72 golos pelo Alenquer e Benfica. Ricardo Batista, comentador de hóquei em patins da Rádio Voz de Alenquer, refere que o atleta alenquerense “é um homem golo, é um jogador que faz da finalização o seu fator diferenciador, seja em jogo jogado, seja nas bolas paradas, onde também é especialista”.

O jogador do Alenquer e Benfica marcou dois golos nas três partidas que Moçambique disputou no Campeonato do Mundo, contra Angola e Espanha. A equipa de Moçambique caiu para a Taça Internacional, onde o camisola 7 marcou 10 golos. O hoquista apontou cinco golos nos quartos de final contra Israel e nas meias-finais marcou cinco golos diante da Suíça. Na final contra Andorra, o jogador somou mais um golo e Moçambique foi vice-campeão da Taça Intercontinental.

No Mundial feminino, Portugal conquistou o terceiro lugar, com a vitória por três bolas a zero contra Itália. A seleção portuguesa contou com a presença de Inês Severino, a jovem alenquerense que representa o Sport Lisboa e Benfica. Na primeira vez que representou o país, a alenquerense de 16 anos ficou classificada entre as cinco melhores marcadoras da competição, com cinco golos marcados em seis jogos disputados.

Os dois atletas, Marinho e Inês Severino, estão nomeados para as categorias de Atleta do Ano e Revelação Alenquerense, respetivamente, na Gala RVA VIVAlenquer.

Fonte: radioalenquer.pt


Imagem @ Victoria Ribeiro / SL Benfica

Benfica joga nesta terça-feira com o HC Braga em jogo em atraso da 3.ª jornada.

A equipa de hóquei em patins do Benfica desloca-se nesta terça-feira, 22 de novembro, às 21h00, ao Pavilhão de Sequeira, casa do HC Braga, para realizar a partida em atraso relativa à 3.ª jornada da 1.ª fase do Campeonato Placard. Uma deslocação complicada ao reduto do 6.º classificado, que já vai contar com todos os internacionais que estiveram presentes no Mundial da modalidade.
Ao todo foram sete os atletas que estiveram em San Juan, na Argentina, ao serviço das respetivas seleções e com desfechos distintos. Terminado o Campeonato do Mundo, é tempo agora de virar as agulhas para os compromissos do Clube.

"Tiveram um desempenho de excelência. Mentalmente [os mundialistas] estão a ligar o 'chip' Benfica. Acho que conseguimos isso", explicou o treinador Nuno Resende, em declarações à BTV.

O Mundial obrigou a uma paragem de algumas semanas, algo que estava previsto e que deu para olhar para outros detalhes da equipa. "A paragem foi aproveitada por nós para trabalhar na formação. O planeamento estava feito e tentámos potenciar este interregno. É tempo de carregar baterias, acertar agulhas para nesta terça-feira estarmos consistentes e vencer", referiu Nuno Resende.

"Sabemos que só um grande Benfica pode trazer os três pontos" - Nuno Resende

O Benfica é o 1.º classificado, com menos um jogo, com 12 pontos, resultantes de quatro vitórias em quatro encontros. No Minho, os benfiquistas vão encontrar um HC Braga que soma seis pontos, com o mesmo número de partidas realizadas que os encarnados. A formação bracarense perdeu os dois desafios que efetuou com FC Porto e Sporting, mas é um adversário difícil de bater.

"É um excelente HC Braga, com um treinador que está a fazer um ótimo trabalho. É uma equipa recheada de jogadores internacionais na formação e que luta por um lugar na Liga dos Campeões. Em casa é sempre muito forte e tem um modelo de jogo bem consolidado. Sabemos que só um grande Benfica pode trazer os três pontos. Interrompemos a competição com sensações bastante positivas e agora temos de retomar essa tendência", anteviu o treinador, que espera alcançar mais um triunfo e continuar a série vitoriosa da equipa no Campeonato Placard.

Fonte: slbenfica.pt


Imagem @ MariaJoaoPhoto

Galeria - SL Benfica vs GRF Murches

Os vencedores da Pré Eliminatória da Taça de Portugal

Decorreu este fim de semana a pré eliminatória da Taça de Portugal em que intervieram apenas os clubes da 3.ª divisão. 18 jogos, divididos entre as zonas norte e sul, e que trouxe poucas, ou nenhumas surpresas.

Deixamos aqui os resultados desta eliminatória.

Na próxima quarta feira, dia 23 de Novembro realiza-se o sorteio da próxima eliminatória agendada para os dias 10 e 11 de Dezembro e onde já entrarão as equipas da 1.ª e 2.ª divisão nacional.

ZONA NORTE
19 Novembro
ED Viana- A Alcobacense CD 2-4
20 Novembro
ADJ Vila Praia- CAR Taipense 6-8
HC Fão- CRPF Lavra 1-5
HC Penafiel- HC Paço Rei 5-2
ACD Gulpilhares- CD Cucujães 5-0
HC Marco- Valença HC 2-5
GDC Fânzeres- CP Sobreira 6-8
CRC Os Águias- Académico FC 8-4
OH Sports- HC Maia 7-2

ZONA SUL
19 Novembro
GD Fabril- HC Ponta Delgada 5-2
GD Sesimbra- CS Marítimo 4-2
HC Madeira- HC Vasco Gama 1-2
20 Novembro
CD Boliqueime- APAC Tojal 5-3
GDS Cascais- ACR Santa Cita 3-3 (5-4 após GP)
UD Vilafranquense- CA Campo Ourique 4-8
HC Santiago- UDC Nafarros 2-4
A Stuart HC Massamá- GD Criar-T 2-6
HCP Grândola- "Os Corujas" GCC 4-1

Fonte: plurisports.com


Imagem @ SL Benfica

Benfica conquista a Taça Jesus Correia

As águias venceram o Murches (5-2) na final e ergueram o troféu da primeira edição da prova da Associação de Patinagem de Lisboa.

A equipa de hóquei em patins do Benfica conquistou, neste sábado, 19 de novembro, o troféu da primeira edição da Taça Jesus Correia, após vencer o Murches no Pavilhão Fidelidade (5-2), em jogo da final. Foi com o compromisso de vencer e conquistar mais um troféu, frente a um Murches que na 1.ª fase do Campeonato Nacional ocupa o último lugar, que o Benfica entrou em quadra. Na antevisão ao encontro, Bernardo Mendes havia reforçado o respeito pelo adversário, a fazer um percurso bem distinto do da principal prova nacional.

Facto é que foi mesmo o Murches a colocar-se na dianteira do marcador por 0-2, com um bis de Paulinho (2' e 8'). Aos 15', Pablo Álvarez, na conversão de um livre direto, reduziu para 1-2 e, aqui, começou a remontada encarnada! Diogo Rafael, aos 17', e Edu Lamas, no minuto seguinte, colocaram o resultado em 3-2 ao intervalo.

No reatar, o Benfica foi dominante e dilatou para 4-2, por Roberto Di Benedetto (27'). Já perto do fim do encontro, Pablo Álvarez completou o bis e sentenciou a partida em 5-2. Assim, as águias conquistaram o troféu da Taça Jesus Correia, uma competição oficial criada pela APL (Associação de Patinagem de Lisboa).

No percurso até à final, o Benfica deixou pelo caminho o Stuart Massamá (1-13), HC Sintra (4-5) e UD Vilafranquense (2-12).

Os encarnados regressam às contas do Campeonato Nacional na terça-feira, dia 22 de novembro, para disputarem o jogo em atraso da 3.ª jornada frente ao HC Braga. A partida está agendada para as 21h00.

Fonte: plurisports.com

Valongo soma triunfo na deslocação ao Parede

A AD Valongo foi ao “Fernando Lopes Graça” vencer o Parede FC por 1-3 em jogo referente à 2.ª jornada e que se encontrava em atraso.

Uma partida onde o Valongo soube, nos momentos certos marcar perante um Parede que tentou surpreender a equipa contrária, mas a não encontrar os timings certos nos momentos onde poderia ter feito a diferença e a ver fugir assim os três pontos em disputa.

Ao intervalo a equipa visitante já vencia por 0-2 , graças a um bis de Rafael Bessa.

Aos nove minutos da etapa complementar o Valongo aumenta para 0-3 por intermédio de Diogo Abreu, e o Parede nos minutos seguintes dispõem de duas bolas paradas (uma GP e um LD) mas não consegue converter.

Seria já na fase final do jogo que André Gaspar reduz, mas insuficiente para o Parede somar pontos, num jogo onde claramente a eficácia nos momentos chave acabaram por falar mais alto.

A AD Valongo passa a somar 6 pontos com 5 jogos realizados enquanto o Parede FC mantem-se na última posição com 1 ponto até agora conquistado após 4 jogos realizados.

Na próxima jornada (a 6.ª) o Parede FC volta a jogar no seu reduto onde receberá a Juventude de Viana com a AD Valongo a desloca-se a Braga onde defrontará a equipa local.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ Victoria Ribeiro / SL Benfica

Goleada carimba final da Taça Professor João Campelo

O Benfica recebeu, goleou e venceu, por expressivos 14-0, o GC Odivelas, em jogo da meia-final da Taça Professor João Campelo de hóquei em patins feminino. A final será disputada frente ao CACO. Regresso às competições nacionais, com as campeãs a imporem naturalmente a sua qualidade, após um período de trabalhos com sete ausências, devido à participação das jogadoras encarnadas no Mundial, divididas entre seleção portuguesa e chilena.

Desafio de sentido único, com a formação comandada por Paulo Almeida a atingir o intervalo a vencer já por números contundentes: 8-0. Na segunda metade, a toada manteve-se, com as águias a marcarem mais seis golos.

Raquel Santos (3' e 21'), Beatriz Figueiredo (5', 16' e 27'), Maca Ramos (14'), Marlene Sousa (19' e 43'), Cata Flores (19'), Maria Sofia Silva (25'), Micaela Balmaceda (30' e 39' gp) e Carolina Monteiro (45' e 49') foram as autoras dos tentos das águias, sentenciando o resultado num justo 14-0.

Apesar do score, destaque para a atitude da jovem formação comandada por Filipe Rebelo, sempre briosa, e que ainda desperdiçou um livre direto.

Com este resultado, o Benfica carimba presença na grande final da 1.ª edição da Taça Professor João Campelo, prova criada pela Associação de Patinagem de Lisboa. O adversário será o CACO.

Fonte: slbenfica.pt


Imagem @ Agência NHP

Jogador do Alenquer e Benfica melhor marcador no Mundial e Taça Intercontinental de hóquei em patins

Com 12 golos, Marinho, hoquista do Alenquer e Benfica, da 2.ª Divisão portuguesa, foi o melhor marcador de Moçambique no conjunto de duas competições: Campeonato do Mundo e Taça Intercontinental.

O camisola 7 iniciou o Mundial ainda a procura da melhor forma, mas aos poucos foi acertando o passo. Todavia, nos primeiros dois jogos, com Angola e Espanha, marcou um golo em cada partida.

Já contra Argentina, na última partida da fase de grupos, ficou em branco.

O mesmo aconteceu frente a Alemanha, no play-off de qualificação para os quartos de final do Campeonato do Mundo.

Com a seleção a cair para a Taça Intercontinental, mas com um Marinho já mais rodado, os golos foram surgindo com mais frequência.

Contra Israel, nos quartos de final, marcou cinco golos na vitória, por 12-5, e nas meias-finais apontou outros quatro diante da Suíça, no triunfo no desempate por penáltis, por 8-7, após igualdade no tempo regulamentar e no prolongamento, a seis golos.

No derradeiro encontro com Andorra marcou mais um, fechando a participação com 12 golos.

Marinho, que liderou na época passada, a lista dos melhores marcadores de todos os campeonatos europeus, esteve de pontaria afinada, tal como em 2019, em Barcelona, onde foi o melhor marcador da Taça Intercontinental.

Moçambique foi vice-campeão da Taça Intercontinental, não tendo conseguido revalidar o título conquistado em Barcelona-2019.

Fonte: abola.pt


Imagem @ FC Porto

Hélder Nunes vai regressar ao FC Porto

Hélder Nunes vai ser reforço do FC Porto na próxima época, regressando assim aos dragões depois de quatro épocas no FC Barcelona.

A construção do plantel portista para 23/24 começa a ganhar corpo e depois de ter prolongado o contrato do treinador Ricardo Ares, agora, os campeões nacionais vão garantir, sabe o zerozero, o retorno de um dos mais queridos jogadores nacionais para os portistas.

Hélder Nunes saiu dos dragões, no final da época 2018/2019, como campeão nacional e sendo capitão de equipa. O internacional português chegou ao FC Porto, pela primeira vez, em 2012, com 18 anos, e esteve sete temporadas nos azuis-e-brancos. Na Invicta conquistou três campeonatos, quatro taças de Portugal e quatro supertaças António Livramento.

Até agora, em Barcelona, Hélder Nunes, de 28 anos, venceu duas OK Liga e duas Supertaças e marcou 104 golos em 117 jogos.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ World Skate

Bassano é a opção mais forte para receber o próximo Mundial

O Mundial de San Juan, na Argentina terminou há menos de uma semana - Portugal perdeu a final no último domingo -, mas a World Skate Games já pondera o local para a próxima edição da prova, agendada para 2024.

Segundo o diário italiano, Giornale di Vicenza, a associação que tutela o hóquei em patins vê em Bassano, o local mais adequado à realização do evento. A cidade é a única capaz de oferecer pavilhões espaçosos e piso em parquet, além de espaços adjacentes que podem facilitar a logística da organização, o que deixa o pavilhão Pala uBroker na calha para pavilhão anfitrião.

Sem confirmação oficial e com outras opções como alternativa, a World Skate Games já sabe do apoio de Mariano Scotton, vereador daquela cidade italiana à realização do Mundial em Bassano: « Da nossa parte, há total disponibilidade para pensar detalhadamente numa possível organização», admitiu o político da cidade da região de Vicenza.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ Vitor Chi

Seleções regressam do Mundial e já pensam no futuro

Equipa masculina (prata) e feminina (bronze) voltam de San Juan

As seleções masculina, medalha de prata no campeonato do mundo de hóquei em patins, e feminina, medalha de bronze, regressaram esta terça-feira à noite a Portugal desejando melhorar as respetivas marcas nas próximas competições. Entre familiares e amigos, eram cerca de meia centena de pessoas que esperavam pelos vice-campeões do mundo e pelas vencedoras do 'bronze' na zona de chegadas do aeroporto Humberto Delgado em Lisboa.

Quando cruzaram as portas, o hino, embora 'tímido', fez-se ouvir. Os atletas e selecionadores foram saindo e indo ao seu encontro.

O selecionador masculino, Renato Garrido, ainda mostrava o desalento de ter perdido a final frente à Argentina.

"Estamos ainda tristes. Foi um jogo de sangue, suor e lágrimas. Onde não nos permitimos perder a concentração do jogo. O árbitro tinha sido o mesmo que nos apitou no europeu contra a Espanha e aconteceu o que aconteceu. Não protegeu os jogadores, nem o espetáculo. Não nos vamos pegar a isso", afirmou.

Certo é que para Renato Garrido há que contar sempre com a seleção portuguesa, até porque considera que é um grupo "com futuro, que não vira a cara à luta e com muita categoria".

"Se voltarem novamente a demonstrar esta capacidade de superação e de momentos adversos, que só nós é que sabemos. Começou no aquecimento (antes da final do campeonato do mundo), as provocações começaram aí. Eles foram gigantes", concluiu.

Para o internacional luso João Rodrigues, que também mostrava um "amargo de boca" pela final perdida, o tempo será agora bom conselheiro.

"São dias difíceis depois de perder uma final do campeonato do mundo. O tempo irá ajudar a digerir. Ainda não tive tempo de ver o jogo todo, vi partes. Sabemos o que fizemos menos bem. Foi pena, porque o jogo estava de feição para o nosso lado. Faltou-nos qualquer coisa. Há que tirar ilações disso para voltarmos mais competentes no futuro. Tínhamos de ser perfeitos nesta final e não o conseguimos ser", disse.

Visivelmente mais satisfeito estava o selecionador feminino, Hélder Antunes, para quem o terceiro lugar no mundial foi "uma classificação muito honrosa".

"Acima de tudo, tendo em conta o hóquei bonito que apresentamos e acima de tudo olharmos olhos nos olhos a equipa da casa numa meia-final diz muito do nosso caráter. Mas esta também foi uma forma de nos avaliarmos e sabermos como devemos trabalhar daqui para a frente", sustentou.

No que toca ao futuro, Hélder Antunes considera que ao hóquei feminino espera um "futuro risonho", mas não a curto prazo.

"Temos particularidades específicas. Temos algumas dificuldades ao nível da formação. Os clubes já estão, felizmente, a trabalhar de forma mais abrangente. Temos de esperar que estes frutos amadureçam. No entanto, quando começarmos a ganhar não vamos ter ciclos de 20 ou 25 anos sem ganhar. Quando começarmos a ganhar isso será feito de forma regular", garantiu.

Fonte: record.pt


Imagem @ Carla Noémia

Limianos vence em Valença e assume liderança

A AD ‘Os Limianos’ bateu, fora de portas, o Valença HC, por 2-3, naquele que era o jogo grande da nona jornada do Campeonato Nacional da III Divisão e isolou-se no comando da Zona Norte A.

O jogo começou equilibrado, com as duas equipas a ‘estudarem-se’ mutuamente. Ao intervalo registava-se um empate a um golo. No segundo tempo, o Valença HC adiantou-se com um golo de Ricardo Maciel, mas o Limianos não baixou os braços e Rui Silva, com dois golos, deu a volta ao resultado.

JOÃO PEDRO (LIMIANOS): “VITÓRIA IMPORTANTE E FRUTO DO TRABALHO DA EQUIPA”

João Pedro, treinador da AD ‘Os Limianos’ considerou que “esta é uma vitória importante” e fruto “do trabalho e resiliência dos atletas”.

O treinador do Limianos referiu que “esta vitória e consequente liderança do campeonato são mérito do grupo de trabalho, de todo o empenho e entrega que eles põem em campo e nos treinos”.

“Este é, sem dúvida, um resultado importante para nós, em todos os sentidos. É uma vitória obtida fora de portas e frente a um candidato à subida. É um resultado que vai trazer uma dose extra de motivação a este grupo, que tem jogadores muitos jovens e atletas que sentem muito o clube”.

João Pedro considera que “este campeonato vai ser longo e muito difícil. A Zona Norte A é composta por equipas muito competitivas e ambiciosas. Mesmo as equipas B têm mostrado muito valor e querer e não haverá jogos fáceis, portanto, ganhar fora de portas será muito importante”.

“ESPÍRITO DE SACRÍFICO DA EQUIPA”

Quais foram as ‘armas’ do Limianos para levar de vencido o Valença HC? “Essencialmente, o espírito de sacrifício da equipa. O Limianos esteve muito bem como equipa, num jogo em que as duas equipas se respeitaram e lutaram pelo resultado. Fomos mais felizes e conseguimos trazer a vitória”.

João Pedro regressou ao Limianos e à tarefa de treinador no ano passado, depois de algum tempo de paragem. “Regressei o ano passado ao Limianos, que é um clube que me diz muito. O projeto passou por reorganizar o clube, apostamos, essencialmente em jovens, alguns formados no Limianos, outros em clubes da zona. Não foi uma época fácil” e adiantou: “este ano fomos buscar dois ou três jogadores referenciados, jogadores que já tinham passado pelo clube, que o sentem e são respeitados aqui”.

“O plantel é composto por um misto de jogadores com experiência e outros bastante jovens. Alguns fazem parte da equipa de Sub-23, que formamos para da mais competição aos miúdos”, referiu João Pedro.

CHAMAR AS PESSOAS AO PAVILHÃO

Para o treinador do conjunto de Ponte de Lima o grande objetivo “é puxar as pessoas ao pavilhão, é levar o clube ao patamar em que já esteve e não em refiro, concretamente, a um escalão específico. Claro que gostávamos de subir de divisão, mas essa não é a nossa principal aposta. O que queremos é fazer crescer o clube, ultrapassar a crise que o clube está a passar e voltar a colocar Ponte de Lima no centro do Hóquei em Patins”.

João Pedro considera “muito motivador” estar na liderança do campeonato, mas refere que “o importante é estarmos nas decisões, estarmos na luta pelas vitórias jogo a jogo. Sabemos que hoje estamos em primeiro, amanhã podemos estar em segundo ou terceiro, mas temos de estar na luta, temos de conseguir fazer mais e melhor amanhã, do que fizemos hoje. Só assim é que conseguimos evoluir”.

RESULTADOS
ED Viana – CARTaipense, 3-6
ADJ Vila Praia – GC Penafiel, 2-11
Valença HC – AD ‘Os Limianos’, 2-3
Riba d’Ave B – Óquei Barcelos B, 2-4
Lavra – Famalicense B, 5-1
HC Fão – Fânzeres, dia 1/12
HC Maia – HC Marco, dia 1/12

Fonte: desportivodominho.com

Município vai condecorar Associação Desportiva de Valongo com Medalha de Valor Desportivo

A cerimónia de atribuição da Medalha de Valor Desportivo à Associação Desportiva de Valongo (ADV) terá lugar no próximo dia 18 de novembro de 2022, às 18h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho. Aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal de Valongo, esta distinção pretende homenagear a ADV pela conquista da Taça Continental de Hóquei em Patins, o seu primeiro título Internacional, no escalão de seniores, do World Skate Europe – Rink Hockey, feito que muito prestigia a Associação Desportiva de Valongo e o Concelho de Valongo além-fronteiras.

“Valongo respira Hóquei em Patins. Depois de um campeonato nacional e tantas outras vitórias, esta primeira conquista internacional da ADV vem reforçar ainda mais o amor pela modalidade e é um grande motivo de orgulho, não só para o concelho de Valongo, mas também para Portugal”, considera José Manuel Ribeiro, presidente da Câmara Municipal de Valongo.

Fundada em 1955, a Associação Desportiva de Valongo tem revelado um trabalho louvável no desenvolvimento da modalidade de Hóquei em Patins, nomeadamente ao nível das camadas jovens, contando também no seu palmarés, um Campeonato Nacional Sénior, uma Supertaça, várias participações na Liga Europa, assim como títulos de Campeões Nacionais nas camadas de formação e títulos a nível internacional, ao vencer por cinco vezes consecutivas o Torneio do Eixo Atlântico, em representação do Município de Valongo, na cidade da Corunha, na Galiza.

A ADV tem-se tornado assim numa referência nacional ao nível da formação de atletas de alta competição, com participações internacionais e com inúmeros atletas de formação e seniores em representação das nossas seleções nacionais desta modalidade. Nomes sonantes do hóquei patins nacionais, como o caso de Américo Moreira, Nora, António Vale, Vitor Bruno, Alves, Ângelo Girão, Henrique Magalhães, Telmo Pinto, João Souto e Rafa, são alguns de muitos atletas que passaram por este clube e que representaram a Seleção Nacional de Hóquei em Patins, conquistando muitos deles o título de Campeões Europeus e Mundiais com a camisola das quinas ao peito.

Nos dias 18 e 19 de setembro, em Itália, a ADV participou na Final-Four da Taça Continental, vencendo na meia-final o CP Calafell e na Final o GSH Trissino, conquistando assim o primeiro título Internacional, no escalão de seniores, do World Skate Europe – Rink Hockey.

Fonte: jornalnovoregional.pt


Imagem @ FC Porto

FC Porto renova com o treinador de hóquei em patins

O espanhol Ricardo Ares fica agora com contrato até 2027.

O FC Porto anunciou, em comunicado, a renovação de contrato com o treinador Ricardo Ares. O novo vínculo do técnico espanhol é agora válido até 2027.

Ares arranca a sua segunda época no clube depois de uma grande temporada de estreia: foi campeão, venceu a Taça de Portugal e a Taça Intercontinental.

Antes, Ricardo Ares conta com passagens pelo Vic, Voltregà e foi selecionador feminino e masculino. “É um orgulho enorme e um privilégio máximo poder representar este grande clube e trabalhar com o presidente mais titulado do mundo. Quero agradecer ao presidente e ao Eurico Pinto a confiança depositada em mim e devolvê-la com trabalho e títulos", disse o treinador basco aos meios do clube.

Fonte: rr.sapo.pt


Imagem @ World Skate

Angola fica na sexta posição

A seleção sénior masculina de Angola perdeu este domingo frente á Espanha por 8-0 no Mundial de Hóquei em patins, que se realizou na Argentina e classificou se na sexta posição.

A equipa de Miguel Belbruno conseguiu manter se na elite do Hóquei patinado mundial com mais uma boa classificação, mantendo se entre os mais poderosos da modalidade.

Jogaram de início. Francisco Veludo, André Centeno, Martin Payero, Humberto Mendes “Big” e João Pinto. Foram ainda utilizados Filipe Bernardino, Anderson Silva “Nery”, Adilson Diogo “Pi” e Josemar Tavares “Zidane”. Não foi utilizado o guarda-redes Wilson Castro.

Ao intervalo a equipa espanhola já vencia por 4-0, naquela que foi uma das piores classificações de Espanha e uma das melhores de Angola.

O Mundial de 2024 vai realizar se em Itália que suplantou a candidatura de Angola, mas mantem em aberto poder receber a prova em 2026, em Luanda.

Fonte: noticiasdeangola.co.ao

Selecionador lamenta falhas na organização e pede arbitragem «mais profissional»

A seleção nacional não conseguiu revalidar o título e é vice-campeã do mundo, depois de perder a final por 2-4, frente à Argentina, anfitriã da prova.

Portugal chegou a estar em vantagem por 2-0, por isso numa análise ao jogo, o selecionador nacional, Renato Garrido, falou numa «primeira parte muito bem conseguida». «Mas sabíamos perfeitamente que ia haver uma reação da Argentina. Acho que foram mais felizes em alguns lances do que nós e não nos permitiu voltar a ganhar o título. Resta-me dar os parabéns à Argentina por serem os novos campeões do mundo», disse citado pelo site da Federação Portuguesa de Patinagem.

Sendo uma final, o jogo foi tenso, com o treinador a sublinhar «agressões que passaram ao lado», o facto de o hino nacional, no início, não ter tocado até ao fim: «Não me vou agarrar a essas desculpas, mas sabemos que os jogadores que estiveram aqui são profissionais ao mais alto nível e, se calhar, a arbitragem também tem de passar por isso para cada vez ser mais profissional. Todos o desejamos, mas não é a isso que me vou agarrar, mas sim a uma atitude fantástica que tivemos, sem ter a felicidade que tivemos em Barcelona [quando Portugal se sagrou campeão em 2019 frente à Argentina]».

O capitão João Rodrigues lamentou também alguns pormenores num jogo disputado até ao fim: «Acho que foi uma grande final, pena algum desrespeito da parte da Argentina para com a seleção portuguesa, com o hino (cortado pela metade), com a bandeira ao contrário e com uma série de coisas que fica mal a esta organização. Não tiro o mérito à vitória da Argentina, porque foram um grande conjunto de jogadores ao longo da competição.»

«Naturalmente temos de tirar ilações porque estivemos a ganhar 2-0, podíamos ter gerido o jogo de outra maneira, falhámos algumas ocasiões para dilatar o marcador. Estamos tristes, vão ser dias complicados, mas tenho um orgulho enorme em cada um dos meus colegas, porque fomos uns heróis tendo em conta todas as circunstâncias que aqui vivemos», concluiu.

Fonte: abola.pt


Imagem @ World Skate

Hélder Nunes meteu o dedo na ferida: «Vejam a repetição e tirem conclusões»

Palavras duras na ressaca da derrota portuguesa no Mundial da Argentina... nova campeã do mundo. Depois da partida, Hélder Nunes não poupou nas palavras para falar de um Mundial que parecia destinado a ficar em casa.

«Não foi só antes, mas também durante. Mesmo no jogo contra a Espanha, agressões atrás de agressões... e como fazemos o nosso trabalho de casa, os árbitros também deviam por a mão na consciência porque têm muito poder dentro do jogo e quando assim é a equipa adversária fica impotente. E foi o nosso caso. O Telmo leva um azul por não fazer rigorosamente nada e nós saímos com a sensação que se calhar até podemos fazer porque eles fazem e não são punidos», começou por dizer, falando depois do «mérito da Argentina».

«São uma excelente equipa, aproveitar para enviar as melhoras ao meu colega Matías Pascual... Mas havia jogadores que nem deviam estar a jogar esta final! O Giullio Cocco há dois dias teve a boca aberta com uma agressão e chegou ao fim do jogo e perdeu a cabeça porque está sempre a "comer". Enquanto os árbitros não meterem a mão na consciência, tiverem respeito pelo nosso trabalho, acho que não nos podem exigir nada», referiu.

Sobre a prestação de Portugal nesta fase final, o atual jogador do Barcelona mostrou-se satisfeito, mas triste, garantindo que não vai esquecer a «vergonha» que aconteceu com o hino luso.

«Nós estamos satisfeitos com o Mundial que fizemos, muito tristes pelo segundo lugar porque sentíamos que merecíamos mais. Fomos uns senhores, começámos a ganhar 2-0 a aguentar tudo e mais alguma coisa, inclusive agressões... Vejam a repetição e tirem conclusões. Parabéns à Argentina pelo Mundial que criou, pela envolvência... e não esquecer da vergonha que foi o nosso hino, não vou esquecer. Cortar a meio, virar a bandeira ao contrário... Estava à espera de muita coisa, mas isto não. Acho que é uma falta de respeito», explicou.

Colocando já a fasquia no próximo Mundial, em 2024, em Itália, Hélder Nunes lembrou que Portugal tem todas as condições para recuperar o cetro de campeão do mundo.

«Daqui a dois anos vamos a Itália para lutar pelo Campeonato do Mundo. Temos uma geração jovem, mas com muita experiência, jogamos juntos há muitos anos. Vamos continuar a trabalhar, há futuro no nosso país. Temos feito boas figuras e vendemos cara a derrota. Cá estaremos a dar tudo por Portugal», concluiu.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Portugal é vice-campeão do mundo de Hóquei em Patins

A seleção nacional masculina sagrou-se, esta noite, na Argentina, vice-campeã do mundo, depois de perder o jogo da final, frente à equipa anfitriã, por 2-4, num Aldo Cantoni completamente lotado.

Os primeiros minutos de jogo foram muito intensos, com Portugal a trocar bem a bola, com passes longos. O primeiro remate do jogo pertenceu a Gonçalo Alves, obrigando à defesa de Conti Acevedo. Com a toada do jogo favorável, a equipa das quinas marcou muito cedo, ao minuto 23, por Henrique Magalhães.

O jogo continuou partido, com uma ligeira ascendência de Portugal que defendia bem e cortava os remates de longa-distância dos argentinos. Depois de um período de alguma pressão portuguesa, foi a vez da Argentina começar a pressionar mais, dando algum trabalho a Girão.

Portugal continuou com frieza na transição de bola e, ao minuto 9, Henrique Magalhães perfez o segundo da seleção, através de um remate colocado, depois de uma bela ação coletiva. A pouco mais de um minuto para o fim do primeiro tempo a Argentina reduziu, levando as equipas para o intervalo com o resultado de 2-1, favorável a Portugal.

No tempo complementar, o conjunto Luso voltou a entrar determinado, com boa receção e passe de bola quando, com seis minutos jogados, Telmo Pinto vê o cartão azul e a Argentina marcou o golo do empate. Portugal reagiu bem ao golo, continuando a procurar a baliza argentina, obrigando Acevedo a intervir.

A partir deste momento, a Argentina intensificou a pressão, com o jogo a tornar-se mais intenso e duro fisicamente. A 11 minutos do fim, uma perda de bola na zona central, levou ao terceiro da Argentina.

O golo permitiu aos argentinos começar a jogar com o cronómetro, enquanto Portugal teve de patinar atrás do prejuízo, subindo mais no jogo, sempre com o sentido na baliza adversária, mas a não conseguir finalizar.

A um minuto e meio do fim, o jogo tornou-se frenético: Portugal arriscou tudo, com Garrido a tirar Girão para jogar a reta final com cinco jogadores de campo. No entanto, os sul-americanos conseguiram recuperar uma bola e marcaram o quarto e último golo, arrecadando o seu sexto título num mundial.

Portugal lutou até ao fim, mas não teve a sorte do jogo em diversas ocasiões e sai, deste mundial com exibições de um hóquei em patins de excelência.

No final do jogo, Hélder Nunes revelou que os jogadores estão «satisfeitos pelo mundial que fizemos», mas «muito tristes por sair daqui com o segundo lugar». «Sentimos que merecíamos mais, fomos uns senhores. Começámos o jogo a ganhar 2-0 a aguentar tudo e mais alguma coisa, inclusive agressões que claramente se veem na televisão: uma a mim, duas ao João. Cada um que tire as suas próprias conclusões. A mim, resta-me dar os parabéns à Argentina pelo mundial excelente que criou e a envolvência à volta da sua seleção».

O jogador fez questão de aproveitar para «desejar as rápidas melhoras ao Pascual. Foi uma lesão triste até para nós, é uma pessoa querida dentro do mundo do hóquei e infelizmente aconteceu-lhe aquilo».

Sobre o futuro, Hélder Nunes afirmou que «temos uma geração jovem, com muita experiência porque jogamos juntos há muitos anos» e que a seleção vai «continuar a trabalhar». «Temos muita garantia de futuro no nosso país e é aí que nos agarramos, ao nosso trabalho diário e aos resultados que temos feito nos últimos mundiais. Esta geração sabe ganhar e sabe vender cara a derrota. Para o ano e daqui a dois anos, cá estaremos, a dar tudo por Portugal, para estar novamente na final», disse.

Para o capitão das quinas, João Rodrigues, este foi um jogo «decidido até ao fim. Acho que foi uma grande final, pena algum desrespeito da parte da Argentina para com a seleção portuguesa, com o hino (cortado pela metade), com a bandeira ao contrário e com uma série de coisas que fica mal a esta organização. Não tirando o mérito à vitória da Argentina, porque foram um grande conjunto de jogadores ao longo da competição».

O jogador considerou que «é pena que – na minha opinião – e digo isto abertamente, não para tirar o mérito à Argentina – as arbitragens não tenham tido a coragem de expulsar jogadores ao longo desta competição. Na final foram vistas muitas agressões. Enquanto o hóquei não respeitar os intervenientes e enquanto as agressões não forem punidas, vamos continuar a sentirmo-nos envergonhados na nossa modalidade e não é isso que queremos».

Rodrigues sublinhou que a seleção teve «uma prestação digna, fizemos um grande Campeonato do Mundo. Não nos deixaram fazer mais, é a sensação com que fico».

«Naturalmente temos de tirar ilações porque estivemos a ganhar 2-0, podíamos ter gerido o jogo de outra maneira, falhámos algumas ocasiões para dilatar o marcador. Estamos tristes, vão ser dias complicados, mas tenho um orgulho enorme em cada um dos meus colegas, porque fomos uns heróis tendo em conta todas as circunstâncias que aqui vivemos hoje», concluiu.

Na análise ao jogo, o selecionador nacional, Renato Garrido, explicou que foi «uma primeira parte muito bem conseguida, outra parte onde sabíamos perfeitamente que ia haver uma reação da Argentina. Acho que foram mais felizes em alguns lances do que nós e não nos permitiu voltar a ganhar o título. Resta-me dar os parabéns à Argentina por serem os novos campeões do mundo».

O técnico referiu algumas situações «como no início do jogo, o hino de Portugal não ter tocado até ao fim, mas mantivemo-nos bem focados dentro do jogo e não posso deixar de dizer que foi uma atitude, coragem e garra incríveis da nossa parte».

Garrido é da opinião que durante o jogo da final «muitas agressões passaram ao lado. Não me vou agarrar a essas desculpas, mas sabemos que os jogadores que estiveram aqui são profissionais ao mais alto nível e, se calhar, a arbitragem também tem de passar por isso para cada vez ser mais profissional. Todos o desejamos, mas não é a isso que me vou agarrar, mas sim a uma atitude fantástica que tivemos, sem ter a felicidade que tivemos em Barcelona».

Fonte: fpp.pt


Imagem @ World Skate

Honras feitas, terceiro lugar garantido

Sem título, mas com honra na despedida. Foi desta forma que Portugal se despediu do Mundial da Argentina, depois de bater a seleção italiana por 0-3, um resultado que permitiu às atletas lusas terminar no último lugar do pódio, leia-se, no terceiro lugar.

Dividido, mas com ascendente da equipa das Quinas, os primeiros minutos de jogo ficaram marcados pelo penálti defendido pela guarda-redes de Itália à cobrança com selo de golo de Raquel Santos, logo aos 7'.

Por essa altura, as jogadoras lusas montavam o cerco à baliza transalpina, ao que as atletas italianas responderam através das saídas rápidas para o ataque, uma estratégia que quase resultou no primeiro golo do desafio. Erika Ghirardello emendou na cara de Cláudia Vicente, mas a guardiã lusa apareceu como um muro na fortaleza lusitana.

De seguida, Marlene Sousa picou a bola sobre a guarda-redes italiana, num lance em que a bola pareceu ter ultrapassado a linha de golo, num lance não atendido pelo juiz da partida. A sorte tão procurada pelas cores lusas acabou mesmo por surgir face à insistência do jogo luso: Sofia Moncóvio stickou com intenção na direção da baliza das italianas e Maria Inês Severino desviou de forma cirúrgica, carimbando a vantagem mínima da seleção nacional ao intervalo. O primeiro da camisola 4.

Com um filme idêntico ao que se viu nos primeiros 25', Marlene Sousa quase dilatou o resultado com recurso à nota artística, mas desta vez foi a guardiã adversária a negar-lhe o possível tento da tranquilidade.

Golo esse que surgiu aos 37 minutos, na cobrança de um livre de 10 metros. Maria Inês Severino teve a frieza necessária para contornar Veronica Caretta, stickando a contar para a turma portuguesa. Um golo que embalou em definitivo as comandadas de Hélder Antunes para o último lugar do pódio, sem antes a goleadora de serviço de Portugal rubricar o hattrick, num potente remate de meia distância.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Portugal cai frente à Argentina e vai disputar o terceiro lugar no mundial

A seleção nacional feminina perdeu o jogo da semifinal frente à equipa anfitriã, por 1-5 e vai agora lutar pelo terceiro lugar do Campeonato do Mundo, na Argentina, frente à Itália. Apesar de afastada da final, esta foi a melhor participação portuguesa num mundial, nos últimos seis anos.

O jogo começou com an Argentina a exercer mais pressão, chegando ao golo na primeira jogada de perigo, com dois minutos decorridos.

Portugal reagiu bem ao golo tão cedo no jogo e, na resposta, Sofia Moncóvio disparou à baliza adversária, mas sem sucesso. A seleção mostrou-se veloz a atacar e só não chegou ao golo por dois fatores: pouca sorte na finalização e uma fantástica exibição da guarda-redes argentina.

Ao minuto 19, Sofia Moncóvio disparou uma bola à trave e foi por pouco que Portugal não marcou. O jogou estava intenso e partido, mas foi a Argentina a chegar ao segundo, de penálti, numa altura do jogo em que a equipa Lusa até estava mais perto de empatar. Portugal voltou a não acusar demasiado o golo, insistindo no caminho da baliza argentina, mas a continuar sem finalizar. A cinco minutos do fim do primeiro tempo, novo penálti a favor da equipa da casa, que converteu no terceiro, fixando o resultado ao intervalo.

Na segunda parte a Argentina foi gerindo o tempo, não deixando de criar situações de perigo, obrigando Cláudia Vicente a brilhar na baliza. Portugal conseguiu reduzir, no minuto 13, por Rita Batista mas, praticamente no minuto seguinte, a Argentina fez o quarto golo. A oito minutos do final, a equipa das quinas é admoestada com o cartão azul. Depois de uma primeira defesa da guardiã Lusa, as argentinas marcaram na recarga, fechando o resultado nos 5-1.

No final do jogo, Marlene Sousa, fez questão de frisar que «apesar de termos perdido, a verdade é que disputámos uma meia final de um Campeonato do Mundo e isso é um motivo de orgulho para todos os portugueses».

Sobre o jogo, a capitã da seleção nacional explicou que «sabíamos que o jogo ia ser muito difícil. É uma Argentina muito forte, a jogar em casa com o seu público. Mas entrámos dentro de campo concentradas naquilo que tínhamos de fazer». «Não conseguimos levar a melhor do jogo e também acho que (o resultado) é um bocadinho exagerado para o que aconteceu em pista, mas agora é levantar a cabeça o mais rápido possível, porque amanhã há uma medalha para ganhar e esta equipa quer muito ganhar».

O selecionador nacional, começou por «dar os parabéns à Argentina pela passagem à final», sendo que agora é pensar no próximo jogo: «vamos fazer o procedimento normal: recuperar as atletas do ponto de vista físico, moral e emocional e apresentarmo-nos ao mais alto nível amanhã, no jogo com a Itália», acrescentando que «tendo em conta o que temos feito no mundial, podem esperar que continuamos de pé e vamos lutar com todas as nossas forças para amanhã conseguir chegar à medalha».

Em relação ao jogo, o técnico é da opinião que, embora «não tenha ainda os dados estatísticos do jogo, penso que não vou cometer nenhuma gaffe se disser que tivemos tantas ou mais oportunidades de golo do que a Argentina», explicando que «a diferença esteve na concretização e, nos cinco golos da Argentina, há três que são de bola parada». «No jogo jogado sabíamos que a Argentina ia ter mais alguma posse de bola, estávamos preparados para isso, mas tudo se resume – e é o que fica na história do jogo -, a quem coloca a bola dentro da baliza. E a Argentina foi mais feliz e mais eficaz e nós não», concluiu.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Portugal elimina França e está na final do Campeonato do Mundo

A seleção nacional masculina está na final do Campeonato do Mundo depois de derrotar, esta noite, a equipa francesa por 0-4. Três anos depois de ter vencido a final, frente à Argentina, nos WSG de Barcelona, e 33 anos depois da última final que disputou em San Juan, a equipa das quinas volta a defrontar os argentinos.

Foi um jogo de paciência, em que Portugal enfrentou uma seleção francesa motivada, por ter eliminado a Espanha, nos quartos de final. O jogo começou ritmado, com a seleção bem organizada na defesa e a procurar sair rapidamente para o ataque organizado. Por outro lado, França tentou controlar a rapidez do adversário, tentando não entrar na velocidade imposta por Portugal.

O conjunto Luso continuou a controlar bem o jogo, seguro na defesa e, as poucas vezes que França procurou a baliza, Girão esteve sempre atento. Tornou-se um jogo de muita paciência, com França a apostar nas bolas exteriores e Portugal a tentar desequilibrar os franceses.

O golo de Portugal surgiu a 4’30 do intervalo, através de uma stickada potente, «do meio da rua», de Rafa, que colocou a equipa em vantagem no marcador.

No segundo tempo, os franceses entraram a ter de patinar atrás do prejuízo, mas Portugal mostrou-se sempre seguro, a saber gerir a vantagem no marcador, muito bem na troca de bola e irrepreensível na defesa.

A quatro minutos do final, é mostrado o cartão azul a Roberto di Benedetto. Gonçalo Alves não conseguiu converter mas, segundos depois, Hélder Nunes perfez o 2-0, para desespero dos franceses e gáudio da equipa Lusa.

A 50 segundos do fim, numa altura em que a França jogava com cinco jogadores de campo, Henrique Magalhães marcou o terceiro e, a 34 segundos para o apito final, Hélder Nunes «matou» o jogo com o quarto.

No final da partida, Henrique Magalhães, disse «que a França iria viver muito aquilo que seriam as nossas falhas defensivas e que, da mesma maneira que eles criam contra-ataques, o antídoto para combatê-los era nós não os darmos e sermos nós a contra-atacar». «Foi isso que fizemos: defendemos muito bem, fomos muito humildes e foi por isso que o resultado ficou tão ajustado até ao final. Na parte final a França tentou subir e aí o resultado avolumou-se naturalmente», acrescentou.

O atleta fez questão de ter uma palavra para a seleção francesa «porque o trabalho que têm desenvolvido ao longo dos anos e aquilo que têm feito em todas as competições de seleções em que chegam sempre à fase final da competição, é de facto um trabalho extraordinário».

Sobre o jogo de domingo, e a possível ansiedade até lá, Magalhães explicou que «vamos jogar uma final do Campeonato do Mundo, não se joga todos os dias. Este tempo até lá chegar vai haver um pouco de ansiedade, é normal, mas também estamos habituados a estas coisas, já jogámos muitas finais» e revelou não ter preferências no adversário: «uma final, qualquer equipa pode ganhar. O pior que podemos pedir é um adversário. Temos de pensar em nós, naquilo que temos para fazer na final e isso é que é importante. Seja a Itália, seja a Argentina, vamos respeitar ao máximo como fizemos com todos os adversários até agora».

O selecionador nacional, Renato Garrido, considerou que a seleção hoje teve «uma inteligência tática e uma gestão física perfeita para conseguir ganhar este jogo porque sabíamos que ia ser decido nos pormenores. Podíamos noutras alturas marcado mais cedo, mas acho que fomos perfeitos».

Sobre a final, o técnico sublinhou que Portugal tem de ter «a inteligência emocional, a calma, essencialmente a inteligência também tática como tivemos hoje, num jogo fundamental. Os jogadores cumpriram inteiramente aquilo que planeámos para este jogo».

Garrido fez questão de fazer alguns agradecimentos: «não sei o que vai acontecer no domingo, mas tenho de agradecer, ao presidente da Federação de Patinagem de Portugal, o apoio sempre incansável que tem tido connosco. Tenho de agradecer ao meu staff, ao departamento clínico, ao meu adjunto e ao Diretor Técnico Nacional. Não é fácil chegar aqui, ainda para mais dois mundiais seguidos. Há quem ache que seja, mas para nós não é, é a doer».

O selecionador também quis deixar uma palavra ao treinador francês Fabien Savreux que, na sua opinião, «é o grande obreiro desta França que hoje em dia, para mim, é uma das melhores equipas do mundo, e que tenho a certeza que ainda vai melhora mais. Um adversário extremamente difícil, que ainda ontem eliminou uma super Espanha», concluiu.

Portugal joga a final no próximo domingo com a Argentina, às 23:30h, com transmissão na RTP1.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Selecionador português alerta sobre a França: «São jogadores fisicamente bons, taticamente evoluídos»

Portugal defronta a França esta sexta-feira, para a meia-final do Mundial, e o selecionador português, Renato Garrido, no rescaldo da vitória sobre a Alemanha alertou sobre os perigos dos gauleses. O treinador português foi igualmente crítico pelo calendário apertado, que obrigou os germânicos a jogarem duas vezes no mesmo dia.

«Eu conheço esta França há muitos anos, vi-os crescer quase todos, ainda juniores. Vimos o que fizeram no campeonato da Europa, foram à final e com um ritmo elevado. No primeiro jogo, não foi uma partida má da França, foi um jogo ótimo nosso, onde tudo correu bem, diante de uma França extremamente difícil e hoje (vitória francesa sobre a Espanha) ficou isso demonstrado e amanhã não acredito em qualquer tipo de desgaste físico, pois a motivação deles supera tudo isso. Estão habituados a isto de competição há muitos anos, fisicamente são fortes, rodam a 5/6 jogadores, mas com muita capacidade. Vai ser um adversário muito difícil, fui sempre dizendo, fez um grande campeonato da Europa, bateu-se com as grandes equipas aqui, amanhã vamos jogar outra vez contra eles e com máximo cuidado, máxima responsabilidade, porque é ua França motivada, assim como nós, claro.»

Análise à equipa da França: «São jogadores fisicamente bons, taticamente evoluídos. Claro que começarmos o jogo em vantagem será o ideal, mas temos de pensar em nós, no nosso modelo que tem sido rigoroso e igual até agora, amanhã será igual. A França vai ser um grande adversário e muito difícil, amanhã é mesmo uma final e temos de fazer tudo para estarmos no último derradeiro.»

Sobre a goleada à Alemanha: «Super satisfeito com o jogo de hoje, sabíamos que o cansaço da Alemanha ia aparecer mais tarde. Sou da mesma opinião do Gonçalo: para protegermos o espetáculo não podemos ter dois jogos com poucas horas de intervalo, não beneficiou em nada a Alemanha. É um país que acredita cada vez no hóquei e sentiram o desgaste. Fomos gerindo o jogo e os jogadores, pois foi uma fase de grupos bastante difícil e agora é tentar que os jogadores recuperem ao máximo para amanhã.»

Modelo competitivo que dá descanso antes da final: «Eu preferia descansar antes da meia-final e depois ter dois jogos de grande intensidade, acho que beneficiaria mais as duas equipas.»

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Portugal vence Alemanha e carimba passagem para a semifinal

A equipa sénior masculina venceu, esta noite, a seleção alemã, carimbando desta forma a passagem às semifinais, onde vai defrontar, a França.

O jogo foi todo dominado pelo conjunto Luso, numa primeira parte em que só não houve mais golos, porque os germânicos jogaram praticamente a maior parte do tempo num bloco defensivo, criando dificuldades à equipa portuguesa na finalização.

Numa ação individual, Henrique Magalhaes criou espaço para a stickada e marcou o primeiro da equipa, no minuto 17. Portugal continuou a pressionar, obrigando o guarda-redes adversário a brilhar no jogo. Ao minuto 7, é assinalado penálti a favor das quinas, que Gonçalo Alves converteu no segundo golo luso, fixando o resultado ao intervalo.

Na segunda parte, a toada do jogo não mudou no que diz respeito quer ao domínio de Portugal, quer à defesa cerrada dos alemães. Mas a pressão portuguesa acabou por surtir efeito e os golos começaram a aparecer: por João Rodrigues (3), Rafa, Hélder Nunes, Telmo Pinto, João Souto e Gonçalo Alves.

No final do encontro, Gonçalo Alves, explicou que os jogadores fizeram «o nosso trabalho. A Alemanha na primeira parte impôs o nível que conseguiu, criou-nos muitas dificuldades, mas na segunda parte, conseguimos tratar o nosso sistema ofensivo, defendemos muito bem e conseguimos vencer a partida com facilidade».

Sobre o jogo de amanhã, o jogador considera que «vai ser um jogo mais equilibrado, que não se deve distanciar muito do resultado da passada segunda-feira. Devemos estar precavidos com a França, que vai usar todas as armas que tem para nos dificultar a vida».

O selecionador nacional, Renato Garrido, mostrou-se «super satisfeito» com a prestação de Portugal: «gerimos o jogo como tínhamos de gerir e também sentimos o desgaste deles, principalmente na segunda parte. Agora é recuperar os jogadores para amanhã».

Em relação à partida da semifinal, Garrido começou por explicar que conhece a equipa francesa «há muitos anos», sublinhando que «vimos o que fizeram no Campeonato da Europa, que foram até à final e sempre a jogar a um ritmo elevadíssimo. O primeiro jogo não foi mau por parte da França, foi um jogo ótimo nosso, em que tudo correu bem e conseguimos vencer uma França extremamente difícil, uma grande equipa, como hoje foi mais uma vez demonstrado».

«Amanhã temos de nos manter no nosso modelo que tem sido rigoroso e igual todos os jogos até estes quartos de final e estaremos altamente motivados e respeitadores, de uma França que vai ser um grande adversário, muito difícil e que tudo faremos para dar o melhor e estar presentes na final».

Com este resultado, Portugal qualificou-se para a semifinal e joga, amanhã, com a seleção francesa, que derrotou Espanha no jogo dos quartos de final.

O encontro está marcado para as 22:30h, com transmissão na RTP1.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Seleção Nacional vence Alemanha e está nas semifinais do mundial feminino nove anos depois

A Seleção Nacional de Seniores Femininos venceu, ontem, a equipa alemã, por 0-5, e carimbou a passagem às semifinais do Campeonato do Mundo, na Argentina.

Com este resultado, Portugal já superou a prestação do último mundial em Barcelona, em que terminou a participação nos quartos de final e marca presença, nove anos depois, na semifinal de um mundial.

Relativamente ao jogo, a seleção entrou decidida, com mais posse de bola, com o primeiro golo a surgir ao minuto 23, por Marlene Sousa, assistida por Maria Sofia. Nos minutos seguintes, e até ao final do primeiro tempo, Portugal criou inúmeras oportunidades de golo enquanto a Alemanha tentou defender-se como podia, e só não faturou devido à prestação da guarda-redes adversária.

Portugal não marcava e as alemãs ganharam algum ânimo, tentando criar algum perigo na área lusa. A cerca de um minuto para o fim, Ana Catarina viu o cartão azul, mas Cláudia Vicente fechou bem a baliza portuguesa impedindo o empate adversário.

No segundo tempo, Portugal continuou a imprimir pressão e velocidade no jogo e Ana Catarina marcou o segundo, ao minuto 14. Seguiu-se um penálti a favor da seleção, convertido por Raquel Santos (0-3) e, no mesmo minuto, Inês Severino marcou o 0-4.

A 30 segundos do fim, a Alemanha viu cartão azul e, na conversão, Inês Severino marcou o quinto e último para Portugal.

No final da partida, a atleta Sofia Moncóvio, afirmou que toda a equipa está «muito contente, porque o nosso primeiro objetivo está concluído, que era conseguir melhorar o resultado que tivemos no mundial de Barcelona», lembrando que «vamos jogar num sítio emblemático amanhã, no Aldo Cantoni, mas tivemos uma tarefa dura aqui com a Alemanha».

«Foi um jogo muito difícil, mas conseguimos superar. Estávamos com poucas alternativas de chegar à baliza, a afunilar demasiado o jogo e a começar a stressar por a bola não entrar. Assim que a bola começou a entrar relaxámos e conseguimos resolver as coisas de forma mais calma», disse.

O selecionador nacional, Hélder Antunes, considerou que o balanço da seleção «é positivo, agora não podemos adormecer. Ainda estamos em prova, ainda podemos chegar mais longe» mesmo sabendo das dificuldades «e que vamos ter uma meia-final muito complicada, à partida com a Argentina. Mas seja contra quem for, uma meia-final num campeonato do mundo é sempre difícil»

Sobre o jogo, Antunes explicou que «houve um bloqueio emocional da nossa equipa. A Alemanha surpreendeu-nos, não porque não nos tivéssemos preparado, mas a partir do momento em que virou o jogo para uma defesa à zona, as nossas jogadoras, estando a ganhar por 0-1, abordaram o jogo como se estivessem a perder. Daí o jogo menos conseguido na primeira parte. Depois facilitámos muito no último terço nas questões da finalização, apesar de estarmos a criar oportunidades».

«No intervalo conseguimos libertarmo-nos dessa pressão e ansiedade e fazer sentir às jogadoras que nós é que estávamos a vencer, e que tínhamos de abordar o jogo de outra forma. A equipa estabilizou, entrou mais tranquila e com outra abordagem, e o resultado acabou por dilatar», concluiu.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Meias, tão bem que assentam

Portugal não concedeu espaço a novidades e despachou a menos cotada seleção alemã por explícitos 0-5, carimbando assim a passagem à meia-final do Mundial 2022. O sonho do inédito título está mais real e esta passagem às meias é o resultado mais ajustado face ao poderio da seleção lusa.

À semelhança do desafio de estreia na competição, diante da França, a equipa de Hélder Antunes não demorou muito tempo até começar a comprovar a sua superioridade sobre um adversário teoricamente inferior. Marlene Sousa, capitã da seleção lusitana, deu o incentivo inicial às suas colegas e finalizou o primeiro de cinco tentos, num gesto técnico de grande perícia após solicitação de Maria Sofia Silva à boca da baliza germânica, estavam decorridos três minutos.

O golo sofrido em fase tão embrionária não desencorajou as atletas alemãs, que conseguiram equilibrar um pouco as ações e, acima de tudo, mantiveram a sua baliza com um seguro contra todos os riscos... até ao fim da primeira etapa.

Na segunda, a resistência das pupilas de Ralph Stenger prolongou-se por mais uns longos dez minutos, num período em que Portugal não deixou de imprimir a sua bela dinâmica coletiva, mas onde não foi capaz de encontrar espaço para a segunda finalização. Essa surgiu aos 36', quando Ana Catarina Ferreira disparou de meia distância com poucas hipóteses de defesa para Annabell Pillenkamp, o que conferiu justiça à proatividade lusa e penalizou o excesso de zelo defensivo da Alemanha.

Este momento acabou por ser a grande chave da partida, já que a equipa das Quinas tranquilizou com a dupla vantagem, ao passo que a turma germânica esmoreceu as esperanças com tal adversidade. O resultado? Gestão portuguesa executada de forma tranquila, que dessa forma soube apetrechar com mais três festejos o placard final: Raquel Santos elevou a contagem (tinha falhado uma grande penalidade no mesmo minuto) e Maria Inês Severino, também ao minuto 39, fez o primeiro da conta pessoal, fechada com o quinto e último golo de Portugal já no ocaso do desafio.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Seleção Nacional vence Chile e classifica-se em primeiro lugar do Grupo A

A equipa sénior masculina fechou hoje a Fase de Grupos do Mundial de Hóquei em Patins com uma vitória por 1-7 frente à formação chilena, alcançando desta forma o primeiro lugar do grupo A.

O jogo começou com alguma intensidade, com o Chile a tentar sair para a baliza de Portugal e a obrigar à primeira intervenção de Girão. Mas o conjunto Luso, na resposta, marcou por intermédio de Telmo Pinto, numa transição ao primeiro toque, praticamente no primeiro minuto.

O Chile tentava jogar com as linhas mais avançadas, a procurar a bola na meia pista adversária enquanto Portugal insistia no caminho para a baliza chilena, sem conseguir finalizar, até ao minuto 16, em que João Rodrigues, marcou o segundo para a seleção.

Portugal estava a ser mais competente coletivamente, enquanto o Chile apostava nas iniciativas individuais. O terceiro veio do stick de João Souto que, assistido por Henrique Magalhães, colocou a bola no «buraco da agulha», ao minuto 11. Antes do intervalo, os chilenos marcaram o primeiro e único golo, num lance isolado, ficando o resultado no 1-3, num primeiro tempo em que Portugal desperdiçou inúmeras oportunidades.

No segundo tempo, a dinâmica do jogo não se alterou e os golos foram surgindo para Portugal. Gonçalo Alves entrou a 10 minutos do fim para bater um penálti e marcou o quarto, com Telmo Pinto a bisar com a marcação do quinto da equipa das quinas.

Diogo Rafael marcou o 1-6 e também o 102º golo pela Seleção Nacional, naquela que é a sua 100ª internacionalização. Henrique Magalhães fechou a contagem para Portugal com o 1-7.

No final do jogo, Diogo Rafael explicou que a equipa sabia que «só dependíamos de nós. Obviamente que acabámos este jogo como mais um, deste nosso caminho que tem sido muito positivo». «Fomos conscientes, respeitámos a equipa do Chile e isso traduziu-se no marcador. Conseguimos gerir, criar boas dinâmicas, avolumar o resultado ao longo do jogo e saímos com sensações muito positivas, com o primeiro lugar do grupo que era esse o grande objetivo, nesta primeira fase».

Portugal vai jogar com uma equipa que vai fazer dois jogos num dia, mas na opinião do número quatro português, «vão provavelmente estar mais desgastados, mas isso não impede que tenhamos a mesma mentalidade que tivemos até agora: respeitar sempre o adversário, impor o nosso jogo e ultrapassar mais uma fase, que é o nosso objetivo. Passo a passo, jogo a jogo, podermos estar na tão desejada final. Sabemos que ainda faltam dois jogos para lá estar. Portugal tem de esperar para saber os adversários «e depois entrar em pista e fazer aquilo que melhor sabemos que é jogar hóquei».

O selecionador nacional, Renato Garrido, sublinhou que «era o nosso primeiro objetivo conseguir sermos os primeiros no grupo. Pensamos sempre jogo a jogo e este era o nosso último jogo, em que só dependíamos de nós para garantir o primeiro lugar. Agora voltamos a encarar o próximo jogo com a máxima seriedade».

Garrido admitiu que agora a margem de erro passa a ser mais curta, apesar de ser da opinião que o grupo de Portugal «foi o mais difícil porque tinha França e a Itália, que são duas grandes equipas».

Com este resultado, Portugal cumpre os objetivos de alcançar o topo da classificação e sem derrotas (apenas um empate) e joga, amanhã, com o vencedor do jogo entre Moçambique (4º classificado do Grupo B) e a Alemanha (1º classificado do Grupo B do Campeonato Intercontinental, que decorre em simultâneo).

O encontro está marcado para as 22:30h, com transmissão na RTP1.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ World Skate

Portugal bate Chile e fica em boa posição para chegar às meias

Portugal venceu o Chile (3-2) e conseguiu ficar em segundo lugar na fase de grupos o que leva a equipa de Hélder Antunes melhor posicionada para os jogos dos quartos-de-final.

Num jogo recheado de boas jogadas e excelentes performances individuais, Portugal conseguiu abrir o marcador a nove minutos do intervalo por Raquel Santos. Uma excelente jogada combinada com Marlene Santos e uma finalização sublime da internacional portuguesa.

O Chile, com outra capacidade de pressionar, encostou a equipa de Hélder Antunes e ainda na primeira parte fez dois golos por Catalina Flores, jogadora do Benfica, o segundo na sequência de um livre direto muito bem marcado. Mas ainda na primeira parte, Catarina Ferreira fez o empate para a seleção nacional.

No segundo tempo, Sofia Moncóvio voltou a pôr Portugal na frente do marcador e a seleção nacional revelou uma capacidade incrível de sofrimento e segurou a vantagem. Portugal vai enfrentar a Alemanha no jogo dos quartos-de-final, esta quarta-feira, às 15 horas.

Fonte: zerozero.pt

«Só quem anda mais distraído se surpreende com a qualidade de Itália»

Renato Garrido, treinador da Seleção Nacional de hóquei em patins, comentou o empate com Itália (2-2), na segunda jornada da fase de grupos do Campeonato do Mundo que está a decorrer na Argentina.

«Só quem anda mais distraído no hóquei é que se surpreende com a qualidade que Itália tem vindo a demonstrar, e já demonstrou no europeu, e que está alicerçada em cinco jogadores do Trissino que é o campeão de Itália e que lhes dá mecanismos e qualidade, que quase todas as seleções que estão aqui a jogar não têm essa possibilidade que é ter cinco jogadores que jogam no mesmo clube», analisou o treinador.

Garrido assumiu que Portugal «teve algum ascendente na primeira parte» e que «na segunda as coisas equilibraram-se», pelo considerou o empate «o resultado mais justo».

Ideia que Hélder Nunes partilha.

«Foi uma boa prestação das duas equipas. A primeira parte foi completamente nossa apesar de quase irmos para o intervalo a perder por 0-1. Na segunda parte, a Itália esteve um bocado por cima e o empate acaba por ser um resultado justo, apesar de, na segunda parte, eles terem equilibrado e até parecer que eles até estiveram melhor no jogo, mas na minha opinião não foi assim», comentou o defesa/médio do Barcelona.

Segue-se o duelo com o Chile, a fechar a fase de grupos: «Vai ser um jogo difícil. É esperar pelo resultado da Itália com a França e depois pensar no nosso jogo. Será outro jogo exigente, em que teremos de ganhar para atingir os nossos objetivos da fase de grupos».

Fonte: abola.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Gonçalo Alves tem traumatismo no joelho e foi poupado

Gonçalo Alves foi uma ausência mais que notada, na partida com a Itália. O jogador apenas entrou para bater duas bolas paradas e fez um golo, numa delas. A Federação de Patinagem de Portugal confirmou o problema físico do jogador.

Mal caiu, no encontro com a França e se viu a cara de dor de Gonçalo Alves, se percebeu que o problema no joelho direito podia ser grave, mas o facto do jogador ter aparecido na ficha de jogo, no encontro desta terça-feira, confirmou que a evolução foi positiva e informação partilhada pela FPP deu nota que o jogador foi alvo de poupanças.

A dúvida sobre a sua utilização foi desfeita no início da segunda parte quando entrou e fez um golo de grande penalidade. Saiu logo de seguida e voltaria a entrar, para cobrar um livre direto, mas não conseguiu festejar, desta vez.

Já no final, a FPP confirmou que Gonçalo Alves tem um traumatismo no joelho direito e que foi poupado, na partida contra a Itália, depois de uma decisão do departamento clínico da FPP, em conjunto com a equipa técnica liderada por Renato Garrido.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Seleção Nacional Masculina empata frente à Itália

Portugal entrou bem no jogo, impondo intensidade, enquanto a Itália procurava chegar à baliza através de remates de meia distância. Passados os minutos iniciais, a equipa italiana começou a crescer no jogo e a tentar criar mais oportunidades, mas Pedro Henriques esteve sempre atento na baliza Lusa.

Ao minuto 16, oportunidade para Portugal inaugurar o marcador, por cartão azul mostrado à equipa italiana por falta cometida sobre Henrique Magalhães. Chamado a converter, Hélder Nunes não conseguiu bater o guardião adversário.

A Squadra Azzurra continuou com uma defesa coesa, a sair rapidamente nas transições e a criar dificuldades a Portugal, que tentava abrir mais o jogo. Ao minuto seis, Pedro Henriques negou o golo aos italianos, ao defender um penálti.

O golo acabou por surgir para a Itália, a três minutos e meio do fim do primeiro tempo, na sequência da conversão de um livre direto, por azul mostrado a Diogo Rafael. Praticamente na bola de saída, apenas 11 segundos depois do golo dos transalpinos, Portugal respondeu por intermédio de Henrique Magalhães, que restabeleceu a igualdade, num primeiro período em que Pedro Henriques brilhou na baliza portuguesa.

O início do tempo complementar começou da melhor maneira para a seleção nacional, com um penálti a ser assinalado a favor de Portugal. Gonçalo Alves entrou em rinque para faturar o segundo no jogo, dando a vantagem no marcador à equipa portuguesa.

No minuto 12, um remate de longa distância de Francesco Compagno surpreendeu Pedro Henriques, com Itália a igualar o marcador. Três minutos depois, oportunidade para Portugal voltar a ter vantagem no marcador, pela 10ª falta assinalada aos italianos, mas desta vez, Gonçalo Alves não conseguiu converter, com o empate a manter-se até ao final.

Na análise ao jogo, Hélder Nunes, considerou que foi «uma boa prestação das duas equipas. A primeira parte foi completamente nossa apesar de quase irmos para o intervalo a perder 1-0. Na segunda parte, a Itália esteve um bocado por cima e o empate acaba por ser um resultado justo, apesar de como disse, na segunda parte eles terem equilibrado e até parecer que eles até estiveram melhor no jogo, mas na minha opinião não foi assim».

Sobre o encontro de amanhã contra o Chile, o jogador é da opinião que «será um jogo difícil. É esperar pelo resultado da Itália com a França e depois pensar no nosso jogo. Será outro jogo exigente, em que teremos de ganhar para atingir os nossos objetivos da Fase de Grupos».

Para o selecionador nacional, Renato Garrido, a equipa italiana não surpreendeu: «só quem anda mais distraído no hóquei é que se surpreende com a qualidade que Itália tem vindo a demonstrar e já demonstrou no europeu, e que está alicerçada em cinco jogadores do Trissino que é o campeão de Itália e que lhes dá mecanismos e qualidade, que quase todas as seleções que estão aqui a jogar não têm essa possibilidade que é ter cinco jogadores que jogam no mesmo clube».

Sobre o jogo também é da opinião que Portugal teve «algum ascendente na primeira parte» e que «na segunda as coisas equilibraram-se e por fim, o resultado é o mais justo».

A seleção nacional está classificada na segunda posição do Grupo A, com quatro pontos, e joga o último jogo da Fase de Grupos amanhã, frente ao Chile.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Portugal perde pela margem mínima no segundo jogo do mundial feminino

No segundo jogo da Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, Portugal perdeu 2-3 frente à seleção espanhol, ocupando a segunda posição do grupo A, com três pontos.

O jogo começou com grande intensidade, partido e com excelentes momentos de hóquei protagonizados pelas duas seleções com jogadas sucessivas de ataque e contra-ataque.

Portugal marcou primeiro, no minuto 21, numa excelente jogada de ataque com finalização de Sofia Moncóvio. Depois de sofrer o golo, as atuais campeãs do mundo começaram a colocar mais pressão no jogo, mas a equipa Lusa conseguiu travar o ímpeto espanhol, com destaque para a prestação da guardiã Cláudia Vicente, que conseguiu travar as tentativas adversárias. A seleção não deixou de procurar o golo e, a faltarem três minutos para o fim do primeiro tempo, Marlene Sousa perfez o 2-0, e fixou o resultado ao intervalo, naquele que foi um excelente primeiro tempo de Portugal.

No tempo complementar as espanholas continuaram a exercer pressão, com mais posse de bola e a impor um ritmo de jogo elevado. A estratégia deu frutos, com Espanha a reduzir ao minuto 13 e, três minutos depois, a devolver a igualdade ao marcador. A sete minutos do final, Espanha marcou selou a vitória frente a Portugal, pela margem mínima.

No final da partida, a guarda-redes da seleção, Cláudia Vicente, considerou que «foi um jogo muito equilibrado» em que «provámos que estamos numa boa forma física, que somos capazes e que a única diferença esteve na eficácia na finalização» «Agora é preciso descansar, manter a concentração e o foco, não baixar os braços com este resultado e ir com tudo», disse.

Na opinião do selecionador nacional, Hélder Antunes, o balanço do jogo é «positivo porque mostrámos mais uma vez qualidade de hóquei, que já demos o passo seguinte e estamos a jogar um hóquei consistente, que nos pode permitir sonhar ser segundo no grupo, para ter uma melhor pole position para os quartos de final».

O técnico considerou que «foi uma primeira parte onde fomos um pouco superiores à Espanha e, na segunda parte, Espanha foi um pouco superior a nós. Na parte em que fomos superiores fazemos dois golos. Espanha na parte em que é superior, faz três e resume-se a isso».

Sobre o próximo jogo, Antunes sublinhou que «uma equipa que, em dois jogos mostrou o hóquei que tem jogado, tem de estar confiante» embora considere que «não vai ser tarefa fácil» pois «há vários anos que não ganhamos ao Chile que é uma equipa com jogadoras a jogar em Portugal e em Espanha, habituadas a níveis de competição exigentes. Vamos tentar combater esse favoritismo do Chile», concluiu.

O último jogo da Fase de Grupos, com a seleção chilena, disputa-se às 15h (hora portuguesa). A classificação nesta fase vai estabelecer os jogos da fase a eliminar. Pode assistir ao jogo na WSG2022 TV.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Juanjo Vinya - RFEP

Argentina entra a vencer com a Espanha a ser a vítima

Quis o calendário que colocasse frente a frente duas das grandes candidatas ao Ceptro mundial, neste campeonato que se está a realizar em San Juan-Argentina.

Com o “Aldo Cantoni” literalmente esgotado, assistiu-se a uma grande partida de hóquei em patins com as duas selecções a procurarem o triunfo nesta ronda inaugural da fase de grupos.

Nos minutos iniciais, muita personalidade da equipa treinada por Guillem Cabestany que controlava o jogo e, aos 5 minutos, se traduziu em gol de Toni Pérez após bom passe de Xavi Barroso.

Após o golo, o jogo ficou mais equilibrado que se traduziu em muitos minutos de jogo sem oportunidades claras. Aos 10 minutos, Sergi Fernández defendeu um LD apontado Nicolía após cartão azul a Ferran Font.

Aos 15 minutos Sergi Aragonés envia uma bola ao travessão mas 3 minutos depois, Lucas Ordoñez conseguiu o empate convertendo um LD após um cartão azul para Dava Torres.

Aos 21' de jogo, Pablito Álvarez consegue a reviravolta no marcador ao fazer o 2-1, resultado com o qual se chegou ao intervalo.

A Espanha veio do descanso com “ganas” de mudar o rumo dos acontecimentos e Pau Bargalló faz o empate aos 4 minutos da etapa complementar. No entanto, na jogada seguinte, Matías Platero colocou a albiceleste novamente na frente ao apontar o 3-2.

Seria a dois mintos do final que as contas ficaram fechadas quando Lucas Ordoñez aproveitou um ressalto dentro da área para fazer o 4-2.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Marlene Sousa - “era muito importante entrar bem no mundial”

No final do encontro a capitã, Marlene Sousa explicou que a equipa sabia «da importância deste primeiro jogo e era muito importante entrar bem no mundial», acrescentando que a seleção está «muito motivada por jogar este Campeonato do Mundo na Argentina, em San Juan». Sobre o jogo, a atleta confessou que «esperávamos um jogo mais equilibrado, mas entrámos muito fortes na partida e conseguimos o objetivo principal que era ganhar».

«Pensamos sempre jogo a jogo. Vamos tentar acabar a fase de grupos o mais acima possível, se possível em primeiro. Estamos a lutar e vamos recuperar já para o jogo de amanhã, que é um grande jogo contra Espanha», disse.

Fonte: fpp.pt

Angola estreia-se a vencer no Campeonato do Mundo

A selecção Angolana senior masculina venceu a similar de Moçambique por 5-2, na primeira jornada do Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, que se iniciou nesta segunda-feira,(7) em San Juan na Argentina.

A formação angolana treinada pelo argentino Miguel Belbruno jogou de inicio com Francisco Veludo, André Centeno, Martin Payero, Humberto Mendes “Big” e João Pinto. Jogaram ainda: Filipe Bernardino, Anderson Silva “Nery”, Adilson Diogo e Zidane. Não foi utilizado o guarda-redes Wilson Castro.

Inicio forte da formação angolana com o capitão André Centeno a marcar aos seis minutos. O domínio intensificava se e Humberto Mendes “Big” (11 minutos) e Filipe Bernardino (15 minutos), ampliaram a vantagem da seleção angolana. Humberto Mendes “Big” de livre direito bisou na partida e fez o quarto (22 minutos).

Ainda antes do intervalo o guarda-redes Francisco Veludo que alinha no Bassano de Itália defendeu um livre direto apontado pelo moçambicano Mário Rodrigues. Ao intervalo a vantagem por quatro golos justificava se, com uma equipa de Angola a estar mais segura, com mais domínio e objetividade ofensiva.

No segundo período, João Pinto apontou o quinto golo num desvio á boca da baliza (34 minutos) e num livre direto Moçambique reduz a desvantagem por Mário Rodrigues (38 minutos).

Com Angola a gerir os momentos de jogo no último lance da partida o moçambicano Filipe Vaz colocou o resultado final em Moçambique, 2 – Angola, 5.

Fonte: noticiasdeangola.co.ao


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Portugal estreia-se com o patim direito no Campeonato do Mundo na Argentina

Portugal iniciou a defesa do título de campeão do mundo, esta noite, em San Juan, com uma vitória por 5-1, frente à França. O conjunto Luso começou o Campeonato do Mundo da melhor forma, frente a um adversário (2º classificado no último europeu) considerado pelo selecionador nacional, no estágio de preparação, como «bastante difícil».

A seleção francesa começou por tentar jogar no contra-ataque, mas Portugal assumiu o jogo com mais posse de bola e coeso na defesa e no ataque. O primeiro golo surgiu ao minuto 20, numa saída rápida da equipa, com Gonçalo Alves a aproveitar a transição e a perfazer o 1-0. Um minuto depois, Hélder Nunes colocou a bola em João Rodrigues, que marcou o segundo para o conjunto português (2-0).

Portugal continuou com os jogadores mais avançados a tentar abrir o jogo e a jogar nas costas dos adversários, criando sérias dificuldades à defesa francesa, que esboçou algumas oportunidades, mas encontrou pela frente Girão, que negou sempre as pretensões dos gauleses.

A 10 minutos do fim da primeira parte, deu-se o bis de João Rodrigues, que recebeu a bola de frente para a baliza adversária no meio de três defesas, e surpreendeu o guardião francês com o 3-0, fechando a contagem ao intervalo.

No tempo complementar, a França entrou com mais perigo tentando criar oportunidades, nuns minutos iniciais de grande intensidade. Os franceses procuraram reagir e assumir o jogo, mas Portugal continuou focado e concentrado no seu jogo, conseguindo anular os lances adversários, numa altura em que Renato Garrido pedia posse de bola aos seus jogadores.

No minuto 15, Hélder Nunes surgiu por detrás da baliza e marcou o quarto golo para Portugal, com Diogo Rafael, assistido por Henrique Magalhães, a marcar o quinto e último da partida para a seleção nacional. A um minuto do fim, os franceses conseguiram marcar o primeiro e único golo, num remate de longe, em que Girão não consegue ver a trajetória da bola e acaba por ser surpreendido.

No final do jogo, o capitão João Rodrigues, começou por dizer que Portugal queria muito ganhar este jogo e isso «ficou claro na pista desde o primeiro segundo que entrámos. Dissemos na antevisão deste mundial que tínhamos contas pendentes depois do europeu». «O jogo correu-nos bem, fizemos uma grande exibição, muito unidos desde o primeiro segundo, os golos foram aparecendo, mas há muito trabalho pela frente. Estamos contentes com a exibição, mas já a pensar na Itália».

O atleta sublinhou que «tinha de ser feita uma gestão do resultado inteligente e foi o que fizemos sobretudo na segunda parte. Para nós, foi uma demonstração de que podemos acreditar, que somos uma grande seleção, e que não foi por acaso que ganhámos o Campeonato do Mundo. Com este espírito podemos chegar muito longe».

Sobre o jogo de amanhã com a Itália, o capitão considera que «vai ser um osso duro de roer. Se avaliarmos os últimos jogos com a Itália, no europeu empatámos, no mundial, a oito minutos do fim estávamos a perder 4-2 e ganhámos nos penáltis. Sabemos perfeitamente o que vamos encontrar, vai ser um jogo muito difícil, mas estamos cá para ganhar à Itália».

O selecionador nacional, Renato Garrido, explicou que a equipa sabia «que a França é um adversário difícil. Todos reconhecem que nos últimos anos tem vindo a crescer bastante no hóquei internacional, mas fundamentalmente queríamos iniciar esta prova com uma vitória».

«Tínhamos um plano que resultou perfeitamente e uma estratégia que foi muito bem conseguida da nossa parte, porque os jogadores entregaram-se completamente ao jogo e, como lhes disse no final, ganhámos a defender, porque muitas vezes as defesas é que permitem bons ataques, mais espaço no jogo e mais contra-ataques», disse.

Em relação ao jogo de amanhã com os italianos, Garrido considera que será «outro jogo extremamente difícil» com uma Itália «diferente a nível tático, com uma base muito grande do Trissino, com o treinador do Trissino, o que é uma vantagem em relação às outras seleções porque tem um núcleo que joga junto já há uns anos».

«Mas nós somos os campeões do mundo, temos jogadores de grande nível e temos de estar preparados para enfrentar qualquer equipa. Se estivemos ao nosso nível, não é fácil qualquer seleção ganhar-nos», concluiu.

Agenda | Mundial de Seniores Masculinos| Fase de Grupos (hora portuguesa)
08/11/2022 | 22:45h | Itália x Portugal
09/11/2022 | 22:45h | Chile x Portugal

Fonte: fpp.pt

Seleção Nacional Feminina entra no Mundial a ganhar

Portugal iniciou a participação no Campeonato do Mundo de Seniores Femininos da melhor forma, com uma vitória por 0-8 (0-7 ao intervalo), sobre a seleção francesa.

A equipa Lusa arrancou com um jogo mais agressivo, com claras intenções de inaugurar o marcador. Tal aconteceu aos três minutos de jogo, por Marlene Sousa (0-1) e, 29 segundos depois, Maria Sofia marcou o segundo (0-2). Portugal mostrou um nível tremendo em toda a primeira parte, com os golos a surgirem naturalmente, sem grande resistência por parte das francesas. Até ao final do primeiro tempo, Ana Catarina, Raquel Santos (2) Sofia Moncóvio e Rita Batista, marcaram mais quatro golos para a seleção.

No segundo tempo, as francesas apareceram mais no jogo, mas o domínio português continuou, com a seleção a fechar a contagem ao oitavo golo, a cerca de um minuto e meio do fim, por Raquel Santos.

No final do encontro a capitã, Marlene Sousa explicou que a equipa sabia «da importância deste primeiro jogo e era muito importante entrar bem no mundial», acrescentando que a seleção está «muito motivada por jogar este Campeonato do Mundo na Argentina, em San Juan». Sobre o jogo, a atleta confessou que «esperávamos um jogo mais equilibrado, mas entrámos muito fortes na partida e conseguimos o objetivo principal que era ganhar».

«Pensamos sempre jogo a jogo. Vamos tentar acabar a fase de grupos o mais acima possível, se possível em primeiro. Estamos a lutar e vamos recuperar já para o jogo de amanhã, que é um grande jogo contra Espanha», disse.

O selecionador Nacional, Hélder Antunes, considerou que foi «uma entrada forte» onde a equipa «mostrou ao que vem». «Fizemos uma boa primeira parte e uma segunda parte, na nossa opinião também boa, mas procurando trazer para o jogo outros aspetos, de forma que a equipa possa aproveitar estes momentos para crescer ainda mais e apresentar-se melhor no próximo jogo».

Sobre o jogo de amanhã, com a seleção espanhola, o técnico afirmou saber «do favoritismo e da capacidade que tem a equipa de Espanha. Mas nós, com a nossa alma, vamos jogar olhos nos olhos» sublinhado que «podemos esperar uma equipa de combate, que vai sofrer e que vai acreditar que pode levar os três pontos com a Espanha».

Agenda | Mundial de Seniores Femininos | Fase de Grupos (hora portuguesa)
08/11/2022 | 17h | Portugal x Espanha
09/11/2022 | 19h | Portugal x Chile

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Chegar ao tão desejado título

O Mundial feminino decorre em paralelo com o masculino, só tendo "honras" de Aldo Cantoni nas meias-finais e final. Para Portugal, chegar à antecâmara da final já seria melhorar 2019, quando foi quinto. Mas, pese os pergaminhos mais modestos que os masculinos, os quatro vice-campeonatos (o último em 2016) são cartão de visita.

"Vamos disputar todos os jogos com uma alma imensa e com a nossa marca de guerreiras", garante o selecionador nacional Hélder Antunes.

Portugal integra o grupo A com França, Espanha (campeã do Mundo) e Chile e, independentemente dos resultados, estará nos quartos-de-final. Aí, todos os sonhos são permitidos...

Fonte: record.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Portugal inicia a defesa do título mundial

É contra a França dos irmãos Carlo e Roberto di Benedetto, portista e benfiquista, respetivamente, que a Seleção Nacional masculina inicia a revalidação do título mundial conquistado em 2019, agora no mítico pavilhão Aldo Cantoni, em San Juan, Argentina, onde se considera candidata mas não favorita e procura apagar a «má imagem» do último Europeu, nas palavras do capitão João Rodrigues.

Dotada de jogadores conhecedores do Campeonato Placard, casos dos irmãos Di Benedetto, sem esquecer Pedro Chambel (SCRA St-Omer), Remi Herman (J. Viana) e Antoine Le Berre (Marinhense), a vice-campeã europeia França marca a estreia de Portugal no Mundial. No último Europeu, em 2021, surpreendeu a Seleção Nacional com vitória no segundo jogo da fase de grupos (5-3), a confirmar as expectativas do selecionador nacional Renato Garrido, a apontar para «equipa em crescendo nos últimos anos, com jogadores nos melhores clubes mundiais e candidata ao título» na Argentina.

A Seleção Nacional teria melhor sorte frente a Itália, também integrada no mesmo Grupo A deste Mundial, porque o jogo terminou num empate a quatro golos. Voltaram a emparelhar na atribuição do terceiro lugar, mas a pandemia cancelou o jogo, obrigando à partilha da medalha de bronze.
Memórias de um Europeu muito atribulado em Paredes, que «correu mal e deixou marca à Seleção Nacional», agora à procura de mudar de rumo. «Queremos realmente fazer as coisas de forma diferente, jogar melhor e deixar outra imagem. Se isso nos levar ao título mundial, melhor, porque é o grande objetivo. Desde o primeiro dia que trabalhamos para mudar a imagem do último Europeu, sem desperdiçar treinos. Notou-se um foco diferente em todos os jogadores», conta João Rodrigues. Na pista, à semelhança de 2019, «há que saber sofrer porque nem tudo correrá de feição e será necessário caráter para se ultrapassar todos esses momentos difíceis».

Em relação ao Mundial realizado em Barcelona em 2019, os dois benfiquistas e o sportinguista João Souto são as novidades, com a circunstância deste último também ter falhado o Europeu e estrear-se num grande evento dos seniores pela principal Seleção Nacional na Argentina. «Substitui o Jorge Silva. É um avançado interior e esquerdino que já conhecíamos. Para essa posição queríamos alguém que também fosse referência na área», explica Renato Garrido.

Fonte: abola.pt


Imagem @ Bruno Teixeira Pires

Portugal sonha com o primeiro título mundial feminino - “A nossa seleção está a crescer”

Selecionador Hélder Antunes traça objetivo mas sabe o poderio dos adversários.

Portugal vai enfrentar a 16.ª edição do Campeonato do Mundo feminino de hóquei em patins com o sonho de conquistar o primeiro título, mas com o objetivo de melhorar a classificação da última edição.

"Vamos tentar, claramente, melhorar a posição que alcançámos no último mundial em Barcelona [quinto lugar]. Esse é o nosso primeiro foco. Depois, os sonhos comandam a vida, mas não é fácil, atendendo ao patamar em que estamos, comparando com o patamar em que se encontram os adversários", disse o selecionador Hélder Antunes, antes da competição.

O Mundial feminino de hóquei em patins integra os Jogos Mundiais de patinagem, em San Juan, na Argentina, pela terceira vez, e arranca na segunda-feira, dia em que Portugal se estreia no grupo A com a França.

Para o técnico, não vai ser fácil jogar na Argentina, numa fase de grupos com a Espanha, sete vezes vencedora e tricampeã em título, o Chile, que eliminou a seleção nacional nos quartos de final do Mundial de 2019, em Barcelona, e a renovada França, "que pode ser uma surpresa também agradável do ponto de vista competitivo". No entanto, Hélder Antunes garantiu que, "com toda a certeza", a seleção lusa vai "disputar todos os jogos como uma alma imensa, com a imagem de marca de guerreiras, em que vão encarar cada jogo com a mesma seriedade". "A nossa seleção feminina está a crescer, fruto também do trabalho que se tem vindo a desenvolver nos clubes, em que os contextos são diferentes, mas acho que é ingrato compararmos gerações de atletas e, nesse sentido, esta é a melhor de sempre", sublinhou.

O selecionador nacional frisou ainda que as hoquistas portuguesas "estão a fazer um trabalho sério e estão focadas na competição e em levar Portugal o mais longe possível".

Segundo a capitã Marlene Sousa, o grupo está com uma motivação "muito grande" e com vontade de alcançar o "melhor lugar possível". "Trabalhamos todos os dias a pensar jogo a jogo para passar a fase de grupos e depois logo se vê", realçou a hoquista do Benfica, salientando que "já faz falta a Portugal um campeonato do mundo".

Com quatro presenças em finais de campeonatos do mundo, mas sem qualquer título mundial no seu palmarés, Portugal, três vezes campeão da Europa, inicia a competição na segunda-feira, frente à França, defrontando, depois, Espanha e Chile, na terça e na quarta-feira, respetivamente, na fase de grupos, antes das eliminatórias da competição, que termina no dia 12 de novembro.

Fonte: plurisports.com / Jornal “Record”


Imagem @ Bruno Teixeira Pires

Hélder Nunes - “Somos campeões mundiais e sabemos que o nosso trabalho é bem feito e já deu resultados”

Os hoquistas João Rodrigues, Rafa e Hélder Nunes coincidem na tese de que Portugal não tem margem de erro para revalidar o título mundial de hóquei em patins, no campeonato que arranca na segunda-feira, na Argentina. Portugal defende o título conquistado em 2019, o 16.º, quebrando uma 'seca' de 16 anos e de domínio da seleção espanhola, que conta 17 cetros mundiais.

A seleção portuguesa vai iniciar a competição frente à França, na segunda-feira, no primeiro jogo do grupo A, que integra ainda Chile e Itália. "O grupo é muito competitivo e difícil. Temos de começar bem desde o primeiro jogo e é para isso que trabalhamos", afirmou João Rodrigues, que alinha nos espanhóis do FC Barcelona.

O capitão da seleção lusa advertiu que "não haverá grande margem de erro" na fase de grupos, realçando que "há muitos pretendentes" ao cetro mundial, além dos crónicos candidatos Portugal, Espanha e Argentina.

Para Rafa, o objetivo de Portugal na 45.ª edição do Mundial, que integra os Jogos Mundiais de patinagem, em San Juan, na Argentina, tem de ser revalidar o título conquistado em 2019, em Barcelona. "Sabemos que vai ser bastante complicado, como foi em Barcelona. Jogamos em casa de um dos nossos adversários diretos e, se calhar, por esse fator, a Argentina terá um pouco mais de favoritismo em relação aos outros tradicionais candidatos", disse o jogador do FC Porto.

Hélder Nunes, que também joga no FC Barcelona, considera que Portugal tem de deixar uma imagem diferente do último Europeu, disputado o ano passado em Portugal, em que a seleção lusa não atingiu a final.

"Somos campeões mundiais e sabemos que o nosso trabalho é bem feito e já deu resultados, pelo que vamos à Argentina para defender o título com garras e com tudo", sublinhou. O antigo jogador do FC Porto destacou também que Portugal integra um grupo "muito difícil, em que se esperam dificuldades em todos os jogos".

Depois da estreia frente à França, na segunda-feira, a seleção portuguesa defronta Itália, na terça, e Chile, na quarta, no grupo A, que antecede a fase a eliminar da competição, que termina no dia 12 de novembro.

Fonte: plurisports.com / Jornal “Record”


Imagem @ Ricardo Jr.

Renato Garrido - “Queremos fazer um grande Mundial e ganhar os jogos todos até chegar à final”

O selecionador de hóquei em patins assumiu o objetivo de Portugal em revalidar o título mundial conquistado há dois anos em Barcelona (Espanha), mas atribuiu o favoritismo à Argentina, que joga em casa.
Renato Garrido não escondeu a ambição de chegar à final da prova, apesar de estar ciente das dificuldades que espera encontrar logo na fase de grupos, na qual integra o grupo A, juntamente com Itália, Chile e França, enquanto Argentina, Espanha, Moçambique e Angola estão no grupo B.

"Queremos fazer um grande Mundial e ganhar os jogos todos até chegar à final, embora sabendo perfeitamente das adversidades que vamos ter, numa fase de grupos bastante difícil", disse o técnico.

Sem esconder a ambição, Renato Garrido frisou que Portugal pretende "ficar em primeiro lugar na fase de grupos e, depois, como foi no Mundial em Barcelona, pensar jogo a jogo até à final".

"É uma fase de grupos bastante difícil, com o primeiro jogo contra a França e depois com a Itália. Não podemos esquecer os jogos que fomos tendo com a França, que nem sempre foram fáceis [derrota no Europeu de 2021]", sublinhou.

O selecionador nacional analisou ainda o Chile, "que tem muitos jogadores a jogar na Europa e no campeonato espanhol e é uma equipa a ter em conta também no grupo", bem como a seleção de Angola, "que pode ser uma surpresa".

Depois de falhar a conquista do Campeonato da Europa 2021, dentro de portas, Renato Garrido lembrou que, "em qualquer competição, a entrada às vezes é que ajuda nos jogos a seguir e dá aquela motivação e moral para continuar a fazer boas exibições".

Quanto ao plantel, o técnico rejeita qualquer crítica que esteja envelhecido, destaca a sua experiência e o facto de os jogadores disputarem as melhores ligas e as principais provas da modalidade.

"Eles estão num momento ótimo e no máximo da experiência da carreira. Para já estamos bem e não considero que temos uma seleção com muita idade, embora aos poucos vamos integrando um ou outro jogador", referiu.

O Campeonato do Mundo de hóquei em patins disputa-se em São Juan, Argentina, entre segunda-feira e o dia 13 de novembro.

Fonte: plurisports.com / Jornal “Record”


Imagem @ Gobierno San Juan

San Juan, o berço do hóquei nasceu quando?

Se acompanha hóquei patins já ouviu falar da loucura que se vive em San Juan.

Se não acompanha hóquei patins já ouviu, pelo menos uma vez, a loucura dos argentinos pela modalidade.

Se acompanha hóquei patins já ouviu falar que San Juan é A Cuna del Hockey (O Berço do Hóquei). Mas quem foi o pai da criança? Como San Juan ganhou este título? Que se justifica, não há dúvidas... Numa área de 30 quilómetros há 17 equipas e dizem que cada criança que nasce recebe um stick é uma bola.

Fábulas à parte, vamos as histórias a sério. O zerozero mergulhou na história e descobriu que o primeiro contacto dos argentinos de San Juan com os patins começou nos anos 30, quando o clube da Sociedade Juventude Libanesa criou um clube de patinagem. As ruas haviam sido pavimentadas e os populares passaram a utilizar os patins de forma lúdica, daí a improvisar um jogo com bolas de bilhar e sticks que eram cabos de vassouras ou escovas de para-brisas de automóveis foi um pequeno passo.

Longe da capital, Buenos Aires, e de quase tudo, em San Juan percebeu que ali, numa das ruas nascia uma modalidade que podia ter vida própria província.

Irmãos Noguera, os primeiros com visão

Numa viagem à capital, os irmãos Noguera, impulsionadores do desporto na província de San Juan - aquele lugar que fica mais perto da cordilheira dos Andes, do Chile e do Pacífico, do que de Buenos Aires e do Atlântico - trouxeram inovação para o desporto que já tinha apaixonado os locais e criado fenómenos do aléu. Criaram os primeiros clubes, fundaram a Federação Sanjuanina de Hockey (agora é de Patín) e impulsionaram o primeiro campeonato argentino em 1945.

Estava proclamado o primeiro passo para a conquista do título de Berço do Hóquei. A primeira aventura da Argentina em Mundiais aconteceu em 1960 e ficaram em terceiro lugar. A paixão cresceu e em 1970 organizou o primeiro campeonato do Mundo em casa, em San Juan. É, com larga vantagem, a cidade que mais vezes recebeu a grande prova de seleções - vai ser a sexta vez: 1970; 1978; 1989; 2001; 2011; 2022 -, mas quando organizou a primeira vez perdeu com estrondo, mas ganhou o futuro.

Reza a lenda que a fantasia dos portugueses e a tática dos espanhóis apaixonou ainda mais os argentinos e habitantes de San Juan. O número de atletas cresceu em grande número nos anos seguintes, tal como as condições. San Juan, na verdade, sempre foi uma cidade com grande aptidão para o desporto e o hóquei explanou, na perfeição, as condições da província argentina.

Em 1978 registou o bis celeste. O duplo título mundial em casa: futebol e hóquei, mesmo a viver uma crise política sem precedentes com o regime de Videla. Com Daniel Martinazzo à cabeça, a Argentina fez com o Estádio Aldo Cantoni ganhasse vida própria e a Cuna del Hockey nunca mais parou de ver nascer estrelas.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ World Skate

Argentina é Campeã do Mundo em casa

A Argentina é a nova campeã do Mundo de Sub-19. O conjunto albiceleste celebrou em casa, em San Juan, depois de vencer no Estádio Aldo Cantoni a Itália por 4-1.

Com um pavilhão completamente lotado (mais de dez mil pessoas), como esteve sempre que a Argentina jogou, a equipa de Juan Manuel Garces esteve sempre por cima do jogo. O capitão Giuliani deu vantagem, ainda dentro dos primeiros cinco minutos, mas Liam Bozzetto calou o Aldo Cantoni com o empate. Os rapazes de Bertolucci souberam anularam, durante a primeira parte as ações da equipa das Pampas e durante muito esteve por cima do jogo.

Mas a Squadra Azzurra teve como duro revés ficar com menos um jogador, Cardella, devido a um cartão azul e a inferioridade numérica acabou por ser determinante. A equipa Argentina soube manter a calma, apesar da pressão enorme do público cobrar a vitória. A turma de Garces não marcou quando esteve com mais um jogador, mas a ganhou ritmo para fazê-lo mais tarde.

Os Sub-19 argentinos tiveram em Olmos e Chambella uns verdadeiros estrategas. Ambos imprimiram uma rotação altíssima e Joaquim Olmos foi decisivo com dois golos e tudo ficou mais fácil. Lucas Bridge fechou o resultado e foi uma questão de tempo até a Argentina festejar o segundo título mundial jovem. É o primeiro Sub-19, mas já venceu em 2005 a categoria de Sub-20, na altura também disputado em casa.

Fonte: zerozero.pt

Sub-19 terminam Campeonato do Mundo na quarta posição

A seleção nacional de Sub-19 terminou, esta noite, a participação no Campeonato do Mundo na 4ª posição, depois de perder com Espanha por 7-5 (1-1 ao intervalo).

Os primeiros minutos do jogo foram equilibrados, com oportunidades para as duas equipas, obrigando ambos os guarda-redes a «brilhar». Portugal chegou primeiro ao golo, de livre direto, na sequência de cartão azul mostrado aos espanhóis. Chamado a converter, Tiago Sanches marcou o 0-1, na recarga. A seis minutos do fim do primeiro tempo, Espanha chegou ao empate, resultado com que as equipas foram para o intervalo (1-1).

Na segunda parte, Espanha adiantou-se no marcador ao minuto 18 (2-1) e, dois minutos depois, Viti restabeleceu a igualdade no marcador (2-2). O jogo estava partido e foram minutos frenéticos até ao final, com as equipas a tentar chegar ao golo. Foi a equipa Lusa que passou para a frente na contagem, a oito minutos do fim, novamente pelo stick de Viti. No minuto seguinte, Espanha voltou a empatar a partida (3-3) e, dois minutos depois, Miguel Henriques colocou o conjunto português novamente em vantagem, perfazendo o quarto golo luso (3-4).

A 2’49 para o fim, os espanhóis voltaram a empatar(4-4), levando o jogo a prolongamento, onde Espanha foi mais eficaz e selou a vitória, com mais três golos. Diogo Pernas marcou o quinto e último golo de Portugal no encontro.

No final do encontro, o selecionador nacional, Vasco Vaz, considerou que o balanço «por um lado, é negativo em função dos objetivos que traçámos. Por outro, considero positivo, porque foi uma aprendizagem, ou espero que seja uma aprendizagem, para quem está e para quem vier».

Para o técnico este foi «dos campeonatos mais competitivos que tivemos, não só por se jogar no sítio em que é – apesar de em Portugal também termos estes ambientes fantásticos – mas uma coisa é jogar na Argentina, com o público argentino».

Vasco Vaz explicou que «a concentração e o discernimento também são importantes e hoje, a dois minutos do fim, faltou-nos essa concentração e discernimento». «Continuamos a trabalhar e estamos a fazê-lo muito bem, em termos daquilo que é a projeção de futuro das Seleções, mas falta aqui essa competitividade», concluiu.

Fonte: fpp.pt

Final U19

Portugal cai na semifinal frente à Itália e vai agora discutir o terceiro lugar no mundial

A Seleção Nacional perdeu, esta noite, o jogo da semifinal, frente à Itália, por 3-6. A equipa não entrou bem no jogo e, em menos de 30 segundos (ao minuto 21), a Squadra Azzura marcou dois golos e passou para a frente do marcador. Portugal tentava recompor-se quando sofreu o terceiro, três minutos depois. Com esta desvantagem, os Sub-19 passaram por momentos de desnorteio, com o treinador Vasco Vaz, no desconto de tempo a pedir calma e confiança aos jogadores.

Ao minuto 16, na sequência de um livre direto por cartão azul mostrado à Itália, Tiago Saches converteu de remate direto e reduziu para Portugal. Nos últimos minutos da primeira parte, a seleção portuguesa procurou sempre o caminho da baliza adversária e, a dois minutos do apito para o descanso, Diogo Pernas marcou o segundo, fixando o resultado em 2-3 ao intervalo.

O tempo complementar também não começou da melhor forma para os portugueses que acabaram por sofrer o quarto golo no minuto 21 e, dois minutos depois, o quinto. Portugal pressionava de todas as formas, mas faltou a eficácia e também um pouco de sorte na finalização. A três minutos do final da partida, Miguel Henriques marcou o terceiro e fechou a contagem para a equipa Lusa.

A seleção nacional, Campeã da Europa, vai agora lutar pelo terceiro lugar do mundial frente à equipa que perder o segundo jogo das semifinais, que poderá ser Argentina ou Espanha.

No final do jogo, os Sub-19 portugueses foram aplaudidos com direito a uma volta ao rinque pelo público presente num mítico Aldo Cantoni praticamente de lotação esgotada.

O capitão da seleção, Tiago Sanches, reconheceu que a equipa «não entrou da melhor forma». «A Itália conseguiu fazer três golos e, faltando 18 minutos ainda para acabar a primeira parte, tentámos procurar o golo, arriscámos mais e tivemos bastantes oportunidades, mas não conseguimos finalizar». Para o atleta «o foco agora é a conquista de uma medalha. Jogamos todos os jogos para ter o melhor resultado possível e amanhã temos mais um jogo, que é mais um certamente para ganhar».

Na opinião do selecionador nacional, Vasco Vaz, a equipa não fez um bom jogo «mas provavelmente a sorte também não esteve do nosso lado. As três primeiras bolas que vão à baliza são três golos italianos e isso condicionou um bocadinho o jogo. No entanto, conseguimos recuperar, mas depois também começou a faltar um bocadinho de cabeça e frescura física para poder dar a volta».

«Infelizmente não conseguimos aquilo que era o nosso objetivo que era vencer, mas vamos tentar pelo menos levar uma medalha. Aquilo que eu prometo é que eles vão fazer tudo para que Portugal consiga pelo menos uma medalha nestes Jogos», disse.

Fonte: fpp.pt

A boa disposição portuguesa!!!

Fonte: fpp.pt

Portugal vence Colômbia e termina Fase de Grupos do Mundial de Sub-19 em 1º lugar

A Seleção Nacional de Sub-19 venceu a Colômbia, por 0-9 (0-4 ao intervalo), garantindo o primeiro lugar do Grupo A e evitando, desta forma, jogar com a Argentina na semifinal. O conjunto Luso espera agora pelos jogos desta noite para conhecer o seu adversário, que pode ser a Itália, Chile ou Suíça.

Portugal entrou a pressionar bastante, impondo um ritmo de jogo alto, decidido no ataque à baliza adversária, obrigando a Colômbia a jogar fechada na defesa. O primeiro golo surgiu passados quatro minutos, por Viti. Três minutos depois, Tiago Sanches marcou o segundo. A pressão constante dos Sub-19 traduziu-se em mais dois golos de Diogo Rodrigues, que fechou a contagem ao intervalo em 0-4.

No tempo complementar o domínio português continuou, com a seleção a marcar mais quatro golos em três minutos. A partir do 0-8, e até ao final, Portugal abrandou o ritmo de jogo, trocando mais a bola. Antes do apito final, Miguel Henriques marcou o nono e último golo da partida, que permitiu à equipa e em especial, ao guardião da baliza nacional Kiko Fernandes, no seu dia de aniversário, festejar a passagem à próxima fase em 1º lugar.

No final do jogo, o selecionador nacional, Vasco Vaz considerou que «a missão foi cumprida» nesta primeira fase. «O objetivo que tínhamos traçado era vencer o grupo e conseguimos. Agora aguardamos pelo adversário para aquilo que é a meia final de amanhã. Logicamente, temos um objetivo bem definido a partir de agora, que é vencer a meia final e chegar à final», disse.

Marcaram por Portugal Miguel Henriques (3), Diogo Pernas (2), Filipe Martins (2), Viti e Tiago Sanches. Portugal joga a semifinal hoje, às 22:30h.

Fonte: fpp.pt

Todos Juntos! Todos por Portugal!


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Seleções Nacionais de Seniores Masculinos e Femininos a caminho de San Juan

As Seleções Nacionais de Seniores Masculinos e Femininos embarcaram para San Juan onde vão participar nos respetivos campeonatos do mundo, de 7 a 13 de novembro, integrados nos WSG2022.

Ontem, ambas as equipas realizaram os derradeiros treinos em Portugal, no Pavilhão do FC Alverca, antes de viajarem para San Juan.

No final do treino da equipa Sénior Feminina a capitã, Marlene Sousa, explicou que o conjunto está «muito motivado por representar o nosso país, para nós é uma honra enorme. Sabemos o quão especial é disputar um Campeonato do Mundo na Argentina. Vamos com as expectativas altas, sabendo das dificuldades, mas também sabemos das qualidades da nossa seleção».

A atleta revelou que o objetivo é «fazer melhor do que fizemos no último mundial e é nisso que estamos focadas: pensar jogo a jogo e tentar chegar o mais longe possível» e alimentam «o sonho de sermos campeãs». «Estivemos a trabalhar durante estas três semanas em prol do melhor lugar possível. Queremos muito o primeiro lugar. Sabemos as dificuldades, temos os pés bem assentes na terra, somos humildes, pensamos jogo a jogo e vamos dar tudo lá dentro pelo nosso país».

Para o selecionador nacional, Hélder Antunes, a equipa parte «com a confiança de quem vai com alma lusitana representar um povo português guerreiro, defender a nossa imagem de marca». Antunes explicou que o conjunto está «num grupo complicado, mas também esperamos complicar a vida às outras seleções».

«As três seleções que vamos defrontar na Fase de Grupos, já foram todas campeãs do mundo: temos as campeãs sul-americanas, as tricampeãs mundiais e uma França que está em processo de renovação. Vamos jogo a jogo, confiantes no trabalho que fizemos e que ainda vamos fazer quando aterrarmos na Argentina», disse deixando uma certeza: «apesar de nunca termos sidos Campeãs do Mundo – há 21 anos que nos fogem os títulos internacionais – vamos com a alma toda e vamos lutar em todos os jogos pela vitória do primeiro ao último segundo. Isso é garantido»

«O grande objetivo é melhorar Barcelona 2019» onde a equipa Lusa «caiu nos quartos de final ante o Chile. Agora queremos melhorar e só depois é que podemos pensar noutros voos ou objetivos»., concluiu.

No que diz respeito à seleção Sénior Masculina o capitão, João Rodrigues, afirmou que a equipa vai «com o sonho e o objetivo da conquista do título».

Para João Rodrigues, Portugal não é o principal candidato: «a Argentina, por jogar em casa e com a seleção que tem, tem de ser assumida por todos como a principal candidata a ganha. Juntaria a Espanha (que é a atual campeã europeia), a França (que é a vice-campeã europeia) e a Itália». O capitão acredita que «vai ser um mundial muito competitivo, com cinco pretendentes ao título, o que acho muito saudável para a modalidade e espero que, no final, possa ser Portugal a trazer o título novamente».

«Mais do que dificuldades, vamos viver uma experiência inolvidável. É fantástico podermos jogar no Aldo Cantoni, que é um pavilhão mítico. Acima de tudo temos de desfrutar com responsabilidade de sermos Campeões do Mundo, mas com um orgulho enorme de podermos ir defender esse título no Cantoni. Fomos Campeões do Mundo no Palau Blaugrana, provavelmente a segunda pista mais emblemática do hóquei mundial, agora vamos à mais emblemática, tentar novamente fazer história», disse.

João Rodrigues destacou que «a nossa principal arma é o espírito que temos ao longo dos anos. É uma seleção que nos últimos anos tem tido poucas mexidas, conhecemo-nos muito bem, confiamos muito no parceiro que temos ao lado e isso pode ajudar-nos nos momentos difíceis».

O selecionador nacional da equipa masculina, Renato Garrido, fez um balanço destas três semanas de preparação e salientou que o europeu já está no passado: «a atitude que os jogadores tiveram durante estas semanas de trabalho demonstraram que o europeu já está ultrapassado. Agora é uma competição diferente, é um Campeonato do Mundo. Sabemos as dificuldades que vamos encontrar, mas estamos preparados para aquilo que nos espera».

Para Garrido, «Portugal será sempre uma seleção, a nível do Hóquei em Patins, que quer ganhar em qualquer competição internacional, seja mundial ou europeu». Sobre o primeiro jogo, frente à seleção francesa, considerou ser uma equipa «bastante difícil. Tem vindo num crescendo muito grande nos últimos anos e temos de ter muita atenção» salientando que «o objetivo principal no início, é conseguirmos classificarmo-nos em primeiro lugar, e depois ver com que adversários vamos jogar e o grau de dificuldade que vamos ter nesses jogos».

O técnico também acredita que «a Argentina será a grande candidata, o grande favorito, porque joga em casa numa cidade e num pavilhão que é a loucura total pelo hóquei e essencialmente pela seleção. Depois há outras seleções muito fortes como somos nós, Espanha, Itália, a própria França».

«É uma semana em que se houver inspiração da nossa parte como houve no mundial, se formos felizes como fomos no mundial, também somos aqueles que têm uma palavra a dizer e tudo faremos para levar o nome do Hóquei em Patins e de Portugal o mais longe possível», concluiu.

Pode assistir a todos os jogos da seleção nacional de Seniores Masculinos, em direto, através da RTP1, RTP Internacional e RTP África.

Agenda | Mundial de Seniores Femininos | Fase de Grupos
07/11/2022 | 15h | França x Portugal
08/11/2022 | 17h | Portugal x Espanha
09/11/2022 | 15h | Portugal x Chile

Agenda | Mundial de Seniores Masculinos | Fase de Grupos
07/11/2022 | 22:45h | Portugal x França
08/11/2022 | 22:45h | Itália x Portugal
09/11/2022 | 22:45hh | Chile x Portugal

Fonte: fpp.pt

Sub-19 vencem Grã-Bretanha e seguem em primeiro lugar do Grupo A

A Seleção Nacional de Sub-19 venceu, esta noite, a equipa britânica por 11-0 e permanece em primeiro lugar no Grupo A, com sete pontos. Se Espanha vencer o jogo de hoje, frente à Colômbia, fica com os mesmos pontos, mas a equipa Lusa tem vantagem em caso de empate pontual, após ter batido os espanhóis na marcação dos livres diretos no final do jogo.

Na primeira parte, apesar do domínio dos portugueses em rinque, o primeiro golo só surgiu a sete minutos do apito para o tempo de descanso, por Viti. Ainda antes de recolherem aos balneários, houve tempo para mais dois golos, com o resultado ao intervalo a fixar-se nos 3-0.

Na segunda parte, os golos foram surgindo naturalmente, com Tiago Sanches a marcar o quarto, aos três minutos de tempo decorrido. A partir daqui os golos foram surgindo naturalmente, com a equipa a dilatar o resultado para os 11-0 finais.

O guardião da baliza portuguesa, Guilherme Duro, considerou que a equipa «não começou da melhor maneira, mas depois, com naturalidade, os golos saíram e acabámos por sobressair, vencer e conquistar os três pontos. Na segunda parte fomos muito melhores e por isso é que o resultado dilatou tanto».

Para o selecionador nacional, Vasco Vaz, este foi «um jogo que controlámos do princípio ao fim, apesar de não termos uma primeira parte muito bem conseguida. Na segunda parte conseguimos marcar mais golos, criar mais oportunidades e ser um bocadinho mais rápidos, que foi aquilo que não tivemos na primeira parte».

Amanhã, a seleção nacional cumpre o dia de folga e regressa na quinta-feira, para o último jogo da Fase de Grupos.

Agenda | Mundial de Sub-19 | Fase de Grupos (hora portuguesa)
02/11/2022 | Folga
03/11/2022 | 19h | Colômbia x Portugal

Fonte: fpp.pt

Seleção Nacional de Sub-19 empata frente à Espanha com sabor a vitória

O duelo ibérico desta noite terminou com um empate a três golos, no segundo dia da Fase de Grupos do Campeonato do Mundo de Sub-19, na Argentina.

Portugal e Espanha protagonizaram um jogo de nervos, completamente repartido entre as duas equipas. Se Portugal entrou muitíssimo bem no jogo, fazendo três golos na primeira parte, no tempo complementar, Espanha acreditou que a remontada era possível e conseguiu empatar o jogo.

Uma vez que o goal average não conta para as decisões, no final de cada jogo há lugar à marcação de três livres diretos para que, em caso de empate pontual, se decida a classificação. Aqui Portugal foi mais eficaz, com Kiko Fernandes a brilhar na baliza e a defender os três livres dos espanhóis e com Tiago Sanches e Viti a converterem dois para a seleção Lusa.

No primeiro tempo, Portugal entrou decidido, pressionando e impondo um ritmo de jogo rapidíssimo. Com quatro minutos de jogo, Tiago Sanches inaugurou o marcador. Nem dois minutos passados, Viti perfez o segundo. Perto do final, Filipe Martins marcou o terceiro de Portugal, estabelecendo o resultado ao intervalo.

Na segunda metade, o cenário inverteu-se: Espanha entrou mais pressionante e acreditou sempre na reviravolta do resultado, conseguindo chegar ao empate. Acabou por não levar a melhor nos livres diretos. Em caso de empate de pontos no final desta fase, Portugal passa à fase seguinte, em primeiro lugar do Grupo A.

No final do jogo, o guarda-redes Kiko Fernandes considerou que foi «um jogo difícil» em que «o primeiro tempo foi bem conseguido da nossa parte. Na segunda parte, tivemos alguns lances que não conseguimos concretizar, mas o importante é que empatámos e vencemos nos livres diretos a uma equipa bastante difícil e seguimos juntos».

Para o selecionador nacional, Vasco Vaz, o jogo «foi complicado». «Na primeira parte estivemos bem, conseguimos dominar o jogo, apesar da Espanha ter algumas oportunidades, mas nós também as tivemos». No que diz respeito à segunda parte, Vaz explicou que Portugal «caiu um bocadinho. Penso que o primeiro golo define uma reviravolta da Espanha, demos-lhes a iniciativa de jogo e eles pressionaram muito». Era um objetivo ficar em primeiro lugar do grupo, no entanto, ainda faltam dois jogos e temos de pensar neles».

Agenda | Mundial de Sub-19 | Fase de Grupos (hora portuguesa)
01/11/2022 | 19h | Portugal x Grã-Bretanha
02/11/2022 | Folga
03/11/2022 | 19h | Colômbia x Portugal

Fonte: fpp.pt

Sub-19 estreiam-se com goleada no Campeonato do Mundo

A Seleção Nacional de Sub-19 iniciou a jornada no mundial, na Argentina, com uma vitória esmagadora de 23-0, frente à seleção dos EUA.

O jogo de estreia da equipa Lusa já se previa ser de alguma facilidade, frente a uma seleção pouco experiente, como é a dos EUA. Portugal começou por marcar no primeiro minuto da partida e, ao intervalo, já vencia por 13 golos sem resposta, com Vasco Vaz a colocar em jogo todos os elementos do conjunto português.

No segundo tempo, o encontro não sofreu alterações de ritmo, com Portugal a dilatar a vantagem, com mais 13 golos.

Para o capitão da seleção, Tiago Sanches, este foi um jogo que serviu para «sentirmos as sensações da pista» e considerou que a equipa «começou bem», cumprindo um dos objetivos que era o de «ganhar sem golos sofridos». «Este jogo serviu também para ganharmos confiança para o jogo importante de amanhã, frente à Espanha», disse.

Vasco Vaz, selecionador nacional, confessou que este foi um jogo que é «sempre complicado e difícil para um treinador porque não queremos, nem podemos lutar para o goal average pois não conta, assim como o resultado não conta», além de que a equipa dos EUA «era demasiado frágil para aquilo que é a nossa potencialidade».

O selecionador considerou que este acabou por ser «um jogo fácil e tranquilo. Não pudemos evitar a goleada, não quisemos marcar mais golos, mas a verdade é que tivemos de jogar até ao fim e sair daqui vitoriosos». «Amanhã temos já um jogo que é para nós decisivo em termos de classificação e vamos tentar ganhar para podermos conquistar o primeiro lugar do grupo».

Marcaram por Portugal: Henrique Vigário (5), Tiago Sanches (4), Viti (4), Diogo Rodrigues (4), Miguel Henriques (3), João Inácio “JP” (2) e Filipe Martins.

Agenda | Mundial de Sub-19 | Fase de Grupos (hora portuguesa)
31/10/2022 | 23h | Espanha x Portugal
01/11/2022 | 19h | Portugal x Grã-Bretanha
02/11/2022 | Folga
03/11/2022 | 19h | Colômbia x Portugal

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Sonhar de olhos abertos

Acabou a espera... O Mundial de hóquei em patins vai começar, primeiro com os mais novos (Sub-19) e só a partir de dia 7 com os homens e as mulheres. O formato vencedor da World Skate que se estreou na China, em Nanjing, em 2017 foi elogiado por todos - juntar os mundiais dos três escalões no mesmo sítio - e agora chega à Cuna del Hockey, San Juan.

A pandemia atrasou tudo um ano, mas a euforia não diminuiu, bem pelo contrário, e aquilo que os hoquistas vão encontrar na província interior do país das Pampas é idolatria digna de um futebolista. Os Sub-19 portugueses já estão em sentir e este domingo arrancam a prova. Vasco Vaz e o grupo não esconderam a vontade de recuperar um troféu que Portugal já venceu várias vezes, mas na categoria de Sub-20 (entretanto extinta).

Portugal apresenta-se em San Juan com o título de campeão da Europa, conquistado em Paredes no último ano, mas apenas três jogadores, deste grupo, estiveram nesse sucesso. Tiago Sanches, Miguel Henriques e Filipe Martins sabem o que é festejar, mas todos os outros estão a viver a primeira experiência de Sub-19.

Evolução rápido e desconhecimento dos adversários

Ao contrário de outras modalidades, o hóquei em patins tem uma qualificação direta para o mundial. Esse fator torna uma incógnito o conhecimento em torno dos outros adversários. Tirando as grandes potencias, onde os jogadores têm campeonatos bem organizados e mostram-se em equipas seniores, seleções como Estados Unidos ou México são ilustres desconhecidos.

Um outro fator relevante, pelo facto de não haver fase de qualificação, é cada selecionador conseguir perceber o valor real dos jogadores que vai encontrar do outro lado. São apenas dois anos de escalão e o crescimento é muito rápido, tal como a passagem pelas grandes competições.

Quando o Mundial realizou-se com o escalão Sub-20 vários jogadores tiveram oportunidades de participar em dois mundiais, agora é quase impossível. Uma das exceções está em Portugal: Viti. O jogador do Valongo tem apenas 16 anos, mas é visto como um grande prodígio da modalidade. Esteve nos dois últimos europeus de Sub-17 e neste último foi o melhor marcador. Sem grande surpresa foi escolhido por Vasco Vaz para figurar na comitiva para San Juan.

O modelo competitivo deste campeonato vai ter duas fases: dois grupos de cinco equipas e uma fase a eliminar. Na primeira fase todas as equipas dos respetivos grupos enfrentam-se entre si e em cada jornada uma folga. No final de cada jogo, na fase de grupos, vão ser marcados três livres diretos, com o objetivo de poder desempatar com um ponto extra e não haver lugar a contas de goal average.

Portugal está no grupo A, juntamente com Estados Unidos, Espanha, Grã-Bretanha e Colômbia. No grupo B estão Argentina, Itália, Suíça, México e Chile.

Passado de glória

Em bom rigor temos de escrever que Portugal nunca foi campeão do Mundo de Sub-19, mas a versão deste mundial só teve a edição de Barcelona, em 2019. Até lá, e desde 2003, o Campeonato do Mundo jogou-se até ao escalão de Sub-20 e Portugal detém o maior número de vitórias. Venceu logo o primeiro, mas perdeu os quatro seguintes: a Argentina ganhou um e Espanha três.

A glória máxima portuguesa foi repetida com um tri: 2013, em Cartagena das Índias, na Colômbia; 2015, em Vilanova, em Espanha; 2017, em Nanjing, na China.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Seniores Femininos terminam estágio e preparam-se para o Mundial

A seleção nacional de Seniores Femininos terminou, esta semana, no Luso, o estágio de preparação para o mundial da disciplina. Segue agora para San Juan, na terça-feira, para a última semana de treinos antes da competição.

O treinador adjunto, Nuno Pinto, considerou que o balanço desta preparação «é positivo». «Tínhamos o planeamento já feito há algum tempo e cumprimos tudo aquilo a que nos propusemos».

Segundo Nuno Pinto, «a equipa respondeu dentro do que esperávamos» enfatizando que «as condições que temos para trabalhar no Luso são de excelência». Os jogos de treino vieram ao encontro do que tínhamos planeado e fechamos muito bem neste último jogo (a seleção venceu a equipa de Sub-19 do HC Mealhada, por 5-3)».

O técnico revelou que «sentimos a equipa a crescer de uma forma sustentada, que era isso que queríamos e planeámos, e estamos preparados. Ainda nos faltam alguns treinos até iniciarmos a competição, mas estamos motivados e com o foco de chegar e fazer um bom Campeonato do Mundo».

Para a guarda-redes, Maria Celeste, estas foram «três semanas muito intensas em que a equipa trabalhou bem». «Estivemos focadas, do primeiro ao último dia, no nosso objetivo que é melhorar a classificação do último mundial de 2019, em Barcelona».

A atleta considerou que o trabalho «foi bem conseguido da parte das atletas e de toda a estrutura» e afirmou que, terminado o trabalho em Portugal, «estamos preparadas e concentradas para a viagem e para os treinos que vamos fazer na Argentina, antes de começar a competir».

A seleção nacional vai iniciar a competição, no dia 7, frente à França.

Fonte: fpp.pt

Depois do Vasco da Gama há 3 ou 4 anos e do Hóquei Clube de Santiago, a história no hóquei em patins nacional repete-se: jogadoras chamadas a partidas do masculino

O Vasco da Gama há 3 ou 4 anos também já teve uma guarda-redes feminina. Inclusivé este ano, o Hóquei Clube de Santiago tem uma atleta feminima no activo. Agora foi a vez das guarda-redes Cláudia Vicente (Turquel B) e Marta Rosa (Campo de Ourique) integrarem as fichas de jogo de equipas masculinas na terceira divisão nacional.

Cláudia Vicente foi suplente na vitória caseira do Turquel B sobre o Campo de Ourique, por 4-3, no passado dia 05 de outubro, em jogo antecipado da quinta jornada da Zona Sul A, e quatro dias depois foi Marta Rosa a sentar-se no banco de suplentes da formação lisboeta, no triunfo diante do Nafarros, por 3-1, na terceira ronda da mesma série.

"Gostava que as atletas femininas integrassem os plantéis masculinos desde os primeiros momentos da temporada", afiançou a guarda-redes do Campo de Ourique em entrevista à agência Lusa, ainda que admitindo que, "a breve prazo, não seja previsível que isso aconteça".

A mesma ideia é corroborada por Cláudia Vicente, que afirma esperar "ser chamada mais vezes" aos jogos do Turquel B.

Os regulamentos, refira-se, determinam que a utilização de atletas femininas em encontros masculinos apenas é possível nos escalões secundários da modalidade.

Sobre o jogo com o Campo de Ourique, Cláudia Vicente, proveniente de uma família de hoquistas, assume ter notado "alguma" diferença, mas "mais em relação aos adversários".

"Reparei que estavam algo surpreendidos por estar uma rapariga numa equipa masculina e que estavam a comentar baixinho que podia ser eu a jogar", revelou à Lusa, destacando que esse tipo de comentários foram "feitos de forma positiva".

Para a internacional portuguesa, a exceção à regra naquele jogo foi "apenas" o facto de não se equipar ao lado da equipa, juntando-se aos colegas depois.

Além das verbas pelos passes, também o Brugge "deu" mais um milhão às águias por Yaremchuk, já que a qualificação para os oitavos de final da Champions valia essa verba para os cofres da Luz Sobre eventuais preconceitos e comentários negativos que, segundo a mesma, "infelizmente existem", a titular da formação feminina do Turquel mostrou-se muito contente por não ter sido o "seu caso".

"Em Turquel, as pessoas já estão habituadas a verem as raparigas jogarem com os rapazes. Na formação isso acontece regularmente e, mesmo em seniores, é muito comum haver essa interligação", referiu, revelando que várias colegas da equipa feminina integram regularmente os treinos do Turquel B e que há jogadoras que, por vezes, participam nos trabalhos da equipa principal, que compete na zona sul da segunda divisão nacional.

Relativamente à "ideia pré-concebida" de que o hóquei masculino é mais competitivo e intenso do que o feminino, a jovem, de 23 anos, considera que "é real e vai sempre existir", ainda que possa "tornar-se cada vez menos evidente".

"Não podemos querer equivaler uma guarda-redes como eu a um guarda-redes como o [Ângelo] Girão [do Sporting], temos capacidades distintas", afirmou, exemplificando com a diferente "rapidez de reação a um remate".

No entanto, Cláudia Vicente destacou que as diferenças poderão ser "encurtadas" caso se aumente a aposta no escalão feminino.

A jogadora, que se prepara para representar a seleção portuguesa feminina no Mundial de hóquei em patins - que decorre entre 7 e 13 de novembro, na Argentina -, assume que há ainda um "longo caminho a percorrer" relativamente à igualdade de géneros no desporto, salientando, todavia, que têm sido dados passos extremamente importantes nesse sentido.

Esta é, de resto, uma ideia partilhada por Marta Rosa, que considerou que o facto de a sua chamada para o referido encontro não ter sido tema de conversa na palestra pré-jogo ou durante o mesmo foi demonstrativo da igualdade e do respeito que as hoquistas femininas têm vindo a conquistar ao longo dos anos.

"Da bancada não ouvi qualquer comentário depreciativo. Pelo contrário, as minhas colegas disseram-me que [durante o aquecimento] ouviram adeptos a dizer que a guarda-redes defendia bem", gracejou, notando que a única diferença foi, à semelhança de Cláudia Vicente, a de ter se de equipar noutro espaço. Marta Rosa, de 31 anos, disse à Lusa que as principais diferenças entre o hóquei masculino e feminino são "a velocidade na execução dos movimentos e a força imposta em cada lance", contando que "se sentiu exatamente igual a todos os colegas de equipa".

A jogadora, também ela com uma família ligada à modalidade, aponta os salários como fator mais diferenciador entre homens e mulheres.

No masculino, refere, "todos os jogadores da primeira divisão, e alguns da segunda, recebem um salário, enquanto no feminino isso apenas acontece com duas equipas", salientando ainda que, ao contrário do que acontece no masculino, a maior parte das jogadoras tem formação a "nível superior", mas não recebem.

"Trabalhamos de dia e jogamos à noite", asseverou a experiente atleta, que trabalha na área financeira.

Para o futuro, a guarda-redes espera que o hóquei feminino se desenvolva cada vez mais e que surjam mais oportunidades para as atletas competirem nos campeonatos masculinos: "Ajudaria ainda mais à evolução de cada uma".

Marta Rosa, natural de Alenquer, confia ser possível as jogadoras singrarem num patamar mais alto no masculino, ainda que seja mais fácil acontecer na posição de guarda-redes, precisamente aquela em que se tem vindo a destacar entre as mulheres, mas também já entre os homens.

Fonte: ojogo.pt (editado)


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Seniores Masculinos terminam terceira semana de estágio antes de viajarem para a Argentina

A seleção nacional de Seniores masculinos terminou, esta quinta-feira, no Luso, a terceira semana de estágio de preparação para o Campeonato do Mundo.

O conjunto português viaja na próxima terça-feira para San Juan, Argentina, onde terá a última semana de preparação e vai disputar o Campeonato do Mundo, inserido nos World Skate Games 2022.

Segundo o treinador-adjunto, João Lapo, o estágio «correu extremamente bem» pois «os jogadores estiveram extremamente empenhados». O técnico sublinhou que gostou «muito da atitude e do compromisso e estamos preparados para fazer um bom mundial».

Para o guarda-redes, Pedro Henriques, «o estágio foi extremamente positivo» sendo que prevaleceu «o bom espírito de grupo, a boa disposição e, acima de tudo, a entrega de cada um com a máxima intensidade nos treinos».

O atleta explicou que estas três semanas serviram também para «reajustarmos aquilo que são as rotinas dos clubes de cada um e para encararmos este Campeonato do Mundo da forma mais correta» pois «vai ser extremamente complicado devido à qualidade das outras seleções». Pedro Henriques frisou a «responsabilidade» de Portugal ser o atual Campeão do Mundo «e que vai jogar num ambiente hostil, mas ao mesmo tempo espetacular, por tudo aquilo que representa para o hóquei em patins. Foram três semanas muito positivas», concluiu.

A seleção portuguesa inicia a competição no dia 7 de novembro, frente à França.

Fonte: fpp.pt

WSG Argentina 2022 - Seleção Espanhola


Imagem @ Catarina Maria / FPP

WSG Argentina 2022 - Força Portugal!


Imagem @ CA Feira

Hat-trick de Rui Pedro no triunfo sobre o FC Porto B

O Académico da Feira venceu por 5-3 o FC Porto B, em jogo a contar para a 5.ª jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, Zona Norte, realizado no Pavilhão Municipal Fernando Quintino, em Santa Maria da Feira.

Ao intervalo, a equipa academista vencia por 3-2, mas no reatamento os portistas empataram. O Académico da Feira chegaria à vitória com dois livres diretos concretizados por Rui Pedro já na reta final do encontro. Para os portistas marcaram Roc Pujadas (2) e Vasco Pereira.

O Académico da Feira alinhou com Domingos Pinho, Rui Pedro (3), Tiago Pinheiro (1), Alexandre Santos, Hugo Paiva (1) e ainda Daniel Bastos, Rúben Duarte, Bruno Andrade, Rui Gomes e Carlos Gomes. Treinador: Luís Canelas.

A Sanjoanense lidera com 15 pontos, seguido da Juventude Pacense com 13 e o Hóquei de Cambra com 12. O Académico da Feira ocupa o 9.º lugar com seis. Na próxima jornada, os academistas deslocam-se a Espinho para defrontar a Académica local, no sábado, dia 29, pelas 18h30 no Pavilhão Jerónimo Reis.

Fonte: correiodafeira.pt


Imagem @ www.jornaldesafio.co.mz

Moçambique leva 11 jogadores à Argentina

O Seleccionador Nacional, Jorge Oliveira, divulgou no último sábado, a lista dos 11 jogadores que vão representar o país no Campeonato do Mundo de hóquei em patins, que vai decorrer de 7 a 13 de Novembro, em San Juan, na Argentina.

A lista dos 11 eleitos ficou fechada com a indicação dos cinco hoquistas que actuam no país, já que os “portugueses” já eram conhecidos.

Eis os cinco que integram a convocatória final: Marcelo Valói e Júlio Samuel, ambos guarda-redes; Diego Pimentel, Pedro Pimentel Jr. e Ivan Esculudes (Maninho), estes três jogadores de campo. Este quinteto junta-se aos seis que actuam em Portugal.

O quinteto eleito para a “operação” San Juan integrará a delegação que sábado parte para o estágio pré-competitivo em Lisboa, Portugal. Nas terras lusas, o grupo irá se juntar e realizar quatro jogos de controlo diante da Académica de Coimbra, Mealhada, Oliveira do Hospital e Marinhense, todas equipas da II Liga.

A partida para Argentina está prevista para 4 de Novembro e a chegada no dia seguinte, sendo que dia 7 está marcado o jogo de estreia com Angola. Espanha e Argentina são os outros adversários.

Na última edição do Campeonato do Mundo, Moçambique foi campeão da Taça Intercontinental, título que lhe valeu a ascensão às oito melhores selecções do mundo.

No Grupo “A” está Portugal, actual campeão, Itália, França e Chile.

LISTA DOS 11 CONVOCADOS

Guarda-redes
Igor Alves (Sport Alenquer e Benfica)
Marcelos Valoi (Desportivo de Maputo)
Júlio Samuel (Ferroviário de Maputo).

Defesas
Bruno Pinto (Juventude Pacense)
Pedro Pimentel Jr (Desportivo de Maputo)

Médio
Ivan Esculudes “Maninho” (Estrela Vermelha)

Médio/avançado
Filipe Vaz (Académica de Coimbra)

Avançados
Mário Rodrigues “Marinho” (Sport Alenquer e Benfica)
Renato Castanheira (Académico de Espinho)
Diego Pimentel (Desportivo de Maputo)
Filipe Nabais (CRIAT).

Fonte: plurisports.com


Imagem @ Neiva Sports

Naiara Gonçalves à conversa com a Neiva Sports e os sonhos para uma longa vida de hóquei...



Fonte: youtube.com/HóqueiTV by Neiva Sports


Imagem @ Cátia Luís / SL Benfica

Teste à juventude, competir e ganhar

O Benfica entra em quadra às 21h30 de quarta-feira, 26 de outubro, frente ao Stuart HC Massamá, em jogo da 2.ª eliminatória da Série A da Taça Jesus Correia. O treinador Nuno Resende está confiante e revela os objetivos da participação das águias.

Em tempo de paragem competitiva face ao Mundial de hóquei em patins, a Associação de Patinagem de Lisboa criou a Taça Jesus Correia, uma forma de manter as equipas em competição, dando minutos e rotatividade aos que ficaram e proporcionando uma oportunidade de excelência para trabalhar com os escalões mais jovens.

"É ótimo, temos de estar sempre a planear e a ajustar. Para nós, e no que toca à nossa formação Sub-17, Sub-19 e equipa B e a aproximação à mesma, é perfeito, porque assim podemos ver os nossos jovens em competição. Uma coisa é treinar com os jogadores da formação, e fazêmo-lo bastantes vezes, outra é competir, e isso é completamente diferente. Esta prova é ótima para poder vê-los em ação, confrontá-los com o modelo de jogo e fazer os ajustamentos necessários. É extremamente interessante e dá-nos valores, análises e referências muito mais concretas e fidedignas para o futuro e as possibilidades de cada um deles na equipa principal", elogiou o treinador do Benfica.

Nuno Resende
"Vamos preparar o jogo dentro das nossas características e modelo. É ótimo podermos ver os nossos jovens em competição"

Com a equipa sénior desfalcada, face à presença de vários atletas nas seleções nacionais, na Argentina, palco do Mundial, o Benfica aproveita o momento para trabalhar com os mais jovens.

"O nível de treino melhorou substancialmente, isto em duas semanas de trabalho e um jogo. Há um aumento da intensidade e da identificação com o modelo. É um sinal muito positivo, estamos extremamente satisfeitos. Se a evolução continuar, será muito benéfico", revelou Nuno Resende.

O Benfica inicia a Taça Jesus Correia na 2.ª eliminatória, no Pavilhão Professor João Campelo, onde vai enfrentar o Stuart HC Massamá, que na ronda anterior eliminou a APAC Tojal, vencendo por 2-3.

Para Nuno Resende existem vários objetivos nesta participação e estão identificados.

"Queremos vencer para continuar na prova. Vamos preparar o jogo dentro das nossas características e modelo, e depois é competir, fazer um trabalho positivo e ganhar", vincou.

Vencendo a primeira partida, o Benfica segue para as meias-finais da competição.

Fonte: slbenfica.pt


Imagem @ WSE

Rondas da Champions e da WSE Cup com locais definidos

A WSE informou, esta terça-feira, os locais da próxima ronda de qualificação para a WSE Champions League e a WSE Cup. Há quatro equipas portuguesas em ação na principal prova de clubes e todas jogam fora. As partidas vão ser disputadas a 16, 17 e 18 de dezembro.

A Oliveirense vai jogar na Suíça, no terreno do Diessbach e além do conjunto helvético, o conjunto de Oliveira de Azeméis vai ter pela frente os espanhóis do Calafell e os italianos do Grosseto. No grupo B, Barcelos e Braga vão ter como adversários o Valdagno e o Reus. Os jogos vão ser jogados em Itália. O grupo C é o único onde não há equipas portuguesas e vão ser disputado na casa do Forte dei Marmi. Contra o emblema da região de Luca vão estar o Follonica, o Caldes e o Noia. Por último, no grupo D onde está inserido o Valongo. O conjunto nortenho tem, aparentemente, um grupo fácil com Herrigen, La Vendéenne e Lodi. Um grupo que vai ser jogado na Alemanha.

Recorde-se que os dois primeiros classificado qualificam-se para a fase de grupos, onde já estão oito equipas: FC Porto, Benfica, Sporting, Liceo da Corunha, FC Barcelona, Trissino, Sarzana e Saint-Omer.

Na WSE Cup não há equipas portuguesas em ação e a ronda de qualificação passa pela Alemanha, Espanha, Itália e França.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Mundial Sub-19 | Portugal está a caminho da Argentina

A seleção portuguesa de Sub-19 parte hoje para a Argentina e chegará a San Juan apenas amanhã. A longa viagem vai ter naturais escalas, pois não há voos diretos para o local onde vai ser disputado o campeonato do Mundo.

A equipa de Vasco Vaz leva na bagagem altas expectativas de recuperar o título mundial. Apesar da mudança de escalão e esta ser a segunda edição na vertente de Sub-19, a seleção portuguesa tem no palmarés vários campeonatos do Mundo de Sub-20, tendo mesmo vencido as três últimas edições (2017, 2015 e 2013).

O grupo de Vasco Vaz apresenta-se com o título de campeão da Europa, conquistado em Paredes no último ano e nesta equipa há três jogadores que celebraram no Norte de Portugal: Tiago Sanches, Miguel Henriques e Filipe Martins. Portugal está no grupo A, juntamente com a Espanha, Estados Unidos, Colômbia e Grã-Bretanha. O primeiro jogo está agendado para domingo, às 21 horas.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ FPP

Mundial 2022: Rola, Portugal

1.212. É este o número dias que separa a Final do Campeonato de Mundo de 2019 e o jogo inaugural da competição em 2022. A espera foi longa e, em 45 edições, só durante a Segunda Guerra Mundial houve tantos dias de interregno entre as edições do Mundial. Apesar da data ser longínqua e pelo meio se ter metido uma pandemia, ninguém esquece o mítico 14 de julho de 2019. Ninguém esquece a vitória sobre a super Argentina em casa de Nuestros Hermanos. Ninguém esquece as defesas de Girão, nem as lágrimas de alegria que corriam na cara dos nossos heróis.

Agora em 2022, de volta a Argentina, uma das catedrais do Hóquei em Patins. Como se sabe, desde 2017 que houve algumas alterações nos formatos e, de modo a englobar todas modalidades praticadas com patins, a World Skate – Federação Internacional – decidiu criar os World Roller Games – agora World Skate Games –, que são uma espécie de Jogos Olímpicos em Patins. Em suma, a competição disputa-se num único país, em duas cidades, durante 21 dias e contempla 12 disciplinas da WS e cerca de 7.000 atletas. A “prova rainha” destes Jogos é, claro está, o Hóquei em Patins, ao ponto de ser a única modalidade que não vai ter bilhetes gratuitos.

A competição é composta por três divisões – Campeonato do Mundo, Campeonato Intercontinental (9.º ao 16.º classificados) e Campeonato Challenger’s (17.º ao 21.º classificados) – e contempla ainda a competição feminina e de sub-19. Naturalmente vamos focar-nos na prova máxima, o Mundial masculino, apesar de Portugal ter legítimas aspirações a vencer todas elas. A prova começa a 7 de novembro com uma Fase de Grupos composta por dois grupos de quatro equipas e na qual nenhuma equipa vai ficar eliminada, ou seja, os três primeiros de cada Grupo apuram-se diretamente para os Quartos de Final, e os dois últimos disputam uma Ronda de Qualificação com os primeiros classificados da Intercontinental. Todos os jogos da competição sénior masculina são disputados no histórico Aldo Cantoni.

Fonte: bolanarede.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Catarina Ferreira e o Mundial: «Queremos melhorar Barcelona»

A seleção nacional feminina continua a preparar no Luso a participação no próximo campeonato do Mundo. A ambição é tão grande quanto as cautelas. Portugal apresenta-se como outsider.

«Estamos tranquilas, sabemos que temos de ir jogo a jogo, sabemos que não vai ser fácil, mas temos objetivos e queremos sempre fazer melhor do que o fizemos em Barcelona e apesar de tudo temos de ir tranquilas e focadas no que temos de fazer». A voz da esperança portuguesa é de Catarina Ferreira, que esta temporada trocou Portugal e o Sporting, por Espanha e Gijón.

As comandadas de Hélder Antunes preparam o arranque na prova, agendado para 7 de novembro, frente à França. A primeira fase não vai ser jogada no Estádio Aldo Cantoni, mas é na Meca do hóquei que as jogadores querem chegar. Seriam sinal que tinham conseguido superar 2019: «É um ano mais de trabalho, já trabalhámos mais nos clubes e óbvio que todas evoluímos, corrigimos erros e o facto de sermos mais homogéneas, por trabalharmos há mais tempo, dá-nos mais à vontade para fazermos o nosso jogo.»

Portugal vai disputar o Grupo A do Mundial, juntamente com Espanha, Chile e França.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ Paulo Jorge Magalhães / Global Imagens

"Só mesmo o Barcelos para me fazer regressar antes do tempo"

Paulo Freitas, melhor treinador mundial de hóquei em patins graças aos títulos no Sporting, falou em exclusivo a O JOGO

Eleito, em janeiro, pelo portal espanhol Mundo Hockey, melhor treinador do mundo em 2021, ano em que o Sporting venceu o Campeonato Nacional, a Liga Europeia e a Taça Continental, Paulo Freitas entende que se "fechou um ciclo", regressando àquela que considera ser "a cidade do hóquei". Mas nem a atual liderança do campeonato, a par de Benfica, Sporting e FC Porto, o leva a prometer que fará do "Barcelos o maior de Portugal", com a reconquista do título nacional.

Esteve quase seis anos em Alvalade, onde conquistou seis títulos, e demorou pouco mais de dois meses, desde que deixou o Sporting, para assinar como técnico do Barcelos, de onde saíra em 2017.

O Barcelos não é campeão há mais de 20 anos. Pode prometer aos adeptos que levará o "maior de Portugal", como eles lhe chamam, a novo título?
-A única coisa que lhes consigo dizer é que quem aqui está é apenas mais um dentro do grupo de trabalho, e que, independentemente das armas que temos, estaremos em todas as pistas com o claro objetivo de ganhar. Seremos uma equipa muito ambiciosa, mas bastante realista, porque há equipas que estão muito bem apetrechadas e que têm a obrigação de conquistar títulos. Nós não temos essa obrigação. Temos a obrigação de dignificar o clube e a cidade. Agora isso do "maior de Portugal"... é fantástico que os adeptos pensem dessa forma. Eles, a maior parte das vezes, pensam de forma apaixonada, com o coração e não com a razão. E o coração leva a dizer algumas coisas, mas a razão leva-nos a dizer que não somos candidatos. Somos candidatos a ganhar o próximo jogo.

Por que voltou ao Barcelos?
-Tem a ver com um conjunto de circunstâncias. Não vou esconder que há aqui uma gratidão mútua, porque, quando cá estive, o Barcelos ajudou-me a desenvolver o meu trabalho. E eu, dentro das condições que tinha, ajudei a equipa a consolidar-se e a conquistar troféus. Pediram-me para equacionar essa situação, porque o Rui Neto, que estava aqui a desenvolver um excelente trabalho, ia sair. Apesar de ter dito a mim mesmo que ia parar um ano, achei que estavam reunidas as condições para regressar ao trabalho num clube que sempre continuei a admirar. A única circunstância em que eu não puxava pelo Barcelos era quando, obviamente, defrontava a minha equipa.

O seu regresso ao ativo este ano deveu-se exclusivamente ao clube que o convidou?
-Nestas circunstâncias, claramente que sim. Até porque surgiram situações do estrangeiro, que agradeci, mas que não quis abraçar. Portanto, só mesmo o Óquei de Barcelos para me fazer regressar antes do tempo que estava estipulado.

Há algum palco com ambiente mais fervoroso do que o de Barcelos?
-Em Barcelos o ambiente é fantástico. Vir aqui como visitante não é fácil. É uma paixão tremenda que os adeptos têm e que conseguem passar para dentro da pista, empurrando a equipa. Obviamente que há outros sítios onde os ambientes também são tremendos, embora Barcelos seja, claramente, a cidade do hóquei em Portugal.

"O Darío Gimenez é muito comprometido defensivamente"
Não se mostrando surpreendido com o plantel que encontrou em Barcelos, "já com bastante experiência", destacou um elemento para explicar as diferentes leituras entre adeptos e treinadores: "Diz-se muito que o Darío Gimenez é um jogador de grande qualidade individual, mas sob o ponto de vista defensivo tem algumas lacunas. É mentira. É um jogador muito comprometido sob o ponto de vista defensivo. Portanto, às vezes os olhos dos treinadores são diferentes dos das pessoas que estão aqui sentadas, que muitas vezes só olham para onde está a bola".

Fonte: ojogo.pt


Imagem @ DR

Académica no pódio do Eurockey Cup

A equipa feminina de sub-15 da Académica marcou presença este ano no Eurockey Cup 2022, conquistando o 3.º lugar da prova, naquela que foi a primeira participação de uma formação feminina portuguesa nesta competição de hóquei em patins.

Depois de se terem apurado por via da sua classificação no campeonato nacional, na qual ficaram em 2.º lugar, as jovens estudantes partiram para a Catalunha, local em que se realizou esta prova internacional, entre 13 e 16 de outubro, com a intenção de jogar frente às melhores equipas da atualidade.

Na fase de grupos, a Académica ficou em 2.º lugar, logo atrás da formação espanhola CP Manlleu, que viria a vencer a competição, e nas meias-finais defrontou o Sant Cugat, perdendo por 2-0, resultado que impediu que as jovens de Coimbra disputassem o título.

Ao Record, Diana Melo, treinadora da equipa, realça o feito alcançado, salientando, também, a importância de tudo o que estas jovens experienciaram nesta competição. "Partimos com o objetivo bem delineado, que passava por tornar esta experiência inesquecível. Aproveitámos toda a envolvência da prova. Em termos competitivos, o nosso objetivo era fazermos o nosso melhor. Acredito que pelo facto de estarmos muito unidas, conseguimo-nos superar e chegar às meias-finais, o que foi ótimo", sublinhou.

Refira-se, a propósito, que esta competição decorre também na vertente mista, sendo organizada há 10 anos.

Fonte: record.pt


Imagem @ Catarina Maria / FPP

Seleção Nacional sofreu, mas bateu o Sporting de Tomar

Segundo jogo de preparação para o Mundial da Argentina valeu um triunfo por 3-2.

A Seleção Nacional, que está a estagiar no Luso para o Campeonato do Mundo, no qual defenderá o título conquistado em 2019, venceu o Sporting de Tomar no seu segundo jogo de preparação, por 3-2.

A equipa orientada por Renato Garrido, que partirá dia 1 de novembro para San Juan, na Argentina, onde terá o primeiro jogo com a França no dia 7 - seguindo-se Itália e Chile, ainda na fase de grupos -, já havia batido a Juventude de Viana neste estágio, mas desta vez não teve vida fácil.

O Tomar marcou primeiro, Rafa empatou antes do intervalo, e no segundo tempo foram os golos de João Souto e Gonçalo Alves a virarem de novo o resultado e a valerem o triunfo por 3-2.

Fonte: ojogo.pt

Europeu ficou para trás e Renato Garrido só pensa em revalidar título de campeão mundial

Renato Garrido, selecionador nacional de hóquei em patins, já esqueceu a amargura do Campeonato da Europa do ano passado, em que Portugal falhou o acesso à final.

Depois de um momento de glória com a conquista do Campeonato do Mundo em Barcelona, em 2019, a seleção nacional de hóquei em patins entrou com toda a expectativa no Europeu de novembro de 2021, a jogar em casa, em Paredes.

Apesar da antecipação, Portugal acabou eliminado na fase de grupos. A seleção nacional perdeu com a França e empatou com a Itália, mas não caiu sem polémica.

À entrada para a última jornada, uma vitória da Espanha frente à França por dois golos daria a qualificação das duas seleções para a final, resultado que se verificou. A segunda parte foi jogada em ritmo de treino, num gesto antidesportivo que mereceu reprovação da Federação Portuguesa.

Dessa forma, as duas seleções defrontaram-se na final sem a desvantagem de jogarem contra o anfitrião. Portugal entrou na última jornada já sem hipótese de chegar à final e a Espanha venceu o Europeu.

Um ano depois, Portugal prepara-se para viajar até San Juan, uma espécie de capital do hóquei em patins, onde se prepara para defender o título conquistado em 2019.

Em estágio no Luso, na Mealhada, o selecionador nacional Renato Garrido assume que a atitude antidesportiva do Europeu e a desilusão da eliminação dá força acrescida a Portugal para o torneio que se avizinha.

"Sem querer falar muito sobre isso, é evidente que deu [força extra]. Saímos feridos da situação, mas assumimos culpa própria. Retiramos as melhores ilações possíveis, mas o momento em que estamos aqui hoje é muito diferente do Europeu", explica, questionado por Bola Branca.

Portugal arranca a fase de grupos o dia 7 de novembro, frente à França, a seleção "emergente do momento". No dia seguinte, mede forças com a Itália e termina frente ao Chile, no dia 9.

"Por muito que não se conheça, o Chile tem muitos jogadores na Europa, é uma equipa a ter em conta no nosso grupo. No outro grupo, Angola pode ser uma surpresa, mas a seleção emergente neste momento é a França. Acompanho-os desde o Europeu sub-17, com os irmãos Benedetto, o Rémi Herman e o Pedro Chambell. Estão dentro do que é o hóquei português, quase todos jogaram aqui. Vão aproveitar os nossos erros, jogar no contra-ataque e são diferentes dos outros", explica.

Foi frente à França, na segunda jornada do Europeu, que tudo começou a dar para o torto para Portugal. Por isso, o jogo frente aos franceses a abrir o Mundial será "fundamental".

"Estamos a pensar muito nisso, o jogo com a França será muito importante. É a entrada que nos ajuda nos jogos seguintes e nos dá moral. Não vão ser poucas as dificuldades", prevê.

A jogar em casa, Renato Garrido acredita que a seleção da Argentina é a grande favorita. Portugal quer estar na final para tentar revalidar o título.

"Fazer um grande Mundial será ganhar os jogos todos até estar na final. Esquecemos, mas aprendemos com o Europeu. Queremos o primeiro lugar na fase de grupos e, depois, como foi nesse Mundial, pensar jogo a jogo, porque é "mata-mata" até à final. Pensamos sempre o mais alto possível, sabendo que vamos jogar em casa de uma Argentina que será o grande favorito, por tudo o que representa no seu país", atira.

Jovens com qualidade, mas seleção sem necessidade de renovação

O mais jovem jogador da seleção nacional é Hélder Nunes, com 28 anos de idade. A maior parte do plantel já ultrapassou os 30 anos de idade, mas isso não é uma preocupação para o selecionador.

Renato Garrido vê os jogadores no auge da experiência pessoal.

"É uma idade ótima, cheios de experiência dos melhores campeonatos e da Champions. O hóquei tem um pouco mais de longevidade. Eles estão talvez no momento máximo de experiência, é desfrutarem e irem para competição para fazermos o melhor para ganhar", atira.
O selecionador vê qualidade nas gerações mais jovens, mas não vê necessidade, no imediato, de uma renovação no plantel: "Temos a seleção sub-19 e sub-23. O hóquei continua a ter jogadores de grande qualidade, há mais jogadores que um dia mais tarde terão de fazer a renovação, mas estamos bem. Não considero que é uma seleção com muita idade. Aos poucos integramos um ou outro jogador", termina.

Em relação à convocatória do Europeu de Paredes, em 2021, há a registar apenas uma troca no plantel: Jorge Silva deu lugar a João Souto, do Sporting, também de 30 anos de idade.

Fonte: rr.sapo.pt


Imagem @ Bruno Pires

Marlene Sousa e o Mundial: «Estamos a representar 10 milhões»

Marlene Sousa é a capitã da Seleção Nacional feminina que no Luso prepara a participação no Campeonato do Mundo na Argentina, no próximo mês.

"A motivação é muito grande, pois, além de representar o nosso país ser um orgulho, o Campeonato do Mundo disputa-se em San Juan, na Argentina, a capital do hóquei. Estamos a trabalhar muito para conseguirmos chegar ao melhor lugar possível", disse a jogadora do Benfica, para quem chegou a hora de a Seleção feminina erguer também o máximo troféu. "Trabalhamos todos os dias, pensando jogo a jogo. Queremos passar a fase de grupos e depois logo se vê. Claro que queremos muito ganhar. Já faz falta a Portugal ganhar um Campeonato do Mundo ou Europeu. No último campeonato terminámos em quinto, agora queremos melhorar e chegar se possível ao primeiro".

De resto, Marlene Sousa revela de onde vem a força. "A nossa maior força é o orgulho na pátria. Entramos sempre a pensar que estamos a representar 10 milhões".

Já o selecionador feminino, Hélder Antunes, não tem dúvidas do querer das suas jogadoras.

"Posso garantir que vamos disputar todos os jogos com uma alma imensa e com a nossa marca de guerreiras. Temos um sonho, mas sabemos das grandes dificuldades que se avizinham. O nosso grupo é super competitivo. Não vamos a San Juan passear. É um sonho representar e liderar Portugal".

Fonte: record.pt


Imagem @ desportivodominho.com

José Carlos Cruz (APMinho): “queremos estar presentes do Inter-Regiões”

Marcar presença no Inter-Regiões é o grande objetivo da Associação de Patinagem do Minho, que esta semana deu início aos trabalhos de preparação da Seleção Regional Feminina de Hóquei em Patins.

Neste primeiro treino marcaram presença atletas de vários clubes do Minho e com idades distintas, mas uma vontade enorme em aprender.

José Carlos Cruz, Selecionador Regional, garante que “o treino correu muito bem” e salientou que “a APM congratula-se com o aumento do número de atletas, embora, neste momento, o leque de idades seja ainda muito amplo”.

“Para o próximo treino tentarei já levar um grupo mais próximo daquilo que pode ser a Seleção Regional. Neste momento, temos meninas a competir em escalões diferentes e isso condiciona as atletas e o trabalho a fazer com elas”.

A seleção conta, atualmente, com um grupo de meninas que “já se estrou no Inter-Regiões, pela equipa de Leiria, mas temos outro grupo que está a dar os primeiros passos na competição do Hóquei em Patins”, disse José Carlos Cruz.

Na APM têm aparecido algumas atletas, que têm de competir com os meninos… “temos um grupo de Sub-13 jeitoso em termos de número de atletas, com quem podemos fazer um bom trabalho. Vamos ver se elas se mantêm no Hóquei em Patins, se as conseguimos fixar na modalidade”.

“INCREMENTAR O HÓQUEI EM PATINS FEMININO”

Qual é o grande objetivo com estes treinos? “Fazer uma equipa para levar ao Inter-Regiões. Queremos estar presentes no Inter-Regiões como AP Minho”, disse José Carlos Cruz, que garante que “sabemos que temos um longo caminho para percorrer, mas estamos todos dispostos a percorrê-lo”.

“Vamos tentar realizar dois jogos no nosso Torneio de Carnaval de masculinos, para dessa forma darmos uma maior experiência e motivação às meninas. No fundo o queremos é incrementar o Hóquei em Patins femininos e aumentar o número de atletas. As expetativas são boas, acreditamos que as coisas vão melhorar e a AP Minho está a fazer um esforço para trabalhar com maior frequência com as meninas. O ano passado tivemos poucos momentos, mas este ano estamos determinados em dar mais tempo à estas atletas”.

Como sentiu as atletas neste primeiro treino? “Muito entusiasmadas. Não tivemos o grupo todo, algumas estavam doentes. Foi um treino de avaliação, que serviu para ver como estavam e o que evoluíram aquelas que já estavam referenciadas e observar as novas”, referiu o Selecionador Regional.

José Carlos Cruz garante que “o que lhes transmiti foi que usufruíssem do momento, se divertissem a fazer o que gostam e dessem o seu melhor. É verdade que temos aqui atletas que já levam uns anos de Hóquei em Patins e, portanto, já encaram estes momentos de uma forma mais descontraída, mas temos também atletas que só iniciaram este ano ou o ano passado”.

A Seleção Regional Feminina deve voltar a reunir-se dentro de três, quatro semanas para mais um treino que visa, então, a preparação para a participação da Associação de Patinagem do Minho no Inter-Regiões feminino.

Por Carla Noémia

Fonte: desportivodominho.com


Imagem @ FPP

Seleção Nacional de sub-19 de Hóquei em Patins terminou a segunda semana de estágio

A seleção nacional de Hóquei em Patins de Sub-19 terminou ontem a segunda semana de preparação, no Luso, para o Campeonato do Mundo, que se realiza em San Juan, Argentina, de 30 de outubro a 5 de novembro.

O Selecionador Nacional, Vasco Vaz, e o atleta Filipe Martins fazem o balanço da preparação.

Vasco Vaz
«Faltam praticamente duas semanas para o início do campeonato. Estas duas primeiras semanas foram intensas com um balanço positivo. Os atletas têm-se adaptado bem ao esforço, apesar de já estarmos com a época desportiva iniciada, mas considero bastante positiva a entrega e a forma como eles encararam estas duas semanas. Espero que continuem da mesma forma para que possamos aproveitar a última semana e partirmos para a Argentina com o objetivo que temos».

Filipe Martins
«A preparação tem corrido bem. Temos um grupo unido e estamos a fortalecer laços com os novos jogadores que nunca vieram à seleção, a inseri-los num bom conjunto com um objetivo comum. Todos queremos chegar a San Juan, fazer o nosso melhor e ganhar o título mundial».

Fonte: fpp.pt


Imagem @ cuartotiempo.com.ar

Seleção Argentina já trabalha em San Juan

A Seleção argentina iniciou os trabalhos com vista ao mundial tendo feito o seu primeiro treino no Pavilhão do UPC.

No primeiro contacto com os jogadores o seleccionador argentino informou que iria começar do zero. Ficaram às ordens de Sérgio Clavel, o preparador físico do seleccionado durante grande parte do primeiro treino tenho na fase final feito uma “peladinha” entre os jogadores que estão às ordens de José Luis Páez.
O jogo durou apenas dez minutos e serviu para fazer filmagens dos trabalhos com as equipas a serem formadas da seguinte forma:
Matías Platero, Carlos Nicolia, Gonzalo Romero, Pablo Álvarez e Constantino Acevedo. Do outro lado Lucas Ordoñez, Matías Pascual, Lucas Martínez, Facundo Bridge e Valentín Grimalt, com os guarda redes a irem trocando a cada golo conseguido. Para além destes alinharam também Danilo Rampulla e Mena que entraram para os lugares de Martínez e Romero.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ FPP

Renato Garrido: «Acabamos a semana a saber que temos de trabalhar ainda muito mais»

Portugal terminou a primeira semana de preparação do mundial da Argentina. A equipa de Renato Garrido faz paragem no fim-de-semana e regressa segunda-feira ao Luso.

Na quarta-feira, Portugal venceu a Juventude de Viana, numa partida particular, por 9-1 e tem realizado sessões de trabalho de forma continuada: «Saímos do jogo com boas sensações e acabamos a semana a saber que temos de trabalhar ainda muito mais. Temos ainda algumas semanas pela frente, mas correu tudo dentro do que tínhamos planeado. E a entrega dos jogadores foi sempre fantástica até agora», referiu o selecionador nacional à Federação de Patinagem de Portugal.

Hélder Nunes falou sobre o sentimento que invade o grupo, nestes dias: «Trabalhámos bem, no foco de renovar o título mundial. Sendo campeões do mundo a dificuldade será maior, porque todos nos querem ganhar por sermos os atuais campeões. Para além disso, jogar na casa da Argentina - em San Juan, no Aldo Cantoni, que é talvez o pavilhão mais emblemático do mundo do hóquei em patins - todas as seleções vão querer mostrar o seu hóquei perante oito mil pessoas e isso é, sem dúvida, espetacular para nós que somos profissionais e gostamos muito que as pessoas desfrutem do nosso hóquei. Não havia melhor palco para demonstrá-lo e, como disse, para renovar».

O internacional português falou ainda sobre a dureza das semanas de trabalho antes da prova, sendo, na ótica do jogador, essenciais para o sucesso.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ FPP

Marlene Sousa diz que Portugal vai dar o melhor no Mundial

Marlene Sousa é uma das convocadas para o Mundial da Argentina, estando a equipa concentrada no Luso. "Vamos dar o nosso melhor, representar da melhor maneira a camisola, porque é um orgulho para nós", disse a avançada do Benfica, em declarações difundidas pela assessoria da Federação (FPP).

"Sabemos das dificuldades, pois há seleções muito fortes, a competitividade no feminino é muito alta, mas vamos sabendo que Portugal joga sempre, jogo a jogo, para ganhar", acrescentou.

Já o selecionador nacional Hélder Antunes destaca o trabalho que tem sido feito no Luso. "Estamos em crescimento e creio que vamos continuar a ter aquela imagem de marca que já conseguimos ter no último europeu: ser uma equipa guerreira, com atitude e que vai procurar lutar pela vitória, seja qual for o adversário".

Fonte: record.pt


Imagem @ FPP

«Sensações positivas» na Seleção: «Fazem lembrar quando nos preparávamos para o Mundial de Barcelona»

Eis o campeão do mundo a preparar-se para defender o título conquistado em 2019, em Barcelona. Concentrados desde segunda-feira no Luso, a equipa de Renato Garrido está a treinar-se no seu habitual quartel-general e as sensações não podiam ser melhores.

Em declarações à assessoria da FPP, o selecionador e o capitão João Rodrigues mediram o pulso ao grupo nestes primeiros dias de estágio de uma equipa que se vai estrear no dia 7 de setembro, diante da França. O Mundial, recorde-se, vai ser realizado em San Juan, na Argentina.

Renato Garrido em discurso direto
O grupo: «Estas primeiras sensações fazem lembrar-me um bocado as sensações que tivemos quando nos preparávamos para o mundial de Barcelona. Bom espírito, sentimos os jogadores com muita vontade de trabalhar, de querer que as coisas corram bem. Um espírito também forte entre eles. Tudo isso é bastante importante para os momentos da competição e para os momentos difíceis que, com certeza, vamos encontrar»

O trabalho: «Resta-nos continuar. Neste momento, estamos satisfeitos com o que estamos a fazer - apenas ainda com um dia e meio - mas as sensações são positivas. Esperamos melhorar aquilo que é a consolidação do modelo que pretendemos para a Seleção e continuar com este espírito, motivação, vontade de trabalhar e de fazer as coisas bem».

João Rodrigues em discurso direto
O grupo: «As sensações são ótimas. É sempre bom voltar a estar reunido com estes jogadores e é excelente voltar a poder representar o nosso país. Estamos muito contentes de estar aqui reunidos e este ano temos um objetivo que nos enche a todos de muita responsabilidade, mas também de orgulho: poder defender um título mundial, que é um objetivo extremamente estimulante»

Jogar na Argentina: «É algo que todos vamos viver pela primeira vez, num dos palcos mais emblemáticos do hóquei mundial: poder jogar o Campeonato do Mundo no Aldo Cantoni vai ser uma sensação e experiência fantásticas para todos nós»

O Mundial: «Esperamos desfrutar ao máximo dessa oportunidade e representar Portugal da melhor forma possível, sabendo a responsabilidade que acarreta não só pelo facto de sermos campeões do mundo, mas também por jogarmos pelo nosso país, numa grande competição».

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ WSE

Provas europeias sorteadas: eis todos os grupos dos portugueses

Foram sorteadas, esta terça-feira, as próximas fases das três provas europeias da WSE e há seis equipas portuguesas envolvidas nas referidas fases. Apenas na WSE Cup não há lusos em ação, portanto viremos agulhas para as WSE Champions League.

Na masculina, depois das quatro terem conseguido seguir em frente na primeira ronda de qualificação, vai haver confronto português no Grupo B, onde OC Barcelos e HC Braga vão medir forças com Valdagno e Reus. No Grupo A ficou a UD Oliveirense e no Grupo D a AD Valongo. Seguem os dois primeiros para a fase de grupos principal.

Já na prova feminina, que se disputa só em janeiro, o CA Feira, no Grupo A, teve em sorte os espanhóis do Plau i Plegamans e do CP Vila-Sana e o Benfica, no D, vai defrontar Cerdanyola, de Espanha, e Nantes, de França. Os dois primeiros de cada grupo seguem para os quartos de final.

WSE Champions League (2ª Ronda de Qualificação) - 16, 17 e 18 de dezembro

Group A: UD Oliveirense (PT), Parlem CP Calafell (SP), Diessbach RHC (SW), CP Grosseto (IT)
Group B: Reus Deportiu (SP), Why Sport HC Valdagno (IT), OC Barcelos (PT), HC Braga (PT)
Group C: Recam Laser CH Caldes (SP), CE Noia Freixenet (SP), Hockey Forte (IT), Galileo Follonica H. (IT)
Group D: SK Germania Herringen (GE), HC La Vendeenne (FR), AD Valongo Colquimica (PT), Amatori Wasken Lodi (IT)

WSE Cup (Ronda de Qualificação) - 16, 17 e 18 de dezembro

Group A: King's Lynn RHC (EN), IGR Remscheid (GE),Lyon RHC (FR)
Group B: Ubroker H.Bassano 1954 (IT), CP Voltregà (SP), HC Dinan Quevert (FR)
Group C: US Coutras (FR), Igualada HC (SP), RESG Walsum (GE)
Group D: PAS Alcoi (SP), SPRS Ploufragran (FR), Geneve RHC (SW)
Group E: CS Noisy Le Grand (FR), Finques Prats CE Lleida (SP), H.Vercelli (IT)

WSE Champion's League Women (Fase de Grupos) - janeiro de 2023

Group A: Academico de Feira (PT), CP Vila-Sana (SP), Generali HCP Plegamans (SP)
Group B: Martinelia CP Manlleu (SP), Deportivo A Coruna (SP), CS Noisy Le Grand (FR)
Group C: HC Valdagno (IT), Telecable Gijon HC (SP), US Coutras (FR)
Group D: Nantes Atlentique ARH (FR), CH Cerdanyola Fenie Energia (SP), SL Benfica (PT)

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ SCP

Leoas já estão ao serviço da formação orientada por Ricardo Pereira

A equipa principal feminina de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal conta com seis caras novas no plantel para a temporada 2022/2023. Carolina Correa (guarda-redes), Catarina Barbosa (defesa), Rute Coelho (defesa/médio), Rita Diegues (defesa), Sofia Carvalho (defesa/médio) e Matilde Granadas (médio) já trabalham às ordens do técnico Ricardo Pereira.

Carolina Correa, guarda-redes de 24 anos, começou a carreira no seu país natal, a Colômbia, ao serviço do Real HC, tendo passado pelos espanhóis do RS Gijón e ainda pelo CENAP, de Aveiro.
“Recebi o convite com muito orgulho e alegria. Este era um dos meus objectivos desde que cheguei a Portugal porque sempre olhei para o Sporting CP como um grande clube e uma referência”, começou por dizer aos meios de comunicação do Clube, ela que se define como uma guardiã que transmite “muita segurança” entre os postes e já se estreou de Leão ao peito: “Foi um jogo muito emocionante. Não conseguimos o resultado esperado, mas foi muito bom”.

Catarina Barbosa, defesa de 18 anos que conta com passagens por HC Penafiel e CH Carvalhos e também já realizou o primeiro jogo oficial, ficou “muito feliz pela confiança” depositada pelo Clube.
“Estou aqui para ajudar a equipa a obter bons resultados. Já começámos os jogos oficiais e quero aprender com as mais velhas, que são referências”, afirmou, elogiando a recepção por parte das colegas. “Foi espectacular. Temos um plantel muito unido, fui muito bem acolhida pelas jogadoras desde o primeiro dia e estamos todas a lutar pelo mesmo objectivo. Peço aos Sportinguistas que venham apoiar-nos, é muito importante para nós”, sublinhou.

Por sua vez, Rute Coelho, defesa/médio de 25 anos que já vestiu a camisola do HC Turquel, GDR Os Lobinhos, CA Campo de Ourique e UD Vilafranquense, mostrou-se “muito feliz por chegar ao clube do coração”.
“Tem um sabor especial, é um orgulho representar o Sporting CP. Fui muito bem recebida, temos um grupo fantástico e dou-me muito bem com todas as minhas colegas”, começou por dizer a jogadora, que gosta de “sair rápido em contra-ataque” e também já realizou a estreia oficial com a listada vede e branca: “É um orgulho e o concretizar de um objectivo”.

Para Rita Diegues, defesa de 16 anos que conta no currículo com experiências na AA Amadora e Stuart HCM, receber o convite do Sporting CP foi algo que a deixou “muito contente”.
“É uma aposta na minha evolução a curto-médio prazo, o que é muito bom. O objectivo é melhorar e crescer a cada jogo”, atirou, mostrando-se agradada com as boas-vindas por parte do grupo: “As jogadoras mais velhas que já cá estavam há algum tempo acolheram-nos muito bem e o balneário tem muito boa onda”, frisou a jogadora, que pode actuar ainda como avançada.

Também com 16 anos, a defesa/médio Sofia Carvalho, que fez a formação no Sporting CP até aos sub-13, tendo rumado à APAC Tojal antes deste regresso à formação verde e branca, não podia estar mais contente com esta nova aventura.
“Fiquei muito feliz quando me ligaram. É o meu clube do coração e é uma boa oportunidade para evoluir. Queremos ganhar o Campeonato Nacional e, em termos individuais, gostava de ser chamada à selecção nacional”, referiu, apresentando-se em seguida: “Quando estou na pista tento sempre dar o máximo, ajudar as minhas colegas e nunca baixo a cabeça independentemente da situação”.

Por fim, Matilde Granadas, médio de apenas 14 anos que passou por SC Torres e APAC Tojal antes de rumar a Alvalade, falou em “orgulho”. “É muito bom vir para o Sporting CP, um clube tão grande. É preciso muito trabalho, porque ainda sou muito nova e tenho muito para aprender, mas com a ajuda das mais experientes e da equipa técnica vai correr tudo bem. Receberam-me como se já me conhecessem há anos, somos uma família”, apontou a jovem, que se estreou de Leão ao peito na Elite Cup, contra o CA Campo de Ourique.
“Foi um grande momento pois joguei apenas cinco minutos e consegui marcar o golo do empate. Foi um enorme orgulho e emoção estar a jogar com a camisola do Sporting CP”, concluiu.

Fonte: sporting.pt


Imagem @ FPP

Seleções Nacionais de Seniores Masculinos, Seniores Femininos e Sub-19 preparam os mundiais no Luso

Os escolhidos de Renato Garrido, Hélder Antunes e Vasco Vaz já estão no Luso, no estágio de preparação para os respetivos campeonatos mundiais de Hóquei em Patins, que se realizam de 24 de outubro a 13 de novembro, inseridos nos World Skate Games 2022, na Argentina.

O presidente da Federação de Patinagem de Portugal, Luís Sénica, esteve hoje presente no estágio para dar as boas-vindas aos atletas das três seleções nacionais que vão representar Portugal.

A seleção de Sub-19 viaja dia 25 para San Juan, onde vai disputar o primeiro jogo do mundial, dia 30, frente à seleção dos EUA.

As equipas seniores masculina e feminina, viajam no dia 1 de novembro e iniciam a competição no dia 7. Ambas as seleções vão jogar o primeiro encontro frente à seleção francesa.

O Campeonato PLACARD entra assim «em pausa» e regressa dia 26 de novembro, para a 6ª jornada, com algumas exceções referentes a jogos de acerto da 2ª, 3ª e 5ª jornadas.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ UDO

Parabéns UD Oliveirense. Bi-Campeões da Eurockey Cup Sub-17


Imagem @ FAC

Famalicense AC 2022/2023


Imagem @ Francisco Azevedo

Tiago Freitas: “Não fui obrigado a ser guarda-redes e só o sou porque quero”

Tiago Freitas tem 21 anos e veio, esta época, defender as balizas da Académica de Espinho. O jovem jogador de hóquei em patins é filho do treinador Paulo Freitas e teve um percurso no Sporting CP, onde ganhou a Liga dos Campeões. Esteve nas seleções nacionais, sendo campeão europeu de sub-17. A um ano de concluir a licenciatura em Educação Física, Tiago quer manter a sua ligação ao hóquei em patins e ajudar a Académica a subir de divisão.

De que forma se ligou ao desporto?
Liguei-me ao desporto através do meu pai e do meu irmão. O meu pai foi guarda-redes de hóquei em patins, é treinador há muitos anos e o meu irmão seguiu o mesmo caminho. Quando tinha cinco anos, não queria nada com o hóquei em patins e só queria jogar futebol. Pratiquei essa modalidade até aos 10 anos. Nessa altura, optei por ser guarda-redes de hóquei em patins, influenciado por José Caldas, que era treinador do meu irmão.
Desde pequenino que soube andar de patins e enquanto o meu irmão estava a treinar numa baliza, eu estava do outro lado a brincar com uma bola. O José Caldas equipou-me à guarda-redes. Eu adorei esse treino e nunca mais quis outra coisa.

O seu pai, conhecido e reconhecido treinador de hóquei em patins, teve alguma influência na sua carreira desportiva até agora?
Não foi pelo meu pai. Ainda hoje, ele diz que o que mais quer é que os seus filhos sejam felizes, independentemente daquilo que façam. Nunca me obrigou a jogar hóquei ou a ter de optar por esta ou por aquela modalidade. Sempre acompanhei os jogos do meu pai e vibrei muito. Foi o José Caldas que me incutiu o ‘bichinho’ do hóquei em patins.

Matosinhos não é uma terra com grande inspiração para o hóquei em patins…
É verdade. Não sei dizer muito bem como aparecem jogadores de hóquei em patins em Matosinhos. Sempre acompanhei o meu irmão nos treinos em Fânzeres, no FC Porto, e foi por essa via que a modalidade surgiu na minha vida. Matosinhos é uma cidade que não respira hóquei.

Por que razão foi para a AD Valongo?
Estive durante um ano e meio no FC Porto e, nessa altura, muitos dos jogadores das camadas jovens foram para a AD Valongo. Numa fase inicial, disse que queria continuar no FC Porto, mas como o diretor da AD Valongo insistiu, acabei por aceitar. Não me arrependo, porque fui muito feliz ali.

Como foi o seu percurso em Valongo?
Tenho um carinho muito especial por esse clube. Gostava muito da cidade, porque respira hóquei. Jogava lá quando o clube foi campeão nacional e o pavilhão estava completamente cheio.

Houve alguma referência nesse clube, quer a nível de jogadores ou de treinadores, que tenha deixado marcas?
Os meus colegas de equipa deixaram-me profundas marcas, sobretudo a nível de amizade. Ainda agora me encontro com eles e temos uma relação muito próxima, fruto desse percurso. A maior parte desses meus colegas está a jogar na equipa sénior da AD Valongo.
Quanto a treinadores, cada um deixou a sua marca em mim. Por isso, estou muito grato a todos os treinadores que passaram pela minha curta carreira. Aprendi muito com cada um deles. O Hugo Azevedo foi meu treinador e, agora, está no nosso rival da Juventude Pacense. Aprendi imenso com ele, como pessoa e como homem. Depois tive o Pedro Pinto, que é um grande amigo pessoal.
Em relação aos atletas, sempre olhei muito para os guarda-redes, por ser a minha posição no hóquei em patins. Tive a sorte de conhecer o Ângelo Girão, em Valongo, e de o acompanhar e treinar com ele no Sporting CP. É um amigo pessoal e é uma referência para mim. É um ídolo, porque já o via em Espinho quando o meu pai era o treinador da Académica. Quando era mais novo tentava replicar as posições do Girão na baliza.

Fonte: defesadeespinho.sapo.pt


Imagem @ SCP

Ferran Font - “Vamos ter de trabalhar muito”

Leões perspectivam jogo difícil em Valongo (sábado, 18h30)

A equipa principal masculina de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal não pára e volta a entrar em acção, este sábado, no recinto da AD Valongo no jogo da quinta jornada da fase regular do Campeonato Nacional.

Em declarações à Sporting TV, Ferran Font, hoquista dos Leões, lançou a partida e começou por destacar as progressivas melhorias sentidas neste arranque de temporada. "Estamos a melhorar no processo colectivo, que é diferente com uma equipa técnica nova. Melhoramos semana a semana e estamos a começar a jogar como queremos, mas temos de continuar", apontou, olhando de imediato para o próximo adversário.

"Sábado vamos a uma das pistas mais complicadas do campeonato. A AD Valongo tem uma grande equipa e em casa são ainda mais fortes. Vamos ter de trabalhar muito para fazer o máximo e conseguir trazer os três pontos", sublinhou o espanhol de 25 anos.

Além do ambiente hostil esperado, Ferran Font enumerou algumas das características da AD Valongo que podem complicar o desafio. "É uma equipa jovem misturada com alguma experiência e são muito intensos. Pressionam, sobretudo em casa, sobem muito as linhas e vão dificultar-nos o ataque. Têm grandes individualidades, vamos ter muita responsabilidade no um para um, por isso vai ser um jogo complicado", resumiu o avançado, acrescentando: "Sabemos que este campeonato é muito competitivo, temos de estar sempre a cem por cento".

Fonte: plurisports.com


Imagem @ SLB

Marta Benfeitas - “Focadas em trabalhar para a vitória”

O Benfica enfrenta jornada dupla neste fim de semana, defrontando fora de casa o Ginásio Odivelas e o Stuart Massamá, na 3.ª e 4.ª jornadas da 1.ª fase do Campeonato Nacional (Zona Sul).

A equipa feminina de hóquei em patins tem jornada dupla neste fim de semana, em jogos da 3.ª e 4.ª rondas da 1.ª fase do Campeonato Nacional (Zona Sul). O grupo orientado por Paulo Almeida defronta o Ginásio Clube Odivelas às 22h00 desta sexta-feira, 7 de outubro, e enfrenta o Stuart de Massamá às 18h30 de domingo, também fora de casa. A guarda-redes Marta Benfeitas acredita que o Benfica está preparado para as exigências dos dois encontros.
O calendário ditou que as encarnadas encarassem dois adversários com pouco mais de 24 horas de intervalo. O Benfica iniciou o Campeonato com um empate em Turquel (3-3), e na 2.ª jornada obteve o primeiro triunfo na competição, batendo o CACO em casa (6-2).

A prova prossegue agora com dupla deslocação, na 3.ª e 4.ª jornadas, e a equipa treinada por Paulo Almeida está preparada para vencer longe da Luz.

"O jogo em Turquel faz parte do passado, sendo que não podemos deixar de analisar e corrigir o que de menos bem fizemos. O calendário ditou que jogássemos dois jogos com 24 horas de intervalo, estamos física e mentalmente preparadas para assumir esta contrariedade e iremos apresentar-nos sempre com a maior disponibilidade e querer, focadas em trabalhar para a vitória", explicou a guarda-redes Marta Benfeitas.

Nesta sexta-feira, 7 de outubro, o Benfica desloca-se ao Pavilhão Ginásio Clube Odivelas, para defrontar a equipa local, que até ao momento só conhece o sabor da derrota. Estreante no Campeonato Nacional, o Odivelas sofreu desaires pesados com o Stuart Massamá (6-1, fora de casa) e com o Turquel (1-16, em casa). "O Odivelas é uma equipa nova que se apresenta pela primeira vez a disputar o campeonato sénior de hóquei feminino, apesar de conhecermos bem a maioria das jogadoras", apresentou a guardiã do Benfica.

O jogo de domingo, 9 de outubro, vai oferecer outras dificuldades à equipa encarnada, que viaja até ao reduto do Stuart de Massamá. O grupo treinado por Ricardo Barreiros tem atualmente os mesmos quatro pontos que o Benfica, menos três que o líder Turquel (que tem mais um jogo), e vem de um empate fora de casa com o Sporting a seis golos.

"O Stuart [Massamá] tem vindo a consolidar a equipa com a manutenção de atletas provenientes da sua formação, com espírito muito jovem e são bem orientadas pelo Ricardo Barreiros", descreveu Marta Benfeitas.

"Acredito que nos encontramos bem preparadas para disputar ambos os jogos e vamos mentalizadas de que se jogarmos o nosso hóquei, focadas e com dinâmica, teremos dois jogos com vitórias", anteviu a guarda-redes do Benfica.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ FCP

Rafa - “ Somos uma equipa que quer ganhar sempre, a jogar bem ou não”

O FC Porto recebe o Famalicense na 5.ª jornada do Nacional de hóquei em patins (sábado, 15h00) Depois de uma reviravolta verdadeiramente épica frente à Oliveirense (5-4), o FC Porto volta a jogar em casa na 5.ª jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins, que reserva um duelo com o Famalicense (sábado, 15h00, FC Porto TV/Porto Canal). No lançamento da partida, Rafa falou sobre um adversário que se reforçou bem e que tem um treinador que conhece bem a realidade portista, mas os campeões nacionais só pensam em mais um triunfo e voltam a contar com a energia extra dos adeptos. O FC Porto é quarto classificado, com nove pontos, menos três do que o líder Óquei de Barcelos.

Uma reviravolta assente na união e no Mar Azul
“Ainda estamos um pouco com as emoções à flor da pele. Numa análise um pouco mais fria, temos de perceber que não foi um grande jogo da nossa parte, mas somos uma equipa que quer ganhar sempre, a jogar bem ou não. Foi isso que aconteceu ontem. Acabou por ser uma grande vitória, não pelo nosso brilhantismo, mas pela união que este grupo tem e pela energia que os nossos adeptos nos dão no Dragão Arena.”

Facilidades? Nunca!
“Já tivemos provas de que neste campeonato não existem jogos fáceis e no sábado não será diferente, mas queremos ganhar. O Famalicense regressou este ano à Primeira Divisão, reforçou-se bem e tem um treinador que nos conhece bem. Vamos ver as dificuldades que nos vão colocar, mas é uma equipa bastante organizada nos seus processos. Vamos ter de fazer as coisas bem para somarmos os três pontos. Cabe-nos ganhar e, se possível, de forma menos sofrida do que com a Oliveirense.”

Fonte: plurisports.com


Imagem @ SCT

Sporting de Tomar tem o segundo melhor ataque do campeonato… e ninguém marca como Tato Ferruccio

O Sporting de Tomar tem, nesta altura, o segundo melhor ataque da 1ª Divisão Nacional de hóquei em patins.

Os ‘leões’ somam 20 golos marcados nas quatro jornadas já realizadas, registo que está apenas atrás dos 21 apontados pelo líder Óquei de Barcelos. Mais: esta avalancha de golos está refletida no facto de Tato Ferruccio ser, nesta altura, o melhor marcador do campeonato, com impressionantes 8 tentos apontados, três dos quais na última ronda, diante da Juventude de Viana.

Aliás, já frente ao Famalicense, o argentino tinha marcado um ‘poker’, ou seja, quatro golos. Para o referido estatuto coletivo muito contribuíram, então, as goleadas impostas a Famalicense (7-1) e Juventude de Viana (8-3), sendo que este último resultado entra para o lote das maiores goleadas aplicadas pelos ‘leões’ nos últimos três anos, registo superado apenas pelos 10-0 (!) ao Sesimbra, na altura ainda na 2ª Divisão Nacional.

De resto, há duas épocas o mesmo Famalicense saiu de Tomar vergado ao peso de um 8-3, enquanto há três anos foram Murches e HC Sintra, no segundo escalão, a encaixarem oito golos do emblema nabantino.

Fonte: radiohertz.pt


Imagem @ HCL

SL Benfica empresta Pol Manrubia ao Hockey Club Liceo por uma época.


Imagem @ HCL


Imagem @ AFA

AFA - Amigos da Freguesia de Arazede 2022/2023

Pleno de OC Barcelos e Benfica

OC Barcelos e Benfica são as únicas equipas com vitórias em todos os jogos do Campeonato Placard discutidos até ao momento, a culminar no GRF Murches (5-2) e no Valongo (4-3), respetivamente, em partidas da quarta jornada.

O segundo classificado, Benfica, realizou menos um jogo até ao momento devido aos compromissos europeus do HC Braga. Contra outra equipa portuguesa a discutir a Liga dos Campeões, Valongo,esteve a ganhar por 3-1, após dois de três golos de Pablo Álvarez (3, 6 e 42 m) e um de Gonçalo Pinto (36 m), com Facundo Navarro a reduzir e depois bisar (25 e 39 m). Mas a equipa de Edo Bosch conseguiu manter o resultado na diferença mínima (3-2 e 4-3), com Rafael Moreira a fixar o resultado (48 m).

O OC Barcelos manteve a liderança depois de visitar a equipa de Cascais e estar em desvantagem de 0-2. Contou com dois golos de Danilo Rampulla (18 e 20 m), um de José Pedro (24 m) e dois de Álvaro Morais (49 e 50 m). O GRF Murches marcou por Tomás Cardoso (ambos aos 6 m).

Destaque ainda para a goleada do SC Tomar à Juventude de Viana, em casa, por 8-3, com ‘hat-trick’ de Franco Ferruccio.

Por: Gabriela Melo

Fonte: abola.pt


Imagem @ FCP

Benedetto brilha e FC Porto consegue reviravolta diante UD Oliveirense

Frenético e polémico! O primeiro duelo entre FC Porto-UD Oliveirense (5-4) desta temporada terminou com uma cambalhota incrível do FC Porto, após se ver com uma desvantagem de três golos (1-4), quando faltavam 11 minutos para acabar a partida. Os azuis e brancos chegam, à condição, ao terceiro posto do campeonato, enquanto a UD Oliveirense permanece no sexto lugar.

O primeiro tempo correu como esperado: muito intenso, ofensivo e com grande brio individual. Ambas as equipas iniciaram em alta rotação, mas foi o FC Porto a primeira equipa a adiantar-se (e que belo golo!). Numa jogada a três - Barata com intervenção num bloqueio que abriu espaço para Pujadas assistir -, concluída por Telmo Pinto.

O problema (na perspetiva azul e branca) foi que o golo do FC Porto... acabou por ser o melhor que podia ter acontecido à UD Oliveirense! O golpe de saída brilhante de Tomás Pereira nem deu tempo para os dragões festejarem. Até ao final da primeira metade, os forasteiros ainda tiveram oportunidades para ampliar o marcador, mas o guardião portista esteve atento.

Na segunda parte a toada mudou e o jogo tornou-se muito imprevisível. Depois de uma entrada forte dos portistas, a equipa de Oliveira de Azeméis foi quem se mostrou mais eficaz, com Tomás Pereira e Lucas Martínez (novamente) em grande plano - ambos com um bis. Apesar da desvantagem já avolumada (1-4), os azuis não baixaram a guarda e conseguiram-se aproximar, aproximar...até uma reviravolta impressionante!

Gonçalo Alves marcou o primeiro, Lucas Martínez levou cartão azul e o FC Porto ganhou ainda mais força, numa tarde marcada pela exibição de Carlo di Benedetto. Três golos fantásticos do francês culminaram na reviravolta azul e branca e fecharam o marcador em 5-4, num jogo onde ambos os técnicos deixaram duras críticas à arbitragem.

Fonte: zerozero.pt

HC Fão vence ADJ Vila Praia e lidera Série A da III Divisão

O HC Fão entrou da melhor forma no Campeonato Nacional da III Divisão de Hóquei em Patins. O conjunto orientado por Paulo Carreira recebeu e bateu a recém-formada equipa da ADJ Vila Praia, por 9-3.

Com este resultado, o HC Fão assumiu a liderança da Série A e na próxima jornada, marcada já para quarta-feira, mede forças com o Valença HC, formação que perdeu por 4-3 em Lavra.

Rui Costa Branco, presidente do HC Fão, garante que “o objetivo é continuar o trabalho que foi iniciado na época passada com este grupo de jogadores” e acredita que “os resultados vão refletir o empenho com que este plantel tem vindo a trabalhar”.

Sobre a equipa, o presidente do HC Fão referiu que “será muito semelhante à da época anterior. Colmatámos a saída de alguns elementos com a entrada de novos jogadores que, no nosso entendimento, irão acrescentar qualidade ao nosso plantel”.

Assim, o HC Fão conta com os seguintes atletas: Miguel Araújo, Nuno Carreira, Bernardo Silva, David Lima e Duarte Soares. ‘Justi’ Silva, Diogo Pires, Ivo Ventura, João Pedro Pereira e Nuno Costa. Rafael Curto, Rui Morais e Diogo Sá. Paulo Carreira é o treinador, enquanto Paulo Silva é o adjunto.

RESULTADOS
Famalicense B – Óquei Barcelos B, 3-0
HC Marco – HC Penafiel, 4-0
HC Maia – ED Viana, 3-0
HC Fão – ADJ Vila Praia, 9-3
Lavra – Valença HC, 4-3
CARTaipense – Riba d’Ave, 7-4

HC FÃO ASSOCIA-SE AO ‘OUTUBRO ROSA’

O Hóquei Clube de Fão, com o apoio da Zemasports, associou-se à Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional Norte e, durante todo o mês de outubro a equipa Sénior de Hóquei em Patins vai apresentar-se com um equipamento alusivo ao ‘Outubro Rosa’, mês da prevenção do cancro da mama.

O clube apela ainda à aquisição das camisolas, numa forma de ajudar a Liga Portuguesa Contra o Cancro. Todas as receitas irão reverter para aquela instituição. Os interessados podem fazer a sua encomenda junto do clube.

Fonte: desportivodominho.com

HC Braga SAD e AD Valongo/Colquímica passam à 2ª Fase de Qualificação da WSE Champions League

As equipas portuguesas que disputaram a 1ª Fase de qualificação da WSE Champions League – Men foram ambas apuradas para a 2ª Fase.

O HC Braga SAD, no Grupo A, apurou-se com uma vitória e dois empates, classificando-se no segundo lugar do grupo, com cinco pontos.

A AD Valongo/Colquímica, no Grupo D, conquistou o primeiro lugar, com cinco pontos, também com uma vitória e dois empates.

Às duas equipas vão juntar-se, na 2ª fase – que decorre de 16 a 18 de dezembro – as equipas com apuramento direto: UD Oliveirense/Simoldes e OC Barcelos SAD. Desta fase, passam oito clubes para a Fase de Grupos e, os restantes, passam a integrar a WSE Cup.

Resultados | 1ª Fase de Qualificação

HC Braga SAD 3 x 2 PAS Alcoy
US Coutras 3 x 3 HC Braga SAD
Forte dei Marmi 1 x 1 HC Braga SAD
CH Caldes 1 x 1 AD Valongo/Colquímica
AD Valongo/Colquímica 1 x 1 Bassano
Dinan Quevert 2 x 3 AD Valongo/Colquímica

Classificação | Grupo A
1º HC Forte dei Marmi
2º HC Braga SAD
3º PAS Alcoi
4º US Coutras

Classificação | Grupo D
1º AD Valongo/Colquímica
2º Dinan Quevert
3º CH Caldes
4º Bassano

Fonte: fpp.pt

Um empate e uma vitória: HC Braga e AD Valongo com destinos distintos no arranque da Champions League

Arrancou, esta sexta-feira, a 1ª ronda de qualificação da WSE Champions League e houve duas equipas portuguesas em ação. O HC Braga venceu o PAS Alcoi por 3-2, enquanto a AD Valongo empatou com o CH Caldes por 1-1. Este sábado, ambas voltam a entrar em ação.

Era o início da caminhada lusa na nova WSE Champions League, com o HC Braga e a AD Valongo a defrontarem os espanhóis do PAS Alcoi e do CH Caldes, respetivamente, na 1ª jornada da fase de grupos da 1ª ronda de qualificação, com ambos os encontros a realizarem-se em França (embora em cidades distintas).

Em Coutras, o HC Braga entrou mal na partida e com apenas alguns segundos de jogo já perdia, com um golo de Perez Gonzales, mas os bracarenses souberam reagir e pouco depois empataram por Diogo Seixas. A 1ª parte foi intensa, repartida, e prova disso é que aos oito minutos ambas as equipas marcaram, por Diogo Seixas, novamente, e Ivan Fuster, o que mostrava que tudo podia acontecer. Contudo, na 2ª parte, foram mesmo os comandados de Tó Neves a serem felizes e a chegarem ao golo da vitória, por Rúben Pereira, já nos últimos dez minutos.

Sorte diferente teve a AD Valongo em Quevert. Os comandados do espanhol Edo Bosch até entraram melhor na partida e marcaram aos nove minutos por Facundo Navarro. Os portugueses foram para o intervalo a vencer, mas na 2ª parte foi a vez de Roger Presas faturar para o CH Caldes e fixar aquele que seria o resultado final, 1-1.

Relativamente aos resultados desta sexta-feira, nota ainda para o empate a duas bolas entre os franceses Noisy Le Grand e os espanhóis do CP Calafell, vencedores da última dição da Taça WS Europe. Este sábado, as duas equipas lusas voltam em entrar em ação. O HC Braga defronta a equipa da casa, o US Coutras, enquanto o Valongo defronta os italianos do Bassano.

Fonte: zerozero.pt


Imagem @ SLB

“Temos de estar na nossa melhor vertente para conseguirmos a vitória”

O Benfica recebe neste domingo, 2 de outubro, o CACO, na 2.ª jornada da 1.ª fase (Zona Sul) do Campeonato Nacional.

A equipa feminina de hóquei em patins do Benfica recebe neste domingo, 2 de outubro, às 17h00, no Pavilhão Fidelidade, o CACO, em jogo da 2.ª jornada da 1.ª fase (Zona Sul) do Campeonato Nacional, reencontrando um oponente que venceu recentemente na final da Elite Cup. A defesa Inês Severino aponta ao triunfo.
Na 1.ª jornada, as águias empataram a três bolas em Turquel, daí que o grupo de trabalho comandado por Paulo Almeida só pense em retomar o trilho das vitórias.

"Frente ao Turquel não conseguimos levar avante o principal objetivo, que é sempre o de vencer. Contudo, aprender com os erros também nos ajuda a crescer e a melhorar para evoluirmos como grupo, preparando todos os jogos que ainda temos pela frente", disse Inês Severino ao Site Oficial.

Surpresas na receção ao CACO também não são esperadas, como sublinhou a defesa benfiquista.

"O CACO é uma equipa que já enfrentámos muitas vezes. São [jogadoras] muito aguerridas, disputam ao máximo todos os lances e por isso temos de estar na nossa melhor vertente para conseguirmos a vitória", concluiu a hoquista Inês Severino.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ WSE

1ª Fase de qualificação da WSE Liga dos Campeões decorre este fim de semana

Desta sexta-feira a domingo, disputa-se a 1ª fase de qualificação da WSE Liga dos Campeões – Masculinos. HC Braga SAD e AD Valongo/Colquímica participam nesta primeira fase, com o HCB colocado no grupo A (com US Coutras, Forte dei Marmi, e PAS Alcoi), enquanto a ADV está no grupo D (com o Dinan Quevert, Bassano e Caldes). Ambas as equipas vão jogar em França.

Os dois primeiros classificados de cada grupo avançam para a 2ª fase de qualificação. Os terceiros e quartos classificados vão competir na ronda de qualificação da Taça WSE.

Para a segunda fase de qualificação, juntam-se as equipas com apuramento direto: UD Oliveirense/Simoldes e OC Barcelos SAD. Desta fase, passam oito clubes para a fase de grupos e os restantes integram a Taça WSE.

SL Benfica, FC Porto/Fidelidade e Sporting CP estão diretamente apurados para a fase de grupos.

Agenda | 1ª Fase de Qualificação
30/09/2022 | 20h | CH Caldes x AD Valongo/Colquímica
30/09/2022 | 20h| HC Braga SAD x PAS Alcoy
01/10/2022 | 15h | US Coutras x HC Braga SAD
01/10/2022 | 17h | AD Valongo/Colquímica x Bassano
02/10/2022 | 13h | Dinan Quevert x AD Valongo/Colquímica
02/10/2022 | 15h | Forte dei Marmi x HC Braga SAD

Acompanhe os jogos das equipas portuguesas, neste fim de semana, na WSE TV.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ WSE

World Skate Games

O Campeonato do Mundo de Sub-19 decorre de 30 de Outubro a 5 de Novembro e os Mundiais de Seniores, no Masculino e no Feminino, de 7 a 13 de Novembro.


Imagem @ WSE

MASCULINOS
Grupo A: Portugal, Chile, Itália, França
Grupo B: Argentina, Moçambique, Angola, Espanha

Campeonato Intercontinental
Grupo A: Colômbia, Brasil, Suíça, Israel
Grupo B: Andorra, Áustria, Alemanha, Austrália

Campeonato Challenger's
Paquistão, Estados Unidos, Nova Zelândia, Uruguai, México


Imagem @ WSE

FEMININOS
Grupo A: Espanha, França, Portugal, Chile
Grupo B: Argentina, Colômbia, Alemanha, Itália

Campeonato Intercontinental
Brasil, Suíça, México, Austrália


Imagem @ WSE

SUB-19
Grupo A: Espanha, Inglaterra, Portugal, Colômbia, Estado Unidos
Grupo B: Argentina, Suíça, Itália, Chile, México


Imagem @ Maria João

Galeria - CD Paço de Arcos vs SL Benfica


Imagem @ FCP

FC Porto foi a Valongo vencer por 5-3 na 3.ª jornada do Nacional

O FC Porto somou nesta quarta-feira o segundo triunfo consecutivo no Campeonato Nacional de hóquei em patins ao vencer em casa do Valongo, por 5-3, em partida referente à 3.ª jornada. Os Dragões somam os mesmos seis pontos que Óquei de Barcelos e Benfica, mas têm mais um jogo disputado.

Os campeões nacionais entraram com tudo na pista do Valongo e tiveram dois elementos particularmente inspirados nos minutos iniciais: Carlo Di Benedetto iniciou a jogada com que Xavier Barroso abriu o ativo e pouco depois ofereceu o bis ao espanhol. A aliança hispano-francesa só não foi decisiva logo a abrir porque Rafael Bessa reduziu a diferença para o Valongo, mas Gonçalo Alves ainda assinou o 3-1 de livre direto com que o encontro foi para intervalo.

O descanso acabou por fazer melhor à equipa da casa, que voltou a reduzir por intermédio de Rafael Bessa após o reatamento, mas a reação valonguense não se ficaria por aqui. Diogo Abreu estabeleceu o 3-3 de livre direto e colocou as hostes portistas em sentido, mas a igualdade seria desfeita pelo génio de Gonçalo Alves, que bisou numa magnífica jogada individual. Já com menos de um minuto para jogar, Carlo Di Benedetto transformou com sucesso um livre direto e rubricou o 5-3 final favorável aos azuis e brancos.

Na 4.ª jornada do campeonato, o FC Porto recebe a Oliveirense no Dragão Arena (quarta-feira, 5 de outubro, 15h00, FC Porto TV/Porto Canal).

FICHA DE JOGO

VALONGO-FC PORTO, 3-5
Campeonato Nacional, 3.ª jornada
28 de setembro de 2022
Pavilhão Municipal de Valongo

Árbitros: Porfírio Fernandes e Manuel Oliveira

VALONGO: Alejandro Edo (g.r.), Rafael Bessa, Nuno Santos (cap.), Facundo Navarro e Facundo Bridge
Suplentes: Gonçalo Bento (g.r.), Martim Leite, Miguel Moura, Francisco Silva e Diogo Abreu
Treinador: Edo Bosch

FC PORTO: Xavier Malián (g.r.), Xavier Barroso, Reinaldo García (cap.), Gonçalo Alves e Carlo Di Benedetto
Suplentes: Tiago Rodrigues (g.r.), Telmo Pinto, Ezequiel Mena, Diogo Barata e Rafa
Treinador: Ricardo Ares

Ao intervalo: 1-3
Marcadores: Xavier Barroso (4m e 7m), Rafael Bessa (9m e 28m), Gonçalo Alves (18m e 34m), Diogo Abreu (33m), Carlo Di Benedetto (50m)

Fonte: fcporto.pt


Imagem @ Gerardo Santos / Global Imagens

Benfica goleia Sporting com remontada no nacional

O Benfica goleou, esta quarta-feira, o Sporting por 5-1, com bis de Pablo Alvarez e Nil Roca, num encontro da segunda jornada da fase regular do campeonato nacional de hóquei em patins em que perdia ao intervalo.

O Sporting adiantou-se no marcador por intermédio de Toni Pérez, aos 21 minutos, mas, na segunda parte, Pablo Álvarez, aos 26 e 33 minutos, Nil Roca, aos 34 e 42, Lucas Ordoñez, aos 47, selaram a reviravolta.

O início de jogo até foi muito dividido. A primeira jogada de perigo pertenceu ao benfiquista Edu Lamas, aos seis minutos, mas o guarda-redes Ângelo Girão esteve em bom plano e defendeu.

As duas equipas procuravam superiorizar-se e, com o intuito de manter os jogadores frescos, o treinador do Sporting, Alejando Domínguez, começou a rodar muito cedo a equipa, o que trouxe mais intensidade ao encontro.

O Benfica mantinha os olhos postos na baliza leonina e, aos 20 minutos, foi a vez de Pablo Álvarez testar os reflexos de Ângelo Girão, até que, aos 22, o Sporting inaugurou o marcador, por Toni Pérez, que recebeu a bola de Gonzalo Romero, e, à boca da baliza, apenas teve a desviar e bater o guarda-redes Pedro Henriques.

Nicolía, a 26 segundos do intervalo, teve a oportunidade de igualar a partida, de livre direto, depois do Sporting ter atingido a 10.ª falta, mas o inevitável Ângelo Girão voltou a negar o golo aos encarnados.

Os comandados de Nuno Resende não poderiam ter melhor entrada no segundo tempo, já que Pablo Álvarez viria a empatar, aos 26 minutos, depois de uma jogada de insistência, em que fez passar a bola por entre as pernas de um adversário, ficando depois em posição de remate, perante um impotente Girão.

O Sporting pareceu acusar o golo sofrido, encolheu-se no campo e, aos 31 minutos, Ângelo Girão esteve novamente em evidência, ao defender um livre direto, cobrado por Álvarez, depois do Sporting chegar à 10.ª falta no segundo tempo.

Álvarez, servido do flanco direito por Nicolía, acabou por marcar aos 33 minutos, numa jogada de contra-ataque iniciada por Pedro Henriques, e numa altura em que o Sporting tinha um jogador a menos, fruto da exclusão de Toni Pérez.

Ainda o Sporting não tinha digerido o golo sofrido e já Nil Roca estava a ampliar a contagem, sendo que, aos 42 minutos viria a 'bisar', depois de uma primeira defesa de Ângelo Girão na sequência de um livre apontado por Lucas Ordoñez.

Curiosamente, foi precisamente este hoquista que viria a fazer o 5-1, aos 47 minutos, e a selar o resultado final.

Ficha de jogo:

Jogo no Pavilhão Fidelidade, no Estádio da Luz, em Lisboa

Benfica - Sporting, 5-1

Ao intervalo: 0-1

Marcadores:

0-1, Toni Pérez, 21 minutos; 1-1, Pablo Álvarez, 26; 2-1, Pablo Álvarez, 33; 3-1, Nil Roca, 34; 4-1, Nil Roca, 42; 5-1, Lucas Ordoñez, 47.

Sob a arbitragem de Joaquim Pinto e João Catrapona, as equipas alinharam:

Benfica: Pedro Henriques, Edu Lamas, Pablo Alvarez, Nil Roca e Roberto Benedetto. Jogaram ainda Diogo Rafael, Nicolía, Lucas Ordoñez e Gonçalo Pinto
Treinador: Nuno Resende

Sporting: Ângelo Girão, Alessandro Verona, Matias Platero, Toni Pérez e Gonzalo Romero. Jogaram ainda João Almeida, Ferrant Font, João Souto e Henrique Magalhães
Treinador: Alejando Domínguez

Assistência: Cerca de 1.400 espetadores

Fonte: jn.pt


Imagem @ Maria João

Galeria - GRF Murches vs UD Oliveirense


Imagem @ AL - António Lopes

C.H.Carvalhos 2022/2023


Imagem @ AJV

A. Juventude Viana 2022/2023


Imagem @ Tânia Paulo / SL Benfica

Adeptos convocados: quarta-feira há dérbi na Luz!

Esta quarta-feira, 28 de setembro, há dérbi de hóquei em patins na Luz. Benfica e Sporting encontram-se já na 2.ª jornada do Campeonato Nacional, numa partida com início às 20h00 no Pavilhão Fidelidade. O treinador Nuno Resende e o jogador Lucas Ordoñez afirmam que apesar do jogo acontecer numa fase prematura da época, os três pontos são para ficar em casa.
Todos os pontos contam, desde a primeira até à última ronda do Campeonato. Benfica e Sporting defrontam-se à 2.ª jornada e, apesar de haver ainda um longo caminho a percorrer, na Luz trabalha uma equipa que quer desde cedo trilhar um caminho vencedor.

"Não podemos de maneira alguma descurar e dizer que estamos numa fase inicial. Nós temos bem presente aquilo que foi o ano passado e os pontos que deixámos no caminho e que nos dificultou muito na fase final do campeonato. Temos essa necessidade de conquistar os três pontos em casa e é um dérbi, é muito mais que um jogo, estas partidas são para se ganhar", referiu o treinador Nuno Resende em declarações à BTV.

"Temos de tentar ser fiéis a nós próprios sabendo que vamos alterar algumas coisas, fruto do que será a oposição do Sporting" - Nuno Resende

A equipa do Sporting venceu o Porto, por 4-2, na 1.ª jornada do Campeonato Nacional. Para os encarnados, a vitória leonina no clássico não precisa de servir como aviso, já que os créditos dos verdes e brancos são bem conhecidos.

"Não serve de aviso, sabemos que é um rival forte e que tem os mesmos objetivos que nós. Pensamos só neste jogo, é um campeonato longo e que ainda está no começo. Jogamos em casa, queremos somar os três pontos em cada partida que aqui fizermos e vamos com esse compromisso", revelou o jogador Lucas Ordoñez, que acrescentou as qualidades adversárias.

"Conhecemos muito bem o Sporting que, apesar de manter grande parte dos jogadores, mudou a equipa técnica. Tem uma ideia de jogo distinta e estiveram bem nesta semana. Vamos concentrar-nos primeiramente na nossa forma de jogar, jogamos a primeira partida em casa e temos muita vontade de desfrutar com os nossos adeptos. É confiar no nosso trabalho e no que podemos fazer", anteviu o argentino.

As alterações no adversário estão mais que identificadas e quem se adaptar melhor ao opositor sem perder a identidade está mais próximo de vencer.

"Temos de saber interpretar a nossa parte e trabalhar nos nossos modelos defensivo e ofensivo relativamente às características adversárias; tentarmos ser fieis a nós próprios sabendo que temos de alterar algumas coisas fruto daquilo que serão as dificuldades e a oposição do Sporting. Acredito que eles farão o mesmo, o normal em termos estratégicos e que ambos os treinadores têm de estar atentos", acrescentou o treinador do Benfica.

Os encarnados querem fazer da Luz uma fortaleza e para tal precisam do apoio dos adeptos. Dérbi é dérbi e é para vencer, com os benfiquistas nas bancadas a puxarem, a partir das 20h00, pelo Sport Lisboa e Benfica.

Fonte: slbenfica.pt


Imagem @ AAC

A.A.Coimbra 2022/2023


Imagem @ fcp

"Queremos conseguir mais uma vitória"

Ezequiel Mena antevê o Valongo-FC Porto, da 3.ª ronda do campeonato de hóquei (quarta-feira, 20h30)

A a equipa de hóquei em patins do FC Porto torna a entrar em pista esta quarta-feira em busca de novo triunfo num reduto histórico da modalidade (quarta-feira, 20h30, FC Porto TV/Porto Canal). Em casa do Valongo, com quem seguem empatados na tabela classificativa, os Campeões Nacionais do Mundo esperam “encontrar uma equipa muito forte e um pavilhão complicado” que tornará o “jogo difícil. Para Ezequiel Mena, só uma equipa pronta a “contrariar isso” será capaz de “trazer os três pontos para o Porto”.

Adversário e pavilhão complicados
“Sabemos o que vamos encontrar em Valongo: uma equipa muito forte e um pavilhão complicado. Esperamos um jogo difícil, mas temo-nos preparado muito bem esta semana e queremos contrariar isso para podermos trazer os três pontos para o Porto.”

Rescaldo da ronda anterior
“O jogo contra o HC Braga foi muito difícil. Não estivemos tão bem na definição, mas deu-nos muita confiança porque nunca há jogos fáceis e ganhar jogos como estes dá muita confiança à equipa. O que queremos agora é conseguir mais uma vitória e continuar a pensar jogo a jogo para podermos estar lá em cima no campeonato.”

Raio-x ao Valongo
“É uma equipa que vale pelo coletivo, uma equipa jovem com jogadores novos e fisicamente muito bons. Defendem bem e acho que o jogo passará muito por aí. Esperamos um Valongo muito forte.”

Edo Bosh no banco da casa
“Obviamente que ele sabe muito bem o que é o FC Porto, conhece tudo, mas vamos tentar contrariar isso com o trabalho de equipa que temos feito esta semana. Esperemos que não faça muita diferença o Edo estar do lado de lá.”

Fonte: fcporto.pt


Imagem @ Carlos Barroso/Record

Alejandro Domínguez: "As ideias estão cada vez mais assimiladas e isso dá-nos confiança"

Leões disputam a segunda jornada do campeonato na Luz.

A equipa principal masculina de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal joga, esta quarta-feira, às 20h00, a ronda dois da fase regular do Campeonato Nacional diante do SL Benfica, no Pavilhão da Luz.

Na antevisão a esta partida, Alejandro Domínguez disse que a formação Leonina trabalhou bem durante os últimos dias e que parte para este encontro com muita confiança.

“A equipa está muito bem. Tivemos uma semana comprida e muito boa para preparar o jogo com detalhe. Estamos muito confiantes, vencemos o jogo em casa contra o FC Porto e isso deu-nos um boost de confiança. Agora vamos até casa de um rival, que é muito forte, mas nós também somos fortes e vamos medir forças na pista”, disse, detalhando as qualidades do adversário: “O SL Benfica tem muitas ferramentas que pode utilizar no jogo. Tem muita qualidade a nível colectivo, mas, enquanto treinador, o que me preocupa mais são as qualidades individuais. O SL Benfica tem muita riqueza a nível individual e, por isso, haverá muito equilíbrio no um para um”.

Nesse sentido, o técnico não tem dúvidas: “Temos de controlar muito bem essas individualidades para poder aplicar o nosso jogo ofensivo. Caso contrário, vamos passar grande parte do jogo a defender e isso é algo que preferimos não fazer”.

Este será apenas o quinto jogo oficial dos Leões com o técnico argentino no comando, mas segundo o mesmo as ideias já estão bem assimiladas: “As ideias da equipa técnica estão cada vez mais assimiladas pelo plantel e isso deixa-nos a todos cheios de confiança. Já vemos dentro do rinque muitos detalhes que queremos que a equipa aplique e que queremos que estejam em pista a cada jogo”.

Depois do forte apoio no Clássico no Pavilhão João Rocha, desta feita os Leões jogam em terreno adversário, mas Alejandro Domínguez espera contar com o apoio dos Sportinguistas: “O ambiente na Luz vai ser hostil para nós, mas esperamos ver os nossos adeptos nas bancadas para nos apoiarem. Eles querem ver-nos ganhar em todos os jogos e nós, desde o primeiro jogo do campeonato até aos play-offs, seja qual for o momento, vamos sempre entrar com vontade de vencer”.

Fonte: sporting.pt


Imagem @ AL - António Lopes

A.C.D. Gulpilhares 2022/2023


Imagem @ OCB

Óquei Clube de Barcelos 2022/2023


Imagem @ Sérgio Gonçalves

O CN de Hóquei está de volta. - Por Marta Faria

"O CN de Hóquei está de volta.

Após a Elite CUP, pela primeira vez disputada também no feminino e a realização da Supertaça, ambos os troféus ganhos pelo Sport Lisboa e Benfica, eis que todas as atenções se voltam para o Campeonato.
CA Feira, AD Sanjoanense, Gulpilhares, Carvalhos, Vila Boa do Bispo, Académico, Arazede, Académica de Coimbra, SL Benfica, Sporting CP, Escola Livre de Azeméis,CENAP, Caco e Stuart HC Massamá, equipas que permanecem da época anterior às quais se juntam o HC Turquel, que volta a ter equipa feminina e o recém criado GC Oivelas.
De salientar que o CN nesta temporada que inicia deixa de contar com a presença do CA Antes e do APAC Tojal, que não têm equipa para esta época desportiva.
Foram muitas as transferências foi um autêntico verão quente, a dar que falar muito por "culpa" do autêntico "desfalque" na equipa do Sporting.
Às saídas de Ana Catarina Ferreira (Gijon Hockey Club), Rita e Rute Lopes e Cláudia Vicente (HC Turquel) juntam-se ainda Inês Açoreira, Alice Vicente e Inês Vieira que colocaram um ponto final à carreira e penduraram os patins.
Se juntarmos a tudo isto a mudança de treinador, saiu Nuno Pinto, entrou Ricardo Pereira, podemos dizer que o Sporting esta época é a equipa que tem o maior desafio pela frente.
À data em que este artigo é escrito já foi disputada a primeira jornada e tivemos surpresa!
O HC Turquel que regressou ao Nacional empatou a 3 com o SL Benfica em casa, naquele que foi um dos melhores jogos deste regresso.
Vamos continuar a ter surpresas ou foi sorte de "principiante"?
A ver vamos..."

Por: Marta Faria


Imagem @ ADS

Sanjoanense inicia Nacional com triunfo

A AD Sanjoanense recebeu no passado fim de semana a equipa do Escola Livre de Azeméis e venceu por 5-2. Grande destaque neste encontro para Inês Ferreira que à sua conta apontou quatro dos golos das alvinegras.

Ao intervalo ia-se registando um empate auma bola (com golos de Inês Ferreira e Naiara Gonçalves.

Segunda metade com a Sanjoanense a mostra-se letal e a acabar por vencer de forma tranquila. Ana Silva aos 14 minutos da etapa complementar fez o 2-1 e nos minutos seguintes Inês Ferreira a fazer um hat trick colocando o resultado em 5-1 corria o minuto 21. Mariana Silva a 3 minutos do final do encontro fechou as contas do marcador ao assinar o 5-2 final.

Na próxima jornada a Sanjoanense viaja até Arazede com o Escola Livre a folgar.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ AD Sanjoanense

AD Sanjoanense 2022/2023


Imagem @ João Flores (Arquivo)

Leoas entram a vencer

A equipa feminina de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal venceu, este domingo à tarde, o CA Campo de Ourique por 1-3, em jogo da ronda inaugural da primeira fase do Campeonato Nacional.

Foi o CA Campo de Ourique a entrar melhor no jogo e a marcar um golo. Beatriz Alves facturou para a equipa da casa, colocando o conjunto verde e branco em posição de ter de correr atrás do prejuízo.

Contudo, o resultado não se alterou até fim da primeira parte.

As Leoas, ainda assim, não baixaram os braços e foram à procura de reverter o placard na segunda metade. Não demorou muito até que o golo do empate fosse celebrado no Pavilhão Carlos Bernardino, em Campo de Ourique. Rita Batista restabeleceu a igualdade.

Pouco depois, foi a vez de Margarida Florêncio protagonizar a reviravolta no marcador. As Leoas seguiam agora na frente e, a cerca de cinco minutos do fim, Rita Batista bisou na partida e colocou o Sporting CP a vencer por 1-3, um resultado que não mais se alterou.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ HC Turquel

Turquel trava Águias

O HC Turquel que reapareceu no HF após algumas temporadas que esteve desactivada, impôs um empate ao SL Benfica a actual eneacampeã nacional, a 3 bolas.
Com uma equipa onde evoluem algumas das melhores jogadoras nacionais e que passaram pelo SL Benfica e Sporting CP, trazendo consigo, também, a experiência, acabou por ser determinante no desfecho final deste encontro.

As comandadas por Paulo Almeida adiantaram-se no marcador com um golo de Raquel Santos, aos 11', após assistência de Maria Sofia Silva.

A vantagem das encarnadas foi anulada na segunda metade. Depois de um cartão azul a Raquel Santos, Rita Lopes empatou para a equipa da casa. Paulo Almeida pediu um desconto de tempo e, pouco depois, Maca Ramos recolocou as águias na frente.

Depois de ter falhado um livre direto, defendido por Maria Vieira, Isa Ricardo fez o 2-2, na sequência de novo cartão azul a Raquel Santos. Cata Flores também desperdiçou um livre direto, mas a 5m33s do fim, Maria Sofia Silva, a passe de Raquel Santos, fez o 3-2. Quando faltavam dois minutos para o final, Isa Ricardo igualou a partida.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ fpp

Parabéns Portugal! Enormes!!!


Imagem @ fpp

Seleção Nacional de Sub-17 é Vice-Campeã da Europa

Invicto até aqui, Portugal só quebrou – depois de deixar tudo em rinque – na final, frente à Espanha, ao perder por 7-6, num excelente jogo de hóquei em patins, disputado até aos últimos segundos.

O conjunto luso entrou muito bem no jogo, mais seguro e a pressionar e, em praticamente dois minutos, marcou dois golos: aos 18 minutos, numa stickada cruzada de Viti Oliveira e depois, por Guilherme Azevedo (0-2).

Apesar dos dois golos de vantagem, os espanhóis conseguiram organizar-se e restabeleceram o empate no marcador (2-2). A nove minutos para o final, Espanha perfez o terceiro, colocando-se em vantagem pela primeira vez na partida (3-2).

A seleção das quinas continuou a pressionar e o golo do empate acabou por surgir, aos seis minutos, com Viti a bisar. Mas, no mesmo minuto, os espanhóis marcaram o quarto passando novamente para a frente do marcador (4-3).

A dois minutos do tempo de descanso, cartão azul para a seleção «roja», por falta cometida sobre Viti. O jogador converteu o livre direto e voltou a empatar a partida, estabelecendo o resultado ao intervalo (4-4).

No tempo complementar, foram os espanhóis a entrar melhor no jogo, com o quinto golo a surgir com dois minutos jogados (5-4). A Seleção Nacional não baixou os braços e, a seis minutos para o final, João Pina marcou o quinto, empatando de novo a partida.

Num jogo cada vez mais de nervos, e quando Portugal fazia mais pressão, é a seleção espanhola que volta a passar para a frente do marcador, com o sexto golo. No minuto seguinte, Guilherme Azevedo vê o cartão azul e os espanhóis não desperdiçaram a oportunidade de dilatar a vantagem para os 7-5.

A dar tudo em rinque, Portugal ainda marcou o sexto, por Viti, a 23 segundos do fim, mas já não houve tempo para mais. Portugal sagra-se assim Vice-Campeão da Europa, do 41º Campeonato da Europa de Sub-17.

No final do jogo, o capitão da seleção das quinas e melhor marcador deste campeonato (13 golos), Viti Oliveira, referiu que foi um jogo «muito competitivo» e mostrou-se «orgulhoso da minha equipa, do nosso trabalho». «Jogámos muito bem, estivemos confiantes no nosso trabalho e perdemos. É uma final: há um que ganha, um que perde…acontece. Agora é seguir em frente», disse.

Na opinião do selecionador nacional, Nuno Ferrão, «não tivemos a felicidade do jogo. Isso e o pragmatismo dos espanhóis. A equipa jogou muito bem, com atitude e carácter, a jogar num pavilhão cheio, na casa do adversário. Atletas que nunca tiveram essa experiência e que revelaram uma grande qualidade hoquistica».

«Depois, os pormenores, o momento, a inspiração. Como o resultado diz, foi um jogo espetacular. Parabéns aos atletas que demonstraram qualidade».

Ferrão explicou que «o hóquei espanhol tem uma característica muito própria que nós, em Portugal, não estamos habituados e é necessário fazer um trabalho específico para este jogo», embora «não podemos pensar que só este jogo é que conta». «Sabemos que é a final e que a história vai dizer não o que jogámos mas sim o resultado final, que foi 7-6».

Para o selecionador, houve «claramente dois momentos: os dois azuis (a Viti Oliveira) que nos inibiram um pouco – mas a equipa teve uma reação fantástica – e o início da segunda parte, que foi complicado se bem que, tivemos a capacidade de reagir. Mas sempre que marcávamos, logo a seguir sofríamos. E isso foi sempre um prejuízo».

Ferrão sublinhou que «a equipa e o staff fizeram toda a preparação e o trabalho já estava feito com continuidade» e reforçou que «os atletas interpretaram na perfeição. A espaços, algumas diferenças, mas são jovens que estão nestes primeiros momentos e estiveram bem.», concluiu.

Classificação Final
1º Espanha
2º Portugal
3º Itália
4º França
5º Alemanha
6º Inglaterra
7º Suíça
8º Andorra

Fonte: fpp.pt


Imagem @ slb

Mentalidade forte logo a abrir

As (enea)campeãs nacionais de hóquei em patins iniciam às 17h00 deste domingo, 25 de setembro, a luta pela revalidação do título. O Benfica viaja até ao reduto do Turquel, na 1.ª jornada da 1.ª Fase (Zona Sul) do Campeonato Nacional. Uma deslocação que promete dificuldades e em que, segundo Raquel Santos, vai ser preciso "mentalidade forte" para arrecadar os três pontos.

A época desportiva começou da melhor forma para a equipa treinada por Paulo Almeida. As benfiquistas conquistaram a Elite Cup e a Supertaça, demonstrando que o ritmo de vitórias se mantém ao nível a que habituou os adeptos do Benfica.

"O talento dá-nos títulos, mas a nossa mentalidade é muito importante. Temos um foco e um querer muito grande, é isso que nos faz trazer troféus para o Museu Benfica Cosme Damião. Podemos continuar a fazer história", explicou Raquel Santos no programa "Sport Lisboa e Modalidades", da BTV, questionada sobre a razão da conquista de 27 títulos consecutivos por parte da equipa feminina de hóquei em patins.

"A nossa mentalidade e o nosso trabalho hão de vir ao de cima e vamos trazer os três pontos para casa"
Raquel Santos

Alcançados os primeiros objetivos da temporada, as encarnadas procuram agora entrar da melhor forma na defesa do título de campeão nacional. Pela frente, o Benfica vai ter a equipa estreante do Turquel, numa deslocação que promete dificuldades.

"Vai ser um jogo difícil, numa pista muito difícil. Algumas jogadoras estão na Seleção, outras já estiveram no Benfica. Vai ser um jogo renhido, e primeiro temos de ter uma mentalidade forte devido à sua intensidade. Vai ser um bom jogo de ambas as partes. A nossa mentalidade e o nosso trabalho hão de vir ao de cima e vamos trazer os três pontos para casa", referiu a avançada, confiante num bom início na competição.

Confiança é a característica intrínseca das eneacampeãs, que iniciam o Campeonato Nacional no rinque do Pavilhão Gimnodesportivo de Turquel, neste domingo, às 17h00.

Fonte: slbenfica.pt


Imagem @ Toni Albir EPA

Seleção argentina para o Mundial cheia de “portugueses”

A seleção de hóquei em patins da Argentina tem 13 jogadores pré-convocados para disputar o Mundial em casa. Dez jogam em Portugal.

O selecionador Jose Luís Paez aposta na continuidade, mas tem quatro “novatos”: Ezequiel Mena, Danilo Rampulla, Facundo Bridge e Lucas Martinez.

Em 2019 foi a Argentina a chegar à final contra Portugal. A equipa das quinas levou a melhor nas grandes penalidades.

Convocados:
"Conti" Acevedo (Óquei de Barcelos), Matías Bridge (Liceo) e Valentin Grimalt (Lodi); Carlos Nicolia, Lucas Ordoñez e Pablo Álvarez (Benfica), Danilo Rampulla (Óquei de Barcelos), Ezequiel Mena (Porto), Facundo Bridge (Valongo), Gonzalo Romero e Matias Platero (Sporting), Matias Pascual (Barcelona) e Lucas Martinez (Oliveirense).

O Mundial decorre em San Juan, na Argentina, entre 7 a 13 de novembro.

Fonte: rr.sapo.pt


Imagem @ Márcia Bastos

"Quem está no FC Porto sabe que é para ganhar em casa ou fora"

Tiago Rodrigues antevê o FC Porto-HC Braga, da 2.ª ronda do campeonato de hóquei (sexta-feira, 20h00)

A pista do Dragão Arena reabre portas esta sexta-feira (20h00, FC Porto TV/Porto Canal) para acolher os Campeões Mundiais, Nacionais, vencedores da Taça de Portugal e da Elite Cup de hóquei em patins. Em vésperas da estreia caseira em 2022/23, diante do HC Braga, Tiago Rodrigues refere a “motivação adicional” e a “responsabilidade” acrescida que é atuar no Dragão Arena perante “um adversário bastante complicado” que “vale mais pela equipa do que pelas individualidades”. Independentemente disso, garante o guardião português, o objetivo será o mesmo de sempre: “Vamos para este jogo em busca dos três pontos”.

Arranque atípico
“Obviamente que jogar em nossa casa com o nosso público é sempre uma motivação adicional. Mas também acresce a responsabilidade, porque queremos estar bem, fazer as coisas bem perante os nossos porque quem está no FC Porto sabe que é para ganhar em casa ou fora. Vamos apanhar um adversário bastante complicado e vamos para este jogo em busca dos três pontos.”

Adversário à lupa
“Apesar de terem alguns reforços com bastante qualidade já trazem uma base bastante estável da época anterior. Muitos jogadores do HC Braga jogam juntos há bastantes anos e será muito por aí. Eles valem mais pela equipa do que pelas individualidades, por isso será um jogo muito complicado.”

Imagem para limpar
“O grupo tem de estar forte todos os jogos e todos os dias para treinar, independentemente de termos ganho ou perdido. Depois de uma derrota, como é óbvio, temos de mostrar aos adeptos que estamos aqui para vencer e é isso que vamos fazer.”

Apelo ao 6.º jogador
“Pedimos o mesmo apoio e a mesma alegria, esse entusiasmo que nos levou a conquistarmos o que conquistámos no ano passado, porque sem eles nada teria sido possível. É isso que pedimos, que repitam o que fizeram no ano passado.”

Fonte: fcporto.pt


Imagem @ fpp

Portugal vence Suíça e vai jogar a meia-final frente à França no Europeu de Sub-17

A Seleção Nacional de Sub-17 venceu, a Suíça, por 14-0 e está nas meias-finais, onde vai defrontar a França.

O jogo não ofereceu dificuldades à equipa das quinas, frente a uma seleção suíça que, na primeira parte, praticamente não passou do meio-campo. Ao intervalo, Portugal já vencia por 7-0.

No segundo tempo, a toada do jogo foi a mesma, com a Seleção Nacional a marcar mais sete golos e a fechar o resultado nos 14-0.

Na opinião do jogador Guilherme Azevedo, este foi um jogo «muito consistente da nossa equipa, em que dominámos. A Suíça teve muito poucas oportunidades e conseguimos trabalhar as nossas movimentações. Agora é pensar no jogo de amanhã, preparar contra a França, para conseguir ganhar e chegar à final».

Segundo Azevedo, para vencer a seleção francesa, a equipa vai ter de «dar tudo, como sempre demos até agora, até nos transcendermos, confiar no nosso sistema de jogo e vamos conseguir».

Para o selecionador nacional, Nuno Ferrão, esta foi uma exibição da equipa «consistente, assertiva, pragmática a defender e a manter a consistência defensiva» pois «para ganhar campeonatos a defesa é fundamental». «A fluidez do jogo, ritmo e a qualidade dos jogadores traduziram-se no resultado que aconteceu naturalmente, com os atletas a produzirem bom hóquei e a demonstrar a qualidade da equipa portuguesa, com eficácia».

A faltarem dois jogos para o fim do europeu, Ferrão considera que «agora são dois jogos com muito mais importância – como têm todos – mas a próxima meia-final é um jogo fundamental». «Tivemos o objetivo de ganhar e manter a consistência. Estamos preocupados connosco, com o processo, e em melhorar de dia para dia – o que se está a verificar, uma vez que a equipa está a melhorar o seu desempenho desportivo e competitivo dentro da pista».

«Amanhã é a meia-final. Claramente que o mais importante é passar à final, com a estratégia que tivermos de adotar, frente a uma equipa também extremamente competitiva», concluiu.

Marcadores: Guilherme Azevedo (3), Viti Oliveira (3), Diogo Lemos (2), João Pereira (2), Rodrigo Preciso (2), Gonçalo Machado, Martim Costa

Meias-finais | 23/09/2022
14h | Suíça x Alemanha
16h | Andorra x Inglaterra
18h | Portugal x França
20h | Espanha x Itália.

Assista aos jogos de Portugal na FPP TV.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ fep.es

Cabestany escolheu os 10 para a Argentina

Guillem Cabestany atual seleccionador de Espanha anunciou a lista de jogadores convocados para os Jogos Mundiais de Skate 2022, de 6 a 13 de novembro em San Juan. O anúncio ocorreu na Celler de la Fassina de Can Guineu em Sant Sadurní d'Anoia.

A seleção espanhola começará sua preparação na próxima segunda-feira, 10 de outubro, no Sant Cugat CAR. Em breve, a World Skate realizará o sorteio da competição.

Em conferência de imprensa, Guillem Cabestany avaliou a sua convocação: "É sempre difícil fazer a convocatória mas felizmente há muitos jogadores e muita qualidade por onde escolher. Para nós, jogar um torneio deste nível é sempre um desafio e ir jogar em San Juan é especial por causa de como o hóquei é vivido lá".

Seleção Absoluta Masculina para o WSG Argentina 2022:

Guarda -redes
Sergi Fernández – FC Barcelona
Xavier Malián - FC Porto

Jogadores de Campo
Xavier Barroso - FC Porto
Nil Roca - SL Benfica
Sergi Aragonès - Reus Deportiu
Ignacio Alabart - FC Barcelona
Pau Bargalló - FC Barcelona
Ferran Font - Sporting CP
Toni Pérez - Sporting CP
David Torres - Deportivo Liceo

Fonte: plurisports.com


Imagem @ fpp

Portugal termina fase de grupos do europeu de Sub-17 em primeiro lugar

Três jogos, três vitórias, conferiram o primeiro lugar do grupo B à Seleção Nacional, depois de vencer, o conjunto italiano, por 0-2.

A primeira oportunidade do jogo pertenceu a Portugal, com “Viti” Oliveira a obrigar a defesa do guardião italiano. A seleção das quinas entrou pressionante, mais próxima da baliza adversária, com os italianos a tentar jogar no erro do adversário.

Aos 12 minutos, Martim Costa marcou o primeiro do jogo, na sequência de um livre direto, por azul mostrado aos transalpinos (0-1). No mesmo minuto, Rodrigo Preciso marcou o segundo para Portugal e estabeleceu o resultado ao intervalo (0-2).

Na segunda parte não houve mais golos, em grande parte graças aos guardiões de ambas as equipas, com Tiago Estarreja em evidência, a fechar completamente a baliza de Portugal ao adversário.

No final da partida, o guarda-redes da Seleção considerou que foi «um jogo muito equilibrado» em que a equipa conseguiu fazer «o que treinador mandou. Defendemos bem e, sobretudo, tivemos união entre a equipa para conseguir ultrapassar este jogo difícil».

Para o jogo de amanhã dos quartos-de final, Tiago Estarreja garante «muita garra e determinação, porque vamos dar tudo pela camisola e dar tudo por tudo para conseguir ser campeões».

Para o selecionador nacional, Nuno Ferrão, «foi um grande jogo com uma equipa completa». «Não foi um jogo em que tivemos a fortuna e a destreza para marcar. Pela quantidade de oportunidades que tivemos, se se traduzisse num aumento da eficácia, claramente que o resultado era outro».

Ferrão explicou que este «foi um jogo «controlado, principalmente no primeiro tempo. Na segunda parte, um bocadinho de deslumbramento, inexperiência, o receio e o sentido de responsabilidade, mas estamos num campeonato de jovens miúdos, que estão a aprender, e que precisam destes jogos competitivos com equipas que querem jogar». «Itália fez o jogo deles e criou-nos dificuldades, mas creio que para nós foi uma excelente lição de como ter de jogar num Campeonato da Europa, para ser campeão».

No final da fase de grupos, o técnico fez um balanço positivo: «três jogos conseguidos, com características muito diferentes» e salientou o facto de a equipa ter «zero golos sofridos em três jogos».

Na sua opinião, esta fase foi importante para «evoluir, ganhar confiança e criar boas sensações» para agora entrar na segunda fase «que vai ter bastante dificuldade. Estas equipas não se conhecem ao início e agora, de dia para dia, todas elas vão começar a evoluir e cada vez os jogos vão ser mais difíceis», concluiu.

Terminada a Fase de Grupos, jogam-se os quartos-de-final.

Classificação | Grupo A

1º Espanha | 9 pontos
2º França | 6 pontos
3º Inglaterra | 3 pontos
4º Suíça | 0 Pontos

Classificação | Grupo B

1º Portugal | 9 pontos
2º Itália | 6 pontos
3º Alemanha | 3 pontos
4º Andorra | 0 Pontos

Quartos-de-final | 22/09/2022
14h | Itália x Inglaterra
16H | França x Alemanha
18h | Portugal x Suíça
20h | Espanha x Andorra

Assista aos jogos de Portugal na FPP TV.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ fpp

Portugal goleia Andorra no segundo jogo do Campeonato Europeu de Sub-17

Na segunda ronda da fase de grupos, a Seleção Nacional venceu a equipa de Andorra por uns expressivos 21 golos sem resposta, num jogo todo ele dominado pela equipa portuguesa.

O guardião da baliza lusa, Tiago Estarreja, fez apenas uma defesa em todo o jogo, na sequência da marcação de um penálti contra Portugal. Ao intervalo, a equipa das quinas já ganhava por 10-0.

Na segunda parte, o domínio continuou a ser totalmente dos portugueses, que marcaram mais 11 golos, fechando o resultado em 21-0.

O camisola #5 da seleção nacional, Martim Costa, no final da partida considerou que «foi um bom jogo da nossa parte, controlado por nós e deu para aumentar os índices de confiança da equipa para o próximo jogo, que é amanhã, contra a Itália». Frente aos italianos, Martim acredita que «vai ser um jogo muito competitivo, em que vamos dar tudo para vencer».

Para o selecionador nacional, Nuno Ferrão, este foi «um jogo bem conseguido e fluído da equipa portuguesa, onde os golos apareceram com naturalidade. Foi uma equipa competente, tranquila, a melhorar os níveis de confiança após a primeira jornada, que é extremamente intensa e stressante do ponto de vista dos atletas». «Hoje estavam mais descontraídos, contra uma equipa menos competitiva, mas tentámos fazer fluir o jogo e foi esse o nosso objetivo», disse.

Sobre o encontro de amanhã, Ferrão considerou ser «o mais importante. Queremos ganhar o grupo, queremos manter a senda e o desempenho que estamos a fazer e queremos ganhar à Itália». Para o selecionador, «claramente que a Itália é um sério candidato e um permanente favorito», no entanto, «é a primeira vez, são todos miúdos novos que não têm muita experiência nesta situação. Vai ser um jogo de alta intensidade e bastante interessante», concluiu.

Marcadores: “Viti” Oliveira (7), Diogo Lemos (4), Gonçalo Machado (3), João Pina (3), Martim Costa (2), João Pereira e Rodrigo Preciso.

A faltar um jogo para o final da fase de Grupos – amanhã, frente à seleção italiana, às 18 horas – Portugal e Itália lideram o Grupo B, com seis pontos cada.

Acompanhe os jogos da Seleção Nacional de Sub-17 na FPP TV.

Agenda | Fase de Grupos

3ª Mão | 21/09/2022
14h | #9 | Andorra x Alemanha
16h| #10 | Inglaterra x Suíça
18h | #11 | Itália x Portugal
20h | #12 | França x Espanha

Fonte: fpp.pt


Imagem @ José Carmo / Global Imagens

Equipa de hóquei em patins do Valongo recebida em festa após conquista internacional

Dezenas de adeptos foram ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro receber os obreiros da vitória na Taça Continental.

A festa valonguense pela conquista inédita da Taça Continental de hóquei em patins prosseguiu esta segunda-feira no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, onde dezenas de adeptos esperaram a equipa vitoriosa da AD Valongo.

Depois dos primeiros festejos em Follonica (Itália), onde a equipa portuguesa bateu o Trissino (2-1), com golos de Rafael Bessa e Diogo Abreu, a taça foi agora erguida em Portugal.

O atual plantel da AD Valongo fica na história por ter sido o primeiro a levar o clube a uma conquista internacional. Antes, também Benfica, Sporting, F. C. Porto, Óquei de Barcelos e Oliveirense ergueram o troféu.

Fonte: jn.pt


Imagem @ Jornal Açores 9

Candelária SC Vence Torneio da Cidade de Ponta Delgada

Terminou o Torneio Cidade de Ponta Delgada em hóquei patins que se realizou entre os dias 15 a 18 de setembro, jogado no pavilhão Sidónio Serpa em Ponta Delgada.

Participaram equipas de São Miguel, Marítimo SC, Hóquei Clube PDL(A e B), Caldeiras HC, da ilha da Madeira o SC Marítimo, da ilha do Pico o Candelária SC.

Na 5.ª feira passada, primeiro dia de prova jogaram as equipas de São Miguel entre si, onde participaram já as novas contratações da época.

Já na 6.ª feira a equipa do Candelária estreou-se a vencer sobre o Hóquei PDL_A, já o SC Marítimo vindo da ilha da Madeira perdeu com o Marítimo SC.

No sábado foi uma maratona de jogos para definir os jogos e a classificação final do Torneio, sendo todos os jogos arbitrados pelos árbitros Nacionais Rui Martins e Fernando Lopes.

No domingo terminou com a Final realizada entre O Candelária SC e o MarítimoSC este último clube já apresentou a totalidade dos reforços e o seu novo treinador Luciano Agulha a orientar equipa.

Foi uma final entre dois clubes da Região Autónoma dos Açores, Candelária SC e Marítimo SC num jogo muito empolgante e muito tático, e com bons momentos de hóquei. O Candelária SC da ilha do Pico, apresentou um conjunto muito jovem, bem orientado, que se superiorizou no ringue ao Marítimo SC, vencendo com boa margem.

Nas bancadas as claques dos clubes de São Miguel estiveram ativas apoiando os seus clubes.

No final o presidente da direção da APSM Aurino Sousa e seus colegas, entregaram os troféus a todas equipas e árbitros, do Torneio Cidade de Ponta Delgada.

Resultados do Torneio Cidade de Ponta Por Ponta Delgada

Marítimo SC 4 – 4 Hóquei Clube PDL_B
Hóquei Clube PDL_A 6 – 3 Caldeiras HC
Candelária SC 2 – 0 Hóquei Clube PDL_A
CS Marítimo 0 – 4 Marítimo SC
Caldeiras HC 2 – 5 Candelária SC
SC Marítimo 4 – 0 Hóquei Clube PDL_B
Candelária SC 7 – 0 CS Marítimo
Marítimo SC 5 – 1 Hóquei Clube PDL

5º e 6.º Lugares
Caldeiras HC 5 – 2 Hóquei Clube PDL_B

3º e 4.º Lugares
SC Marítimo 7 – 4 Hóquei Clube PDL_A

1º e 2.º Lugares
Candelária SC 6 – 2 Marítimo SC

Fonte: jornalacores9.pt


Imagem @ fpp

Seleção Nacional entra a ganhar no Europeu de Sub-17

A equipa portuguesa estreou-se, esta tarde, frente à seleção alemã, com uma vitória por 7-0, no jogo da 1ª ronda do Grupo B, da fase de grupos do Campeonato Europeu de Sub-17, que decorre até dia 24, em Espanha.

Os alemães entraram rápidos, a tentar surpreender o conjunto luso, mas os pupilos de Nuno Ferrão cedo impuseram o seu jogo e, aos seis minutos da partida, Gonçalo Machado inaugurou o marcador para Portugal (1-0). 10 segundos depois, numa transição rápida, Guilherme Azevedo perfez o segundo para a equipa das quinas (2-0). A 11 minutos do final Vítor Oliveira “Viti” marcou o terceiro, de livre direto, na sequência de um cartão azul mostrado à seleção alemã (3-0). Rodrigo Preciso marcou o quarto golo e estabeleceu o resultado ao intervalo (4-0).

No tempo complementar, quando ainda não tinham decorrido dois minutos de jogo, João Pereira marcou o quinto golo de Portugal (5-0). O conjunto português continuou a toada da primeira parte, sempre com mais posse de bola e a controlar o jogo, criando grandes dificuldades aos alemães para chegar à baliza lusa. Até ao final, mais dois golos apontados por Martim Costa (6-0), de livre direto e, a 30 segundos do fim, Gonçalo Machado fechou a contagem para a Seleção Nacional, ao perfazer o sétimo e último golo da partida (7-0).

No final da partida, o selecionador nacional, Nuno Ferrão considerou que esta foi «uma vitória sólida e segura, num primeiro jogo num Campeonato da Europa», apesar dos «miúdos começarem sempre um bocadinho mais nervosos e tensos» e ser «uma equipa que não se conhecia com muitos pormenores». No entanto, «foi um jogo conseguido, controlado da nossa parte, sempre bastante seguro, com boas ações e a dar experiência a todos estes jovens, que é o nosso objetivo nestas competições».

Sobre a equipa adversária, Ferrão explicou que «tentaram inicialmente jogar, sendo muito fortes fisicamente», mas «com o ritmo de jogo de Portugal, começaram a recuar e chegou a uma altura em que estavam mais preocupados em não sofrer muitos golos». «Por outro lado, procuraram defender o máximo possível e o guarda-redes esteve muito feliz. Perdemos algumas oportunidades de golo, mas estas são algumas situações de eficácia que teremos de melhorar nos próximos jogos, mas que é característico de um primeiro jogo».

Para capitão da equipa portuguesa, Viti, a equipa «entrou bem, confiante e o jogo correu bem» confessando que antes do jogo, o selecionador pediu para «trabalharmos as nossas jogadas, mostrar o que é ser Portugal e demonstrar tudo dentro da pista». O jogador assegurou que «podem contar que vamos entregar tudo dentro de campo, entrarmos confiantes em todos os jogos e que é para ganhar».

Acompanhe os jogos da Seleção Nacional de Sub-17 na FPP TV.

Agenda | Fase de Grupos

2ª Mão | 20/09/2022
14h | #5 | Alemanha x Itália
16h | #6 | Suíça x França
18h | #7 | Portugal x Andorra
20h | #8 | Espanha x Inglaterra

3ª Mão | 21/09/2022
14h | #9 | Andorra x Alemanha
16h| #10 | Inglaterra x Suíça
18h | #11 | Itália x Portugal
20h | #12 | França x Espanha

Fonte: fpp.pt


Imagem @ fpp

Seleção Nacional de Sub-17 a postos para o Europeu que começa hoje

O Campeonato Europeu de Sub-17 começa hoje, e decorre até dia 24, em Saint Sadurnì d’Anoia, Espanha.

A Seleção Nacional já está na cidade espanhola, em busca do título, onde vai competir com mais sete seleções: Andorra, Inglaterra, França, Alemanha, Itália e Espanha são os adversários da equipa lusa na prova.

O capitão da Seleção Nacional, Vítor Oliveira “Viti”, falou sobre os trabalhos de preparação que decorreram nas últimas três semanas e considera que o grupo «está confiante. O nosso trabalho está muito forte, o grupo está muito unido. Penso que vamos chegar lá e trazer o troféu para casa».

Sobre a prova, Viti acredita que «vai ser uma competição muito forte. Claro que todos os adversários têm as suas táticas para nos complicar a vida, mas creio que vai ser um belo europeu e que Portugal vai estar forte para ganhar». O atleta enfatizou que o grupo «vai deixar tudo em rinque. Estamos confiantes para isso».

O selecionador nacional, Nuno Ferrão explicou que o grupo está «com muita vontade de participar na competição, no sentido de validar e consolidar todo o trabalho que foi feito ao longo da preparação, desde a observação dos atletas ao longo da época, até aos estágios finais».

Ferrão revelou estar satisfeito com os trabalhos de preparação em que «os atletas tiveram uma excelente atitude, com toda a equipa a trabalhar e a sentir-se preparada e motivada para participar na competição».

Para o selecionador, «o objetivo é realizar excelentes jogos, jogar bom hóquei e ganhar as partidas para conseguir o objetivo para o qual esta equipa participa e trabalhou, que é a vitória no Campeonato da Europa».

A prova inicia com a fase de qualificação, com dois grupos de quatro equipas cada, definidos pelo ranking do último europeu. A classificação de cada grupo ditará a fase a eliminar. Quinta-feira jogam-se os quartos-de-final, sexta as semifinais e, no sábado, as finais.

Acompanhe os jogos da Seleção Nacional de Sub-17 na FPP TV.

Agenda | Fase de Grupos

1º Mão | 19/09/2022
13h | #1 | Itália x Andorra
15h | #2 | França x Inglaterra
17h | #3 | Portugal x Alemanha
19:30h| #4 | Espanha x Suíça

2ª Mão | 20/09/2022
14h | #5 | Alemanha x Itália
16h | #6 | Suíça x França
18h | #7 | Portugal x Andorra
20h | #8 | Espanha x Inglaterra

3ª Mão | 21/09/2022
14h | #9 | Andorra x Alemanha
16h| #10 | Inglaterra x Suíça
18h | #11 | Itália x Portugal
20h | #12 | França x Espanha

Fonte: fpp.pt


Imagem @ abola.pt

Valongo vence Taça Continental

O Valongo venceu, este domingo, a Taça Continental de hóquei em patins, depois de bater o Trissino, equipa que acolheu a 'final four' da competição, por 2-1.

Rafael Bessa (7') e Diogo Abreu (22'), ainda na primeira parte, deram vantagem à equipa portuguesa e os italianos apenas conseguiriam reduzir no segundo tempo, pelo português João Pinto.

Desta forma, o Valongo vence o primeiro título pela primeira vez e sucede ao Sporting, que havia ganho o troféu em 2021.

Fonte: abola.pt


Imagem @ abola.pt

Sporting vence FC Porto na estreia no campeonato

O presidente do Sporting, Frederico Varandas, deixou o Pavilhão João Rocha possivelmente muito satisfeito com a vitória da equipa sobre o campeão nacional, FC Porto, na primeira jornada do Campeonato Placard, por 4-2, na estreia na I Divisão do treinador Alejandro Dominguez.

Qualquer uma das duas equipas candidatas ao título poderia ter ganho, mas um Sporting muito ofensivo pareceu sempre uns furos acima e mais próximo dos golos. Ainda assim, o FC Porto marcou primeiro, por Xavier Barroso (7 m), vantagem anulada pelo excelente trabalho de Gonzalo Romero a culminar no empate obtido por João Souto (11 m). Dois dos melhores jogadores das duas equipas, o argentino e o portista Gonçalo Alves (18 e 19 m), souberam usar os penáltis para atingir o intervalo com nova igualdade, a dois golos, no marcador.

Na segunda parte, o jogo perdeu fulgor, tornou-se mais controlado, mas o sobressaiu o Sporting, o único a marcar através de Matías Platero (20 m) e Toni Pérez (24 m), deitando por terra as aspirações do FC Porto.

Uma vitória significativa para o Sporting, a testar novos métodos e estilo de jogo de Alejandro Dominguez que, na próxima jornada, visita uma casa na qual nem sempre terá sido feliz, Benfica, outro candidato ao título.

Fonte: abola.pt


Imagem @ slb

Benfica bate Sporting e conquista Supertaça de hóquei feminino pela nona vez seguida

As "encarnadas" construíram o triunfo com golos de Marlene Sousa (02 e 28 minutos), Maria Silva (04 e 36) e Catalina Flores (40 e 42), sendo que Margarida Florêncio (22) e Inês Florêncio (45) reduziram para a formação "verde e banca"

O Benfica conquistou hoje a Supertaça de hóquei em patins feminina pela nona vez consecutiva, ao golear o rival Sporting por 6-2, em jogo realizado em Vila Franca de Xira.

As "encarnadas" construíram o triunfo com golos de Marlene Sousa (02 e 28 minutos), Maria Silva (04 e 36) e Catalina Flores (40 e 42), sendo que Margarida Florêncio (22) e Inês Florêncio (45) reduziram para a formação "verde e banca".

O Benfica, campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal na última temporada, arrecadou a nona Supertaça do seu historial, troféu que vem vencendo consecutivamente desde 2013 (em 2020 não se disputou devido à pandemia de covid-19), e reforçou o estatuto de recordista de conquistas, à frente do CD Nortecoope, que tem sete.

Fonte: ojogo.pt


Imagem @ Vitor Mota

Eis os 10 convocados de Portugal para o Mundial

Renato Garrido, Selecionador Nacional de hóquei em patins, anunciou, esta sexta-feira, a lista final de 10 convocados para o Mundial em San Juan, na Argentina, entre 2 e 13 de novembro.

Portugal irá defender o título conquistado em 2019, em Barcelona, com os seguintes hoquistas: Ângelo Girão (GR), Pedro Henriques (GR), Telmo Pinto, Rafa, Gonçalo Alves, Henrique Magalhães, João Souto, Diogo Rafael, Hélder Nunes e João Rodrigues.

Em relação à convocatória do Europeu de Paredes, em 2021, há a registar a troca de Jorge Silva por João Souto (Sporting), que faz a estreia em grandes competições pela Seleção.

Fonte: abola.pt

AD Valongo vence a WSE Continental Cup 2022


Imagem @ Isabel Cutileiro / SL Benfica

Será "a 200 por cento" para ganhar!

A equipa feminina de hóquei em patins do Benfica vai disputar o segundo troféu da temporada neste sábado, 17 de setembro, às 15h00, no Pavilhão da União Desportiva Vilafranquense frente ao Sporting, podendo juntar a Supertaça à recente conquista da Elite Cup. A guarda-redes Maria Vieira promete entrega "total" frente ao rival, pois é mais um jogo para "ganhar".

A atleta do Benfica não espera facilidades, mesmo sabendo que o oponente perdeu peças importantes face à temporada transata. "É contra um rival e não deixa de ser um dérbi! Estão um pouco desfalcadas face à época anterior, mas tudo pode acontecer. Vamos entrar a 200 por cento para ganhar", asseverou Maria Vieira, em declarações no programa "Sport Lisboa e Modalidades", da BTV.

"Tivemos oportunidade de assistir aos jogos que o Sporting fez na Elite Cup e vimos uma equipa muito aguerrida, que não baixa os braços. Contra um rival arranja ainda mais forças. É uma Supertaça, não podemos subestimar, nem facilitar, e foco é só um: ganhar! É uma equipa que vai dar mais cartas do que as pessoas estão à espera", acrescentou.

"É uma Supertaça, não podemos subestimar, nem facilitar, e o foco é só um: ganhar!"
Maria Vieira

Maria Vieira mantém a ambição em alta, desejando prosseguir com o ciclo de 26 conquistas (nove Campeonatos, oito Taças de Portugal, oito Supertaças e uma Elite Cup) consecutivas a nível interno na presente temporada.

"Fizemos os dois primeiros jogos da temporada na Elite Cup, estávamos um pouco ansiosas porque queríamos começar a jogar. O gelo ficou quebrado. Estamos a começar e queremos continuar no bom caminho. Conseguimos a primeira conquista da época. Vencemos a primeira Elite Cup da história no feminino. A Liga Europeia é a que mais nos inspira, vamos lutar para chegar à final four e a partir daí tudo pode acontecer", concluiu.

Fonte: slbenfica.pt


Imagem @ FCP

FC Porto inicia a defesa do título de campeão nacional em casa do Sporting

Arranca este fim de semana a edição 2022/23 do melhor campeonato de hóquei em patins do Mundo. O FC Porto, que ostenta o estatuto de campeão nacional, vai começar a defesa do título em casa do Sporting (domingo, 15h00, Porto Canal/FC Porto TV), onde no ano passado se sagrou campeão mundial. Na antevisão à partida, Telmo Pinto perspetivou um “jogo super difícil” contra uma equipa “que mudou de treinador e de estilo de jogo”, mas garantiu que os portistas querem “começar da melhor maneira este campeonato”. À espera de um “jogo diferente de todos os outros”, o 5 azul e branco mostrou-se esperançoso de voltar à Invicta “com os três pontos” e de que “a dinâmica de vitórias se mantenha”.

A vontade de começar com o patim direito em Lisboa
“Perspetivamos um jogo super difícil, como é óbvio. É um início de campeonato contra uma grande equipa que mudou de treinador e de estilo de jogo. Vai ser complicado, mas queremos começar da melhor maneira este campeonato.”

As valias de um adversário renovado
“Acho que podemos esperar um Sporting mais ofensivo, mais dinâmico, mais pressionante à semelhança da nossa equipa. Esperamos um jogo diferente de todos os outros, como disse é um clássico novo para ser vivido, mas com a esperança de voltarmos com os três pontos.”

Motivados para manter a superioridade da época anterior
“É óbvio que viver sobre vitórias e troféus dá outra motivação e dinâmica à equipa, mas é um ano novo, já disputámos dois troféus e temos de começar do zero, trazendo sempre as coisas positivas que unem este grupo. Estamos esperançosos que a dinâmica de vitórias se mantenha este ano.”

Fonte: fcporto.pt

Supertaça Feminina em Vila Franca de Xira

Final Four Continental Cup este fim de semana


Imagem @ José Cruz / Sigmastars

SL Benfica Conquista Elite Cup feminina

O SL Benfica venceu a primeira edição da Elite Cup by Auditiv, na estreia da edição feminina. As águias venceram o CA Campo de Ourique, por 6-1, depois de ontem terem batido o CA Feira (por 5-1), garantido assim o lugar na final. Já o CA Campo de Ourique carimbou a presença na final depois de ter vencido o Sporting CP, por 4-5, na meia-final.

O SL Benfica marcou logo no primeiro minuto do encontro, por Cata Flores. Quando faltavam cinco minutos para o final do primeiro tempo, as águias já venciam por 5-0, resultado ao intervalo.

No tempo complementar, O CA Campo de Ourique reduziu, por intermédio de Rita Paulo, assistida por Beatriz Alves, na sequência do livre direto marcado pela 10ª falta assinalada ao SL Benfica. A partir daqui as águias foram controlando e gerindo o jogo, com a capitã Marlene Sousa a marcar o sexto e último golo, para a equipa da Luz.

Para a Diana Lopes, do CA Campo de Ourique, esta foi «uma boa final, bem disputada. Sabemos que o Benfica é sempre uma equipa difícil de competir, mas demos o nosso melhor. A primeira parte não correu a nosso favor, mas acho que relativamente à segunda parte estivemos bem, demos o máximo e não desistimos até ao final».

O treinado do CACO, Nuno Brás, considerou também que foi «uma final bem disputada. O Hóquei em Patins sai valorizado com esta final que foi dividida em duas partes: na primeira não estivemos tão bem. Na segunda conseguimos retificar alguns momentos. Parabéns às duas equipas, ao hóquei feminino e, acima de tudo, agradecer à minhas atletas que foram umas verdadeiras guerreiras», disse.

Do lado do SL Benfica, Cata Flores começou por «dar os parabéns ao CACO pela prova que fez» e revelou estar «muito contente, porque trabalhámos muito para isto, e somos campeãs da primeira edição da elite cup feminina».

Para Paulo Almeida, treinador do SL Benfica, este foi «um bom jogo». «O Benfica veio a esta competição para ganhar. O Campo de Ourique fez um grande jogo, assim como o Benfica e penso que foi merecida a vitória».

Marcaram pelo SL Benfica Cata Flores (3), Maria Silva, Raquel Santos e Marlene Sousa. Pelo CACO Marcou Rita Paulo.

Resultados

Meias-finais
SL Benfica 5 x 1 CA Feira
Sporting 4 x 5 CA Campo de Ourique

3º e 4º lugar
CA Feira 4 x 3 Sporting CP

Final
SL Benfica 6 x 1 CA Campo de Ourique

Classificação final

1º SL Benfica
2º CA Campo de Ourique
3º CA Feira
4º Sporting CP

Fonte: fpp.pt


Imagem @ OCB

OC Barcelos espera lutar pelo título nesta época

Treinador espera “dignificar o nome do clube e da cidade”.

Após terminar a época passada na quinta posição, o OC Barcelos ambicionam a luta pelo título, bem como chegarem mais longe nos quartos de final. Para tal, entraram na presente temporada com algumas mudanças no plantel.

Depois de ter sido confirmada, em julho, a permanência de Rui Neto pelo terceiro ano consecutivo a comando dos barcelenses, o OC Barcelos anunciou um novo regresso. Em menos de duas horas, Paulo Freitas já era oficializado como novo treinador do clube, que já tinha liderado ao longo de duas épocas e meia, até 2017. O treinador, que esteve ao serviço do Sporting CP, admite que o “OC Barcelos é um histórico do hóquei” e espera “dignificar o nome do clube e da cidade”.

Para esta nova época os galos optam por manter o núcleo-base do plantel, alternado poucos jogadores. A sua equipa técnica sofre algumas alterações, mas volta uma cara conhecida do clube para fazer o clube lutar pelo título.

Nas mudanças do plantel ocorreu apenas uma saída, Joca Guimarães foi emprestado ao Famalicense AC. No que diz respeito às contratações, Miguel Vieirinha chegou ao clube proveniente do AD Valongo. A equipa conta então com 11 jogadores que vão lutar pelos objetivos do emblema minhoto.

No próximo dia 17, começa o Campeonato de Hóquei em Patins 2022/23. A turma de Paulo Freitas vai medir forças com a Juventude de Viana, pelas 21h30, em casa, no primeiro dérbi minhoto da temporada.

Fonte: comumonline.com


Imagem @ João Pedro Morais / SCP

Troféu Stromp fica em casa

A equipa de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal conquistou, este sábado, o Troféu Stromp ao derrotar o SC Tomar por 6-3 no Pavilhão João Rocha.

Ainda antes do início do desafio, os jogadores e a equipa técnica foram apresentados aos Sócios e adeptos com os atletas da formação presentes na pista. No final, o treinador Alejandro Domínguez e o capitão Ângelo Girão dirigiram-se às bancadas, prometendo Esforço, Dedicação e Devoção na busca pela Glória no final da temporada.

Ângelo Girão, Matías Platero, Ferran Font, Gonzalo Romero e Toni Pérez começaram de início e o 1-0 chegou logo aos quatro minutos, quando Ferran Font assistiu Toni Pérez.

Pouco depois, no entanto, o SC Tomar empatou por intermédio de Ivo Silva, mas a igualdade durou muito pouco tendo em conta que, um minuto depois, João Almeida - servido por Matías Platero - apontou o 2-1.

Aos 15 minutos, uma excelente jogada verde e branca terminou com Henrique Magalhães a facturar, mas o SC Tomar viria a voltar a marcar até ao intervalo, desta feita por Tomás Moreira de livre directo. No final da primeira parte, 3-2.

No segundo tempo, Henrique Magalhães bisou com um forte tiro e Tomás Moreira voltou a reagir para o SC Tomar, reduzindo para 4-3.

A partir daí, no entanto, só deu Sporting CP e tanto Gonzalo Romero como Ferran Font facturaram de livre directo. Já com 6-3 no marcador, Alejandro Domínguez deu minutos a João Falcato, atleta da formação do emblema de Alvalade.

No final, o Troféu Stromp foi entregue aos Leões, que se estrearam da melhor forma no Pavilhão João Rocha em 2022/2023.

Fonte: sporting.pt


Imagem @ Afonso Ferraz / FPP

SL Benfica vence Supertaça António Livramento

Dez anos depois, o SL Benfica venceu a Supertaça António Livramento, ao bater o FC Porto/Fidelidade por 2-4, esta tarde, no Pavilhão Municipal de Barcelos.

A partida iniciou com bastante rapidez, deixando prever 50 minutos de grande intensidade. As águias marcaram primeiro, aos cinco minutos de jogo, por intermédio de Pablo Alvarez (0-1). A 11 minutos do fim do primeiro tempo, Gonçalo Alves restabeleceu a igualdade para os dragões com um remate fortíssimo, sem hipótese para Pedro Henriques (1-1). Diogo Rafael marcou o segundo para o SL Benfica e colocou a equipa em vantagem, ao intervalo (1-2).

No tempo complementar, o FCP voltou a empatar, desta vez com golo de Rafa, aos 19 minutos (2-2). A resposta do SLB foi dada, no mesmo minuto, com golo de Álvarez, assistido por Diogo Rafael (2-3).

Quando faltavam cinco minutos para o fim, Pedro Henriques impediu Gonçalo Alves de converter um livre direto, na sequência da 10ª falta do SLB. O mesmo não se verificou com Pablo Álvarez que, a 20 segundos do fim, bateu Xavi Malian, depois de assinalada a 10ª falta aos dragões. Pablo marcou o quarto e último golo do FC Porto/Fidelidade, e o terceiro da conta pessoal.

Na análise ao jogo, o treinador do FC Porto/Fidelidade, Ricardo Ares, considerou que «não estivemos na nossa melhor versão», dando «os parabéns ao Benfica pela vitória». «A equipa poderia ter ganho o quinto título seguido e era o que queríamos, mas vai servir-nos para o que vem agora. De certeza que vamos conseguir os nossos objetivos», disse.

Do lado da equipa vencedora, Diogo Rafael explicou que «hoje foi fundamental termos começado a ganhar. A partir daí conseguimos gerir, controlar e soubemos estar a ganhar. Por duas vezes o Porto empatou e conseguimos passar para a frente». «Depois fomos guerreiros: soubemos estar em vantagem, soubemos aguentar em termos defensivos aquilo que é o caudal ofensivo do Porto, que é muito forte, e acabámos por ser felizes». O atleta considerou que esta vitória é «um bom mote» para esta época.

Para o treinador do SL Benfica, Nuno Resende, a chave do sucesso «foram todas as aprendizagens que fizemos anteriormente». «Esta equipa do Porto levou-nos à exaustão do estudo, da análise, à melhoria da nossa equipa. Quando há assim, dois adversários que lutam – e uso a palavra no bom sentido – como tem sido nos últimos tempos, acho que temos beneficiado muito disso, assim como o Porto».

Resende explicou que «hoje era um jogo de xadrez, onde as peças aqui e ali, as marcações, o anular das individualidades e a ocupação dos espaços era fundamental». Na sua opinião «conseguimos e, a questão de estarmos sempre na frente do marcador, temos respondido ao impacto com 2-1, termos respondido ao 2-2 com o 3-2 e termos conseguido não cometer erros como foram alguns cruciais no domingo (final da Elite Cup); principalmente nas transições defensivas, levou-nos a ter a capacidade de finalmente ganhar a este Porto».

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Tânia Paulo / SL Benfica

Focados na vitória na Supertaça

Neste sábado, 10 de setembro, acontece novo clássico no hóquei em patins. Benfica e FC Porto encontram-se no Pavilhão Municipal de Barcelos, às 15h00, para disputar a Supertaça. O treinador Nuno Resende e o jogador Gonçalo Pinto prometem uma equipa com "atitude" e "resiliência".
Na memória de todos está ainda a partida de domingo da final da Elite Cup que o Benfica perdeu com o FC Porto. As circunstâncias do encontro foram estranhas e, polémicas à parte, o resultado não reflete o que se passou no rinque.

Nuno Resende
"A reação [da equipa] é a esperada, sempre com foco. A confiança e a alegria no trabalho conquistam-se com atitude, perseverança e resiliência"

"Os resultados valem sempre uma vitória (uma conquista no caso de uma final) e os três pontos. A diferença de golos não explica e não tem nada a ver com o que foi o resultado [na final da Elite Cup]. O que se passou no jogo pode voltar a acontecer, pode acontecer o oposto, como aconteceu no ano passado, nomeadamente nos jogos em casa. Nós fizemos um jogo de qualidade, em que claramente criámos situações de golo e tivemos qualidade defensiva. O FC Porto foi extremamente eficaz em erros nossos nas transições. Eles também os cometeram, mas nós não os conseguimos explorar. Temos a perfeita noção do que fizemos e sentimos que temos qualidade e capacidade", comentou o treinador Nuno Resende em declarações exclusivas à BTV.

Trabalhar sobre uma derrota nunca é fácil, mas a competência e as capacidades do grupo benfiquista são características que fazem ultrapassar o desaire de domingo.

"A reação é a esperada, sempre com foco e com a procura de potenciar o que fizemos bem e de corrigir algumas lacunas que tiveram influência. É uma semana normal, é evidente que nunca é fácil perder uma competição que queríamos ganhar, mas a confiança e a alegria no trabalho conquistam-se com atitude, perseverança e resiliência. Algo que temos demonstrado, muito no ano passado, quando nunca quebrámos. É isto que também preparamos para esta Supertaça, neste sábado, onde queremos ser felizes", avaliou o treinador do Benfica.

Gonçalo Pinto
"Temos de estar focados no sábado, que para contra tudo e contra todos levantarmos a Supertaça"

Os jogadores estão preparados para o novo desafio com o FC Porto, convictos de que podem vencer a Supertaça. Gonçalo Pinto é o porta-voz da vontade do grupo de trabalho.

"Da final da Elite Cup sobra ainda mais a convicção de que vamos fazer um bom jogo. Vamos buscar a 'raiva' de que precisamos também para o jogo de sábado. Unidos, vamos querer vencer", revelou o jovem jogador formado nos Pavilhões da Luz.

"Vamos tentar estar de cabeça limpa, é o mais importante. Temos de estar focados no sábado para levantarmos a Supertaça", completou o avançado do Benfica.

A final acontece às 15h00 de sábado, 10 de setembro, meia hora antes da entrada da equipa principal de futebol para jogar o Famalicão-Benfica, da 6.ª jornada da Liga Bwin. Dois jogos importantes para o universo benfiquista na região do Minho, que vão dividir os adeptos.

"Nós sabemos que a equipa de futebol joga às 15h30, mas esperamos que os adeptos em Barcelos que não forem a Famalicão nos apoiem. Vamos precisar do apoio deles", apelou Gonçalo Pinto.

Um repto partilhado por Nuno Resende, que pede o espírito de comunhão habitual entre a modalidade e aqueles que apoiam o Glorioso.

"Aos adeptos pedimos que acreditem. A resposta deles no domingo foi fantástica, temos pena de não lhes ter dado essa alegria. Queremos agarrar o mais rápido possível o apoio que construímos no ano passado, unir rapidamente a família em torno da equipa de hóquei em patins. Queremos ganhar no sábado, dignificar esta camisola que vestimos, e espero que, no norte do País, os nossos adeptos apareçam para nos apoiar", enfatizou o treinador.

O apelo está feito e, como todos os jogos só se ganham no fim, existe apenas uma certeza: no sábado, o Minho vai vestir-se de vermelho, tal como o esperado em outras regiões do País.

Texto: Nuno Miguel Machado

Fonte: slbenfica.pt


Imagem @ FC Porto

“Queremos muito vencer mais um título esta época”

Dragões defrontam o Benfica na Supertaça António Livramento (sábado, 15h00)

Depois da conquista da Elite Cup, o FC Porto vai defrontar o Benfica na Supertaça António Livramento (sábado, 15h00). Na antevisão à partida, Gonçalo Alves mostrou ambição de “vencer mais um título esta época”: “Queremos vencer a Supertaça para continuarmos com a confiança no máximo para o resto da época”. Depois de corrigirem “algumas falhas” cometidas no último fim de semana, o pensamento está na “vitória de sábado”.

À procura do segundo título da temporada
“As perspetivas são as mesmas de sempre: vencermos o jogo, é uma final, está um título em disputa e queremos muito vencer mais um esta época. Queremos vencer a Supertaça para continuarmos com a confiança no máximo para o resto da época.”

Falhas corrigidas para defrontar um oponente com qualidade
“Estamos a corrigir, durante esta semana, algumas falhas que tivemos durante o jogo com o Benfica. Sabemos que têm uma equipa muito forte, têm muito bons jogadores e temos de estar na máxima força, sabendo bem o que queremos fazer durante o jogo, que é criar oportunidades para marcar golos.”

Ambição máxima em cada jogo
“O objetivo passa sempre por vencer cada jogo. Este é diferente porque está um título em disputa, queremos vencer a Supertaça que o ano passado não se jogou. Só pensamos na vitória de sábado.”

Fonte: fcporto.pt

Elite Cup Tomar 2022 by Auditiv Feminino arranca já esta amanhã

www.elitecup.pt


Imagem @ Sporting CP

Troféu Stromp fica em casa

A equipa feminina de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal apresentou-se, este domingo, aos Sócios e adeptos no Troféu Stromp, batendo o Stuart HCM por 3-2.

As jogadoras do plantel orientado agora pelo técnico Ricardo Pereira entraram uma a uma em pista, sendo cinco as caras novas para 2022/2023: Catarina Barbosa, Sofia Carvalho, Matilde Granadas, a regressada Inês Florêncio e a ainda guardiã Margarida Santos.

Depois de um início repartido, surgiram as primeiras oportunidades claras. Primeiro, o Stuart HCM acertou no ferro e, na resposta, a turma de Alvalade foi mais eficaz e chegou à vantagem, graças a um desvio decisivo de Rita Batista na área. Lá atrás, a reforço Margarida Santos exibia-se a bom plano na baliza verde e branca.

Lutava-se muito na pista e Inês Arrais até teve no seu stick uma boa situação para aumentar a vantagem, porém foi o conjunto visitante a empatar por Inês Gaivéu quando faltavam 11 minutos por jogar do primeiro tempo. Apesar disso, seria o Sporting CP a equipa mais perigosa até ao intervalo, mas a guardiã adversária respondeu sempre à altura e o 1-1 prevaleceu.

O reatamento trouxe um ritmo outra vez elevado e muitas situações de vaivém constante entre as duas equipas, mas brilhavam as duas guarda-redes, que foram impedindo qualquer mudança no marcador. Foi já a 11 minutos do fim que se desatou o nó e a favor das Leoas, graças a uma forte stickada, ao segundo poste, da capitã Sofia Moncóvio.

Cada vez mais aguerrida defensivamente, a formação verde e branca dominou as incidências nos últimos minutos, onde a acção e incerteza aumentaram. Apesar da superioridade Leonina, foi o Stuart HCM a fazer o empate, mas Rita Batista, numa bola parada, resolveria o encontro a menos de dois minutos do fim com o 3-2 final – e o segundo Troféu Stromp de 2022/2023 também ficou no Pavilhão João Rocha.

Fonte/Foto- Sporting CP

Fonte: plurisports.com


Imagem @ Vitor Mota/Record

Óquei de Barcelos: Sai Rui Neto, regressa Paulo Freitas

Supertaça António Livramento

Mais uma edição da Supertaça que junta em 2022 o FC Porto e o SL Benfica.

Depois de no passado domingo as duas formações terem disputado a final da Elite Cup em Tomar, é a vez de Barcelos receber as duas equipas para mais um encontro escaldante, desta vez para a disputa da Supertaça António Livramento.

O FC Porto já carrega 23 taças no seu historial enquanto o SL Benfica venceu 7 supertaças, que se designaram António Livramento na época 98/99 em homenagem ao jogador e treinador falecido.

Os bilhetes encontam-se à venda na MEO Blueticket pelo valor de 10 euros.


Imagem @ Municipio Valença

8ª edição do Torneio de Hóquei em Patins da Eurocidade

É já no fim de semana entre 9 e 11 de setembro que chega a 8ª edição do Torneio de Hóquei em Patins da Eurocidade Valença/Tui.

No total, segundo a organização, são 18 clubes portugueses e espanhóis que, no Pavilhão Municipal de Valença, vão disputar este torneio que contará com provas nos escalões seniores, benjamins, sub-13, sub-17 e veteranos.

Entre as equipas presentes destacam-se o Valença Hóquei Clube, o USC Paredes, o Sporting B, o SC Marinhense, o Ponteareas, o Juventude de Viana, o Riba D’Ave, o F.C. Porto, o Póvoa, o Traviesas, o Valongo, o Espinho, o Oleiros, o CH Carvalhos, a Companhia de Maria, o Clube Infante de Sagres, o Fanzeres e um Coletivo de Ex jogadores do Valença Hóquei Clube.

Ao longo destes anos tem passado, pelo Torneio Eurocidade de Hóquei as grandes equipas de hóquei em patins de Portugal e Espanha, proporcionando um espaço de formação, convívio, competição e troca de conhecimentos.

“A qualidade e quantidade de equipas presentes nesta prova tem projetado este evento como uma referência no no panorama ibérico de hóquei em patins”, realça o Município.

A organização é do Valença Hóquei Clube e conta com o apoio da Câmara Municipal de Valença, no âmbito da programação desportiva da Eurocidade Tui Valença.

Fonte: radiovaledominho.com


Imagem @ João Pedro Morais

Quatro renovações nas leoas

A equipa principal feminina de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal renovou o contrato com quatro atletas que transitam da temporada passada: as avançadas Rita Batista, Margarida Florêncio e Sofia Moncóvio, que será ainda a capitã, e a defesa/médio Inês Arrais. Todas elas fazem, assim, parte do plantel 2022/2023 das Leoas, que será orientado pelo técnico Ricardo Pereira.

Ora, avançando para a sua quarta época consecutiva de verde e branco, Sofia Moncóvio realçou o seu “sentimento inexplicável” pela renovação, em declarações aos meios de comunicação do Clube. “Fazia todo o sentido, gosto de estar aqui e para mim não havia outra opção a não ser ficar", considerou a capitão de 23 anos, apontando já para a época que se avizinha.

"Temos de ser realistas e dar um passo de cada vez. É um novo projecto e, por isso, pode ser o início de algo. Temos vontade de crescer e evoluir, sendo uma verdadeira equipa", frisou, acrescentando: "Vamos entregar-nos ao máximo em cada treino e jogo".

Já Rita Batista, de 26 anos, vai cumprir a sua segunda temporada no Sporting CP. "É um sentimento muito bom saber que o Sporting CP acredita em mim, e eu também acredito no projecto. Saíram muitas jogadoras, mas vamos continuar a lutar pelo símbolo que temos ao peito. Estar no Sporting CP é estar no topo", destacou, antes de garantir aos Sportinguistas que “podem esperar um compromisso enorme dentro da pista”.

"As expectativas passam sempre por levar ao Sporting CP ao mais alto nível. Sabemos que haverá dificuldades, mas o importante é formar uma boa equipa e trazer bons resultados", concluiu a avançada.

Por sua vez, Margarida Florêncio também expressou a sua satisfação por “continuar a lutar pelo Sporting CP”, o qual já considera a sua “segunda casa”, seguindo agora para a sua terceira temporada no Clube.

“Sinto-me feliz e podem esperar o nosso melhor. Vamos dar tudo para chegar a todas as finais, fazendo o melhor por nós e, acima de tudo, pelo Clube", reforçou a hoquista de 25 anos.

Por fim, a defesa/médio Inês Arrais enalteceu o “orgulho enorme” por poder continuar a representar o seu clube do coração. "Esta é a minha casa, sou do Sporting CP desde pequena", começou por dizer a jovem de 24 anos, olhando já para 2022/2023: "A nossa equipa mudou bastante, mas pensamos positivo e temos um grupo coeso, por isso, a partir daí, só podem vir coisas boas".

Pronta para cumprir a sua terceira época consecutiva de Leão ao peito, Inês Arrais afirmou que se vai manter fiel ao seu registo. "Dando o meu melhor e ajudando sempre a equipa de qualquer maneira", sentenciou.

Fonte: sporting.pt


Imagem @ Elite Cup

Elite Cup - Sporting de Tomar fecha num (muito positivo) quinto lugar

O Sporting de Tomar ficou num muito positivo 5º lugar na Elite Cup, competição que reuniu, na cidade só Nabão, as oito melhores equipas de Portugal. Os ‘leões’ terminaram, desta forma, com duas vitórias e um desaire, precisamente nos quartos-de-final, diante do vencedor FC Porto. Depois, registo para o triunfo diante do HC Braga (5-2), seguindo-se nova goleada (4-1) ao Valongo, duas demonstrações de qualidade e de que a época poderá reservar um Sporting de Tomar capaz de lutar, por exemplo, pela sexta posição.

Fonte: radiohertz.pt


Imagem @ fpp

Supertaça António Livramento


Imagem @ fpp

FC Porto/Fidelidade vence a 6ª Edição da Elite Cup

O FC Porto/Fidelidade venceu a final da 6ª edição da Elite Cup by Auditiv, frente ao SL Benfica, por 4-1. Esta é a segunda vez que os campeões nacionais vencem a Elite Cup (a primeira foi em 2019).

O jogo iniciou com alguma intensidade, com uma boa entrada das águias, mas foi o FCP que chegou primeiro ao golo, por Gonçalo Alves, ao converter um penálti (1-0). A nove minutos do final da primeira parte, Mena marcou o segundo para os portistas mas, segundos depois, o SL Benfica reduziu por intermédio de Nil Roca (2-1). A seis minutos do apito para o tempo de descanso, Mena perfez o 3-1, resultado ao intervalo.

Na segunda parte, as águias quase não criaram oportunidades de golo e os dragões foram gerindo à espera do erro do adversário. No tempo complementar houve apenas mais um golo, a dois minutos do fim da partida, marcado por Carlo di Benedetto, que estabeleceu o resultado final em 4-1.

As duas equipas vão voltar a defrontar-se no próximo sábado, em Barcelos, no jogo da Supertaça António Livramento.

Para o treinador do FC Porto/Fidelidade, Ricardo Ares, este foi «um jogo muito disputado» que dedicou «a todos os portistas que estão aqui, como sempre, a apoiar-nos, Agora é trabalhar para a próxima».

Do lado do SL Benfica, o técnico, Nuno Resende, agradeceu «aos nossos adeptos fantásticos que nos deram um apoio tremendo» e acrescentou que «estamos aqui para lutar por tudo e que esta equipa vai trabalhar para conseguir dar alegrias aos nossos adeptos».

No jogo pelo 3º e 4º lugar, o Sporting CP venceu, por 3-2 a UD Oliveirense/Simoldes. Os leões marcaram primeiro, por João Almeida, mas Lucas Martínez e Marc Torra colocaram a equipa da UDO em vantagem de 1-2 ao intervalo. No segundo tempo, Romero converteu dois penáltis e fechou o resultado em 3-1, garantindo o 3º lugar ao SCP.

O SC Tomar/IPT garantiu o 5º lugar depois de vencer a AD Valongo/Colquimica, por 4-1, num jogo onde as bolas paradas fizeram a diferença. Tato Ferruccio marcou três golos para os ribatejanos (dois de livre direto e um de penálti) e Pedro Martins marcou o quarto e último do SCT. Diogo Abreu marcou pela ADV.

Na decisão do 7º e 8º lugares, o OC Barcelos SAD, vencedor da edição passada, bateu o HC Braga SAD por 3-5. Miguel Rocha (2), Danilo Rampulla, Álvaro Morais e André Centeno marcaram pelo OCB. Pelo HCB Tiago Almeida (2) e Vítor Hugo foram os autores dos golos.

Classificação Final
1º FC Porto/Fidelidade
2º SL Benfica
3º Sporting CP
4º UD Oliveirense/Simoldes
5º SC Tomar/IPT
6º AD Valongo/Colquimica
7º OC Barcelos SAD
8º HC Braga SAD

Fonte: fpp.pt


Imagem @ João Pedro Morais/scp

Ricardo Pereira lidera equipa feminina

Ricardo Pereira é o novo treinador da equipa principal feminina de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal. O técnico, que foi jogador durante 20 anos, chega ao emblema verde e branco depois de ter estado vários anos nas camadas de formação do CD Paço de Arcos.

“Aceitei o desafio, obviamente, tendo em conta a grandeza do Sporting CP e a oportunidade de fazer parte de um novo projecto que se inicia no Clube”, começou por dizer o treinador aos meios de comunicação Leoninos, elogiando a equipa que vai liderar: “É um grupo com muita ambição e com muita vontade de crescer e isso é sempre motivante para um treinador”.

“Os objectivos a que o Sporting CP se vai propor são os mesmos de sempre: tentar vencer e ser campeão em todas as competições. Obviamente que sabemos das dificuldades que vamos encontrar, mas, se fizermos um trabalho sério e nos entregarmos com toda a nossa força de vontade, com certeza que atingiremos os nossos objectivos”, referiu Ricardo Pereira.

Entusiasmado e confiante, o técnico de 44 anos, que se retirou como jogador em 2018/2019, deixou uma mensagem aos Sportinguistas: “Prometo aquilo que sempre tive pelo hóquei em patins: muita paixão e, acima de tudo, muito profissionalismo. Venho com espírito vencedor como sempre tive ao longo destes anos, quer como jogador quer como treinador”.

Fonte: sporting.pt


Imagem @ fcp

FC Porto 2022/2023


Imagem @ Bruno Teixeira Pires

Elite Cup: Tomar vai estar em festa

Tomar está a engalanar-se para receber a Elite Cup (2 a 4 de setembro), tendo ontem sido abertas as bilheteiras no Pavilhão Municipal local para todos os que quiserem assistir à competição que vai acolher as oito melhores equipas da época transata. O certame promete hóquei em patins ao mais alto nível, com as equipas do FC Porto, Benfica, Sporting, OC Barcelos, Oliveirense, Valongo, HC Braga e Sporting de Tomar, que irão ter a grande oportunidade para se afirmarem na primeira prova oficial da nova temporada.

Fonte: record.pt


Imagem @ FAC

Famalicense AC 2022/2023


Imagem @ fpp

Pré-Convocatória para o Campeonato do Mundo de Sub-19

De acordo com o Plano Anual das Selecções Nacionais, a Federação de Patinagem de Portugal publica a lista de Pré-Convocados para o Mundial 2022, da Selecção Nacional de Sub-19 de Hóquei em Patins.

Atletas Pré Convocados:

Sport Lisboa e Benfica
Francisco Pato Machado Fernandes
Diogo José Pernas Rodrigues
Tiago Manuel Barbosa Sanches

Hóquei Clube de Turquel
Guilherme Silva Duro

União Desportiva Oliveirense
Miguel Oliveira Santos
Paulo Magalhães Pereira

Sporting Clube de Portugal
Filipe Alexandre Ferreira Gomes Rodrigues Martins

Sporting Clube de Tomar
João Pedro Rodrigues Inácio

Associação Desportiva de Valongo
Henrique Oliveira Vigário
Vítor Bombarda Andrade Oliveira

Futebol Clube do Porto
Miguel Filipe Terceiro Henriques
Gonçalo Magalhães de Pinto Santos

Selecionador Nacional
Vasco Vaz

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Infante Sagres

Torneio Cidade do Porto


Imagem @ fpp

Pré-Convocatória para o Campeonato do Mundo de Seniores Femininos

De acordo com o Plano Anual das Selecções Nacionais, a Federação de Patinagem de Portugal publica a a lista de Pré-Convocadas para o Mundial 2022, da Selecção Nacional de Seniores Femininos de Hóquei em Patins.

Atletas Pré Convocadas:

Associação Académica de Coimbra
Catarina Torres Costa

Associação Desportiva Sanjoanense
Joana Carvalho Rodrigues

Clube Académico da Feira
Joana da Silva Teixeira

Sport Lisboa e Benfica
Maria Sofia Pinheiro da Silva
Maria Inês Jorge Severino
Raquel Botelho dos Santos
Marlene Teixeira Sousa
Maria Celeste Gomes Silva Santos Vieira

Gijón Hockey Club
Ana Catarina Jesus Ferreira

Sporting Clube de Portugal
Sofia Adriano Moncóvio
Rita Andreia Bessa Batista

Club Patí Vila-Sana
Sandra Bento Coelho

Hóquei Clube de Turquel
Cláudia Susano Vicente

Selecionador Nacional Hélder Antunes

Fonte: fpp.pt

Elite Cup Tomar 2022 by Auditiv Masculino arranca já esta 6ª feira

www.elitecup.pt


Imagem @ HC Turquel

Rita e Rute Lopes regressam ao HC Turquel

Começam as novidades na equipa feminina do HC Turquel. O emblema que reativou a secção apresentou esta segunda-feira as irmãs Lopes, Rita e Rute, que chegam do Sporting e regressam assim a Turquel.
Com 28 anos, as duas reputadas jogadoras voltam à casa de partida, depois de seis anos no Benfica e os últimos três em Alvalade, onde eram destaques da equipa vice-campeã nacional.
Com mais de 20 títulos conquistados até ao momento, Rita e Rute Lopes foram as primeiras jogadoras apresentadas na nova equipa do Turquel.

Fonte: zerozero.pt


Imagens @ Victoria Ribeiro/SL Benfica

Eneacampeãs fizeram o primeiro treino da época

A equipa feminina de hóquei em patins do Benfica efetuou o primeiro treino de pré-época na sexta-feira, 26 de agosto, tendo em vista a temporada 2022/23. As enacampeãs nacionais têm a primeira competição oficial agendada para o dia 10 de setembro, data em que iniciam a participação na Elite Cup (primeira edição feminina da prova). A Supertaça será disputada a 17 de setembro e o arranque do Campeonato Nacional acontecerá no final desse mesmo mês.

Fonte: slbenfica.pt


Imagens @ Victoria Ribeiro/SL Benfica


Imagem @ Victoria Ribeiro/SL Benfica

Carolina Monteiro e Micaela Balmaceda reforçam Águias

A defesa e a avançada juntam-se às eneacampeãs nacionais comandadas por Paulo Almeida.

Micaela Balmaceda e Carolina Monteiro são reforços da equipa feminina de hóquei em patins do Sport Lisboa e Benfica. As duas atletas mostram-se impressionadas com o Clube e "prontas" para o desafio que o mesmo representa.
A defesa argentina Micaela Balmaceda, de 28 anos, não escondeu o entusiasmo. "Estou muito feliz e impressionada! É um clube muito grande e lindo! Vou fazer o que conseguir para a equipa atingir os objetivos, nomeadamente a Liga Europeia", disse.

Micaela Balmaceda
"Sei bem a dimensão do desafio e estou preparada para ajudar a equipa"

Em declarações à BTV, Micaela Balmaceda revelou o conhecimento das conquistas das eneacampeãs nacionais.

"Sei que é uma equipa muito grande, ganhadora, venceram os últimos campeonatos. Sei bem a dimensão do desafio e estou preparada para ajudar a equipa. Creio que tenho as condições necessárias para cumprir e responder às expectativas. O Benfica é muito grande", atirou.

Carolina Monteiro
"É um orgulho estar aqui. A minha expectativa é alta, vou dar tudo de mim"

Já Carolina Monteiro, avançada de 18 anos contratada ao CACO, falou em "orgulho" no momento de envergar a águia ao peito.

"É um clube conhecido mundialmente, sente-se a sua grandeza quando se entra no Estádio. É um orgulho estar aqui. A minha expectativa é alta, vou dar tudo de mim para jogar e evoluir cada vez mais como atleta", asseverou.

A jovem hoquista apresentou-se aos adeptos encarnados. "Julgo que tenho qualidade para estar aqui, uma vez que tenho velocidade, finta e sou esquerdina, o que é difícil de defender. Espero que os adeptos nos venham apoiar em todos os jogos e que nos acompanhem sempre", concluiu.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ HC Turquel

“Aldeia do Hóquei” com fim de semana de muito (e bom) Hóquei

Aproxima-se a passos largos o XXI Torneio “Dr. Joaquim Guerra” que o HC Turquel leva a efeito. Durante o dia de Sábado e Domingo, UD Oliveirense, Sporting CP, AD Valongo e HC Turquel lutarão pelo melhor lugar neste Torneio que é já incontornável na pré época hoquista.

Horário dos Jogos

Sábado 27 Agosto
14H00- HC Turquel-UD Oliveirense
15H30- AD Valongo- Sporting CP

20H00- UD Oliveirense- Sporting CP
21H30- HC Turquel- AD Valongo

Domingo 28 Agosto
15H00- AD Valongo- UD Oliveirense 16H30- HC Turquel- Sporting CP

Fonte: plurisports.com


Imagem @ fpp

Convocatória para o Campeonato da Europa de Sub-17

De acordo com o Plano Anual das Selecções Nacionais, a Federação de Patinagem de Portugal publica a convocatória final para o Campeonato da Europa, da Seleção Nacional de Sub-17 Masculinos de Hóquei em Patins.
A Seleção Nacional terá estágios finais de 29 de agosto a 15 de setembro 2022, no Luso. O Campeonato Europeu realiza-se de 18 a 24 de setembro de 2022, em Sant Sadurní d’Anoia, Espanha.

ATLETAS CONVOCADOS:

Sport Lisboa e Benfica
Rodrigo Pedroso Boa Alma Preciso
Martim Mateus Vaz Costa

Associação Desportiva de Valongo
Vítor Bombarda Andrade Oliveira
João Miguel Santeiro Pereira

União Desportiva Oliveirense
Gonçalo Filipe Silva Machado
José Guilherme da Silva Azevedo
Diogo Filipe Sousa Lemos
Teodoro Rafael Sousa Nogueira

Sporting Clube de Portugal
João Carlos Pires Xavier de Pina

Hóquei Clube da Mealhada
Tiago Parreira Estarreja

Seleccionador Nacional
Nuno Ferrão

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Luís Filipe Silva

Estabilizar no melhor campeonato do mundo

Riba d’Ave HC já trabalha na pré-temporada com o objetivo de permanência no regresso à I Divisão Nacional.

O Riba d’Ave Hóquei Clube já trabalha forte na sua pré-temporada com o firme propósito de estabilizar na I Divisão Nacional, intitulado de “o melhor campeonato de mundo” da modalidade.

Acabado de subir à I Divisão, o clube ribadavense quer acabar com o constante “sobe e desce” que tem caraterizado os últimos anos e estabilizar na principal divisão do hóquei em patins nacional.

Fonte: diariodominho.pt


Imagem @ Juventude Viana

IX Taça Crédito Agrícola do Noroeste
Sábado, dia 27 de Agosto pelas 21h00 no Pavilhão Municipal José Natário


Imagem @ UD Oliveirense

Jordi Adroher na U.D. Oliveirense


Imagem @ DR

Caras novas e conhecidas no hóquei dos mochos

A equipa de hóquei em patins da Associação Académica de Espinho (AA Espinho) também já prepara a nova temporada. André Azevedo, o novo treinador dos mochos hoquistas, já anunciou algumas caras do plantel para a época 2022/2023.

André Pinto e Ricardo Ramos, mais conhecido como Piolho, são as duas caras conhecidas que para já se mantêm no plantel. Da formação sobem dois jovens talentos, sendo eles Tiago Moreira e Eduardo Coelho.

Recém-chegados à Académica estão Pedro Moreira, Pedro Cerqueira, Tomás Ferraz, Rodrigo Martins, Vasco Reis, Renato Castanheira e Tiago Freitas.

Fonte: defesadeespinho.sapo.pt


Imagem @ FPP

Elite Cup 2022

Foram esta quarta-feira conhecidos os emparelhamentos da Elite Cup, prova que desde 2016 é um marco na pré-temporada dos mais bem classificados da edição anterior do Campeonato Nacional da I Divisão.

Quartos-de-final
jogo 1 - Porto - Tomar - 2 Set - 10:00
jogo 2 - Benfica - Valongo - 2 Set - 14:00
jogo 3 - Sporting - Braga - 2 Set - 18:00
jogo 4 - Óquei de Barcelos - Oliveirense - 2 Set - 21:00

Meias-finais
jogo 5 - Vencedor jogo 1 - Vencedor jogo 4 - 3 Set - 10:00
jogo 6 - Vencedor jogo 2 - Vencedor jogo 3 - 3 Set - 14:00
5º ao 8º lugares
jogo 7 - Vencido jogo 1 - Vencido jogo 4 - 3 Set - 18:00
jogo 8 - Vencido jogo 2 - Vencido jogo 3 - 3 Set - 21:00
7º e 8º lugares
- Vencido jogo 7 - Vencido jogo 8 - 4 Set - 9:00
5º e 6º lugares
- Vencedor jogo 7 - Vencedor jogo 8 - 4 Set - 11:00
3º e 4º lugares
- Vencido jogo 5 - Vencido jogo 6 - 4 Set - 13:00
Final
- Vencedor jogo 5 - Vencedor jogo 6 - 4 Set - 16:00

PROVA FEMININA EM ESTREIA
Este ano, a Elite Cup estreia uma versão feminina, que se realiza no mesmo palco da prova masculina, nos dias 10 e 11 de Setembro.

Ainda que as inscrições para o Campeonato Nacional de Seniores Femininos decorram até 20 de Agosto, as quatro equipas mais bem classificadas da temporada finda foram a sorteio. Disputada em Final Four, a Elite Cup Feminina terá a primeira meia-final entre Benfica, eneacampeão nacional, e Académico da Feira, que esta temporada se estreia nas competições europeias, e a segunda meia-final entre Sporting, vice-campeão nacional, e CACO, quarto no último campeonato.

Meias-finais
- jogo 1 - Benfica - Acad. Feira - 10 Set - 15:00
- jogo 2 - Sporting - CACO - 10 Set - 19:00
3º e 4º lugares
- Vencido jogo 1 - Vencido jogo 2 - 11 Set - 10:00
Final
- Vencedor jogo 1 - Vencedor jogo 2 - 11 Set - 16:00

Fonte: hoqueipt.com


Imagem @ Grf Murches

GRF Murches recebe dois reforços do Benfica

O GRF Murches, equipa recém-promovida ao principal escalão de hóquei em patins, anunciou a contratação de dois jovens que representavam o Benfica.

Rodrigo Vieira, guarda-redes de 19 anos, e Zé Miranda, defesa/médio de 18 anos, vão jogar em 2022/23 na equipa de Cascais, que se estreará na primeira divisão a partir desta temporada.

Vale a pena lembrar que o treinador do Murches é Hugo Lourenço, técnico que em 2020/21 conquistou a 3ª divisão nacional com a equipa B do Benfica, precisamente.

Fonte: zerozero.pt

Taça Continental disputa-se em Itália em setembro

A Taça Continental 2022 vai disputar-se nos dias 17 e 18 de setembro, em Follonica, Itália, e contará com a participação dos portugueses do Valongo, anunciou, esta terça-feira, a Federação Europeia de Hóquei em patins (World Skate Europe).

A competição será disputada num modelo de final four, com o vice-campeão europeu Valongo a enfrentar os espanhóis do Calafell, enquanto o outro duelo será entre dois clubes italianos, o Trissino, campeão europeu, e o Follonica.

As meias-finais realizam-se a 17 de setembro e a final no dia seguinte.

O Trissino conquistou a última edição da Liga Europeia, ao vencer na final o Valongo, em Torres Novas, em maio.

Já o Calafell arrecadou a Taça Europa (antiga Taça CERS) em abril, depois de bater o Follonica na decisão.

Fonte: jn.pt


Imagem @ JOSÉ COELHO/LUSA

Campeão nacional e mundial de hóquei em patins FC Porto quer melhorar em 2022/23

O FC Porto pretende melhorar a sua produção em 2022/23, na sequência das conquistas do campeonato nacional, da Taça de Portugal e da Taça Intercontinental de hóquei em patins, objetivou o treinador espanhol Ricardo Ares.

“Vamos procurar melhorar a parte física, o ataque, a defesa e tudo aquilo que temos feito até agora. Sabemos que somos o alvo a abater pelos adversários, mas temos de ser a equipa mais ambiciosa de todas, que quer ganhar todas as fases, sofrer menos golos e marcar mais. A ambição é máxima como sempre”, frisou o técnico, em declarações ao sítio oficial dos ‘dragões’ na Internet, no final do primeiro dia de trabalhos de pré-época.

Cerca de um mês e meio depois conquista do 24.º título de campeão nacional, com uma vitória frente ao Benfica (3-2), na ‘negra’ da final do ‘play-off’, o FC Porto retomou os treinos no Dragão Arena, no Porto, a sensivelmente cinco semanas da estreia oficial em 2022/23.

“Tivemos bons dias de férias para descansar e voltar ao trabalho com vontade e ambição máxima. Vamos trabalhar como sempre, querendo ser melhores todos os dias. Sabemos que o passado não conta para nada e estamos focados no presente para melhorarmos”, reiterou Ricardo Ares, apontando à revalidação do cetro, que já escapa desde 2010/11.

O FC Porto, cujos reforços são Diogo Barata (ex-Valongo) e o espanhol Roc Pujadas (ex-Noia), vai disputar a Supertaça frente ao Benfica, em 10 de setembro, em Barcelos, uma semana antes de defrontar o Sporting no arranque do campeonato nacional, em Lisboa.

“Os reforços foram muito bem acolhidos. Os jogadores estão todos cheios de vontade de começar uma época entusiasmante. Temos um plantel diferente, com nove atletas, que criará situações novas, já que todas as equipas precisam de ter novos objetivos no início de cada ano”, admitiu Ricardo Ares, a caminho da segunda época nos ‘azuis e brancos’.

De 2021/22 transitaram Tiago Rodrigues, Telmo Pinto, Rafa e Gonçalo Alves - ‘artilheiro’ do clube, com 69 golos marcados, em 43 partidas -, os espanhóis Xavier Malián e Xavier Barroso, os argentinos Reinaldo García e Ezequiel Mena e o francês Carlo Di Benedetto, ao passo que Carlos Ramos regressou ao Valongo a título de empréstimo para 2022/23.

Além da reconquista do campeonato três anos depois, que o isolou no topo do quadro de vencedores da prova, o FC Porto logrou na última época a 18.ª Taça de Portugal e uma inédita Taça Intercontinental com triunfos sobre as ‘águias’ e os ‘leões’, respetivamente.

Fonte: desporto.sapo.pt


Imagem @ HC Turquel

XXI Torneio “Dr. Joaquim Guerra”


Imagem @ SL Benfica

Roberto Di Benedetto no Benfica


Imagem @ Elite Cup

De 2 a 4 de setembro, a edição masculina do evento opõe os 8 melhores classificados do Campeonato Nacional masculino.
De 10 a 11 de setembro, será a altura das 4 melhores equipas femininas nacionais entrarem no ringue.


Imagens @ SL Benfica

Carlos Nicolía renova com o Benfica até 2023

O Benfica anunciou, este sábado, a renovação de Carlos Nicolía até 2023.

O hoquista internacional argentino, que já leva oito anos ao serviço das águias, mostrou-se muito feliz com o voto de confiança e assegurou que sempre deu tudo pelos encarnados.

"Falou-se de muita coisa, mas só pensei no Benfica. São oito anos a jogar aqui e o Benfica é a minha casa. Tentei sempre fazer o meu melhor pelo clube, nunca me foquei na questão de marcar muitos golos. A prestação e os resultados da equipa são muito mais importantes. Para mim, não foi um grande ano porque não se ganhou", começou por referir à BTV acerca da temporada passada.

"O importante é que o clube alcance o que merece, o campeonato. Queremos voltar a ser campeões. O Benfica trabalha e dá tudo para que as equipas possam ganhar", garantiu.

Nicolía, recorde-se, chegou dos italianos do Valdagno em 2014/15..

Fonte: record.pt


Imagens @ SCP

Alejandro Domínguez deu o primeiro treino no Sporting: «O primeiro contacto foi fantástico»

Alejandro Domínguez orientou o primeiro treino do Sporting 2022/23 no Pavilhão João Rocha. O treinador espanhol que assume o banco dos leões e que já passou pelo rival Benfica adiantou as boas sensações na nova casa.

"Estou muito contente. Já tenho uma par de semanas a planificar a teoria, mas o que gostamos é de estar no rinque. E o primeiro contacto foi fantástico, conseguir libertar toda esta vontade que tinha de começar a trabalhar a prática, porque o que realmente gosto é de estar na pista", garantiu à Sporting TV.

Domínguez explicou ainda de que forma levou a cabo as primeiras horas de trabalho na nova temporada. "Fizemos primeiro uma pequena reunião no balneário, onde falámos um pouco e apresentámos os membros do staff. E as sensações não podiam ter sido melhores. O grupo dos jogadores também falou um bocadinho e deu para perceber que é um grupo muito especial e muito unido. Gostei muito disso. Sabemos como vai ser a época, será dura, mas estamos descontraídos, estamos leves e estamos a relacionarmo-nos muito bem", frisou o técnico que rendeu Paulo Freitas no cargo.

Os objetivos passam 'apenas' por ganhar. "Ainda não falámos do sorteio nem do calendário com o grupo. Claro que entre equipa técnica já e será um desafio enorme. Recebemos o FC Porto na primeira jornada e deslocamo-nos à Luz na segunda jornada. Mas o grupo está focado é no trabalho que tem de começar a desempenhar e quando começar a competição só vamos pensar em vencer os nossos jogos. Os objetivos têm de ser estes", garantiu Domínguez.

Fonte: record.pt


Imagem @ Márcia Bastos

Xano Edo no Valongo


Imagens @ WSE

Euro Sub-17 vai ser em Espanha

A World Skate Europe anunciou este sábado que a próxima edição do Euro Sub-17 vai realizar-se em Sant Sadurní d’Anoia, depois de quatro edições em que se realizou fora de solo espanhol.
A prova que Portugal acolheu em 2019 (Torres Vedras) e 2021 (Paredes) vai realizar-se, em 2022, de 19 a 24 de setembro, sendo que vão ser os atuais campeões em título a sediar a competição.

Fonte: zerozero.pt


Imagens @ Sporting CP

Ana Catarina Ferreira será reforço do Telecable Gijón, vice-campeão europeu e espanhol.


Imagens @ Maria João Photo

Oeiras garante continuidade do capitão Gonçalo Suissas

A Associação Desportiva de Oeiras anunciou a renovação, por mais uma temporada, com Gonçalo Suiças, o experiente jogador, de 36 anos, que já vestiu a camisola da ADO nas últimas três épocas.

"Estou muito contente com a renovação de contrato, espero que seja um ano com conquistas e mais uma vez que o pavilhão da ADO seja a nossa fortaleza, com os nossos adeptos sempre presentes. Prometemos trabalho, rigor e dedicação e certamente estaremos mais perto do sucesso", declarou.

Refira-se que a Associação Desportiva de Oeiras, que joga na segunda divisão, andou até ao fim do campeonato passado na luta pela subida, que acabou por não conseguir, objetivo que se mantém vivo entre as hostes oeirenses, de voltar ao escalão principal do hóquei em patins nacional.

Fonte: desportonalinha.com


Imagens @ Maria João Photo


Imagem @ fpp

Os grupos da primeira fase de qualificação da Liga dos Campeões

Estão definidos os quatro grupos de quatro equipas da primeira fase de qualificação da Liga dos Campeões. Valongo e Braga vão a jogo nos seus grupos por um dos dois primeiros lugares, que valem a presença na segunda fase de qualificação.

Este sábado, 16 equipas ficaram a conhecer os seus adversários na primeira fase de qualificação da Liga dos Campeões, que sucede à Liga Europeia como a mais importante prova europeia de clubes.

Faltando duas equipas para as previstas 18, o modelo de seis grupos de três equipas foi ajustado para quatro grupos de quatro equipas, ditando o sorteio - condicionado a que não houvesse mais do que uma equipa de cada país em cada grupo - que as equipas ficassem assim distribuídas:

Grupo A
Coutras (França), Forte (Itália), Alcoi (Espanha), Braga (Portugal)

Grupo B
King's Lynn (Inglaterra), La Vendéenne (França), Grosseto (Itália), Lleida (Espanha)

Grupo C
Genève (Suíça), Noisy (França), Valdagno (Itália), Calafell (Espanha)

Grupo D
Quévert (França), Bassano (Itália), Caldes (Espanha), Valongo (Portugal)

As equipas são apresentadas do ranking mais baixo para o mais alto dos respectivos países, na ordem que define a preferência para a organização do minicampeonato concentrado a uma volta de cada grupo. Por exemplo, no grupo A, o Coutras tem primazia na organização e só se este abdicar e também abdicarem Forte e Alcoi é que o Braga será convidado a organizar.

O Grupo D, com Quévert, Bassano, Caldes e o vice-campeão europeu Valongo antevê-se como o grupo da "morte", o mais disputado.

As três jornadas do minicampeonato serão disputadas a 30 de Setembro, 1 e 2 de Outubro e as duas equipas mais bem classificadas de cada grupo avançam para a segunda fase de qualificação da Liga dos Campeões, ao passo que as duas mais mal classificadas irão disputar a fase de qualificação da Taça WSE.

Para as fases seguintes da Liga dos Campeões já estão definidas as equipas participantes, realizando-se sorteio quando todos os participantes estiverem encontrados:

2ª fase de qualificação (16 equipas)
Portugal (2): Oliveirense e Óquei de Barcelos
Itália (2): Follonica e Lodi
Espanha (2): Noia e Reus
Suíça (1): Diessbach
Alemanha (1): Herringen

Apurados da 1ª fase de qualificação (8): a apurar
- Quatro grupos de quatro equipas;
- Sorteio condicionado por ranking ("potes");
- Campeonato concentrado de 16 a 18 de Dezembro;
- Apuram-se para a fase de grupos os dois mais bem classificados de cada grupo.

Fase de grupos
Portugal (3): Benfica, Porto e Sporting
Itália (2): Sarzana e Trissino
Espanha (2): Barcelona e Liceo
França (1): Saint-Omer

Apurados da 2ª fase de qualificação (8): a apurar
- Quatro grupos de quatro equipas;
- Sorteio condicionado por ranking ("potes");
- Campeonato a duas voltas com seis jornadas de 26 de Janeiro a 6 de Abril;
- Apuram-se para a Final Eight os dois mais bem classificados de cada grupo.

Fonte: hoqueipt.com


Imagem @ Núcleo SCP Barcelos

Obrigado Inês Açoreira


Imagem @ Núcleo SCP Barcelos


Imagens @ Jornal Nordeste

Ana Fernandes:
“A Sensação de ser Campeã Nacional é nova para mim”

A jogadora do Clube Académico de Bragança fez história ao tornar-se a primeira jogadora de Bragança a conquistar um título nacional de hóquei em patins e a disputar um campeonato nacional sub-15 feminino.

Ana Fernandes sagrou-se campeã nacional de hóquei em patins em sub-15 femininos ao serviço do Gulpilhares no dia 10 de Julho e é um feito inesquecível para a jovem hoquista. É que foi a primeira vez que se realizou um campeonato nacional sub-15 feminino. “A sensação de ser campeã é nova para mim, ainda mais ser campeã nacional em femininos num campeonato que se realizou pela primeira vez. Vai ficar para a história”, afirmou a brigantina.

A jogadora, de apenas 14 anos, sagrou-se campeã nacional ao serviço do Gulpilhares, após a cedência do C.A. Bragança para disputar a prova. “A proposta foi feita pelo Gulpilhares e com a autorização do Académico foi possível a minha participação. Guardo a participação a vitória, principalmente, e o convívio entre as equipas, pois apesar de estarmos todas a competir pelo mesmo houve um convívio excepcional fora do campo”

Ana Fernandes é uma jovem promissora e tem mostrado talento no CAB, nas selecções distritais da Associação de Patinagem do Porto e na recente equipa de Observação, Identificação e Selecção de Talentos (OIST) da Federação Portuguesa de Patinagem. “Os estágios têm corrido bem e têm-me ajudado a melhorar o meu desempenho, pois treinámos com as seniores, com a selecção principal que tem mais experiência que nós. Tem-me ajudado a crescer enquanto pessoa e atleta”, referiu.

Ana Fernandes iniciou-se muito cedo no hóquei em patins e dividia o tempo entre os treinos de futsal e de hóquei em patins. “Sempre soube que queria jogar hóquei, mas por influência do meu pai e por gostar comecei a jogar futsal. Depois, com os estudos, com o aumento do número de treinos do hóquei tive que me decidir quando tinha 10 anos”, recordou.

No CAB sempre jogou com os rapazes mas com o passar da idade aproxima-se o dia de tomar decisões. Ana Fernandes tem propostas para rumar a outras paragens e para competir em campeonatos nacionais. “Vai chegar a uma altura em que vou ter que tomar decisões. É verdade que tenho propostas de outros clubes. Posso continuar no Académico e continuo a jogar com os rapazes no distrital. Se for para uma equipa feminina vou jogar no nacional”.

Ana Fernandes concilia a prática de hóquei patins com os estudos, vai para o 10º ano. “Jogar no Benfica e na selecção nacional” é o sonho da jovem brigantina que tem como referências as avançadas Marlene Sousa e Maria Sofia Silva, ambas do Benfica.

Fonte: jornalnordeste.com


Imagem @ Juventude de Viana

Pedro Delgado, Rémi Herman e Bruno Guia renovam pelo Juventude de Viana. Carlos Silva. Mahuel Castro e Rúben Sousa são os novos reforços de Reinaldo Ventura.


Imagem @ Juventude de Viana


Imagem @ Juventude de Viana


Imagem @ Juventude de Viana


Imagem @ Juventude de Viana


Imagem @ Juventude de Viana


Imagem @ SL Benfica

Campeãs Nacionais Sub-19


Imagens @ Sara Ferreira e Márcia Bastos / APA

SC Torres é campeão nacional de Sub-13 e AD Valongo conquista o título nos Sub-17

Terminou, este fim de semana, a Prova 4 de Apuramento de Campeão do Campeonato Nacional de Sub-13 e Sub-17 – 2ª Eliminatória, com os campeões nacionais de Sub-13 e Sub-17 encontrados.

Nos Sub-17, a AD Valongo sagrou-se campeã nacional depois de vencer a AD Barcelos/Campo na 1ª jornada (5-3), a UD Oliveirense na 2ª jornada (3-5) e domingo, na 3ª jornada e última jornada, o HC Turquel por 1-0 (golo de Viti Oliveira).

Nos Sub-13, o SC Torres venceu o jogo da 3ª jornada frente ao SL Benfica, por 3-2. O SC Torres venceu o HC Sintra na 1ª jornada (4-0) e o C Infante Sagres na 2ª, por 2-1. No jogo de domingo marcaram pela equipa vencedora Vasco Moreira (2) e Pedro Veloso. Pelas águias marcaram Tiago Peixoto e Rafael Charraz.

Fonte: fpp.pt


Imagens @ Barça

Barça aumenta dois "Graus" à sua potencia


Imagem @ Gulpilhares

ACD Gulpilhares Campeãs Nacionais de Sub-15


Imagem @ AAC

AA Coimbra


Imagem @ fcp

Novidades no plantel do FC Porto. Roc Pujadas chega do CE Noia e Carlitos regressa ao AD Valongo


Imagem @ CENAP

CENAP


Imagem @ fpp.pt

Seleção Nacional começou a trabalhar em Sesimbra para o Mundial dos WSG Argentina 2022


Imagem @ João Paulo Trindade/SL Benfica

SL Benfica vence Nacional de Sub-19

O Benfica venceu o Valongo por 3-1, em jogo da 3.ª jornada da segunda eliminatória da 4.ª fase de apuramento de campeão, e ergueu o troféu do Campeonato Nacional da categoria.

A equipa Sub-19 de hóquei em patins do Benfica sagrou-se Campeã Nacional neste domingo, 3 de julho, com uma vitória por 3-1 sobre o Valongo. O jogo, referente à 3.ª jornada da segunda eliminatória da 4.ª fase de apuramento de campeão do Campeonato Nacional da categoria, realizou-se no Pavilhão Fidelidade.
Foi com um hat-trick assinado por Bernardo Ramalho na segunda parte (33', 43' e 48') que o Benfica alcançou a vitória e, assim, se sagrou Campeão Nacional Sub-19 de hóquei em patins. O Valongo, por sua vez, teve Ricardo Falé (48') como o único marcador na partida.

Olhando para a época 2021/22, as águias terminaram a Zona Sul da 1.ª fase do Campeonato Nacional na 1.ª posição, com 40 pontos, fruto de 13 vitórias e um empate. Na 4.ª fase de apuramento de campeão, inserido no grupo 1, o Benfica ficou novamente na liderança, com três triunfos em tantos outros jogos. Seguiu-se a derradeira ronda, a segunda eliminatória da 4.ª fase, onde, somando três vitórias, os jovens encarnados conquistaram o título nacional da categoria.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ Pedro Santos/www.hoqueipt.com

Sporting CP conquista nacional de Sub-15

O Sporting CP conquistou o Nacional de Sub-15 ao vencer na final o SL Benfica por 5-7 após prolongamento.

Depois de um empate a 4 bolas no final do tempo regulamentar, seria no prolongamento que se encontraria o novo campeão nacional da categoria. O Sporting foi sempre a equipa que esteve mais perto de vencer no tempo regulamentar chegando a estar a vencer por 0-2, 1-3 e 2-4 mas permitiu sempre à águias anular essa vantagem.

Depois de se chegar ao final do tempo regulamentar com um empate a 4 bolas seria no prolongamento que a formação leonina acabaria por selar o triunfo e conquistar o seu 4.º título na categoria (venceu nas temporadas 89/90, 07/08 e 12/13).

7º e 8º lugar
AD Valongo - AE Física D 6-2

5º e 6º lugar
USC Paredes - Oliveirense 0-8

3º e 4º lugar
FC Porto - AD Oeiras 5-2

Final
SL Benfica - Sporting CP 5-7 (4-4, 1-3 prol.)

Fonte: plurisports.com


Imagem @ fpp

SL Benfica conquista a oitava Taça de Portugal de Seniores Femininos

O SL Benfica venceu, esta tarde, o dérbi da final da Taça de Portugal de Seniores Femininos frente ao Sporting CP, por 1-3. Esta é a oitava Taça de Portugal consecutiva para as águias, que juntam o troféu, também pela oitava vez consecutiva, à conquista do Campeonato Nacional.

A primeira parte foi intensa e equilibrada com o ritmo de jogo bastante elevado e com oportunidades de parte a parte.

O SLB jogava à espera do erro do Sporting para poder aproveitar as transições e, aos 19 minutos, as águias inauguraram o marcador, por Cata Flores (0-1).

O Sporting teve uma primeira oportunidade para empatar quando, aos 8 minutos, é mostrado cartão azul a Beatriz Figueiredo. Ana Catarina tentou a picadinha no livre direto mas Maria Vieira defendeu. O golo do empate surgiu mesmo no minuto seguinte, através de um remate de Inês Vieira, sem hipótese para a guardiã das águias (1-1).

A dois minutos do fim da primeira parte, Maria Sofia Silva voltou a colocar as águias em vantagem, ao perfazer o 1-2, resultado ao intervalo.

No início da segunda parte a intensidade manteve-se, mas só aos 14 minutos surgiu mais um golo. Marlene Sousa aproveitou um ressalto e perfez o 1-3, resultado final do encontro.

No final do encontro, o treinador do Sporting CP, Nuno Pinto, confessou a desilusão: «tenho ali onze mulheres destroçadas porque queriam muito ganhar um título pelo Sporting. Mais uma vez não conseguimos e o que conta são os títulos».

Sobre o jogo, o técnico começou por «dar os parabéns ao nosso adversário que nos venceu três vezes seguidas e contra factos não há argumentos. Acho que fizemos um play-off brilhante, fizemos uma final da Taça muito boa: uma primeira parte excelente mas que não deu para vencer. O 1-2 antes do intervalo foi decisivo para a história do jogo, estávamos por cima, podíamos ter ido para intervalo com o jogo empatado e talvez fosse diferente».

Paulo Almeida, treinador do SL Benfica considerou que «foi um grande jogo, o Benfica é um justo vencedor». Para o técnico, a equipa «durante os 50 minutos de jogo teve mais oportunidades, marcou três golos, podia marcar mais. O Benfica não se vai cansar de ganhar. Elas querem todos os anos ganhar e bater recordes», disse.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ fpp

Final Four da Taça de Portugal Feminina realiza-se no próximo fim de semana no Seixal

A Final Four da Taça de Portugal de Seniores Femininos arranca este sábado, no Pavilhão Municipal Leonel Fernandes, no Seixal.

O sorteio ditou colocar frente a frente, nas meias-finais, ACDCP Vila Boa do Bispo x Sporting CP (11h) e SL Benfica x CACO (15:00h). A final joga-se domingo, às 15h.

A primeira meia-final joga-se entre o ACDCP Vila Boa do Bispo e o Sporting CP. A equipa do Vila Boa do Bispo chega a esta meia-final após ter eliminado, nos oitavos-de-final, o Escola Livre por 2-7 e, nos quartos-de-final o AF Arazede por 5-4. Já o Sporting CP repete a presença na meia-final tendo vencido, nos oitavos-de-final, a AD Sanjoanense (3-2) e, nos quartos-de-final a A Stuart HC Massamá (1-2).

A segunda meia-final será decidida entre CACO e SL Benfica que, já este ano, disputaram a Supertaça de Portugal. Enquanto o CACO eliminou o Académico FC (3-5), nos oitavos-de-final e o CH Carvalhos (2-3), nos quartos-final. A equipa do SL Benfica eliminou o CENAP (17-1), nos oitavos-final e o ACD Gulpilhares (22-1), nos quartos-final.

As águias são as detentoras do título, depois de vencerem por 7-0, o C Infante Sagres.

Meias-finais:
02/07/2022 | 11h | ACDCP Vila Boa do Bispo x Sporting CP
02/07/2022 | 15h | SL Benfica x CACO

Final
03/07/2022 | 15h

Fonte: fpp.pt


Imagem @ fpp

FC Porto/Fidelidade é Campeão Nacional de Hóquei em Patins 2021/22

O FC Porto/Fidelidade conquistou, esta noite, o seu 24º Campeonato Nacional de Hóquei em Patins, após vencer o SL Benfica, por 3-2, no quinto e último jogo do play-off.

Numa final inédita – é a primeira vez no campeonato que o play-off decide o campeão nacional no jogo da «negra» – o FC Porto marcou no primeiro minuto da partida, por Gonçalo Alves (1-0). Quatro minutos depois, Pol Manrubia surpreendeu Xavi Malián com um remate cruzado e devolveu o empate ao marcador (1-1). A oito minutos do final do primeiro tempo, Telmo Pinto assistiu Di Benedetto para o segundo golo dos dragões e voltou a colocar o FC Porto em vantagem (2-1), resultado ao intervalo.

A segunda metade começou com as duas equipas homogéneas defensivamente, a jogar à espera do erro adversário. A nove minutos do final, o FC Porto cometeu a 10ª falta. Malián negou o golo a Pablo Alvarez mas, três minutos depois, o argentino marcou o golo do empate para as águias (2-2).

Quando faltavam cinco minutos para o apito final, é assinalada a 10ª falta ao SL Benfica e consequente livre direto que Gonçalo Alves converteu, no terceiro e último golo da partida para os dragões.

O FC Porto/Fidelidade terminou a fase regular classificado em 1ª lugar, com 64 pontos. Venceu o Sporting de Tomar nos quartos-de-final, o OC Barcelos nas meias-finais e agora o SL Benfica (3ª classificado com 56 pontos), no quinto e último jogo do play-off. Os dragões sucedem ao Sporting CP, na conquista do seu 24º título de campeão nacional.

No final do jogo, o treinador do SL Benfica, começou por dar os parabéns ao FC Porto e explicou que a equipa acreditava que podia «conquistar o título no Porto. Pelo que fizemos e crescemos ao longo da época. Não foi possível. No Benfica, um clube vencedor, não há vitórias morais. A atitude e o que fizemos durante os 50 minutos foi muito positivo. Uma palavra aos jogadores, que foram inexcedíveis», disse.

Do lado do FC Porto/Fidelidade o treinador, Ricardo Ares afirmou que «fomos os melhores. O Benfica foi um adversário muito forte, como é sempre, mas acredito que merecíamos». O técnico, que conquistou também a Taça de Portugal e a Taça Intercontinental reconheceu que «só faltou a Elite Cup que perdemos na final, mas estamos muito felizes».

As duas equipas voltam a ter encontro marcado a 10 de setembro, no Pavilhão Municipal de Barcelos, para a Supertaça «António Livramento».

Final
16/06/2022 | FC Porto Fidelidade 5 x 0 SL Benfica
19/06/2022 | SL Benfica 3 x 0 FC Porto/Fidelidade
22/06/2022 | FC Porto/Fidelidade 9 x 6 SL Benfica
25/06/2022 | SL Benfica 5 x 3 FC Porto/Fidelidade
29/06/2022 | FC Porto/Fidelidade 3 x 2 SL Benfica

Fonte: fpp.pt


Imagem @ fpp

SL Benfica em vantagem no play-off do Campeonato Nacional Feminino

O SL Benfica derrotou o Sporting CP, por 2-3, no jogo um do play-off do Campeonato Nacional de Seniores Femininos, que se realizou no Pavilhão João Rocha.

As águias marcaram primeiro, quando estavam decorridos cinco minutos de jogo, por Marlene Sousa (0-1). A 11 minutos do final do primeiro tempo, Cata Flores perfez o segundo e, três minutos depois, Marlene Sousa bisou e marcou o terceiro e último para o SL Benfica. Rita Lopes reduziu para o Sporting CP ainda antes do intervalo (1-3).

No segundo tempo, o Sporting CP voltou a diminuir a vantagem, com golo de Catarina Ferreira, assistida por Rita Lopes, quando faltavam 18 minutos para jogar, fechando a contagem no marcador.

Final (à melhor de três jogos)
19, 25 e 26 de junho
19/06/2022 | Sporting CP 2 x 3 SL Benfica
25/06/2022 | 20h | SL Benfica x Sporting CP

Fonte: fpp.pt

p

Vila Boa-Sporting e Benfica-CACO nas Semi-Finais da Taça de Portugal Feminina


Imagem @ OC Barcelos

Vieirinha de regresso ao Óquei Clube de Barcelos


Imagem @ fpp

Antevisão de Nuno Pinto e Paulo Almeida

SL Benfica e Sporting CP são as equipas que vão estar na final do play-off de Apuramento de Campeão do Campeonato de Seniores Femininos. O dérbi vai disputar-se à melhor de três, com o jogo um a realizar-se amanhã, às 18h.

«Este primeiro jogo, em nossa casa, é um jogo importante. Mas recordo que, no ano passado, também começámos com o pé esquerdo e perdemos o jogo no Pavilhão João Rocha e depois, fomos ganhar no domingo a seguir à Luz, e ficou para a negra.
É difícil, é um adversário muito competente, com um projeto com muitos mais anos do que o nosso. Nós queríamos chegar à final do play-off e conseguimos.
Em dois anos que este grupo está junto fomos duas vezes à final do play-off e à Final Four da Taça de Portugal, isso é facto e enche-nos de orgulho, agora falta ganhar. A capacidade técnica e as questões táticas vão ser muito importantes, mas há uma que vai ser decisiva que é a capacidade psicológica das atletas»
- Nuno Pinto

«Do outro lado também está uma grande equipa, um grande clube, a nossa mente é trabalhar bem para estarmos todos a 100% no domingo para discutir o primeiro jogo.
Queremos muito ganhar em Alvalade para fazer 1-0 na final do play-off e resolver no segundo jogo. Estou preocupado em ser campeão e juntar mais um título ao Museu Cosme Damião.
São duas grandes equipas, com grandes jogadoras, já não há segredos. A equipa que cometer menos erros, se tiver mais calma, tranquilidade e discernimento vai ganhar»
. - Paulo Almeida

Final (à melhor de três jogos)
19, 25 e 26 de junho

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Hockey Club Liceo

Hockey Club Liceo campeão de Espanha


Imagem @ Sporting CP

«Saio de consciência perfeitamente tranquila»

«Saio de consciência perfeitamente tranquila, sabendo que desde o primeiro minuto entreguei a minha vida a este clube. Saio também com forças redobradas para continuar a trabalhar e com sentimento de respeito e enorme orgulho por este clube. O sentimento é de tristeza por este desfecho, mas, ao mesmo tempo, tenho o sentimento de dever cumprido», disse o técnico.

«Os melhores momentos foram as vitórias, os títulos e o carinho com que sempre fui recebido. Os piores aqueles em que não conseguimos atingir os objetivos. Neste trajeto aconteceram, felizmente, muito mais coisas positivas que negativas. Não fizemos tudo bem feito, mas esta gente deixou a pele em pista. Gosto genuinamente dos meus jogadores e não tinha a noção de que eles gostavam tanto de mim» - Paulo Freitas

Nestas seis épocas (não completas) no Sporting, Paulo Freitas venceu dois títulos de campeão nacional (2018 e 2021), dois de campeão europeu (2019 e 2021) e dois da Taça Continental (2019 e 2021). O sucessor deverá ser, ao que tudo indica, Alejandro Domínguez, antigo treinador do Benfica que vai ser a aposta de Quim Pauls, próximo diretor desportivo.

Fonte: zerozero.pt

Novo Espaço NHP... Entrevista a Joana Rodrigues conduzida por José Andrade

Museu NHP - Aimee Blackman - HC Palau de Plegamans

Final (à melhor de cinco jogos)
16, 19, 22, 25 e 29 de junho


Imagem @ CA Feira

Clube Académico da Feira


Imagem @ Sporting CP

Triunfo coloca leoas na final

A equipa feminina de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal recebeu e venceu o CA Feira por 6-2, este domingo, no jogo dois das meias-finais do play-off do Campeonato Nacional. Com este resultado, as Leoas garantem um lugar na final, que será discutida frente ao SL Benfica.

Numa primeira parte dividida, Rita Lopes abriu as contas logo aos 47 segundos, mas a formação de Santa Maria da Feira conseguiu a reviravolta no espaço de menos de um minuto, com Joana Teixeira a fazer o 1-1 e Sofia Sacadura o 1-2. Ainda assim, a turma de Alvalade respondeu com nova cambalhota no placard por Rita Batista e Ana Catarina Ferreira, que fizeram o gosto ao stick aos 15 e 20 minutos, respectivamente, e confirmaram a vantagem de 3-2 ao intervalo.

Já na segunda metade, Rita Batista selou o resultado final com mais três golos, atingindo o poker. Aos oito minutos, fez o 4-2 num lance de grande penalidade, e já dentro do último minuto da partida marcou duas vezes em seis segundos, sendo que o último golo saiu de um livre directo.

Depois da goleada por 1-8 no primeiro jogo do play-off, a formação orientada por Nuno Pinto assegurou a passagem à final, que será disputada à melhor de três jogos frente ao SL Benfica.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ SL Benfica

Goleada e presença na final do Nacional Feminino

Com uma goleada, a equipa feminina de hóquei em patins do Benfica garantiu a presença na final do play-off do Campeonato Nacional. No Pavilhão Fidelidade, diante do CACO, triunfo, por 12-3. Após a vitória em Campo de Ourique (3-6), as águias só precisavam de mais um triunfo para estar na fase decisiva da prova. As comandadas por Paulo Almeida não se fizeram rogadas e rapidamente começaram a festejar.

Aos 10', já estava 3-0 na Luz, fruto dos tiros certeiros de Marlene Sousa (3'), Beatriz Figueiredo (9') e Raquel Santos (10'). O Benfica estava insaciável, com Marlene Sousa (11') e Maria Sofia Silva (14') a aumentarem a contenda para 5-0. O CACO reduziu por Margarida Alves, aos 17', mas as águias não tiravam o pé do acelerador...

Cata Flores, aos 18', e Inês Severino, aos 24', marcaram para as da casa; Rita Paulo, de permeio, aos 23', faturou para a turma de Campo de Ourique. Ao intervalo, 7-2 para o Benfica.

Na segunda parte, o ritmo não baixou. O Benfica até demorou a chegar ao golo, mas, quando o fez, parecia como o ketchup: eram uns atrás dos outros. Maria Sofia Silva (37'), Beatriz Figueiredo (39'), Marlene Sousa (40' e 42') e Cata Flores (44') colocaram o resultado em 12-2. Antes do apito final, aos 46', Diana Lopes fez o 12-3.

O Benfica está na final do Campeonato Nacional onde vai medir forças com o Sporting.

Fonte: plurisports.com


Imagem @ Riba d'Ave HC

Duas equipas de Famalicão sobem à principal liga de hóquei em patins

O Riba d’Ave Hóquei Clube e o Famalicense Atlético Clube (FAC) garantiram lugar no principal escalão de hóquei em patins, assegurando um regresso em grande do concelho de Famalicão à elite nacional da modalidade.

Embora tenha perdido o jogo disputado frente ao Murches, por 5-2, o FAC já tinha assegurado a subida de divisão no fim de semana anterior.

Já o Riba d’Ave conquistou a subida depois de vencer a segunda mão do play-off, por 7-2, em casa, frente ao Alenquer e Benfica. Na primeira mão, os minhotos também venceram, por 5-3.

Fonte: ominho.pt


Imagem @ Filipe Amorim / Global Imagens

Benfica vence Sporting e está na final de hóquei em patins

O Benfica garantiu este domingo a presença na final do campeonato de hóquei em patins, ao derrotar o Sporting por 7-5, no quinto jogo das meias finais. Diogo Rafael, Manrubia, Nicolía, Alvarez, Ordoñez e Lamas (2) marcaram os golos que permitem às águias defrontarem o F. C. Porto na grande final.

Os encarnados estiveram a vencer por 3-1 e ainda permitiram que o Sporting chegasse ao empate. Já depois de estar novamente na frente, as águias cederam o empate já perto do fim, obrigando o jogo a ir a prolongamento. No tempo extra, valeram os dois golos de Lamas para ajudar o Benfica a alcançar a final.

Fonte: jn.pt

Play Off - Meias Finais


Imagem @ labor.pt

Tiago Sousa é o novo treinador da Associação Desportiva Sanjoanense

Golpe de Saída uma parceria entre o Desporto no Feminino e a Agência NHP

Neste terceiro episódio a conversa com a Carolina Monteiro que representa o CACO.


Imagem @ Facebook Reus

Barça cai nas 'meias' frente ao Reus e falha 9.º título consecutivo

Enorme surpresa em Espanha! O crónico campeão Barcelona dos portugueses João Rodrigues e Hélder Nunes caiu nas meias-finais frente ao Reus e falha assim o 9º título de campeão consecutivo. No jogo 5 do playoff, o Barça perdeu (3-4) frente ao 5º classificado da fase regular.

Desde a temporada 2010/11 que os catalães não terminavam o campeonato fora dos dois primeiros lugares. Já o Reus, que procura o primeiro título de campeão desde 2011, vai jogar a final frente ao Liceo, que também venceu na 'negra' o Noia por 4-2.

Destaque para os três golos de Marc Julia, decisivos na vitória do Reus. Joan Salvat também marcou. Pelo Barça, de pouco valeram os golos de Paul Bargalló (2) e Ignacio Alabart.

É um adeus inglório para o lendário guarda-redes do Barcelona Aitor Egurrola. O atleta mais titulado da história do clube (79 troféus) despediu-se dos adeptos no final do jogo.

Fonte: record.pt


Imagem @ HA Cambra

Hóquei Académico de Cambra


Imagem @ FC Barcelona

Obrigado Aitor Egurrola

F. C. Porto na final, Sporting em vantagem sobre o Benfica

Os dragões voltaram a bater o Óquei de Barcelos e esperam pelo desfecho da outra meia-final para saberem contra quem vão decidir o título.

O F. C. Porto garantiu, esta terça-feira, a presença na final do play-off do campeonato de hóquei em patins. Os dragões eliminaram o Óquei de Barcelos, graças a três vitórias, a de hoje, no Dragão Caixa, alcançada no desempate por grandes penalidades, depois do 2-2 verificado após prolongamento.

Os portistas esperam agora pelo outro finalista, que vai sair do confronto entre Sporting e Benfica, que, para já, está favorável aos leões.

Depois da derrota na Luz, o Sporting voltou a vencer as águias em casa (4-2), estando em vantagem por 2-1 na eliminatória. Assim sendo, o Benfica está obrigado a ganhar os dois próximos jogos se quiser chegar à grande final, sabendo que mais uma derrota ditará a eliminação.

Fonte: jn.pt


Imagem @ CENAP

Centro Atlético Póvoa Pacense (CENAP)

Play Off - Meias Finais


Imagem @ Paulo Gomes

Clube Atlético de Campo de Ourique

Saint-Omer campeão em França pela 10ª vez


Imagem @ OC Barcelos

SL Benfica empata meia-final do play-off. FC Porto/Fidelidade vence em Barcelos e aumenta vantagem na eliminatória

O SL Benfica venceu o dérbi frente ao Sporting CP por 3-2, no jogo dois das meias-finais do play-off do CN da 1ª Divisão. Com este resultado, (os leões venceram o jogo um por 4-3) estão já garantidos pelo menos quatro jogos, sendo que o próximo é na casa do Sporting CP.

Logo nos primeiros segundos do jogo o SL Benfica inaugurou o marcador por Pablo Álvarez (1-0). A cinco minutos do tempo de descanso, Verona empatou a partida com um remate «do meio da rua» (1-1) mas, dois minutos depois, é assinalado penálti a favor das águias, que Ordoñez converteu (2-1). Um minuto depois, o mesmo Ordoñez, numa iniciativa individual, marcou o 3-1, resultado ao intervalo. Na segunda metade o Sporting CP reduziu por Toni Perez (3-2) e fechou a contagem do jogo.

Na outra meia-final da noite o FC Porto/Fidelidade venceu o OC Barcelos SAD por 2-5, no jogo dois (venceu o jogo um por 8-4), e está agora melhor posicionado para garantir a presença na final do play-off, caso vença o jogo três, na próxima terça-feira.

Os dragões marcaram primeiro, por intermédio de Gonçalo Alves, aos 19 minutos do primeiro tempo (0-1). Um minuto depois, André Centeno restabeleceu a igualdade no marcador (1-1). O jogo revelou-se equilibrado com o empate a prevalecer ao intervalo, com mais dois golos: Primeiro por Darío Giménez, na conversão do livre direto pela 10ª falta dos dragões e depois, por Gonçalo Alves, a três minutos do apito (2-2).

No segundo tempo o FC Porto Fidelidade foi mais eficaz, apesar da boa resposta dos barcelenses, e dilatou a vantagem no marcador com golos de Gonçalo Alves (2-3), Telmo Pinto (2-4) e Ezequiel Mena (2-5).

Meias-finais | Jogo #3 (à melhor de cinco)

07/06/2022 | 20h | FC Porto/Fidelidade x OC Barcelos SAD
07/06/2022 | 20h | Sporting CP x SL Benfica

Fonte: fpp.pt

Museu NHP - Club Patín Lena - Cuencas Mineras

Começam os jogos de Apuramento de Promoção e de Campeão do Campeonato Nacional da 2ª Divisão

Este sábado disputam-se as primeiras jornadas dos jogos de apuramento de Promoção e Apuramento de Campeão do Campeonato Nacional da 2ª Divisão.

A lutar pela promoção vão estar S Alenquer B (2º classificado da Zona Sul) e Riba d’Ave HC (2º classificado da zona Norte).

A disputar o título de campeão da 2ª Divisão estarão o Famalicense AC (1º classificado da zona Norte) e o GRF Murches (1º classificado da zona Sul).

Agenda | Apuramento – Promoção
04/06/2022 | 18h | S Alenquer B x Riba d’Ave HC
11/06/2022 | 18h30 | Riba d’Ave HC x S Alenquer B

Agenda | Apuramento – Campeão
04/06/2022 | 18h | Famalicense AC x GRF Murches
11/06/2022 | 19h | GRF Murches x Famalicense AC

Fonte: fpp.pt

Na 6ª edição da Elite Cup participam as oito equipas melhor classificadas no campeonato nacional. Vai ser disputada em setembro no pavilhão municipal de Tomar.

Campeonato Nacional Seniores Femininos - Fase 3 - Apuramento Campeão - Play Off - 1/4 de Final

Novo Espaço NHP... Entrevista a Tomás Cardoso conduzida por José Andrade


Imagem @ CA Feira

Clube Académico da Feira

Play Off - Meias Finais


Imagem @ slbenfica.pt

Benfica, Sporting, Feira e CACO vencem primeira ronda

O Benfica, detentor de oito campeonatos nacionais consecutivos no setor feminino, foi ontem a Massamá ganhar (4-0) ao Stuart, no primeiro jogo dos quartos-de-final do playoff, à melhor de três duelos. Raquel Santos (2), Macarena Astorga, Maria Silva e foram as finalizadoras da equipa das águias. Já o vice-campeão Sporting também não vacilou no reduto do Centro Atlético da Póvoa Pacense, em Cacia (Aveiro), e cilindrou (11-1), com Rita Lopes a fazer quatro golos.
Quanto aos resultados das restantes eliminatórias dos ‘quartos’, destaque para o triunfo (11-7) do Clube Académico da Feira na visita à Académica, em Coimbra, enquanto o Atlético de Campo de Ourique suplantou (2-1) em casa a Sanjoanense.

Fonte: record.pt


Imagem @ slbenfica.pt

Entrada forte para dar vantagem nos "quartos"

O Sl Benfica dá a "stickada de saída" no play-off do Campeonato Nacional, diante do Stuart Massamá. Raquel Santos lançou o jogo 1 dos quartos de final agendado para as 21h00 desta quarta-feira, 1 de junho, no Pavilhão Professor João Campelo.

"Espero uma defesa fechada em quadrado por parte delas, aproveitando-se dos nossos erros defensivos para lançarem o contra-ataque."

"É uma equipa com algum nome no hóquei em patins, assim como uma equipa com experiência, pois tem atletas habituadas à alta competição e atletas internacionais."

"O Benfica vai demonstrar o que tem feito nos últimos meses. Vamos entrar fortes, rápidas e, acima de tudo, cientes que não irá ser um jogo de disputa fácil, porque o Stuart [Massamá] é uma equipa com bastante garra e que nunca desiste."
- Raquel Santos

Fonte: slbenfica.pt

Torneio 24 Sobre Rodas em Julho com inscrições abertas e com o apoio NHP

Campeonato Nacional Seniores Femininos - Fase 3 - Apuramento Campeão - Play Off - 1/4 de Final


Imagem @ abola.pt

Os treinadores do Dérbi

"Acabou por ser resolvido no detalhe, na bola parada. A primeira parte foi mais equilibrada, o Benfica causou-nos algumas dificuldades e cometemos alguns erros. A segunda parte acho que foi totalmente do Sporting. Assumimos por completo o jogo, criámos muito, mas o Pedro Henriques fez uma grande exibição. No prolongamento houve cautela das duas equipas, mas ainda assim fomos mais incisivos. O desfecho acaba por ser justo." - Pauo Freitas

"Fizemos uma excelente primeira parte, mas podíamos ter aproveitado melhor as transições. Na segunda parte houve maior contenção e menos risco da nossa parte e fomos felizes com algumas bolas nos postes. O Sporting é a equipa que dominou o hóquei nos últimos anos, em Portugal e na Europa, e era normal que, na casa deles, tivéssemos de sofrer. O prolongamento foi mais dividido e nos penáltis eles foram mais inspirados e eficazes. Estamos com a energia e o caráter necessários para os‘play-offs’." - Nuno Resende

Fonte: abola.pt

Candelária Sport Clube campeão açoriano no escalão de sub19

Play-off de Apuramento para a Prova 3 do Campeonato Nacional Seniores Femininos


Imagem @ Sporting CP

Dérbi cai para os leões e é o Sporting quem está na frente!

O Sporting recebeu o Benfica no primeiro jogo da eliminatória e, para já, são os leões que seguem na frente. Depois de um empate no tempo regulamentar (2-2), a decisão foi levada para as grandes penalidades e aí Ângelo Girão foi a figura em evidência.

Num encontro bastante equilibrado, coube ao Benfica abrir as festividades. Pablito, logo aos quatro minutos, aproveitou um contra-ataque e colocou as águias em vantagem.

Na resposta, o Sporting, sempre com mais bola, acabou por repor a igualdade pouco depois, através de Ferran Font. Porém, a eficácia encarnada voltou a fazer estragos. Nicolía surgiu no frente a frente com Girão e não vacilou, levando o Benfica em vantagem para o intervalo.

No segundo tempo, o Sporting correu atrás do prejuízo e Ferran Font foi um dos mais inconformados com o resultado. O avançado espanhol teve nas mãos várias oportunidades para chegar ao empate e, aos 35 minutos de jogo, chegou mesmo a festejar o golo. Porém, o lance foi anulado de imediato devido a falta técnica. Logo depois, voltou a ameaçar o golo, mas o poste da baliza de Pedro Henriques negou o empate.

Na reta final do encontro, cada uma das equipas ainda teve oportunidade para marcar através de livre direto, mas nem Ferran Font nem Nicolía conseguiram converter os respetivos lances.

Só os penáltis decidiram o vencedor

Ainda assim, a persistência verde e branca deu frutos a dois minutos do fim. Nolito assistiu e Ferran Font voltou a alegrar os adeptos leoninos presentes no Pavilhão João Rocha que, assim, tiveram oportunidade assistir a mais dez minutos de prolongamento. Porém, os minutos adicionais não fizeram a diferença no marcador e tudo teve de ser resolvido nas grandes penalidades.

Aí, sorriu o Sporting. Ângelo Girão fez o que lhe competia, defendeu cinco dos seis penáltis e só Nolito conseguiu resolver a questão ao converter as duas penalidades que lhe foram entregues (2-1).

Com este resultado, é o Sporting quem parte em vantagem para o segundo jogo que será no reduto das águias, já no próximo sábado, dia 4 junho.

Fonte: zerozero.pt

Play Off - Meias Finais


Imagem @ Ivan Del Val/global Imagens

Gonçalo Alves marca sete golos e F. C. Porto entra nas "meias" a vencer

O F. C. Porto venceu, este sábado, o Óquei de Barcelos (8-4), no jogo que abriu as meias-finais do play-off de apuramento de campeão. Gonçalo Alves, com uns incríveis sete golos, protagonizou uma exibição para recordar mais tarde.

Há dias que tudo simplesmente corre bem e, este sábado, Gonçalo Alves protagonizou uma exibição para mais tarde contar aos netos. No Dragão Arena, naquele que foi o jogo que abriu as meias-finais do play-off de apuramento de campeão, o avançado do F. C. Porto esteve imparável e ao marcar sete golos frente ao Óquei de Barcelos ajudou a equipa portista a entrar nesta fase da competição com um triunfo.

A primeira parte foi o espelho daquilo que têm sido os confrontos entre portistas e barcelenses esta época (terminou empatada 2-2), mas após o descanso os dragões não perderam tempo em lançar a chama mais poderosa. Muito com a ajuda de Gonçalo Alves (marcou cinco na segunda parte), a equipa orientada por Ricardo Ares cavou uma diferença confortável e acabou a sorrir (8-4).

F. C. Porto e Óquei de Barcelos voltam a marcar encontro no próximo sábado, a partir das 21.30 horas, no Pavilhão Municipal de Barcelos.

Fonte: jn.pt


Imagem @ ADB Campo

AD Barcelos/Campo - Sub17

Novo Espaço NHP... Entrevista a Mónica Alho conduzida por José Andrade


Imagem @ Luis Velasco

Barça anuncia saída de Nil Roca. Destino: SL Benfica


Imagem @ SC Tomar

Albert Mola será reforço do SC Tomar para a temporada 2022/2023, substituindo Francisco Veludo

“Tudo vai ser decidido nos pormenores”

Gonçalo Alves destacou o equilíbrio da eliminatória frente ao Barcelos, cujo primeiro jogo se disputa este sábado no Dragão Arena (15h00)

No primeiro jogo das meias-finais do play-off do campeonato nacional, a equipa de hóquei em patins recebe o Barcelos no Dragão Arena (sábado, 15h00, Porto Canal/FC Porto TV). Na antecâmara da estreia nesta fase da competição, Gonçalo Alves frisou a vontade de “começar com uma vitória no Dragão” a eliminatória frente a um Barcelos “sempre imprevisível”, que tem “jogadores que têm faro de golo”. Contra os minhotos, tem sido sempre “até ao último segundo”, pelo que o jogo será “decidido em pormenores”. Um desses é o público, que o 77 portista espera que compareça em grande número: “É importante os adeptos comparecerem no sábado, precisamos sempre da força deles”.

A importância de começar com o pé direito
“Vamos jogar jogo a jogo e, já no próximo sábado, queremos começar com uma vitória no Dragão para começarmos a eliminatória na frente e irmos a Barcelos com um triunfo no bolso e para podermos fechar a eliminatória em casa.”

O poderio adversário
“O Barcelos é sempre imprevisível, porque do nada conseguem fazer golos, têm jogadores que têm faro de golo e vamos ter de estar muito atentos, bem defensivamente, muito coesos e atacar pela certa para não darmos contra-ataques ao Barcelos para eles marcarem golos. Vamos usar as nossas armar para contrariar o poderio deles.”

O equilíbrio vai ser nota dominante
“Acho que tudo vai ser decidido em pormenores. Os jogos que tivemos contra o Barcelos foram sempre disputados até ao último segundo e estes não vão ser exceção. Queremos ganhar confiança para irmos a Barcelos.”

O apelo à presença da Nação Porto
“É importante os adeptos comparecerem no sábado, precisamos sempre da força deles e agora ainda mais para chegarmos à final, que é onde queremos estar para disputarmos o título nacional. Quero pedir-lhes que compareçam para ficar um ambiente muito bonito.”

Fonte: fcporto.pt

Golpe de Saída uma parceria entre o Desporto no Feminino e a Agência NHP

Neste segundo episódio a conversa com a Francisca Martins que representa o CENAP.

SL Benfica vence AD Valongo e está nas meias-finais do play-off

Foram precisos os três jogos dos quartos de final para decidir qual das duas equipas, SL Benfica ou AD Valongo, passaria às meias-finais do play-off do CN da 1ª Divisão. Esta noite, as águias foram mais eficazes e garantiram a passagem à próxima fase, com a vitória sobre os valonguenses por 5-1.

O SL Benfica entrou mais forte e marcou quatro golos sem resposta na primeira parte. Logo aos dois minutos, Lucas Ordoñez fez o primeiro (1-0). Seis minutos depois, Nicolía ampliou a vantagem, perfazendo o segundo para a equipa da casa (2-0). Gonçalo Pinto marcou o terceiro e, a dois minutos do intervalo, Diogo Rafael fechou a contagem antes do descanso (4-0).

No tempo complementar, a AD Valongo tentou dar resposta e o golo surgiu, aos dois minutos, por Facundo Bridge (4-1). Mas foi o SL Benfica quem voltou a marcar, depois do conjunto nortenho cometer a 10ª falta. Chamado a converter, Nícolia marcou, na recarga, o quinto e último golo do encontro (5-1).

Nas meias-finais, disputadas à melhor de cinco jogos, o FC Porto/Fidelidade vai defrontar o OC Barcelos SAD e, o agora apurado SL Benfica, terá pela frente o Sporting CP.

Agenda | Meias-finais play-off (à melhor de cinco) 28 e 29 de maio, 4, 7, 10 e 12 de junho

28/05/2022 | 15h | FC Porto/Fidelidade x OC Barcelos SAD
29/05/2022 | 15h | Sporting CP x SL Benfica

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Maria João/Agência NHP

"Marinho" Rodrigues - O melhor marcador da Europa

"Muito feliz pela temporada fantástica a nível colectivo e individual. Depois de conseguirmos o nosso principal objetivo colectivo na fase regular, estar na luta da subida de divisão, individualmente consegui ser o melhor marcador de todos os campeonatos da Europa e fazer história para o Sport Alenquer e Benfica! Fico feliz de colocar o “meu” clube no topo da Europa!
Obrigado principalmente aos meus companheiros/equipa por confiarem em mim, aos nossos adeptos incríveis Ultras Alenquer e à minha família/amigos, principalmente à minha esposa e ao meu filho por me darem a motivação certa quando as coisas corriam menos bem!"


Imagem @ D.R.

Termas festeja manutenção. "Foi uma grande conquista", diz presidente

O presidente do Termas Óquei Clube considera que a manutenção na Segunda Divisão é motivo de festejar. Dias depois de conseguir o objetivo, Tiago Ferreira destaca o percurso da equipa nos últimos anos. "É um grande resultado. Temos de nos lembrar que a Primeira Divisão de hóquei em patins é o melhor campeonato do mundo. E a Segunda Divisão portuguesa é equiparada a muitos campeonatos da primeira divisão no resto do mundo. Especialmente a Zona Norte... Foi uma grande conquista", enaltece o presidente do Termas.

Fonte: jornaldocentro.pt

Alenquer em disputa com o Riba d'Ave para a subida à primeira divisão

No dia 4 de junho o Alenquer recebe o Riba d'Ave e a 11 de junho o Riba d'Ave recebe o Alenquer. O vencedor irá juntar-se ao Famalicense e ao Murches na subida à primeira divisão nacional. Estes dois com subida direta ao escalão maximo nacional, vão competir entre si, o campeão da 2ª divisão nacional com dois jogos, igualmente a 4 e a 11 de junho, Primeiro em Famalicão e depois na casa do Murches.


Imagem @ HC Turquel

Obrigado Tiago Rafael

Tiago Rafael anunciou a retirada dos rinques, enquanto jogador de hóquei em patins.
O defesa/médio de 38 anos termina a sua actividade desportiva onde se iniciou na modalidade- no HC Turquel.
Foi no Clube da Aldeia do Hóquei que Tiago Rafael deu as primeiras patinadelas, e ponde se manteve até aos Sub-17. Seguiria para o Paço Arcos onde fez o resto da sua formação e ainda nas duas primeiras épocas como sénior.
Seguir-se-ia o Gulpilhares por uma época e depois o OC Barcelos durante três temporadas.
O SL Benfica foi o Clube seguinte durante três épocas mudando-se para o Candelária (2 épocas) e um regresso a Turquel (em 2013/2014).
Seria novamente chamado pelo SL Benfica onde esteve entre 2014 e 2018, seguindo-se o Réus Deportiu (entre 2018 e 2020) e nas duas últimas épocas representou o HC Turquel, onde decidiu agora no final desta temporada dar por terminado a sua carreira desportiva.
Ao longo de quase 35 anos foi inúmeros os títulos que Tiago Rafael conquistou, tanto como Internacional pelas cores Lusas como a nível de Clubes.

1 Liga Europeia de Clubes
1 Taça Intercontinental de Clubes
1 Taça WS Europe
1 Taça das Nações
1 Taça Continental
3 Campeonatos Nacionais 1.ª Divisão
3 Taças de Portugal
1 Supertaça de Portugal
2 Campeonatos Nacionais de Sub-20
1 Supertaça de Espanha

Fonte: plurisports.com


Imagem @ Candelária SC

Candelária Sport Clube

Play-off de Apuramento para a Prova 3 do Campeonato Nacional Seniores Femininos, jogo em atraso

Play Off - 1/4 de Final - 3ª Jornada

Calendário | Quartos de final Jogo #3
25/05/2022 | 20h | SL Benfica x AD Valongo

Calendário | Meias-finais (à melhor de cinco)
29 de maio, 4, 7, 10 e 12 de junho

FC Porto/Fidelidade x OC Barcelos SAD
Sporting CP x vencedor do jogo SL Benfica – AD Valongo

Play Off - 1/4 de Final - Resultados da 2ª Jornada


Imagem @ Sérgio Gonçalves

Obrigado Caio!


Imagem @ hoqueipatins.pt

Play-off de Apuramento para a Prova 3 do CN Seniores Femininos começa este domingo

Terminada a Prova 2 do Campeonato Nacional de Seniores Femininos começa, este fim de semana, o play-off de apuramento para a Prova 3.

O play-off é disputado à melhor de três jogos. O jogo um, realiza-se no domingo, entre as equipas do Grupo 2 que ficaram classificadas do 1º ao 4º lugar (A Stuart HC Massamá, CENAP, Académico FC e ACDCP Vila Boa Bispo) e as equipas do Grupo 1, classificadas do 5º ao 8º lugar (CA Campo Ourique, AA Coimbra, ACD Gulpilhares, CH Carvalhos).

Na prova 3 – Play-off de Apuramento de Campeão participarão os clubes classificados na Prova 2, do 1º ao 4º lugar do Grupo 1 (SL Benfica, Sporting CP, CA Feira e AD Sanjoanense) mais os clubes apurados no play-off de apuramento para esta prova.

Calendário | Play-off Apuramento para a Prova 3 (melhor de 3)
22, 28 e 29 de maio

15:00h | ACDCP Vila Boa Bispo x CA Campo Ourique
18:00h | CENAP x ACD Gulpilhares
18:30h | A Stuart HC Massamá x CH Carvalhos
21:30h | Académico FC x AA Coimbra

Fonte: fpp.pt

Play Off - 1/4 de Final - 2ª Jornada

Quartos-de-final (melhor de três)
18, 21 e 25 de maio

19:00h | SC Tomar/IPT x FC Porto
21:00h | HC Braga SAD x Sporting CP
17:30h | AD Valongo x SL Benfica
21:30h | OC Barcelos SAD x UD Oliveirense/Simoldes

Golpe de Saída uma parceria entre o Desporto no Feminino e a Agência NHP

Neste primeiro episódio a conversa com a Guarda-Redes Catarina Viola que representa a AD Sanjoanense.

Torneio 24 Sobre Rodas em Julho com inscrições abertas e com o apoio NHP


Imagem @ AD Sanjoanense

A AD Sanjoanense conquista o quarto lugar da prova 2 do campeonato nacional ao vencer o CH Carvalhos por duas bolas a zero.


Imagem @ AD Sanjoanense

Play Off - 1/4 de Final - Resultados da 1ª Jornada


Imagem @ CD Paço de Arcos

Filipe Fernandes do Paço de Arcos para o Lodi de Itália

Play-off | Antevisão feita pelos 8 clubes

Esta quarta-feira arrancam os quartos de final do play-off do Campeonato Nacional da 1ª Divisão. Quatro partidas que se jogam à melhor de três, entre os oito primeiros classificados da fase regular.
Os oito treinadores fizeram as respectivas antevisões...


Imagem @ FPP

Municipal de Barcelos acolhe a Supertaça «António Livramento» em setembro

A Supertaça «António Livramento» já tem data e local. A prova, uma organização da Federação de Patinagem de Portugal juntamente com a Associação de Patinagem do Minho e a Câmara Municipal de Barcelos, vai realizar-se a 10 de setembro, no Pavilhão Municipal de Barcelos.

A Supertaça «António Livramento» colocará frente a frente os vencedores da Taça de Portugal e do Campeonato Nacional da 1ª Divisão, da época 2021/22. Como vencedor da Taça de Portugal, o FC Porto já tem presença garantida.

A última edição da Supertaça ocorreu em 2019, em Coimbra, com o FC Porto/Fidelidade a arrecadar o título, depois da vitória frente à UD Oliveirense/Simoldes.

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Marta Archer

Catarina Viola antevê o jogo de amanhã.

"Amanhã vamos ter um dos jogos mais importantes desta época, com uma equipa difícil, onde o nosso objetivo é garantir a passagem direta à prova final do campeonato. Estamos focadas e preparadas para dar tudo em campo, mostrar a nossa raça de sapateiro, e conquistar os 3 pontos. Precisamos de todo o apoio dos sanjoanenses nesta fase final!"

Play Off - 1/4 de Final - 1ª Jornada

Quartos-de-final (melhor de três)
18, 21 e 25 de maio

20:30h | FC Porto x SC Tomar/IPT
20:00h | Sporting CP x HC Braga SAD
21:00h | SL Benfica x AD Valongo
20:00h | UD Oliveirense/Simoldes x OC Barcelos SAD

Convocatória para Estágio de Preparação

De acordo com o Plano Anual das Selecções Nacionais, a Federação de Patinagem de Portugal publica a convocatória do Estágio de Preparação, da Selecção Nacional de Seniores Masculinos de Hóquei em Patins, o qual vai ter lugar em Sesimbra nos dias 04 e 05 de julho de 2022.

Atletas Convocados:

Sporting Clube de Portugal (AP Lisboa)
Ângelo André Ferreira Girão
Henrique Fonseca de Serpa Pinto Magalhães
João Pedro Souto Silva

Sport Lisboa e Benfica (AP Lisboa)
Pedro Miguel Rodrigues Vicente Henriques
Diogo Miguel Rafael
Gonçalo André Carvalho Almeida Pinto

Club Pati Calafell
Alejandro Castro Edo

Barça
João Miguel Brazão Rodrigues
Hélder Pereira Nunes

Futebol Clube do Porto (AP Porto)
Telmo Alberto de Sousa Pinto
José Rafael Soares da Costa
Gonçalo Bonnet Alves

Óquei Clube de Barcelos (AP Minho)
Álvaro António Pereira Morais
Miguel Damião Rocha

União Desportiva Oliveirense (AP Aveiro)
Xavier Carvalho Jesus Cardoso

Seleccionador Nacional
Renato Garrido

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Sporting CP

Eficácia nas bolas paradas decidiu dérbi (2-4)

A equipa principal feminina de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal recebeu, este domingo, o SL Benfica e caiu por 2-4 na partida da 14.ª – e última - jornada do Grupo 1 da segunda fase do Campeonato Nacional.

Depois de inícios perfeitos das Leoas em ambas partes, a eficácia nas bolas paradas – águias apontaram os três primeiros golos dessa forma – acabaria por pesar no desfecho desfavorável às Leoas, que assim terminaram a segunda fase no segundo lugar e sofrendo um desaire depois de seis triunfos consecutivos. Agora, para a turma de Alvalade segue-se o play-off de apuramento de campeão – com eliminatórias disputadas à melhor de três jogos – onde tudo se decidirá no que respeita ao título nacional.

Fonte: sporting.pt


Imagem @ António Lopes / WSERH

AD Valongo


Imagem @ António Lopes / WSERH

GSH Trissino vencedor da Liga Europeia


Imagem @ SL Benfica

Dérbi na mira com a "motivação certa"

SL Benfica defronta neste domingo, 15 de maio, às 12h00, o Sporting, no Pavilhão João Rocha, em encontro da 14.ª última jornada da 2.ª fase do Campeonato Nacional, ronda que decide quem poderá ficar com a vantagem do fator casa no play-off. Beatriz Figueiredo destaca isso mesmo e garante "motivação certa" do grupo para o embate.

"Passámos um mau momento, mas como equipa superámos juntas. Estamos com a motivação certa, trabalhámos bem para o dérbi", disse.

"O Sporting vai querer ganhar para ter vantagem no play-off. É uma equipa que vai apostar em contra-ataques, temos de estar atentas para os anular e jogar intensamente. Vamos com o pensamento de ganhar" - Beatriz Figueiredo

Fonte: slbenfica.pt

Famalicense AC sobe à primeira divisão

SC Tomar

Final da Liga Europeia

Torres Novas recebe final four da Liga Europeia
Sporting Clube de Tomar, AD Valongo, GSH Trissino e Sarzana vão disputar o título


Imagem @ fpp

Convocatória para o Torneio OIST

De acordo com o projeto de Observação Identificação e Seleção de Talentos, a Federação de Patinagem de Portugal publica a convocatória para o Torneio OIST, o qual vai ter lugar no Pavilhão do Hóquei Clube de Turquel, nos dias 23 e 24 de maio de 2022.

Este torneio irá ser realizado por atletas observados nas ações realizadas nas Associações Territoriais, composto por três equipas masculinas e uma equipa feminina.

Atletas Convocados(a):

Equipa 1 – Feminina
Astro Stuart Hóquei Clube de Massamá (AP Lisboa)
Rita Alves Diegues
Associação Desportiva de Valongo (AP Porto)
Ana Beatriz Sousa da Silva
Clube Académico de Bragança (AP Minho)
Ana Patrícia Ramos Fernandes
Clube Hóquei dos Carvalhos (AP Porto)
Mariana Pinto Teixeira
Clube Académico da Feira (AP Aveiro)
Margarida da Silva Teixeira
Escola Livre de Azeméis (AP Aveiro)
Inês de Castro Campos
Letícia Carina Portela Oliveira
Hóquei Clube de Turquel (AP Leiria)
Leonor Neto Coelho
Sport Lisboa e Benfica (AP Lisboa)
Maria Inês Jorge Severino
Sporting Clube Porto Santo (AP Madeira)
Verónica Raquel Silva Oliveira

Equipa 2 – Sul
Sport Lisboa e Benfica (AP Lisboa)
Pedro Miguel Paulino Santos
Grupo Desportivo Fabril (AP Setúbal)
Francisco Duarte Fragoso Maia Vilhena
Roller Lagos/Clube de Patinagem (AP Algarve/Alentejo)
Diogo Afonso Monteiro
Clube Futebol de Estremoz (AP Alentejo)
Vasco Nunes Martins Parreira
Hóquei Clube Patinagem Grândola (AP Setúbal)
Filipe da Costa Pereira
Associação Educação Física Desportiva (AP Lisboa)
Tomás Batista Neves
Clube Desportivo de Paço de Arcos (AP Lisboa)
Martim da Fonseca Nunes
Associação Desportiva de Oeiras (AP Lisboa)
João Maria Gatinho de Almeida
Diogo Pais Fonseca
Hockey Club de Sintra (AP Lisboa)
João Guerra Lampreia

Equipa 3 – Centro
Sporting Clube de Tomar (AP Ribatejo)
Martim Lopes Guia
Martim de Abreu Albino
Martim Sousa Oliveira Lopes
Hóquei Clube de Turquel (AP Leiria)
Simão Santos Ferreira
Duarte Neto Coelho
Simão António Vieira Seara
José Eduardo Ferreira Filipe
André Amado Pessanha
Futebol Clube Oliveira do Hospital (AP Coimbra)
Lucas Dias Pedro
Associação Académica de Coimbra (AP Coimbra)
Afonso Oliveira Couceiro

Equipa 4 – Norte
União Desportiva Oliveirense (AP Aveiro)
Bruno Wharton Felippe Torres
Martim de Sousa Oliveira
Simão Rodrigues e Silva
Tomás da Silva Almeida
Hóquei Clube de Braga – HP SAD (AP Minho)
André Pinho Vieira da Costa
Rodrigo Oliveira Salgado
Associação Desportiva de Valongo (AP Porto)
Vasco Azevedo de Almeida
Futebol Clube do Porto (AP Porto)
Duarte Botelho Cunha
Gonçalo Duarte da Costa Leal
Tiago Gomes Silva

Pela Direção Técnica Nacional

Fonte: fpp.pt

Play Off - 1/4 de Final - 1ª Jornada


Imagens @ João Flores

“Às vezes não é uma questão de quem é favorito, mas de quem tiver mais sorte”

Edo Bosch e Nuno Lopes destacam equilíbrio na final four da Liga Europeia de hóquei em patins.

Os treinadores de Valongo e Sporting de Tomar, que se defrontam no sábado, nas meias-finais da final four da Liga Europeia de hóquei em patins, em Torres Novas, esperam uma prova "equilibrada" entre "equipas equiparadas".

Para além das duas equipas portuguesas, participam na "final four" as formações italianas do Trissino e Sarzana, orientadas pelos irmãos Alessandro e Mirko Bertolucci, respetivamente, que se defrontam na outra meia-final.

"Vai ser uma final four muito equilibrada. Jogamos várias vezes com o Sporting de Tomar, conhecemo-nos bem, são sempre jogos equilibrados, assim como Trissino e Sarzana se conhecem bem. São quatro equipas muito equiparadas e qualquer uma pode ser campeã", disse à agência Lusa o técnico do Valongo, Edo Bosch.

Para o treinador espanhol, "às vezes não é uma questão de quem é favorito, mas da equipa que tiver um bocado mais de sorte no fim de semana" em que decorre uma prova deste género: "Ter inspiração é fundamental e isso pode fazer a diferença, quando as equipas são muito equiparadas."

Edo Bosch, antigo guarda-redes do FC Porto, reencontra em Torres Novas os irmãos Bertolucci, que nessa mesma cidade, há 16 anos, conquistaram a Liga Europeia para o Fallonica, numa edição disputada sob a forma de liguilha e que os "dragões" terminaram em segundo.

"Os irmãos Bertolucci, na altura, foram campeões, em Torres Novas, eu estava lá [pelo FC Porto], mas isso vale o que vale. Quando o árbitro apita, quem controlar melhor a ansiedade e tiver inspiração individual pode levar o troféu para casa", disse.

O treinador do Sporting de Tomar, Nuno Lopes, disse que "as expectativas da equipa estão no máximo, para este momento único para o clube e para os emblemas que estão na "final four", e o desejo é o mesmo de sempre, querer ganhar".

"Em 100 anos de história nunca o SC Tomar esteve neste palco e é lógico que nós queremos ficar na historia do clube, apesar de já estarmos, mas logicamente só quem ganhar troféus é que consegue meter o nome no mais alto nível", referiu Nuno Lopes à Lusa.

O treinador antevê um jogo "equilibrado" com o Valongo, tal como a própria "final four", atendendo ao valor das equipas em prova, e, respeitando ao máximo os adversários, acredita que o Sporting de Tomar "pode ser feliz este fim de semana".

"É uma final, independentemente dos resultados anteriores. Quando se tratam de finais são jogos muito próprios, especialmente para os atletas, em que o lado emocional pesa muito nestas alturas. Vai tudo da forma como começa o jogo", disse.

A presente edição da Liga Europeia é marcada pelas ausências do Sporting, FC Porto, Oliveirense, Benfica e Óquei de Barcelos (Portugal), Barcelona, Liceo da Corunha, Noia, Réus e Caldes (Espanha), Saint-Omer (França) e Forte dei Marmi (Itália), em desacordo com o novo formato competitivo.

Os treinadores Edo Bosch e Nuno Lopes desvalorizam a situação, mas admitem que o hóquei em patins está a passar por um pequena crise, quer a nível de clubes quer de seleções, concordando ambos com a necessidade de uma intervenção na modalidade.

"A ausência dos principais nomes do hóquei não abona nada em favor da modalidade, mas a verdade é que está [na Liga Europeia] quem quis estar e, dentro de uns anos, ninguém se vai lembrar se estava A, B ou C. Quem se sagrar campeão será campeão por mérito próprio", defende Edo Bosch.

Para Edo Bosch "existe um problema no hóquei em patins neste momento e, tanto a nível federativo como de clubes, é necessário deixar de olhar para o umbigo e fazer o melhor pela modalidade".

"Sinceramente, todos os que andam no hóquei lamentam quando há divergências e as coisas não terminam da melhor forma. Mas temos que viver o momento, que é nosso", disse Nuno Lopes, desvalorizando a ausência das principais equipas.

Para Nuno Lopes, o clube "passa ao lado da polémica", embora seja um assunto que mereça de todos a "máxima atenção", e aponta que "não é fácil para o Sporting de Tomar voltar a este patamar", pelo que tem que "viver este momento único".

Fonte: Jornal "O Jogo"

Sporting CP - Sub15

Paulo Freitas deixa o Sporting. Quim Paüls e Alejandro Dominguez nos comandos leolinos?


Imagem @ fpp

Convocatória para Centro de Treino Nacional – Sub-19

De acordo com o Plano Anual das Seleções Nacionais, a Federação de Patinagem de Portugal publica a convocatória do 1º Centro de Treino Nacional, da Seleção Nacional de Sub-19 Masculinos de Hóquei em Patins, o qual vai ter lugar no Luso, nos dias 16 e 17 de maio de 2022.

Atletas Convocados:

Sport Lisboa e Benfica (AP Lisboa)
Francisco Pato Machado Fernandes
Diogo José Pernas Rodrigues
Tiago Manuel Barbosa Sanches

Hóquei Clube de Turquel (AP Leiria)
Guilherme Silva Duro

Sporting Clube de Tomar (AP Ribatejo)
João Pedro Rodrigues Inácio

Sporting Clube de Portugal (AP Lisboa)
Filipe Alexandre Ferreira Gomes Rodrigues Martins

Clube Desportivo Paço de Arcos (AP Lisboa)
David Fachadas Fonseca

Futebol Clube do Porto (AP Porto)
Tomás Santos Teixeira
Miguel Filipe Terceiro Henriques
Gonçalo Magalhães de Pinto Santos

União Desportiva Oliveirense (AP Aveiro)
Pedro Miguel Nogueira da Cunha
Paulo Magalhães Pereira

Óquei Clube de Barcelos (AP Minho)
Rodrigo Filipe Marques Monteiro

Selecionador Nacional
Vasco Vaz

Fonte: fpp.pt


Imagem @ Maria João

Galeria - GRF Murches vs AD Oeiras

Novo Espaço NHP... Entrevista a Sofia Sacadura conduzida por José Andrade


Imagem @ Maria João

Galeria - AD Oeiras vs Sport Alenquer e Benfica


Imagem @ fpp

Convocatória para Centro de Treino Nacional – Sub-17

De acordo com o Plano Anual das Seleções Nacionais, a Federação de Patinagem de Portugal publica a convocatória do 1º Centro de Treino Nacional, da Seleção Nacional de Sub-17 Masculinos de Hóquei em Patins, o qual vai ter lugar no Luso nos dias 16 e 17 de maio de 2022.

Atletas Convocados:

Sporting Clube de Portugal (AP Lisboa)
Martim Reis Alexandre Lopes

Sport Lisboa e Benfica (AP Lisboa)
Santiago Elias Gonçalves Honório
Rodrigo Pedroso Boa Alma Preciso
Martim Mateus Vaz Costa

Associação Desportiva de Valongo (AP Porto)
Vítor Bombarda Andrade Oliveira
João Miguel Santeiro Pereira

União Desportiva Oliveirense (AP Aveiro)
Gonçalo Filipe Silva Machado
José Guilherme da Silva Azevedo
Diogo Filipe Sousa Lemos
Afonso Mesquita Mendes Ribeiro
Teodoro Rafael Sousa Nogueira

Hóquei Clube da Mealhada (AP Aveiro)
Tiago Parreira Estarreja

Riba D’Ave Hóquei Clube (AP Minho)
Martim Ivan Monteiro Oliveira

Selecionador Nacional
Nuno Ferrão

Fonte: fpp.pt

Torres Novas: Palácio dos Desportos recebe Final Four da Liga Europeia de Hóquei em Patins

O Palácio dos Desportos, em Torres Novas, vai receber a Final Four da Liga Europeia de Hóquei em Patins, nos dias 14 e 15 de maio.

A atual edição da Liga Europeia vai contar com a participação de duas equipas portuguesas, Sporting Clube de Tomar e A.D. Valongo, e duas equipas italianas, G.S.H. Trissino e GammaInnovationH.Sarzana.

O primeiro jogo, A.D. Valongo x SC Tomar, realiza-se no dia 14 de maio, às 12 horas, seguindo-se o duelo entre as equipas italianas marcado para as 15 horas. A final vai disputar-se no dia 15 a partir das 15 horas.

Os bilhetes para a Final Four da Liga Europeia de Hóquei em Patins já estão à venda nos pontos aderentes Worten e Fnac e online em https://bol.pt/, e a partir de 9 de maio no Palácio dos Desportos e Piscinas Municipais Fernando Cunha, com o preço de 5 euros, para acesso às duas meias finais de 14 de maio, e de 7 euros, para acesso à final de 15 de maio.

Fonte: otemplario.pt

Vencedoras e vencedores das taças em Espanha


Imagem @ fpp

AP Aveiro vence Inter-Regiões Feminino

Terminou ontem, em Sesimbra, a segunda edição do Torneio Inter-Regiões Feminino, com a Associação de Patinagem de Aveiro a sagrar-se vencedora, com um total de 12 pontos.

Durante três dias, seis associações – Lisboa, Setúbal, Leiria, Coimbra, Porto e Aveiro – competiram pelo título, com equipas de atletas nascidas entre 2005 e 2008, num modelo competitivo de campeonato a uma volta.

O torneio integra-se na estratégia de desenvolvimento do Hóquei em Patins Feminino desenvolvida pela Federação de Patinagem de Portugal (FPP) e, segundo o vice-presidente da FPP para o Hóquei em Patins e Hóquei em Linha, Vítor Ferreira, é para continuar: «foi um torneio com sucesso, que segue na linha orientadora da Federação na igualdade de género. Temos feito imenso pelo hóquei feminino e vamos continuar a trabalhar nesse sentido.

Para o presidente da FPP, Luís Sénica, este torneio significa «uma vitória de todos os que se envolvem neste projeto do Hóquei em Patins, neste caso Feminino» que têm «toda a legitimidade e direito de ter estes eventos e estes estímulos e o sonho de perspetivarem uma carreira na modalidade pela qual têm paixão».

«Foram três dias muito interessantes num ambiente excecional, com muita harmonia e fair-play, mas também com muita competitividade e muita vontade de fazer o melhor em pista. Independentemente de quem ganhou, hoje ganham estas seis Associações», disse.

Sénica sublinhou que o Campeonato Feminino de Sub-15 e Sub-19 (a decorrer pela primeira vez em julho) é mais uma iniciativa para fomentar o hóquei em patins feminino: «É mais um passo que acreditamos venha a consolidar ainda mais este trajeto. A Federação tem apoiado muito do ponto de vista financeiro, mas só isso não chega e é preciso irmos à operação.

O presidente da FPP lembrou que «já temos equipas mistas – o que é inédito no contexto federativo e até na Europa que mulheres possam jogar com homens. Tal é permitido até à 2ª Divisão Nacional com três atletas» assim como «na 3ª divisão é permitido uma equipa só de atletas femininas». «Portanto recuperámos este espaço que é um espaço de excelência para revitalizar as regiões e participámos, em Bragança, com uma equipa feminina dos OIST numa competição de rapazes, onde elas estiveram muito bem e deram tudo o que tinham e marcaram presença».

Luís Sénica expressou o desejo que «os clubes percebam aquilo que está a ser organizado neste contexto, no Campeonato Nacional, que percebem pela positiva e de uma forma pedagógica que estamos aqui para desenvolver hóquei, dando o espaço de competição a estas atletas».

Fonte: fpp.pt


Imagem @ João Flores

Rúben Sousa deixa o SC Tomar

“Rubinho” vai deixar o SC Tomar no final da temporada, rumando para a Juventude de Viana que irá representar a partir da próxima época.

Rúben Sousa, de 29 anos, natural de Carvalhos, foi ali que se iniciou na modalidade e fez toda a sua formação. Passaria posteriormente pelo Candelária SC e HC Braga, rumando depois para o OC Barcelos onde esteve durante três épocas (entre 2016 e 2019). Ingressou no SC Tomar na temporada 2019 sendo esta a sua terceira época ao serviço do Clube nabantino. Fecha-se assim o ciclo para “Rubinho” no Clube ribatejano, seguindo agora para o Minho onde vai reencontrar o seu primo Reinaldo Ventura, como técnico da Juventude de Viana.

Fonte: plurisports.com

Equipa dos Marrazes vai disputar liguilha de subida de divisão

SC Leiria e Marrazes cumpre ambição de renascer na competição de hóqueis em patins.

Um ano após de se inscreverem, a equipa segura o segundo lugar da 3.ª divisão nacional.

Final Four da Liga Europeia de Hóquei em Patins em Torres Novas

O Palácio dos Desportos, em Torres Novas, vai receber a final four da Liga Europeia de Hóquei em Patins, nos dias 14 e 15 de maio.

A atual edição da Liga Europeia vai contar com a participação de duas equipas portuguesas, Sporting Clube de Tomar e A.D. Valongo, e duas equipas italianas, G.S.H. Trissino e Gamma Innovation H.Sarzana.

O primeiro jogo, A.D. Valongo x S.C. Tomar, realiza-se no dia 14 de maio, às 12 horas, seguindo-se o duelo entre as equipas italianas marcado para as 15 horas. A final vai disputar-se no dia 15 a partir das 15 horas.

Os bilhetes para a final four da Liga Europeia de Hóquei em Patins já estão à venda nos pontos aderentes Worten e Fnac e online em https://bol.pt/, com o preço de 5 euros, para acesso às duas meias finais de 14 de maio, e de 7 euros, para acesso à final de 15 de maio.

Fonte: rederegional.com


Imagem @ GRF Murches

GRF Murches - Parabéns pela subida à 1ª Divisão


Imagem @ Parede FC

Parede FC garante a manutenção na 1ª Divisão

Foi preciso chegar à derradeira jornada da fase regular para conhecer qual a última equipa a conseguir a manutenção no escalão maior do campeonato nacional.

A última vaga foi preenchida pelo Parede FC que, apesar da derrota hoje frente ao SL Benfica, viu a conjugação de resultados ser-lhe favorável. A AJ Viana/Neivasports e o CD Paço de Arcos são as equipas que já tinham assegurado a manutenção.

AD Sanjoanense, SC Marinhense e HC Turquel descem à II divisão na próxima época.

Resultados | 26ª Jornada

SL Benfica 6 x 1 Parede FC
AJ Viana/NeivaSports 2 x 3 Sporting CP
AD Valongo 4 x 1 CD Paço de Arcos
HC Braga SAD 5 x 2 SC Marinhense
UD Oliveirense/Simoldes 5 x 4 HC Turquel
SC Tomar/IPT 2 x 4 OC Barcelos SAD
AD Sanjoanense 3 x 6 FC Porto/Fidelidade

Fonte: fpp.pt


Imagem @ SL Benfica

“Para nós é fundamental ganhar o jogo”

O Benfica recebe o Parede na 26.ª e última jornada da 1.ª fase do Campeonato Nacional, em partida agendada para as 18h00 de sábado, 7 de maio. Pol Manrubia fez a antevisão ao embate.

"Para nós é fundamental ganhar o jogo, sobretudo para assegurar o 3.º lugar. É muito importante para os play-offs, que temos de encarar da melhor maneira, porque decidem o Campeonato Nacional e é pelo que trabalhamos todo o ano", explicou Pol Manrubia

"No Campeonato português todos podem ganhar a todos. Vai ser um jogo difícil, temos de sair com intensidade e máxima concentração pelos três pontos. Já sabemos como é o Campeonato e a dificuldade destes jogos. Não há superioridade nem inferioridade, é um jogo onde se quer ganhar e conquistar os três pontos, que mete máxima intensidade"

Fonte: plurisports.com


Imagem @ FCP

"Se impusermos o nosso hóquei, vamos trazer os três pontos.”

O FC Porto viaja até São João da Madeira na 26.ª e última jornada da fase regular do Nacional de hóquei em patins, que reserva um encontro com a Sanjoanense (sábado, 18h00, FC Porto TV). No lançamento do encontro, o guarda-redes espanhol Xavier Malián sublinhou que a equipa sanjoanense é “forte a jogar em casa”, mas os Dragões sabem o quão importante é segurar o primeiro lugar: “Queremos muito ser primeiros para termos o fator casa no Play-off”. O FC Porto é líder, com 61 pontos, mais dois do que o Sporting, enquanto a Sanjoanense segue na 12.ª posição, com 16.

Só a vitória interessa
“As expetativas são as de sempre. Vamos à pista da Sanjoanense para ganhar os três pontos e assegurar o primeiro lugar na fase regular, pois é um objetivo que definimos no início da época. Queremos muito ser primeiros para termos o fator casa no Play-off, mas vai ser uma final, pois em caso de vitória eles podem ficar na Primeira Divisão. O pavilhão vai estar cheio, mas vamos lá para fazer o nosso trabalho e trazer os três pontos.”

A Sanjoanense
“É uma equipa forte a jogar em casa e costuma ter sempre muita gente no pavilhão. Tem jogadores experientes e sai muito bem no contra-ataque, jogam com muita raça. Se impusermos o nosso hóquei, vamos trazer os três pontos.”

O foco é só um
“Só pensamos na Sanjoanense e ainda nem sabemos contra quem vamos jogar na primeira eliminatória do Play-off, pois há três possíveis candidatos. O que importa é assegurar o primeiro lugar, pois trabalhámos durante toda a época para isto.”

Fonte: fcporto.pt


Imagem @ RFEP

Deportivo Liceo


Imagem @ AD Sanjoanense

Guerreiras de S. João da Madeira mostraram o poder do norte em Lisboa

Jogou-se ontem no Pavilhão Fidelidade o encontro entre o Sl Benfica e a AD Sanjoanense a contar para a 13ª Jornada.
Raquel Santos iluminou o Benfica na primeira parte e no segundo tempo, Renata Balonas conseguiu trazer o empate a uma bola para o norte.

Também para a 13ª jornada mas no grupo 2 o Arazede empatou com o Vila Boa do Bispo a cinco bolas.

No derbi nortenho e numa noite de empates, o Gulpilhares igualou com o Carvalhos com dois golos para cada lado, jogo em atraso da 10ª jornada do campeonato feminino.

2º Inter-Regiões Feminino em Sesimbra


Arranca hoje a taça do Rei e da Rainha em Lleida (horários de Espanha)


Imagem @ Município da Mealhada

Prova 2 de Apuramento dos Sub-23 decorre este fim de semana

A Prova 2 de apuramento para a Prova 3 do Campeonato Nacional de Sub-23, joga-se este fim de semana, no Pavilhão Municipal Ventosa do Bairro.

A prova vai ser disputada pelos clubes que terminaram a Prova 1 classificados em terceiro lugar, nas respetivas zonas (Norte, Centro e Sul). CD Póvoa, AE Física D e J. Salesiana vão jogar no modelo competitivo de campeonato a uma volta. Os dois primeiros classificados ficam apurados para a Prova 3 – Apuramento de Campeão.

Fonte: fpp.pt

Duelo de fortes emoções

14 e 15 de maio

56ª Euroleague
Com Hockey Sarzana, Hockey Trissino, Associação Desportiva de Valongo e Sporting Clube de Tomar no Palácio dos Desportos em Torres Novas.

FPP Organiza Campeonato Nacional Feminino nos escalões de Sub-15 e Sub-19

Na sequência do plano de desenvolvimento do hóquei feminino, a Federação de Patinagem de Portugal vai organizar o Campeonato Nacional Feminino de Sub-15 e Sub-19. A competição realiza-se em julho, nos fins de semana de 8 a 10 (Sub-15) e 16 a 19 (Sub-19), em local a designar.

A iniciativa tem como principal objetivo fomentar, divulgar e promover o Hóquei em Patins Feminino e é aberta à participação de clubes sediados em território nacional e/ou a um grupo de atletas que possam unir-se sob a égide de um clube da FPP.

Para o Diretor Técnico Nacional, Nuno Ferrão, este passo pretende «estimular a criação de equipas e proporcionar jogos femininos nas etapas mais jovens» uma vez que «vai abranger os quatro escalões etários, dos Sub-13 aos Sub-19, em duas faixas: até aos sub-15 e até aos sub-19».

Desta forma pretende-se «estimular a colaboração entre todos os clubes e estimular os jogos do hóquei feminino sobre a forma de campeonato para valorizar e dar também oportunidade às equipas de serem campeãs nacionais no seu género», explicou Ferrão.

Esta medida pretende também ser «um forte estímulo para os clubes se dedicarem e se motivarem a apostar no Hóquei Feminino, valorizando os resultados e a credibilidade dos jogos femininos perante a sociedade e as várias entidades», concluiu.

Regulamento Sub-19

Regulamento Sub-15

Fonte: fpp.pt

Convocatória para Centro de Treino Nacional – Femininos

De acordo com o Plano Anual das Selecções Nacionais e do Plano de Desenvolvimento do Hóquei Patins Feminino, a Federação de Patinagem de Portugal publica a convocatória das atletas a participar no 1º Centro de Treino Nacional – Femininos – de Hóquei em Patins, o qual vai ter lugar no Pavilhão Municipal de Ventosa de Bairro, nos dias 09 e 10 de maio de 2022.

Atletas Convocadas

Atletas Nascidas até 2002
Associação Académica de Coimbra (AP Coimbra)
Catarina Torres Costa
Clube Académico da Feira (AP Aveiro)
Andreia Filipa Sousa Moreira
Joana da Silva Teixeira
Sport Lisboa e Benfica (AP Lisboa)
Maria Sofia Pinheiro da Silva
Marlene Teixeira Sousa
Maria Celeste Gomes Silva Santos Vieira
Sporting Clube de Portugal (AP Lisboa)
Ana Catarina Jesus Ferreira
Rita Andreia Bessa Batista
Sofia Adriano Moncóvio
Cláudia Susano Vicente

Atletas Nascidas entre 2003 e 2005
Associação Desportiva Sanjoanense (AP Aveiro)
Joana Carvalho Rodrigues
Clube Académico da Feira (AP Aveiro)
Sofia Rocha Sacadura
Clube Atlético Campo Ourique (AP Lisboa)
Carolina Rebelo da Silva Monteiro
Clube Hóquei dos Carvalhos (AP Porto)
Teresa Pereira Morais
Inês Rodrigues Freitas
Sport Lisboa e Benfica (AP Lisboa)
Raquel Botelho dos Santos

Atletas Nascidas em 2006 e 2007
Associação Cultural e Desportiva de Gulpilhares – Hóquei 1944 (AP Porto)
Matilde Lua Oliveira Mesquita
Associação Desportiva de Valongo (AP Porto)
Ana Beatriz Sousa da Silva
Clube Académico de Bragança (AP Porto)
Ana Patrícia Ramos Fernandes
Clube Hóquei dos Carvalhos (AP Porto)
Mariana Pinto Teixeira
Hóquei Clube de Turquel (AP Leiria)
Leonor Neto Coelho
Sport Lisboa e Benfica (AP Lisboa)
Maria Inês Jorge Severino
Astro Stuart Hóquei Clube de Massamá (AP Lisboa)
Inês Andreia Costa Agulhas

Seleccionador Nacional
Hélder Antunes

Fonte: fpp.pt

AD Valongo “B” e UF Entroncamento sobem à 2ª Divisão

As Zonas Norte A e Sul A do CN da III divisão terminaram este fim de semana os respetivos campeonatos, com as equipas da AD Valongo “B” e UF Entroncamento a garantirem a subida ao CN 2ª Divisão.

USC Paredes e SC Leiria e Marrazes vão disputar a fase de apuramento de subida. O CN da III divisão fica concluído, com o fecho das zonas Norte B e Sul B, dia 29 deste mês.

Fonte: fpp.pt

Novo Espaço NHP... Entrevista a Catarina Costa conduzida por José Andrade


Imagem @ Agência NHP

Franco "Tato" Ferruccio será reforço do Tomar na próxima época


Imagem @ fpp.pt

Decisões do CN 1ª Divisão guardadas para a última jornada

O dérbi entre leões e águias fechou, hoje, a 25ª e penúltima jornada do CN 1ª Divisão, com a vitória do Sporting CP por 4-2 (2-0 ao intervalo). A classificação final da fase regular – que vai ditar o emparelhamento para os play-off e também quem garante a manutenção/despromoção – só será desvendada na última jornada do campeonato.

No jogo desta tarde, o Sporting CP entrou mais eficaz o que se traduziu num golo cinco minutos depois do início da partida, por Matias Platero (1-0). Aos 16 minutos, Pablito Alvarez vê o cartão azul e, Ferrant Font não falha a conversão do livre direto, perfazendo o 2-0, resultado que se manteve até ao intervalo.

No segundo tempo, o SL Benfica arriscou mais e, aos dois minutos, beneficiou de um livre direto por cartão azul mostrado a Nolito Romero. Chamado a marcar, Nicolía reduziu para o 2-1. Aos 12 minutos, o mesmo Nicolía restabeleceu a igualdade no marcador, novamente de livre direto, pela 10ª falta cometida pelos leões. O empate durou apenas um minuto, com Ferrant Font a fazer o 3-2 e, a dois minutos do final, João Souto fechou a contagem do jogo, nos 4-2.

Com este resultado, o Sporting CP segurou o segundo lugar na classificação geral e o SL Benfica mantém-se em terceiro.

A classificação final das oito equipas que vão disputar os play-off do Campeonato Nacional da 1ª Divisão – FC Porto/Fidelidade, Sporting CP, SL Benfica, UD Oliveirense/Simoldes, OC Barcelos/SAD, AD Valongo, SC Tomar IPT e HC Braga SAD – será apenas conhecida na próxima semana, após a derradeira jornada da fase regular.

Também os destinos do Parede FC, AD Sanjoanense, SC Marinhense e HC Turquel ficam em suspenso, com as quatro equipas a darem o tudo por tudo na última jornada, na luta pela manutenção na primeira divisão.

Nos restantes jogos, o Parede FC recebeu e venceu a AD Sanjoanense por 6-4, O CD Paço de Arcos perdeu 3-4 com a AJ Viana/Neivasports e o SC Marinhense bateu a AD Valongo por 4-2. HC Turquel e OC Barcelos SAD perderam frente ao HC Braga e UD Oliveirense Simoldes por 2-7 e 1-2, respetivamente e o FC Porto Fidelidade venceu o Tomar/IPT por 7-3.

Fonte: fpp.pt

Obrigado Maria "Peke" Díez

Maria Díez anunciou que dará por terminada a sua carreira como jogadora de hóquei em patins no final da época.

Uma jogadora lendária. Obrigado por tudo, Maria!

Sub-23 terminam fase regular

Terminou ontem a fase regular do Campeonato Nacional de sub-23. No próximo fim de semana arranca a segunda fase de apuramento para a prova 3. CD Póvoa, AE Física D e J. Salesiana – terceiros classificados de cada zona (Norte, Centro e Sul – disputam, no Luso, as últimas duas vagas.

Os dois melhores vão juntar-se a Riba D´Ave, ACD Gulpilhares, SC Tomar/IPT, ACR Santa Cita, FC Alverca e ”Os Corujas” GCC, equipas que garantiram o apuramento direto, depois de se classificarem em primeiro e segundo lugar da zona respectiva.

Almeida considerou que «o Benfica fez um grande jogo» e que as atletas «têm de sair daqui de cabeça bem levantada porque deram tudo em prol do Benfica, em prol da equipa, assim como individualmente e cumpriram tudo o que pedimos, por isso o meu obrigado à equipa».

Fonte: fpp.pt

Hoquei Club Palau - Rainhas da Europa

SL Benfica eliminado nas meias-finais da Taça da Liga Feminina

O SL Benfica está de fora da final da Taça da Liga Feminina depois de perder esta tarde, por 3-2 (1-1 ao intervalo), frente ao HC Palau.

As águias entraram a vencer, com um golo de Marlene Sousa, aos 12 minutos do primeiro tempo, mas a adversária campeã da Europa não baixou os braços e empatou, a cinco minutos do tempo de descanso.

Na segunda metade o Palau adiantou-se no marcador, mas o SL Benfica restabeleceu a igualdade, com golo de Raquel Santos. No entanto, foram as espanholas a marcar o o terceiro golo que conferiu a vitória e a passagem à final da prova.

No final da partida, o técnico Paulo Almeida mostrou-se «muito orgulhoso de tudo o que a minha equipa fez» embora não conseguindo «o objetivo que era de estar amanhã na final». «Disse às minhas jogadoras, no final do jogo, que temos de levantar a cabeça, porque isto também faz parte das carreiras delas, o ganhar e o perder».

Almeida considerou que «o Benfica fez um grande jogo» e que as atletas «têm de sair daqui de cabeça bem levantada porque deram tudo em prol do Benfica, em prol da equipa, assim como individualmente e cumpriram tudo o que pedimos, por isso o meu obrigado à equipa».


Imagem @ Maria João

Galeria - Sport Alenquer e Benfica vs GRF Murches

OC Barcelos recebe Oliveirense em Valença

O OC Barcelos anunciou, nas redes sociais, que vai receber a Oliveirense em Valença. O clube minhoto foi punido com a interdição do pavilhão por dois jogos, na sequência dos desacatos que aconteceram no pavilhão Dr. Salvador Machado, em Oliveira de Azeméis, no jogo da primeira volta.

É, provavelmente, o jogo de maior tensão da próxima jornada, mesmo que exista um Sporting x Benfica. Depois do que aconteceu no encontro da primeira volta, da decisão do Conselho de Justiça da Federação de Patinagem de Portugal e dos protestos levantados pelo OC Barcelos em comunicado e por Rui Neto, no final do jogo com o FC Porto para a meia-final da Taça de Portugal, o encontro entre os dois emblemas está muito inflamado.

Apesar do recurso que os barcelenses apresentaram, a equipa que atualmente está no quarto lugar do campeonato vai jogar em Valença, a partida deste sábado. O jogo tem previsão de casa cheia, sendo que o OC Barcelos anunciou que os menores de 12 anos têm entrada livre, mediante o levantamento de bilhete.

Fonte: zerozero.pt

Final Four Female League Cup

Meia-Final: 16:30 (hora local) - Generali Hoquei Club Palau de Plegamans x Sport Lisboa e Benfica
Meia-Final: 19:30 (hora local) - TeleCable Gijón Hockey Club x Fenie Energia Cerdanyola Club d'Hoquei
FINAL: 18:00 (horário local)

Reinaldo Ventura renova com a Juventude de Viana

Reinaldo Ventura e Juventude de Viana acertaram a renovação para a continuidade do “Rei” à frente da equipa sénior do Clube minhoto.
Depois de confirmada a manutenção da equipa no campeonato nacional da 1.ª divisão, as duas partes anunciaram publicamente a comunhão de interesses para que Reinaldo Ventura continue a comandar a nau de Viana de Castelo. Com o técnico irá manter-se também César Pinheiro como preparador físico na temporada 2022/2023.

Novo Espaço NHP... Entrevista a Lorena Machado conduzida por José Andrade


Imagem @ André castro

As irmãs do hóquei

Óquei Clube de Barcelos - Sub 19

2

WS Europe Cup

De volta a coleção de cromos do hóquei espanhol com as equipas da Parlem OK Liga, OK Liga Iberdrola, OK Liga Plata masculina e a novidade, OK Liga Plata feminina.

Paredes acolhe a Final Four da World Skate Europe Cup 2022

O Multiusos de Paredes vai acolher, este fim de semana, dias 23 e 24 de abril, a Final Four da World Skate Europe Cup 2022.

A competição começa no sábado com as equipas italianas Hockey Club Valdagno SRL SSD e ASD Follonica, pelas 13h00, e com as equipas espanholas Finques Prats Lleida e Club Patín Calafell, pelas 16h00. A grande final está agendada para domingo, às 13h00.

Os bilhetes para a competição podem ser adquiridos por três euros no pavilhão, no sábado, das 10h00 às 17h00, e no domingo, das 10h00 às 15h00. As crianças pagam a partir dos seis anos, informa um comunicado da autarquia.


Imagem @ SL Benfica

Maria Sofia Silva fez a antevisão aos embates.

O Benfica tem duplo desafio no fim de semana de 23 e 24 de abril, a contar para a 11.ª e 12.ª jornadas da 2.ª fase do Campeonato Nacional de hóquei em patins feminino. As águias recebem o CACO, às 20h00 de sábado, no Pavilhão Fidelidade (entrada livre). No domingo, há deslocação ao Pavilhão Municipal de Gulpilhares, para jogar às 17h00. Maria Sofia Silva fez a antevisão aos embates.

"São duas equipas que nesta 2.ª volta do Campeonato Nacional querem terminar na melhor classificação possível, para conseguirem a posição mais vantajosa nos play-offs. O que as distingue é o fator experiência. A equipa do CACO é mais experiente, enquanto o Gulpilhares se apresenta com uma média de idades mais baixa, sendo que o CACO tem sempre como objetivo estar presente nas grandes decisões e o Gulpilhares é um ainda projeto em crescimento e evolução."

"No sábado, jogamos em casa, o que é sempre um fator positivo, não só por conhecermos o Pavilhão, como pela presença e força dos nossos adeptos. Já no domingo, temos uma deslocação fora, o que se pode traduzir em dificuldades acrescidas. Ainda assim, acredito que o apoio dos adeptos vai estar presente, tal como nos têm habituado, mesmo fora de portas."
, realçou.

"O planeamento está feito, já sabíamos de antemão que iria ser dessa forma. Neste sentido, a carga de treinos, a intensidade e a recuperação estão ajustadas, sendo que o Benfica nos proporciona as melhores condições para momentos como este.", finalizou.


Imagem @ zerozero.pt

Veludo está de saída do SC Tomar

Francisco Veludo vai regressar a Itália na próxima temporada. Depois de dois anos no SC Tomar, o guarda-redes de 32 anos, volta a um campeonato onde deu uma excelente imagem, depois das duas temporadas no Vercelli e no Breganze, para representar o Bassano.


Imagem @ Pedro Santos/Record

Caio termina a sua carreira como jogador no final da época.

"Depois de várias semanas a pensar no assunto , a ouvir as pessoas que me estão mais próximas, a pesar os prós e os contras de qualquer que fosse a decisão, decidi que esta será a minha última época como hoquista. São 22 épocas como atleta profissional, 26 títulos conquistados, mas para mim o mais importante, foi o trajecto feito até todos esses feitos…. Todos os momentos de balneário, de viagens, de estágios, as risadas, (algum choro à mistura também),as amizades que ficarão para a vida e acima de tudo o respeito que sinto até aos dias de hoje de todos os clubes que representei… Esse é melhor legado que posso deixar! Sentir que (de todas sem exceção) as camisolas que vesti, todos reconhecem que as vesti com o maior orgulho, dedicação, empenho, profissionalismo e respeito e deixei sempre o melhor de mim em todos os lugares por onde passei…. Não só, mas sobretudo por isso, valeu muito a pena esta viagem. O meu muito obrigado e levo-vos a todos no coração!" - Caio



Imagens @ RFEP

Taça do Rei e da Rainha

Competições a acontecer em Lleida, Espanha de 5 a 8 de maio.


Imagem @ fpp.pt

Convocatória para Centro de Treino da Seleção Nacional de Sub-19 Masculinos

De acordo com o Plano Anual das Seleções Nacionais, a Federação de Patinagem de Portugal publica a convocatória do 1º Centro de treino Zonal, da Seleção Nacional de Sub-19 Masculinos de Hóquei em Patins, o qual vai ter lugar em Alverca e Paredes nos dias 26 e 27 de abril de 2021.

Atletas Convocados:

Dia 26 de abril – Pavilhão do Futebol Clube Alverca
Sport Lisboa e Benfica (AP Lisboa)
Francisco Pato Machado Fernandes
Diogo José Pernas Rodrigues
Tiago Manuel Barbosa Sanches
Pedro Maria de Paiva e Pereira Lopes
Rodrigo Teixeira Sousa
Hóquei Clube de Turquel (AP Leiria)
Guilherme Silva Duro
Lucas Marques Gonçalves
José Miguel Antunes Moreira
Sporting Clube de Tomar (AP Ribatejo)
Ricardo José Parreira Vaz
João Pedro Rodrigues Inácio
Sporting Clube de Portugal (AP Lisboa)
Filipe Alexandre Ferreira Gomes Rodrigues Martins
Clube Desportivo Paço de Arcos (AP Lisboa)
Guilherme João Torres Simões Monteiro
David Fachadas Fonseca

Dia 27 de abril – Pavilhão Municipal de Paredes
Associação Desportiva de Valongo (AP Porto)
Gustavo Manuel Cunha Martins Moço Carvalho
Henrique Oliveira Vigário
Futebol Clube do Porto (AP Porto)
Tomás Santos Teixeira
Miguel Filipe Terceiro Henriques
Gonçalo Magalhães de Pinto Santos
Rafael Filipe Pinto de Abreu Duarte
União Desportiva Oliveirense (AP Aveiro)
Miguel Oliveira Santos
Pedro Miguel Nogueira da Cunha
Vasco Filipe Ramos de Pina Ribeiro
Afonso Rodrigues Pereira
Hoquei Clube Mealhada (AP Aveiro)
Hugo Miguel Santos Pereira
Associação Académica de Espinho (AP Porto)
Rodrigo Brás Fernandes
Associação Desportiva de Barcelos (AP Minho)
Guilherme Salgado Magalhães

Selecionador Nacional
Vasco Vaz

Fonte: fpp.pt

Sarzana conquista a Taça de Itália

O Sarzana venceu na final da Taça de Itália, o Forte di Marmi por 3-2 no prolongamento depois de no final do tempo regulamentar haver um empate a 2 bolas.

Um triunfo que certamente poucos esperariam, mas que se confirmou depois de o Sarzana ter vencido nas meias finais o Lodi e na final a equipa do Forte di Marmi que era a organizadora desta edição da Taça de Itália, com o Sarzana a somar o seu primeiro troféu nesta categoria.

O Forte di Marmi abriu o ativo por Marc Gual, mas até ao intervalo o catalão Joan Galbas conseguiria a reviravolta no marcador com a formação do Sarazana a ir para o descanso a vencer por 1-2.

Xavi Rubio já na etapa complementar empataria a a contenda que se manteve até ao final do tempo regulamentar e seria já no prolongamento que o Sarzana voltaria a marcar e mais uma vez por Joan Galbas (que assinou aí o seu hat trick na partida) resultado que se manteria até ao final do referido prolongamento.

Meias-finais
Hockey Sarzana - Amatori Lodi 7-3
Forte di Marmi - Follonica Hockey 2-1

Final
Forte di Marmi – Hockey Sarzana 2-3 AP (2-2 no final do tempo regulamentar)

Fonte: plurisports.com


Imagem @ fpp.pt

Convocatória para Centro de Treino da Seleção Nacional de Sub-17 Masculinos

De acordo com o Plano Anual das Seleções Nacionais, a Federação de Patinagem de Portugal publica a convocatória do 1º Centro de Treino Zonal, da Seleção Nacional de Sub-17 Masculinos de Hóquei em Patins, o qual vai ter lugar em Alverca e Paredes nos dias 26 e 27 de abril de 2021.

Atletas Convocados:

Dia 26 de abril – Pavilhão do Futebol Clube Alverca
Sporting Clube de Portugal (AP Lisboa)
Miguel Maria Morais Franco
Bernardo Miguel Mota Gregório
Guilherme Morais Mira Lima Caetano
Sport Lisboa e Benfica (AP Lisboa)
Santiago Elias Gonçalves Honório
Rodrigo Pedroso Boa Alma Preciso
Tiago João Pereira Alves
Martim Mateus Vaz Costa
Miguel João Carvalho Alexandre
Gonçalo Marta Henriques
Nuno Miguel Silva Emídio
Hóquei Clube de Turquel (AP Leiria)
Tomás Fialho Vicente
Clube Desportivo Paço de Arcos (AP Lisboa)
Diogo Miguel Alves Bernardes
Miguel Viegas Pereira

Dia 27 de abril – Pavilhão Municipal de Paredes
Associação Desportiva de Valongo (AP Porto)
Vítor Bombarda Andrade
João Miguel Santeiro Pereira
Associação Desportiva de Barcelos (AP Minho)
Simão Ferreira Dantas
Clube Infante Sagres (AP Porto)
Guilherme Maria Santos Castelo Branco
União Desportiva Oliveirense (AP Aveiro)
Gonçalo Filipe Silva Machado
José Guilherme da Silva Azevedo
Diogo Filipe Sousa Lemos
Tomás Aguiar dos Santos
Afonso Mesquita Mendes Ribeiro
Rodrigo Diogo Morais
Teodoro Rafael Sousa Nogueira
Hóquei Clube da Mealhada (AP Aveiro)
Tiago Parreira Estarreja
Riba D’Ave Hóquei Clube (AP Minho)
Martim Ivan Monteiro Oliveira

Selecionador Nacional
Nuno Ferrão

Fonte: fpp.pt


Imagem @ fpp.pt

FPP procede à entrega de material para promover a prática de Hóquei em Patins

No âmbito do Programa Nacional de Desporto para Todos – «Projeto «Sobre Rodas: Mini Hóquei» – a Federação de Patinagem de Portugal (FPP) procedeu à entrega de material para a prática desportiva, aos clubes que se inscreveram a nível nacional.

O projeto da FPP revelou-se um sucesso, com 37 clubes inscritos que, no total, receberam 200 pares de patins, 175 pares de joalheiras, 175 pares de luvas e 30 sticks.

Com esta iniciativa, que se estende também à patinagem de velocidade com o Projeto «Sobre Rodas: Speedy», a FPP pretende promover e desenvolver a prática desportiva das disciplinas da patinagem, contribuindo com material para os clubes.

Fonte: fpp.pt


Imagens @ luisvelasco.es

Força Gonzalo "Nolito" Romero!

Gonzalo Romero desmaiou, após levar com uma bola na cara, mas foi devidamente assistido com o protocolo de urgência e emergência e está consciente, tendo apenas um golpe na face.


Imagens @ luisvelasco.es

Vencedores da Golden Cup

Golden Cup - Corunha


Imagem @ World Skate Europe

World Skate Europe Cup - Final Four


Imagem @ SL Benfica

Benfica e AD Sanjoanense encerram fase de grupos da Liga Europeia com triunfos

Final positivo para as duas equipas lusas presentes na edição 2021/22 da Liga Europeia Feminina. Já apurado para a final four, o Benfica construiu um volumosa vitória frente ao Noisy Le Grand (13-2), enquanto a AD Sanjoanense encerrou a sua participação na prova com um triunfo contra o Roller Matera (8-2).

Marlene Sousa (x4), Catalina Flores (x4), Beatriz Figueiredo (x2), Maria Sofia Silva, Catarina Pedro e Raquel Santos apontaram os golos das águias, que vão defrontar o campeão europeu Palau i Plegamans na meia-final.

Por sua vez, a AD Sanjoanense terminou de forma positiva, tento ficado no quarto posto do Grupo B. Renata Balonas (x4), Joana Rodrigues (x2), Inês Ferreira e Daniela Silva.

A final four desta Liga Europeia vai disputar-se na cidade espanhola de Gijón entre os dias 30 de abril e 1 de maio.

Fonte: zerozero.pt

Seleção Nacional prepara Mundial já em julho

Vai realizar-se, nos dias 4 e 5 de julho, em Sesimbra, um estágio da Seleção Nacional de Seniores, de preparação para o Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, que se realiza em novembro, na Argentina.

Com este estágio, o Selecionador Nacional, Renato Garrido, pretende observar e trabalhar com um leque alargado de atletas.

«Uma vez que este ano não se realiza o Torneio de Montreux, consideramos importante reunir todos os atletas e também conseguir ampliar o leque de seleção. Vamos aproveitar esse momento para trabalharmos juntos e colmatar a ausência do Torneio», explicou.

Fonte: fpp.pt

SC Tomar apurado para a Final Four da Liga Europeia de Clubes

O SC Tomar/IPT venceu por 2-4, na última jornada da Liga Europeia, frente aos franceses do La Vendéene, conseguindo desta forma o apuramento para a Final Four da competição, que se realiza em Torres Novas a 14 e 15 de maio.

Marcaram pela equipa templária Caio (2), Lucas Honório e Tomás Moreira.

Com o segundo lugar do grupo A, o SCT vai defrontar a AD Valongo, numa semifinal em português, uma vez que a equipa nortenha já tinha assegurado o apuramento, classificando-se em primeiro lugar do grupo B.

Trissino e Sarzana são as outras duas equipas finalistas apuradas.

Final Four | Liga Europeia
Meias-finais
14/05/2022 | Trissino x Sarzana
14/05/2022 | AD Valongo x SC Tomar/IPT
Final
15/05/2022

Fonte: fpp.pt

Vencedor da Taça de Portugal

Seleção OIST Feminina Sub-17 participa pela primeira vez no Torneio Inter-Regiões Masculino

Final da Taça de Portugal


Imagem @ ADS

A Capitã da AD Sanjoanense deixa a mensagem

"Vai ser um jogo muito dificil, onde vamos ter que ser muito pacientes e estar muito concentradas para alcançar os primeiros pontos de sempre numa liga europeia feminina. Queremos deixar a nossa marca na europa, e escrever mais uma página de história no clube. Queremos sair da competição da melhor forma, sendo esta também a melhor maneira de agradecermos ao clube por nos ter proporcionado esta experiência internacional!
Pedimos a todos os adeptos que nos venham apoiar, com eles a vitória fica sempre mais perto! É sempre especial jogar com um grande ambiente no Caldeirão!"
"


Imagem @ O Jogo

Nelson Filipe a caminho do HC Braga


Imagem @ SL Benfica

Benfica recebe o CS Noisy Le Grand no Pavilhão Fidelidade, sábado 9 de abril, às 20h30.


Imagem @ FPP

Final Four Taça de Portugal | Antevisão UD Oliveirense x SL Benfica

Às 20h desta sexta-feira, joga-se a segunda semifinal da Final Four da Taça de Portugal, entre a UD Oliveirense/Simoldes e o SL Benfica.


Imagem @ UD Oliveirense

UD Oliveirense prepara a final four da Taça de Portugal


Imagem @ US Coutras

US Coutras


Imagem @ SC Tomar

Liga Europeia - Força SC Tomar


Imagem @ www.diariodecuyo.com.ar

“Lito" Belbruno será o Seleccionador de Angola em San Juan

O Argentino “Lito” belbruno foi convidado para dirigir a Seleção Angolana no Mundial que se irá disputar em Novembro na Argentina, tendo aceite o desafio lançado por Orlando Graça, o Presidente da Federação Angolana.
Um técnico experiente que já dirigiu a selecção da Colômbia nos Mundial de 2011 e do Brasil em 2013 e 2015, e na Argentina tem no seu currículo vários títulos nacionais por alguns dos principais clubes das Pampas.

Fonte: Plurisports.com


Imagem @ FPP

Final Four Taça de Portugal | Antevisão FC Porto x OC Barcelos

A primeira semifinal da Final Four da Taça de Portugal joga-se, na próxima sexta-feira, às 17h. Em rinque, vão estar frente a frente FC Porto/Fidelidade e OC Barcelos SAD.
A Antevisão pelos capitães Reinaldo Garcia e Luís Querido.


Imagem @ ADS

Liga Europeia Feminina - Força ADS


Imagem @ CM Seixal

Final four da Taça de Portugal Feminina

Sexta e Sábado


Imagem @ OCB

Óquei Clube de Barcelos prepara a final four da Taça de Portugal

A equipa fez um treino de adaptação ao Pavilhão Multiusos de Paredes e foi recebida pelo Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Paredes, Renato Almeida


Imagem @ hoquei_crantes

CR Antes


Imagem @ AAC

AA Coimbra


Imagem @ AFArazede

AFA - Amigos da Freguesia de Arazede


Imagem @ FCB

Edu Castro renova até 2024

Convocatória OIST Sub-17 Femininos

O FC Porto líder na pausa da Páscoa


Imagem @ Maria João

Galeria - AD Oeiras vs Maritimo Sport Clube


Imagem @ SL Benfica

Sofia Contreiras partilhou a estratégia da equipa do Benfica para o encontro com o CA Feira, às 18h00 de domingo, 3 de abril, no Pavilhão da Lavandeira.

"O CA Feira é uma equipa muito coesa, que habitualmente utiliza uma defesa fechada e agressiva de forma a recuperar a bola e sair em contra-ataque.
Temos de ter muita concentração e intensidade durante o jogo, cumprindo as indicações do treinador Paulo Almeida para sermos consistentes defensivamente, criar oportunidades de golo e concretizá-las
" - Sofia Contreiras

Dois Quatro


Imagem (c) FC Porto

Reinaldo García renova pelo FC Porto até 2023

44ª edição do Torneio Inter-Regiões

A 44ª edição do Torneio Inter-Regiões em Hóquei em Patins vai realizar-se entre os dias 9 e 12 de abril de 2022 no Pavilhão Municipal de Bragança.
Estarão presentes 12 seleções a representar as associações regionais de patinagem do continente e das ilhas dos Açores e da Madeira.


Imagem @ Maria João

Taça de Portugal - Ad Oeiras vs FC Porto


Imagem @ Catarina Maria

HC Braga na Golden Cup na Corunha


Imagem @ www.facebook.com/ADJVP

Maxim e Yaroslav, dois refugiados em Portugal da guerra na Ucrânia 🇺🇦 e guarda-redes de hóquei no gelo, estão na ADJ Vila Praia para continuar a praticar desporto, tendo escolhido o hóquei em patins pelas semelhanças com o desporto que praticavam no seu país de origem.

Fonte: www.facebook.com/ADJVP


Imagem @ leonino.pt

Nuno Pinto confiante e satisfeito com a exibição leonina.


Imagem @ Fedra Mourmouri/La Voz de Galicia

Aos 37 anos Jordi Adroher vai ser reforço da Oliveirense.

Parabéns Miquel "Miki" Grau pelo 22º aniversário!


Imagem @ www.plurisports.com

Paredes vai receber a Final 4 da WSE Cup


@ https://www.instagram.com/bernardofmendes12

Grande exibição de Bernardo Mendes trava FC Porto


@ https://www.instagram.com/modalidadesslb

Derbi lisboeta a sorrir para as águias


@ https://www.facebook.com/adshoquei.oficial

AD Sanjoanense foram aos Carvalhos buscar a vitória desejada






Arquivo Fenther

fenther@gmail.com noticias.hoquei.em.patins@gmail.com


Arquivo NHP